1. Spirit Fanfics >
  2. Meu patrão - Nosh >
  3. Evidenciar

História Meu patrão - Nosh - Capítulo 41


Escrita por:


Notas do Autor


NOSH IS BACK BABYYY

E o tão esperado Josh passivo também, mas é a última vez🚩

Capítulo 41 - Evidenciar


Fanfic / Fanfiction Meu patrão - Nosh - Capítulo 41 - Evidenciar

Ponto de vista Josh


N: Se decida logo.

Noah Jacob Urrra você me paga. Mas tudo bem, primeiro ele me come depois eu me vingo, nem vai doer muito... Mentira, o pau dele não é tão pequeno assim.

N: Josh?

—Eu aceito, agora... –Me ajoelho. –Noah Urrea bote a minha aliança e coma meu cu.

N: JOSH! 

Rimos descontraídos, pego a aliança e coloco em seu dedo.

N: Parece que foi ontem quando você me intimidava e me perguntou se eu queria ser seu sugar baby...

—Realmente, pior decisão da minha vida...

N: Ah é?

—Claro que não, eu te amo mais que tudo; Jacob.

N: Ownn.

Abraço ele, sentir sua pele em contato com a minha, seu peitoral com o meu...

N: Me beija?

Sorrio chegando perto, nossas línguas se encontram, uma dança divertida entre nós, eu comandando como sempre, isso é tão extasiante... Gostoso.

N: Acho que ta bom, tem umas pessoas nos olhando...

—Foda-se todos, só quero você.

N: Mas ja que finalmente estamos noivos podemos ir para o hotel.

—Que merda, aqui tinha um vento massa.

N: Acho que vamos precisar do ar condicionado.

—Eh... Quem sabe.

N: E ai?

—Vamos logo antes que venham pedir fotos.

Vejo eles se aproximando devagar, umas cinco pessoas, de boné, short, sem camisa...

N: É impressão minha ou...

—Noah vem. CORRE NOAH.

O desespero foi tão grande que saímos correndo desesperados, um do lado do outro, quando olho para trás eles correndo atrás da gente.

N: Josh... O que... Vamos fazer?

—Pela cidade, vem.

Entramos em um beco, corremos, entramos pela esquerda.

N: E agora? A saída vai para praia de novo.

—Vamos para a praia então.

Vamos ate lá, corremos, ate ver um policial.

—Moço, socorro!

P: Que?

N: Ele não fala em inglês.

—Tinha que ser.

Pego o celular e abro o tradutor rápido. Mostro a ele "Precisamos de ajuda, aquelas pessoas estavam correndo querendo nos alcançar". Ele pega meu celular e escreve para a gente manter a calma. COMO EU VOU FICAR CALMO SEU INFELIZ ELES QUEREM NOS ASSALTAR OU MATAR, SEI LÁ. Ligo para a Any.

{A: Oi Josh.

J: ANY SOCORRO, AQUI NA PRAIA, RÁPIDO.

A: O QUE FOI? EM QUAL PRAIA?

J: NÃO SEI.

A: AI VOCÊ ME COMPLICA.}

Noah faz sinal para a gente se acalmar.

N: Moço, nome da praia, NOME.

P: Ah nome, Guarujá.

{A: Eu ouvi Josh, estou indo para ai, me esperem.}

Vejo os homens estranhos nos olharem de longe, tento regular a respiração.

N: Eu nunca pensei que depois de te pedir em casamento isso iria acontecer.

—Eu que te pedi.

N: Vai começar?

*

—Obrigado Any, sério fiquei com muito medo.

A: Nunca pensei que ouviria você dizer isso.

—Blá blá blá.

Ela me abraça, aperto retribuindo.

A: Qualquer coisa me liga.

N: Any, obrigado também.

A: De nada Noah, agora eu vou lá, fiquem bem.

Entramos no elevador do hotel e Any vai embora.

N: E tudo isso em um só dia.

Puxo Noah para meus braço e beijo sua testa suada... Eww inclusive.

—Fiquei com medo de algo acontecer.

N: Acho que somos bem protegidos na verdade.

—Só quero tomar um banho e dormir.

N: Não ta afim de mais nada?

Puts, prometi dar o cu para ele, mas posso adiar pelo menos.

—Hoje não baby...

Noah pega no meu pescoço me encostando na parede.

N: Eu sei que você só quer me enrolar, mas baby... –Chega perto do meu ouvido. –Eu não vou cair nessa, hoje seu corpo é meu.

Meus pelos sobem, perco o ar por segundos sentindo borboletas no estômago.

—Não conhecia esse seu lado Urrea.

N: Mas agora vai conhecer.

Ele me puxa para dentro do quarto assim que o elevador abre.

—Amor... Vamos com mais calma?

N: Ajoelha.

Noah fala tirando o cinto, nunca pensei que iria me submeter a isso, obedeço ele ficando de joelhos com um rosto duvidoso, desafiando ele com o olhar enquanto ele passa a língua entre os dentes.

—Ja estou ajoelhado Urrea...

N: Fica caladinho que quem manda aqui sou eu.

Perigoso. Aprendeu comigo claro. Noah tira seu membro meio duro e bate na minha cara com força, o odor forte de seu membro faz isso ficar mais interessante. Ele continua batendo, lado direito, esquerdo, passa a glande entre meus lábios mas não chupo.

N: Melhor abrir a boca.

—Ou o que?

Vamos ver ate onde ele vai aguentar.

N: Última chance.

Faço que não com a cabeça e Jacob parece me comer com os olhos.

N: Okay então, vamos comecar a jogar.


Ponto de vista Noah


Josh acha mesmo que não sou capaz de fazer ele sofrer e sentir prazer? Pois vou mostrar quem é Noah Jacob Urrea. Pego em seu pescoço novamento o fazendo se levantar e o viro, encostando seu corpo no meu.

—Ta muito teimoso, merece uma punição.

J: Pode fazer o que quiser comigo, mas se lembre que depois eu me vingo...

—Mandei você abrir a boca Joshy?

J: Não.

—Então fica quieto.

Retiro sua blusa fina e o deixo deitado na cama. Termino de tirar minha calça e pego o cinto, ele vai servir.

—Fica de quatro.

Josh segue minhas instruções, eu gosto na bunda dele. deixo seu tronco apoiado na cama apenas com suas nádegas impinadas e pego suas mãos para trás.

—Ja que não me obedeceu por bem, vai me obedecer por mal.

Pego o cinto dando um nó em seus punhos com um pouco de "corda" para eu segurar. Com minha outra mão puxo seu short junto com a cueca, Josh impinado é uma tentação.

—Wow...

Coloco dois dedos ao lado de sua boca para o mesmo lubrificar, e ele lambe tentadoramente, me fazendo estremecer. Após estar lubrificados suficientes coloco um em seu interior, ele não emite nenhum barulho, mas ouço uma leve respirada de desconforto. Tento outro mas ele fica tenso.

—Joshy, relaxa, é melhor.

Tento novamente conseguindo, ele se contorce, vai ser um pouco difícil. Retiro meus dedos voltando para sua frente, entrelaço meus dedos em seus cabelos cacheados.

—Chupa.

Beuachamp faz a cara de santa puta e finalmente coloca na boca, chupando da metade ate a cabecinha depois colocando mais na boca. Como isso é bom, puta que pariu... Reviro meus olhos... Que garoto dos sonhos. Meu garoto. Aproveitamos mais uns minutos nesse momento ate achar que ja esta bom, se chupar mais fica fino.

—Posso tentar agora?

J: Por que esta me perguntando? Não tem segurança no que faz?

Ah Joshua, você não disse isso, agora que eu vou acabar com você. Vou para atrás dele, pego o cinto puxando seus braços mais para trás. E sem pensar duas vezes...

J: OOHH... POHA... NOAH!

—Calado Beuachamp, não mandei você falar.

Ja começo a me movimentar dentro dele que lateja com dor. 

—Como sou bonzinho vou lhe dar um tempinho.

J: Eu vou... Te pegar Urrea.

Tiro e estoco de vez fazendo Josh berrar.

—Repete.

Ele permanece calado.

—Muito bem. Aprendeu direitinho.

Massageio suas costas, esta suado. Em um minuto começo a me mover dentro dele, devagar, ele da uma rebolada exibindo confiança, ja que se acha confiante, entro forte, saio devagar e entro de novo.

J: Arrhh... Uhr...

Ouvir Josh gemendo baixinho da tanto tesão... Sua entrada piscando toda vez que entro ou saio... Ta simplesmente perfeito.

J: N-Noah... Arrhh...

Melhor mudar de posição, tiro o cinto dos seus punhos e jogo longe. Viro seu corpo o fazendo olhar nos meus olhos. O loiro abre suas pernas e eu fico entre elas, chego perto, encostamos lábios, um beijo rápido de puro desejo. O mais alto entrelaça as pernas em minhas cinturas e começo a penetrar ele.

J: Ownn... Puts...

Agora sim esta perfeito, ele gemendo baixinho em meu ouvido, o suor deixando tudo mais quente, o ar condicionado não tomando de conta... Eu desejando ele, Josh me desejando... Nós nos desejando.

—Joshyy... Baby...

Gozo dentro dele, uma calor e prazer intenso me dominam... Desabo em cima do Josh.

J: Ah eu quero mais.

Ele muda as posições, eu sentado na beira da cama e Josh logo começa a sentar em mim. Nem me deixa brochar... Caralho que delícia.

—Ta devagar hein Josh.

Ele acelera, quicando mais rápido e forte, pareço sentir ele tremer.

J: Poha... AAWNNN... N-Noahh...

Só vejo seu esperma sujando o tapete e o chão por completo. —Ahh.. Ufa... Terminamos?

Acho que ele se esqueceu de algo, eu fiquei com tesão de novo.

—Ainda estou duro amor... E você vai me satisfazer.

Pego seu corpo pesado o virando e levando ele no meu colo ate encostar na parece, fico entre suas pernas novamento e posiciono meu pau ate entrar nele de novo.

J: Uhnn... Vai Noah...

Seu pedido é uma ordem. Entro sem dó, ele vai ficar arrombado depois de hoje... Seu interior ja parece me receber com meus facilidade, e ao mesmo tempo é apertado. Minha porra dentro dele melhorou tudo. Estoco tão forte que Josh parece saltitar na parede. E geme de tesão. E o suor pinga. E eu sinto chegar ao meu clímax...

—Joshyy... Caralho...

Mais jatos quentes invadem Josh. Pego ele com o resto das minhas forças e nos jogo na cama.

J: Fiquei duro de novo...

—E vamos ficar nessa para sempre?

J: Tudo bem, não tem problema. 

Beauchamp me olha com satisfação, acha que não vou conseguir fazer ele gozar.

—Deita na cama com as penas abertas.

Joshua me obedece, chego perto, o gozo ja tava saindo dele então melo os dedos com ele e penetro Kyle de novo, três dedos. Aproveito para chupar seu membro duro, como isso é bom... 

J: Noahhh... Uhr...

Ele pressiona minha cabeça contra seu mebro e goza, lá na minha garganta. Retiro meus dedos e após engolir tudo tiro seu membro de minha boca.

—Ainda achar que sou ruim como ativo?

J: Eu diria aceitável.

—Sei que você amou ser minha putinha.

J: De onde você tirou isso?

—Pelo tanto que gemeu e gozou... Acho que é explicável.

J: Vamos tomar um banho? To expelindo seu esperma.

Riu dele com nojo de si mesmo.

—Vamos... Daddy.


Notas Finais


O que acharam?

E gente...
A minha fanfic Noaley foi excluída por ódio explícito e sla o que, (fiquei muito triste e afins ate pq ja é a segunda fanfic que perco) não estranhem e taquem fogo no spirit🔥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...