História Meu Pequeno Gon, Meu Querido Killua - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Gon Freecss, Hisoka, Killua Zoldyck, Kurapika, Leorio Paradinight, Machi, Shizuku
Tags Drama, Masoquismo, Romance, Sadismo, Violencia, Yaoi
Visualizações 238
Palavras 725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Seinen, Shoujo-Ai, Shounen, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Seja bem vindo (A). Eu sou Apa-A.
Eu já escrevi essa estória há um tempo atrás, mas eu apaguei e agora voltei com ela.

Ela é yaoi e tudo que está escrito nessa fanfic, é total ficção e total responsabilidade minha.
Meu objetivo não é deixar claro a pedofilia, nem desmerecer ninguém.

Coloquei por enquanto só os personagens principais dessa estória, depois quem sabe pode aparecer outros.
Hunter x Hunter!

Capítulo 1 - Adotados


Meu nome é Gon Freecss, tenho dezessete anos e vivo no orfanato Isaac Netero, dito por Machi - minha cuidadora -, que ele foi diretor do orfanato e deixou ele de herança para uma pessoa querida.

- Killua! Me solta!- Olho para Killua, que puxa o cabelo de uns dos garotos. Machi vem correndo e segura Killua pelo braço.

- Gon! Você não está vendo isso? Por que não me chamou?!- Ela parece estar irritada, mas não é para pouco, já que Killua é um pouco rebelde.

- Venha, temos uma visita muito importante...e você está de castigo!- Acompanho ela até a sala de visitas, vendo um homem de terno sentado e com seus olhos agora focados em mim. Shizuku aparece arrastando Killua, que quando vê o homem sentado, faz uma cara de raiva e empurra Shizuku. Me assusto com o ato repentino dele.

- GON! Esse homem vai te levar embora! Eu escutei ele conversando com Machi!- Fico incrédulo, porque se for verdade, eu irei ficar muito feliz. Viver aqui não é ruim, mas também não é bom.

- Bem....ele tem razão.- O homem sorri e Killua chora de raiva - Mas se não quiser se separar do seu melhor amigo, eu te levo junto.- Ele olha estranho para Killua, que corre para cima dele, mas Machi o segura, já que Shizuku é medrosa.

- Você está falando sério?! Killua é uma peste e não tem quem acabe com sua rebeldia!- Ela solta Killua, com o homem se levantando sério.

- Sou Hisoka, dono desse lugar imundo. Se eu disse que quero ele...é porque eu vou ter ele.

Killua Zoldyck

    Passo meus pulsos no meu rosto, na tentativa de me despertar. Meu nome é Killua, tenho dezoito anos e sou o melhor amigo de Gon, como ele é para mim. Muitas pessoas já vieram adotar meninos daqui e sempre Gon conquistava essas pessoas, mas ele não podia ser adotado e não sei por quê. Eu fiquei com raiva de ser ignorado e para chamar atenção, fiquei rebelde, mas nunca consegui o que sempre quis, carinho e atenção.

Shizuku é minha cuidadora e é como uma mãe, me dá carinho, me ajuda com problemas de brigas e faz coisas simples, mas importante para qualquer pessoa em crescimento. Sou orgulhoso. Nunca conheci meus pais e ninguém nunca fala sobre eles, mesmo se eu perguntar. Gon foi entregado pela sua mãe muito novo e só eu sei disso - por causa de ficar atrás da porta -. Eu morava na rua desde meus oito anos, até alguém denunciar e o conselho infantil me trazer para cá, mas veja...estou deixando tudo para trás.

- Killua...vai ser legal, agora temos algu...

- CALA A BOCA! Eu não quero ir embora, mas também não quero me separar de você...- O homem entra no carro, deixando um silêncio estranho. Gon me acorda em uma felicidade que nunca vi antes. Me surpreendo ao ver uma casa grande e bonita.

- Gon....acho que é uma mansão...

-  Hisoka!- Saimos do carro e um menino loiro e bonito sorri para mim.

- Algumas coisas sairam do foco. Kurapika, leve eles para um banho e deixe eles vestidos.

O homem de cabelo rosa sorri, me dando mais raiva ainda. Entramos e depois do banho separado e das vestes, descemos e o homem que está sentado lendo um livro de capa azul escuro, nos olha e sorri. Me sento ao lado de Gon, com a cara de quem odeia o mundo.

- Bem...meu nome é Hisoka e primeiramente, somente Gon iria vim, mas como soube que ele não sai de perto de você, eu decidi adotar vocês dois. Alguma pergunta até agor...

- Por que não podiam adotar Gon?

- Nossa...- Ele sorri -...eu conheci a mãe de Gon, foi uma boa mulher, mas estava muito doente e não podia cuidar dele. Até nesse tempo eu ainda não era dono do orfanato, mas pedi para ela levar ele e deixar um recado para Isaac, falicido diretor do orfanato. Nisso, esperei até Gon fazer dezessete anos, para eu poder trazer ele. Sempre o acompanhei e também sei de muita coisa sobre você, branquinho.

- Nossa...você conheceu minha mãe...- Gon parece pensativo e Hisoka percebe.

- Não se preocupe...agora vocês tem um novo lar e só quero que equeçam o passado e aproveitem...pois tem muita coisa para acontecer.


Notas Finais


Qualquer coisa me mande uma mensagem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...