História Meu Passado No Meu Presente - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abandono, Amor, Assuntos Polêmicos, Caos, Casos, Filho, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Pais, Passado, Presente, Recomeço, Romance, Trauma, Vida, Yaoi
Visualizações 83
Palavras 618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi, tudo bom?

Então, quem me segue deve saber que dei uma pausa bem longa por estar em hiatos e num bloqueio mental danado. Depois de escutar quinze mil músicas e me sentir atazanada pela minha mente, querendo trabalhar em algum ''material yaoi'' pensei nessa história e já tenho alguns capítulos preparados.
Levem em conta que recém saí do hiatos e estou me arriscando escrevendo essa história, então me falem bastante do que acham da história, independente de ser positivo ou negativo para mim ou para você, leitor.

(neném Kihyun na foto do cap)

Desfrutem da leitura, me esforcei bastante! rsrsrs

Qualquer errinho de gramática, perdoa tá?

Capítulo 1 - Prologue


Fanfic / Fanfiction Meu Passado No Meu Presente - Capítulo 1 - Prologue

    — Kihyun —  chamei olhando aquele estranho de máscara secando nós dois do outro lado do parque — Venha! — falei mais sério, olhando a criança no baloiço.

 

    Meu filho, de ideias fixas como era, me deu a língua e correu para outro canto do parque, a este momento eu já caminhava na areia granulada do parquinho afim de pegar minha criança e a levar para fora dali — aquele cara de máscara e roupas casuais estava me amedrontando.

    O de cabelos bagunçados e escuros passou por mim correndo e eu peguei em seu moletom largo de cor amarela, que o fez parar de correr e olhar emburrado. 

 

    — Appa, quero brincar mais. — declarou e eu desviei meu olhar para o homem, que caminhava para um sitio que nos via melhor, visto que estávamos atrás de um brinquedo. 

 

    — Hyunnie, vamos comer um doce em casa, huh? Tenho uma surpresa para você, querido. — sorri confortante e ele abriu seu sorriso largo que fazia seu olhos amendoados fecharem levemente. 

 

    Ele pediu colo sorrindo e eu me baixei, o pegando e andando com ele no colo até outro ponto do parque, onde havia deixado o carro. Em vários momentos dava curvas e olhava em volta, percebendo que aquele homem nos seguia de longe. O que raios queria ele? Não sou rico, minha família é de classe média, sou pai solteiro e não me envolvo em brigas desde meu colegial. 

    Abri a porta do carro e entrei junto do menor que me observava atento, eu sempre o colocava no carro fora do veiculo, sempre incentivava a fazer as coisas sozinho, com minha supervisão, então, sentir minhas mãos rápidas colocando o cinto de segurança e ajeitando sua roupa para que não o incomodasse, era estranho até para mim. 

 

    — Appa? — o olhei e vi seus olhos cravados no homem que estava encostado a um poste com as mãos nos bolsos. — Porque ele nos seguiu? — meu filho havia notado, suspirei, ele sempre notava as coisas. 

 

    — Ele achou você bonito, filho. Por isso nos seguiu — no fundo eu rezava que tivesse haver comigo e não com minha criança. 

 

    Saí do carro, não fazendo contato visual com aquele doido e dei a volta no carro, entrando no lugar de condutor e dando avanço, saindo dali rapidamente. 

 

    

 

    — Talvez fosse um daqueles tarados dos parques. — coçou a nuca. 

 

    Logo após sair do parque e me certificar que ninguém me seguia, liguei para meu melhor amigo, Yoongi, e pedi para nos encontrarmos em algum lugar, rapidamente, ele entendeu minha urgência e disse para ir a sua casa. Entretanto deixei Kihyun comendo alguns doces e assistindo tv, enquanto eu e o dono da casa conversávamos. 

 

    — Não sei, ele não parecia um — olhei para a água gelada no meu copo — ele tinha um olhar tão sério e parecia nos estudar. 

 

    — Jimin — coçou a garganta e olhou para mim nos olhos, me arrepiei — Eu ouvi falar numa boate que Jungkook voltou, talvez fosse ele… — nesse momento minha mente nublou e eu já bebia água para me acalmar. 

 

    — Não. — murmurei negando com a cabeça, não poderia ter a ver — Sabe, se ele realmente voltou, ele não irá me reconhecer e ele não sabe de nada do que aconteceu depois daquele dia. 

 

    — Jimin, você sabe que… — o cortei. 

 

    — Que ele irá acabar me vendo em algum momento, sim eu sei. Mas, ele não conhece ele — olhei para a criança que assistia atenta animais coloridos na televisão — e ele deve ter outro intuito para ter voltado a essa cidade. 

 

    — Chim — pegou em minha mão me reconfortando — eu passei aqueles momentos com você e te ajudo sempre, te apoio mais que ninguém, então eu estou do seu lado. Se por acaso acontecer algo, você sabe que eu estarei aqui.

 

    — Eu sei, Yoon — sorri. 

 

 

 


Notas Finais


O que acharam?
Amanhã publicarei mais um capitulo.

Gente, o carro do Jimin vai aparecer algumas vezes, então pra quem se interessar na imagem dele: ele é um Honda CR-V (google imagens: Honda CR-V car grey) se não me engano é de 2017, era só isso mesmo kkkk

Fiquem bem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...