1. Spirit Fanfics >
  2. Meu pequeno Alfa >
  3. Noite dos meninos

História Meu pequeno Alfa - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Noite dos meninos


O sol se escondia atrás das poucas nuvens que decoravam o dia. Mas já que todas as luzes de casa estavam ligadas, para a infelicidade de Nayeon, o sol não era necessário. No quarto do filho mais velho, um filme estava pausado e um garotinho loiro estava um pouco chateado.


-Jiminnie bobo. Porque ele não fez seu para casa antes?- Revirou os olhos dramaticamente se jogando de costas na cama.


A mãe de Jimin entrou no quarto o xingando vergonhosamente, de propósito, na frente de Tae e mandou ele ir pra sala para fazer seus deveres de escola. Sim, foi engraçado e incômodo, mas tiveram que pausar Frozen no momento mais emocionante.


Ao girar na cama, sentiu alguma coisa o incomodando em seu bolso e assim que pegou pra ver o que era, viu o anel de plástico vermelho. Sorriu inconscientemente e se levantou com a intenção de ir ver seu dongsaeng favorito do mundo todo. E isso é estranho, porque quando chegava na casa ele era o primeiro que o recebia e ficava grudado nele que nem um carrapato. É claro que Tae achava isso lindo, mas dessa vez não tinha nem visto ele. E isso de certo modo, o decepcionou um pouquinho.


Em seu quarto Jungkook estava mordendo seu lábio sem parar de olhar para a porta. Antes de que TaeTae chegasse na sua casa, sua mãe, Jimin, e ele haviam tido uma pequena discussão que terminou em "Você não pode incomodar o seu irmão quando Taehyungie chegar, foi ele que o convidou Jungkook~ah". Assim que se trancou em seu quarto muito bravo. Taehyung é seu esposo! Se ele não for vê-lo poderia morrer de tristeza.


-Não é justo!- Exclama jogando seus bichos de pelúcia que estavam espalhados em sua cama no chão- Fracotes- Ele ri de seus próprios brinquedos.


Seu sorriso malvado desaparece no momento que sua porta se abre—por causa da pirraça que fez, sua mãe havia tirado a chave de sua porta para que não conseguisse se trancar de verdade—e viu o ser mais bonito do universo o qual ama três mil, na porta.


-Oi, Jungkookie- Cumprimenta e não se passam nem três segundos quando Jungkook se lança para abraçá-lo gritando seu nome- Porque você não foi ver seu hyung? Você é um mau esposinho- Brincou.


Jungkook sentiu suas bochechas ficarem quentes ainda o abraçando. Olhou para cima se encontrando com os olhinhos claros do mais velho- Jimin hyung é muito mau, ele botou na cabeça da mamãe que eu incomodava vocês e que queria te sequestrar. Mas não é um sequestro se você também quer ficar comigo! Não é?- Pergunta divertido e com brilho nos olhos.


-Tudo bem, não precisa ativar seu modo vilão sequestrador esquisito- Sacode o cabelo preto do mais novo


-Jimin é o vilão- Os dois riem e finalmente Jungkook solta o mais velho, fechando a porta para que seu irmão irritante não os interrompa. Segundo Jungkook, ele já tinha ganhado.


-Do que você está brincando? Aqui dentro tá um desastre.


Jungkook mordeu seus lábios. É muito infantil ele estar brincando com suas pelúcias? Ele é um menino grande, que faz coisas de gente grande. Mas suas pelúcias o olhavam com olhinhos tristes e ele não podia permitir que elas ficassem empoeiradas, não é?


Taehyung notou seu pequeno colapso mental segurando um dos ursinhos de pelúcia- Oh, eu tenho um igual a esse lá em casa, eu adoro.


O de cabelo mais escuro levantou seu olhar com os olhos arregalados- Sério mesmo hyung?


-Sim, eu amo~ as pelúcias- Assentiu alargando a palavra amo na última sílaba.


Jungkook voltou a sorrir rapidamente, segurou a mão de seu esposo e o empurrou para sua cama lhe pedindo pra brincar com ele.


"Ah Taehyungie, você é tão fraco diante do seu dongsaeng" O loiro pensou divertido.


A mão de seu Jungkookie passou na frente de seu rosto o fazendo voltar para realidade onde as pelúcias, uma do lado da outra, estavam em sua frente.


O coraçãozinho do mais novo bateu rapidamente antes de falar confiante com seu hyung- Escolhe um, esposo.


Os dois ficaram vermelhinhos, igual a pelúcia  em forma de coração que Taehyung havia segurado entre seus finos dedos.


Jungkook jamais havia o chamado de esposo de uma maneira tão direta. Ainda por cima sem gaguejar nem um pouquinho.


-H-Hyung? Você tá bravo?


Os olhos verdes do mais velho se encontraram com os café do mais novo, e ficaram assim por alguns segundos, como se estivessem hipnotizados. Jungkook mordeu seu lábio se perguntando se o que tinha feito era ruim, de qualquer jeito não ia aceitar um divórcio. Mas seu TaeTae não ia querer abandoná-lo, ou sim?


-Quando eu já fiquei bravo com você?- Tocou o nariz de Jungkook com a ponta do dedo fazendo ele o olhar estranhado e Tae apenas riu- Você pode me chamar de esposo se quiser, mas só quando estivermos sozinhos. Tudo bem, esposinho?


Jungkook assente freneticamente se lançando sobre as pelúcias para abraçá-lo. Até pensar que talvez ele esteja as esmagando, e se os brinquedos têm vida quem nem no Toy story, ficou com medo deles se vingaram enquanto dorme, assim que se levantou assustado.


Tae escolheu para ele a pelúcia de coração vermelho, que segundo Kook se chama Tata, e escolheu um coelhinho rosa para o mais novo, que justamente se chamava Cooky assim como ele. Brincaram por um tempão rindo sem parar. Ainda mais Taehyung ao ver Jungkook lançar a pelúcia em forma de biscoito para longe, porque segundo ele, ela estava muito perto da pelúcia de seu esposo.


-Boa noite Kookie, eu acho que Jimin-ssi já deve ter acabado o para casa- O mais novo fez um biquinho olhando para o chão, fazendo seus cabelos negros cobrirem seus olhinhos. O coração do mais velho se aperta e imediatamente vai até Jungkook e lhe dá um beijinho na testa, para depois acariciar suas bochechas vendo como seu pequeno bebê mimado recebia seus carinhos- Eu prometo que na próxima vez eu vou vir aqui para ver você.


Por parte de Jungkook, ele estava aproveitando o contato. Como seu hyung podia ter as mãos tão suaves, até mais que as das sua mamãe? Bom, ela é um pouco bruta na hora de dar carinho. Mas seu TaeTae sabe exatamente onde acariciar e quando. Isso deixa seu coraçãozinho muito feliz.


-Boa noite, eu te adoro hyung.


-Eu te adoro mais- Responde antes de sair do quarto com um grande sorriso no rosto.


Jungkook arruma seus brinquedos para ir dormir, mas antes pega Cooky e Tata. "Eu te amo Tata" "Eu também te amo Cooky", fala com a voz um pouco mais aguda antes de fazer eles darem um beijinho com um sorriso tímido.


-Nossa~ Que que isso Jungkook~ah?- Jimin perguntou com diversão, aparecendo na fresta da porta ao pegar seu irmão no flagra.


As bochechas do mais novo coraram fortemente e escondeu suas pelúcias nas costas. Só que ficou com raiva imediatamente. Jimin, além de roubar seu hyung, também invadia sua privacidade.


-Não é bonito ficar espiando os outros!- Gritou antes de jogar com força as pelúcias em Jimin, mas este é mais rápido e fecha a porta. E é aí que Jungkook se dá conta do que tinha feito- Tata! Cooky!








Notas Finais


me desculpem por ter demorado um pouquinho pra atualizar 😔
espero que vocês tenham gostado! beijocas💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...