1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Pé de Tangerina >
  3. Capitulo único

História Meu Pé de Tangerina - Capítulo 1


Escrita por: juremaraujo

Capítulo 1 - Capitulo único


Fanfic / Fanfiction Meu Pé de Tangerina - Capítulo 1 - Capitulo único

Meu pé de tangerina

Lembro da minha infância em  uma exposição agropecuária na minha cidade. Eu havia conhecido essa laranja que de muito longe se sente o seu aroma agradável.
Dizem que ela é a mexeriqueira pois ninguém a come escondido por ser tão convidativa a saborear esta fruta maravilhosa.
Isso foi em minha juventude e saindo dessa cidade eu me perdi dessa fruta que ficou para sempre em meu olfato e paladar.
Depois de muitos anos passados vim reencontrar com a minha fruta preferida, a tangerina. 
Uma laranja de gomos pequenos mais muito gostosa e nutritiva pelas numerosas vitaminas encontradas nela.
Aproveitando,  trouxe para casa uma boa quantia para me desfrutar dos tantos tempos que não a tinha comido.
E então pensei, nunca mais vou me separar dessa fruta tão cheirosa e gostosa e resolvi plantar uma semente na área da minha casa.
Pra mim foi a maior alegria quando aquela sementinha germinou e brotou da terra. Alegre, eu chamei as crianças para verem a minha plantinha crescendo.
Todo o dia cedo eu levantava cedo para ver a minha sementinha se transformando pouco a pouco.
Depois de um ano ela já tinha aproximadamente um metro de comprimento.
Eu a saudava, bom dia minha plantinha linda e ela parecia me ouvir.
Sua folhas eram verde musgo e verde claro. O  perfume de suas folhas eram tal qual a da fruta dela.
Os anos iam se passando e ela cada vez mais bonita.
Os pássaros vinham cantar em seus galhos e ali eles faziam seus ninhos e davam vida a outros pássaros.
Para mim era a maior felicidade ver a minha laranjeira todo dia ao acordar.
Eu gostava de  cheirar suas folhas e para retirar do galho uma folhinha eu pedia licença a ela.
A mim era como se a fosse maltratar,  mais parece que ela ficava feliz.
Para mim ela era como se fosse da familia. Eu sei que era apenas uma planta, mais eu fui a responsável por ela desde a sua germinação e o seu desenvolver dia a dia.
Nem os espinhos dela me incomodava.  Eu a amava!
Lembro da primeira sombra que ela fez, e admirava suas folhas com o balançar dos ventos
Eu sabia quando ela estava triste, as suas folhas murchavam, então eu jogava agua para reviver a minha plantinha.
Quando eu ia para o trabalho eu falava baixinho, eu já vou trabalhar e tirava uma  folhinha para ir cheirando. E sempre  eu dizia a ela o quanto ela era linda.
Bem, passaram -se dez anos e ela nunca floresceu, por mais que eu cuidasse dela.
Os anos iam acrescentando e a minha plantinha nunca me deu um fruto sequer.
Percebi que o espaço era pequeno pra ela se desenvolver.
Suas raízes engrossaram e foi quebrando o piso da área da minha casa.
Ai veio a triste decisão.  Precisava tira-la dali. Meu coração ficou em prantos e eu dizia não, não, não quero que a tirem, ela é minha alegria.
Um dia quando eu voltava de um passeio pela cidade tanto foi o meu espanto
Minha plantinha estava jogada ao chão sem vida, nada mais podia se fazer. Ela estava ali como se estivesse me esperando para me dar o ultimo adeus.
Os pássaros se foram  pq não havia mais a nossa amiga para lhes darem espaço para botar seus ovinhos.
Hoje ja não se ouve mais o cantar dos passarinhos e já não sinto vontade de admirar o belo porque com ela se foi meu desejo de sentar ao lado da minha janela, para observar a minha amiga laranjeira.
Hoje recordo com tristeza cada momento que vivi com ela, vendo suas folhas balancar, pareciamdancar pra me fazer feliz e a cada pensamento da uma vontade louca de chorar.
Com ela se foram meu riso, meu olfato, meu tato e a minha vontade de plantar. Porque não sei se um dia alguém virá arrancar mais uma vez o meu sonho de ter uma plantinha , só para mim.
FIM
Jurema de Araújo Bastos 


Notas Finais


Curtam meu trabalho para o incentivo a escrita.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...