História Meu pequeno gatinho (SasuNaru) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Gay, Lgbt, Naruto, Romance, Shoujo, Yaoi
Visualizações 170
Palavras 1.260
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Mutilação
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Meu Gatinho Sasuke


Fanfic / Fanfiction Meu pequeno gatinho (SasuNaru) - Capítulo 1 - Meu Gatinho Sasuke


Naruto Uzumaki PVO


Acordei com o fino e irritante som do despertador penetrando devagar em meus ouvidos, droga, esqueci de desativa-lo para os fins de semana, 6:00 AM, em pleno domingo e eu aqui acordadissimo, que ótimo dia pra levar um tiro.

Bom se é pra acordar então acordemos direito, tirei minha roupa e tomei uma ducha rápida, vesti uma regata branca, uma calça moletom cinza, e uma sandália básica, baguncei meu cabelo como de costume e apliquei um pouco de gel em spray.

Cambaleei até a cozinha e abri a geladeira, a mesma estava vazia, com apenas algumas comidas enlatadas, eu realmente não estava nem um pouco afim de cozinhar, achei uma caixa de leite mais ao fundo, pelo cheiro estava lá antes mesmo de eu comprar esse breu que chamo de apartamento, joguei a mesma contra a pia, não avia escapatória, tinha que ir a padaria mais próxima.

Sair de casa  era realmente uma das coisas que eu mais quero evitar, na verdade nesses últimos tempos, não sinto vontade de sair, trabalhar, comer ou fazer qualquer tipo de coisa, virei um completo molenga após meu conturbado termino com minha ex-namorada Hinata, falsos boatos onde supostamente eu teria a traído, espalhados pelo meu ex-melhor amigo Kira, destruíram por completo nosso relacionamento, ela era meu tudo, a vida fazia mais sentido ao lado dela, eramos mais fortes juntos... pelo visto me enganei em relação a última parte, meus pensamentos foram interrompidos pela fome, e meu foco se voltou a padaria, peguei minha carteira, e as chaves em cima do criado mudo ao lado da porta, desci até o térreo e comecei a andar em direção a padaria, que ficava a apenas duas quadras de casa, tudo estava fechado já que era muito cedo, apenas um comércio, qual eu nunca tinha reparado, estava aberto esse horário, com certa dificuldade li as pequenas letras que diziam "loja de gatos".

Sorri ao me imaginar cuidando de um felino, um gatinho não era uma má ideia, muito pelo contrário, venho me sentindo muito solitário ultimamente, um gato é oque eu preciso, decidido a encontrar um novo pequeno e felpudo companheiro, atravessei a rua e andei em direção a loja, ao entrar me encantei com a quantia de gatinhos kawaii, cada um mais lindo que o outro, quando derrepente brota no meu lado um velho, que aparentava ser o dono/vendedor da loja

- Hey, oque te traz aqui nesta bela manhã meu jovem?

- É o seguinte velhote: estou a procura de um gatinho

- Pois veio ao lugar certo, temos todo tipo de gato, filhotes, gatos grandes, pequenos, brancos e pretos, tem alguma preferência?

O entusiasmo dele era tanto que chegava a ser irritante

- Hm.. na verdade não.. - respondi meio sem jeito

- Ótimo! Venha, siga-me, ontem a noite chegaram uma ninhada de filhotes, concerteza serão de seu agrado - Disse o velhote andando em direção a um corredor, entrando na última sala a esquerda.

Segui o mesmo, e ao entrar me deparei com uma caixa, cheia de filhotes no centro da sala, tão pequenos, provavelmente cabiam na palma da minha mão, dormiam profundamente, até o velho pegar um dos gatinhos acordando o restante, mal conseguiam abrir seus pequenos olhos.

- De uma olhada neste - Disse o velho com um gatinho cinza de olhos azuis na palma de sua mão - então oque achou?

- Muito fofos..

Todos eram realmente adoráveis, mas nenhum em especial me chamou a atenção, voltamos para a sala principal da loja e o velho começou  a tagarelar sobre marcas de rações e alguma coisa do tipo, não prestei atenção em uma só palavra.

Reparei um gato preto em cima do balcão de atendimento, o mesmo me encarava com seus olhos negros, olhos que diziam muita coisa, seu pelo brilhava e suas orelhas se mexiam em perfeita sincronia, não sei exatamente oque, mas alguma coisa nele me chamou atenção, seu olhar era profundo e sincero, o mesmo parecia ser adulto, não tive dúvidas, era ele.

- Ótimo papo velhote, vou ficar com este. - Disse me aproximando do gato preto

O velho me olhou com uma expressão surpresa.

- Então, quanto por este pequenino. - Perguntei enquanto com uma mão acariciava a cabeça do menor, e com a outra pegava a carteira em meu bolso

- Este? Tem certeza que quer levar este? - O velho perguntou ainda surpreso

- Exato esse mesmo. - respondi

- Esse sai por conta da casa... digamos que ele é... - Ele pareceu pensar em um termo adequado - Especial.

- Especial? - Perguntei confuso

Olhei e olhei o gato, não era alejado, nem cego, e parecia ouvir com atenção cada palavra que estava sendo dita, como se entendesse, não tinha um arranhão sequer.

- Você verá... - respondeu o velho

Tabom né

- Então tá, tchau velhote - Disse pegando o gato no colo e saindo em direção ao apartamento, o pequenino parecia feliz.

- Muito bem garoto, algo me diz que vamos nos dar muito bem


Sasuke Uchiha PVO



Alguns momentos atrás


Era mais uma quarta feira na loja, recebia olhares dos outros gatos por onde passava, vários olhares, olhares de medo, rejeição, olhares de nojo, apenas fingia que não via, já estava acostumado com esse tipo de comportamento vindo dos outros gatos, eu não os culpo, o anormal nunca é bem visto...

Tomava meu banho matinal como de costume, quando um humano entrou na loja, humanos, humanos idiotas entram, e saem, e eu fico, não sei o porque, provavelmente porque já não sou filhote, filhotes, todos adoram filhotes, tão pequenos e fofos, mas esquecem que um dia filhotes crescem, assim como todos os gatos, talvez seja por que "gato preto da azar" adoraria dar na cara do idiota que inventou isso, bom, mas isso não importa, quem dizem que eu quero ser adotado por um humano fedorento?

O humano loiro de olhos azuis logo se dirigiu a ala dos filhotes, claro, tão óbvio, vamos, pegue seu filhote idiota e de um fora daqui como todos os humanos fazem.

Mas para minha surpresa o mesmo voltou de mãos vazias, curioso, se ele não pegou um filhote então oque quer aqui?

Suas ações eram imprevisíveis, diferente do resto dos humanos, e isso prendia meu olhar em seus movimentos.

O observava em de longe quando derrepente ele se virou, e nossos olhares se cruzaram, após isso o mesmo não parou de me encarar, seu olhar não era como o dos outros gatos, não parecia ter medo, ou nojo, não sei, ninguém nunca me olhou dessa forma

- Ótimo papo velhote, vou ficar com este. - ele disse se aproximando de mim e acariciando minha cabeça

Vou ficar com este, vou ficar com este, vou ficar com este, vou ficar com este, vou ficar com este, vou ficar com este, vou ficar com este, vou ficar com este, vou ficar com este.

Repeti a frase um milhão de vezes em minha cabeça, não podia acreditar no que tinha acabado de ouvir

Oque? Essas 4 palavras me atingiram em cheio, olhei para trás, e para os lados para ter certeza de que ele não estava se referindo a um outro gato, e não, não havia ninguém.

Vou ser adotado?

Por um humano

Eu, Sasuke Uchiha, vou ser adotado

Por um ser humano

Vou sair desse muquifo de loja

E vou ser adotado

Ainda estava em choque, quando percebi estava no colo do humano, a minha vida toda, o meu mundo se limitou a uma loja de gatos idiota, e agora eu fui adotado.

Não sabia oque sentir a respeito, não sabia se estava feliz ou triste

Feliz.

Concerteza estava feliz.

- Muito bem garoto, algo me diz que vamos nos dar muito bem.




Notas Finais


Espero que tenham gostado ^^ desculpem qualquer erro, e até o próximo cap


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...