1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Pecado (Kim NamjoonMin Yoon-gi) >
  3. Aliado?

História Meu Pecado (Kim NamjoonMin Yoon-gi) - Capítulo 23


Escrita por: VoltCelly

Notas do Autor


Olá!
Espero que estejam a ter uma boa semana.
Para melhorar esta Quarta-Feira trago um novo capítulo.
Boa leitura!

Capítulo 23 - Aliado?


Fanfic / Fanfiction Meu Pecado (Kim NamjoonMin Yoon-gi) - Capítulo 23 - Aliado?

 

~Min Yoon-gi~ 

Não acredito no que estou a ver, outro homem está a tocar no que me pertence e com que direito ele faz isso?  

E o Namjoon está a permitir, pior é que ele se lembra bem dele e o considera como próximo, ambos tem mais história do que eu o RM, mas eu o amo com todo o meu ser e não o abandonaria! 

“Tenho saudades”?!  

Eu dei um passo para trás não acreditando no que eu estava a ouvir e comecei a choramingar. O Jimin veio em meu auxílio e me abraçou. 

 -Okay conheces meu irmão, mas desapareceste há muito mais tempo que podemos imaginar e agora vens declarar teu amor pelo Namjoon? Já é demais! - Começou o Taehyung que se aproximou dos dois e afastou o Namjoon e se colocou entre eles. - Como acordamos o Jungkook? 

Alguém que ainda estava com a sanidade no lugar! 

Agradeci ao Taehyung com o meu olhar e ele entendeu. 

O Jin suspirou. 

 -Quando vão entender que não sou o inimigo aqui? - Perguntou-nos o Jin esgotado. 

 -Deixaste a pessoa que podia acordar o Jungkook fugir! - Berrou o Jimin em desespero e eu entendia sua dor. 

 -Além que foste tu que abandonaste o Namjoon por todo este tempo! Quando ele precisou onde estiveste?! Agora que ele tinha amigos que apareceste?! - Berrei logo em seguida ao Jimin. 

O Namjoon não se movia, suas mãos estavam fechadas e ele apertava com força até escorrer seu próprio sangue pela força que usara. 

 -Min Yoon-gi! Ele ainda é alguém a mim, vocês são só... Anjos... Eu irei trazer o meu irmão... - Respondeu-me. 

Por alguma razão sua voz parecia tremer como senão tivesse bem a certeza do que estava a dizer, como tivesse duvidas daquilo que falava. 

 -Namjoon...! - Exclamei e ouvi o Jimin o fazer junto a mim. 

 -A mim me parece que ele não vos considera nada no fim das contas. Anjos melhor se afastarem dos negócios que não vos pertencem... Certo meu Joonie? - Ouvi o Jin. 

 -Isto é assunto meu sim! Afinal envolve a pessoa que eu amo e não a abandonarei! - Falou o Jimin em resposta. 

O tal de Jin suspirou bem fundo, mas não parecendo ainda derrotado. 

 -Ouçam, é o melhor para todos vocês ficarem distantes, o Joonie tem sua missão, vocês podem ficar do lado dele sem decair a fantoches? Jimin... certo? Achas que podes trazer o Jungkook de volta? Terás de lutar para ter respostas e sendo um Anjo que deve ser puro irás alertar muitos outros e pôr todos vocês em perigo para nada. Yoon-gi, podes amar ele agora, é alguém e um ser novo, uma novidade para ti, uma amizade confundida e nublada. Taehyung, irás fazer teus dois irmãos sofrerem e ficares do lado dos Anjos? - Falou o Jin seriamente para nós e dando um passo grande para ficar mais perto de nós ao falar. 

Bem... não queria admitir, mas algumas coisas doíam, afinal era meio que verdade..., Mas não tudo. 

 -Posso não ajudar diretamente na missão dele, mas posso o camuflar e ajudar assim indiretamente! - Falei determinado. 

Ele me olhou confiante. 

 -E se o apanharem? E mesmo que seja indiretamente estarás a machucar outras pessoas, achas que não irás mesmo decair? - Respondeu-me. 

 -Eu.... Mas ainda assim eu sei que o que sinto por ele é amor, não uma espécie de novidade. Claro que o vejo como amigo, mas como melhor amigo e um amor também! Isso não podes me tirar e fazer duvidar! - Berrei. 

Ele chegou mais perto e pousou uma mão no meu ombro, o Namjoon finalmente se virara para nós, mas sem uma expressão em seu rosto, ele... não sentia nada por mim... 

 -Acho que tens a tua resposta. Vais esperar por quem nem te vê como um amigo? Que te vê como... um ser a ser abatido? Quando encontrares uma resposta para remover a maldição, pelo menos a parte que te compete, poderemos falar. - Falou-me ao ouvido. 

Em prantos deixei-me cair no chão num choro silencioso. 

O Jimin protetor comigo o empurrou fazendo-o afastar-se de mim e se colocando entre nós. 

 -E queres que faça o que? Que me deixe ficar e render assim? Se amamos queremos fazer a pessoa sorrir e estar bem certo? - Ouvi do Jimin. 

 -Tudo bem o amares, mas irás te pôr em risco e em perigo, se o Jungkook acordasse e visse isso iria se culpar para sempre, onde assim ele iria sorrir como esperas? Ele tem dois irmãos que o amam, eles irão o acordar sem precisar de ti e provavelmente após tanto ele pode nem se lembrar de ti, ou com um simples feitiço ele nem saberá quem és tu. - Declarou o Jin. 

O Jimin ficou calado em derrota total. 

Embora não quiséssemos admitir, ele tinha razão, estávamos a querer agir precipitadamente e sem pensar nas consequências dos nossos atos como se fossemos simples crianças. 

 -Se pensas que a mim me podes deitar a baixo assim não vais, afinal não fiz nada de errado, amo meus dois irmãos, sou um ser comum, é natural que possa querer amigos, não faz diferença a sua raça. Meus irmãos podem não entender ou não querer o fazer, mas no final a escolha é minha não deles, o que faço não os irás prejudicar. Eles os dois são Anjos, dois amigos também. Está na altura de levantar as barreiras. Queres ser amigo do Namjoon certo? Mas dado ao teu clã não deves o ser, então assim sendo estás a quebrar as próprias regras. Então porque chamar-nos a atenção? Porque isto agora de repente? - Questionava o Taehyung sem nem quase respirar. 

Ele tentava o encurralar com as suas perguntas, mas ele não iria ser afetado. 

 -És mesmo irmão do Joonie. Tens mais força que estes dois aqui. - Falou apontado para nós e voltou em seguida para o Taehyung. -Tens razão eu não posso nem ser amigo do Joonie mesmo querendo, eu o amo e não devo ceder a esse desejo, mas é mais forte que eu, por isso que quero o mesmo que todos vocês. Sermos livres. Ter poder para mim não significa nada. Queria ver se vocês tinham a força para ir contra tudo, mas não tem, então lamento informar, não irão cumprir o vosso desejo.  

O Namjoon correu para perto do Jin e lhe pegou na mão. 

 -Vamos continuar sempre amigos, não te afastes de mim por simples regras, regras existem para serem quebradas em primeiro lugar! E como queres que seja amigo deles mesmo? Só preciso de ti, dos meus irmãos e do meu pai morto, trazer os demónios para a Terra e levar os humanos para o Inferno. - Ouvi do Namjoon. 

O Jin apertava a mão do Namjoon e mexia no cabelo dele. 

 -Podes vir a arrepender.... - Avisou o Jin para o Namjoon. 

 -Como acordo o meu irmão?! - Perguntou o RM. 

O Jimin logo ficou atento também. 

 -Mais tarde irás saber, irei atrair aquele homem e o podes levar e fazer o que quiseres. - Declarou o Jin. 

O Namjoon ao fim de algum tempo finalmente deitara lágrimas, ele devia estar feliz e aliviado por puder trazer o seu irmão de volta por fim. 

 -Isso é ótimo! Certo Namjoon?! - Falou o Taehyung feliz e agarrando a mão do irmão e o puxando para um abraço com um enorme sorriso. 

 -É maravilhoso! Finalmente poderemos estar os três juntos de novo! - Festejava o Namjoon. -Vamos preparar tudo para o receber!  

Num instante sem me dar tempo para processar tudo, o Namjoon abraçou o Jin fortemente e com um largo sorriso. 

 -Sendo assim preciso te agradecer... Jin.... - Falou o Taehyung rendendo-se. 

Todos ficavam aos poucos do lado do Jin. Afinal ele tinha um bom jeito com as palavras, confiante e sabia o que se passava e como resolver, estávamos em diferentes patamares. 

 -Até mais Jin! - Despediu-se o Namjoon ignorando a mim e ao Jimin. 

Ele preparava-se para voar quando o impedi agarrando sua mão. 

 -Estiveste a maioria do tempo em silêncio. Concordas com tudo? Ele é realmente especial para ti? O Jimin não é teu amigo? E eu? Não... Não sentes mesmo nada ao estares comigo? - Perguntava em desespero. 

Ele afastou a sua mão de mim. 

 -Todos os momentos que tive com vocês é como um branco em mim, lembro de tudo, mas não sinto nada por isso, nem sei como eram os sentimentos antes ao estar com vocês, mas agora é puro nojo. - Respondeu-me. 

Logo larguei a mão dele deixando cair uma outra lágrima. 

 -Irá ficar tudo bem. - Foi o que percebi pelos lábios do Taehyung e confirmei com a cabeça de forma hesitante. 

Era doloroso ser ignorado e deixado para trás desta forma pela pessoa que eu amo. 

 -Jin... no dia que tudo explodia... Foste tu? - Perguntou o Namjoon do nada. 

O Jin sorriu-lhe. 

Do que eles estavam a falar? Explosão? Houve uma? 

O Jin depois levou um dedo até perto da sua boca como se fizesse um “Shhhh” para ele e piscou um olho. 

 -Às vezes melhor não falar sobre o assunto. Na altura agradeceste-me e mesmo que agora não entendas isso, vais agradecer depois. - Afirmou o Jin. 

 -Então porque não percebi seres tu? - Perguntou o Namjoon. 

Ele deu de ombros. 

 -Lamento relembrar-te, mas nunca me irás sentir... - Declarou. 

Logo o Namjoon confirmou com a cabeça e sem olhar para trás pegou na mão do seu irmão e voou para longe dali deixando-me e ao Jimin com o Jin. Ele para mim não passava de um inimigo e rival. 

 -E o que fazes ainda aqui? Eles foram-se... - Falei com desdém. 

 -Tuas asas estão a ficar negras com tanto ódio e ciúmes que tens agora... - Falou-me. 

Como ele podia saber se nem estavam à mostra? 

 -Como podes dizer isso? Como sabes? - Perguntou o Jimin por mim. 

 -Abre e vê por ti. - Afirmou confiante. 

Assim o fiz e assim acontecia. Tinha metade das asas negras e eu fiquei assustado e em pânico. 

Ele suspirou fundo e repousou uma mão perto do meu coração, contra a minha vontade e quando ia começar a reclamar as minhas asas voltaram ao branco. 

 -Porquê? Como? - Perguntei. 

 -Bem meu clã é dos mais fortes certo? Temos o poder para decidir algo assim, não devemos usar e quebrar as regras do ciclo, mas uma vez por outra dá para escapar. Então não fiques assim de novo. E não quero na verdade que vires fantoche. Quero que vocês fiquem mais fortes. Eu sozinho não posso mudar, mas Yoon-gi e Jimin com vocês posso conseguir. - Contou o Jin. 

 -Estou confuso, não amas o Namjoon? - Perguntou-lhe o Jimin. 

 -Sempre o amei e amo. - Confirmou. 

 -Então porquê? - Perguntei eu desta vez. 

 -Porque o quero ver feliz. No final não me importo com quem ele fica se ele puder sorrir. Se quisesse que tu ficasses longe dele porque eu te guiaria no dia no concerto daquela banda? - Perguntou-me. -Aí sou brilhante. Handsome! 

 -Eras tu na minha mente?! - Perguntei surpreso. 

Ele confirmou com um sorriso de forma demasiado confiante para o meu gosto. 

 -Qual o objetivo agora? - Perguntou o Jimin voltando ao assunto principal. 

Obrigado mano! 

 -Iremos trazer o Jungkook de volta, Yoon-gi vê se aprendes a ser mais calmo, és demasiado rabugento. Vais ficar solteiro para todo o sempre assim, só avisando. - Contou-me. 

 -Ei!!! - Reclamei. 

Ele começou a rir. 

No fim.... ele é boa pessoa, ele quer nos ajudar, mas não quer mostrar que esse é seu objetivo. Ele só está a ser duro conosco para não sofreremos em demasia no final. 

Julguei demasiado rápido mesmo sabendo que isso é um erro, antigamente julguei os demónios chamando todos de maus e no fim apaixonei-me por um. 

 -Precisavas de nos deixar tão em baixo? - Perguntou o Jimin. 

 -Sim. Porque agora podem subir degrau por degrau e subir de novo, mas mais fortes. Quanto mais sonham, maior é a queda, então quis vos preparar para o pior. Agora podem treinar e forçar-se para conseguir o que querem. O mundo é mais perigoso do que vocês pequenos Anjos puros e inocentes possam achar. - Ouvi dele. 

Aproximei-me dele e lhe estendi a mão com um sorriso. 

 -Vamos ter uma competição justa certo? Que vença quem ele amar e sem ódio! - Afirmei. 

 -Tu queres que eu te diga como o voltar a sentir algo por ti certo? Quebrar a maldição. - Perguntou-me desconfiado. 

Continuei com a mão estendida para ele esperando o seu aperto de mão. 

 -Não. Eu irei descobrir sozinho e o farei amar-me de novo! - Declarei. 

Ele riu. 

 -Quem disse que ele te amava? - Perguntou-me. 

 -Também tenho minha história com ele! Estás com medo... Jin? - Perguntei. 

 -Okay Min Yoon-gi. - Concordou o Jin por fim apertando a minha mão selando o nosso acordo. 

 -Suga... -Falei-lhe. 

 -Ahn? - Perguntou-me confuso. 

O Jimin se aproximou e deu um abraço nos dois. 

 -Quer dizer que ele te aceitou como amigo, bem vindo a bordo Jin! - Contou o Jimin. 

 -Calou! - Reclamei a ficar corado de vergonha e o Jin riu e em seguida o meu irmão. -Tenho sono agora... 

 -Suga não é hora nem local para dormir!!! - Reclamou o Jimin. 

Acabei por bocejar e adormecer nos braços deles. 


Notas Finais


Assim termina mais um.
O Jin parece que juntou ao grupinho.
Irão acordar o Jungkook? Irá o Namjoon voltar a amar o Suga e não querer mais fazer mal aos humanos?
Até à próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...