História Meu pequeno Kwan - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Baekhyun, Baekhyun!omega, Chanbaek, Chanbaek Papais, Chanyeol, Chanyeol!alfa, Exo, Jongin, Junmyeon, Kaisoo, Kyungsoo, Yifan, Yixing
Visualizações 242
Palavras 2.101
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei, me desculpem a demora, mas como já tinha avisado antes, minhas aulas na faculdade voltaram e as atualizações demoraram um pouco mais...

Segurem as emoções..

Espero que gostem, boa leitura!!!

Capítulo 11 - Capítulo 11



♡♡♡

Chanyeol continuou correndo, perseguindo o cheiro do ômega, já que ele era incrivelmente mais rápido, quando o encontrou não acreditou no que estava vendo. Baekhyun estava desafiando o lobo, que agora sabia ser um beta e ao lado do lobo estava Oh Sehun, também em sua forma lupina.

Correu para o lado de Baekhyun e soltou um rosnado alto, fazendo os dois o olhar, enquanto Baekhyun apenas se mantinha encarando o beta. Confuso com o que estava acontecendo, ia falar com Baekhyun pela marca, na esperança que ele o explicasse o que estava acontecendo.

Baekhyun sabia que Chanyeol o impediria se soubesse, então quando viu o alfa virando em sua direção se jogou em cima da beta, começou a tentar a machucar e soltar rosnados. Não podia ser quem pensava, era demais para si.

Quando Baekhyun soltou o primeiro choro quando foi mordido, se afastou vendo que quem tinha feito isso não foi a omega, e sim Sehun. Chanyeol se colocou em frente a Baekhyun rosnando para o alfa, não sabia o que fazer, sentia que Baekhyun estava magoado e isso o confundia.

Baekhyun lambeu a lateral da barriga de Chanyeol, chamando sua atenção e logo começou a correr para longe, Chanyeol soltou um rosnado na direção dos dois e seguiu Baekhyun. Quando chegaram perto na casa que agora era dos dois, Baekhyun voltou para a sua forma humana e entrou na casa, Chanyeol fez o mesmo.

Depois de colocarem uma roupa, Chanyeol viu Baekhyun se deitar na cama e ficar quieto. Queria saber o que tinha acontecido mas antes pegou o celular para ligar para os amigos, mas antes disso a campainha tocou, foi até a porta e recebeu um Kwan choroso do colo de Jongin que não demorou muito dizendo que Kyungsoo estava passando mal no carro.

Kwan chorava baixinho agarrado ao pescoço do alfa, Chanyeol passou as mãos nas costas do filho e quando sentiu ele se acalmar, encarou seu rosto limpando as lagrimas e sorriu.

— O Appa Baek se machucou? — perguntou e Chanyeol arqueou as sombrancelhas, finalmente entendendo o choro de Kwan.

— Não, ele está bem lá no quarto. Eu nunca deixaria ele se machucar — falou passando a mão bagunçando os cabelos dele e começou a andar até o quarto.

— o tio Soo falou pro tio Nini que o Appa ia se machucar — Kwan falou e quando viu Baekhyun deitado na cama, quis descer do colo do Chanyeol correndo até a cama e subindo com um pouco de dificuldade antes de se jogar em cima do omega, que sorriu e abraçou ele.

Eles começaram a conversar e Chanyeol se deitou ao lado sorrindo, vendo como os dois se davam bem e como Kwan amava Baek, ficou um tempo assim até que acabou pegando no sono pouco tempo depois de ver os dois também dormirem, com Baekhyun abraçando o corpo de Kwan.

♡♡♡

Baekhyun estava exausto, mas se sentia feliz com todo o trabalho que estava fazendo, Chanyeol tinha reuniões importantes fora da empresa e deixou consigo e Jongin para resolverem qualquer problema que aparecesse. Estava sentado na cadeira do alfa e Jongin estava sentado a sua frente, ainda rindo de algo que leu no celular, mordeu o lábio sentindo o incômodo vindo da marca feita pelo seu alfa, mas não falou nada.

— Sério, se você continuar rindo do Kyungsoo, ele vai te deixar trancado no porão no cio... — Baekhyun falou e Jongin parou de rir na hora, sabia muito bem do que seu ômega era capaz.

— Você não seria capaz de contar? Não posso fazer nada se ele me mandou essa foto, aliás é linda... — falou emburrado e guardou o celular, encarando Baekhyun e vendo que ele estava estranho — o que está sentindo?

— Nada... Chanyeol tem que chegar, para você ir para casa e buscarmos Kwan com Kyungsoo — Baekhyun falou mostrando que essa era sua preocupação, ficaram em silêncio, mesmo que internamente Jongin soubesse que é mentira.

Baekhyun e Kyungsoo ficaram estranhos depois do dia em que Baekhyun foi atrás do lobo, Jongin não se importava muito com o que estava acontecendo, já que Kyungsoo não falava nada e não queria irrita-lo. Baekhyun se manteve afastado de Chanyeol por dias, fugindo de perguntas, apesar de dormir agarrado ao seu corpo, nunca tocava no assunto, sentindo toda a irritação do alfa quando fazia isso e sabia que uma hora Chanyeol ia exigir uma resposta.

Seus pensamentos foram cortados por Chanyeol entrando furioso na sala, Jongin assustou não entendo a atitude do amigo, que até rosnavam, Baekhyun se encolheu e abaixou o olhar, sentindo sua pele se arrepiar pelo ódio vindo de Chanyeol.

— Byun Baekhyun... — um rosnado saiu depois de falar o nome do ômega, Chanyeol não precisou falar mais nada para Jongin sair da sala, fechando a porta — você perdeu o seu juízo?

— Não sei sobre o que você está falando — falou quase em um sussurro, mas sabia que o alfa ouviria, mesmo de longe.

— Você não sabe? Sabe como eu fiquei ao chegar na droga daquela reunião, vendo sua mãe ali? — Baekhyun se levantou, mas não saiu do lugar.

— O que ela estava fazendo lá? — perguntou mais alto, com raiva. Chanyeol soltou outro rosnado e andou até Baekhyun, o empurrando contra a parede, Baekhyun se encolheu mostrando seu medo pela primeira vez na frente do alfa e se encolheu, mas Chanyeol só puxou sua camisa, deixando sua marca a mostra, cheirando e beijou a marca sabendo que faria Baekhyun estremecer, já que era sensível.

— Você devia ter me dito... Ficou mais quieto e pensativo depois daquilo, até Kwan está preocupado com você, eu nunca ia imaginar que aquele lobo era a sua mãe já que é uma beta e estava com Sehun — Chanyeol falou rouco, descendo as mãos pela cintura do ômega, sentindo ele o abraçar pelos ombros, cedendo aos poucos — quero você... Agora.

Chanyeol não deixou Baekhyun ao menos assimilar o que estava acontecendo, o virou para a parede e rosnou quando Baekhyun empinou a bunda na sua direção, como já estava com uma ereção dolorida, começou a tirar sua calça, enquanto Baekhyun fazia o mesmo.

— Nunca mais me ignore como tem feito... — Chanyeol falou como um aviso, antes de o penetrar de uma só vez, fazendo Baekhyun soltar um gemido alto, Chanyeol puxou de vez rasgando a camisa e começando a marcar com chupadas e beijos o pescoço branquinho de Baekhyun.

— Chanyeol... — Baekhyun gemeu o nome do alfa e Chanyeol continuou estocando, com quase brutalidade, sabendo que seu lobo estava furioso pelo que Baekhyun fez, tentando se controlar, apesar de tudo não queria machuca-lo.

Chanyeol parou com as estocadas e se afastou do ômega, o puxando até que jogasse tudo da sua mesa do chão, colocou Baekhyun sentado ali e voltou com estocadas rápidas, ouvindo os gemidos altos dele, viu o exato momento que ele arqueou as costas e fechou os olhos. Não aguentaria mais muito tempo, enquanto continuava com os movimentos e Baekhyun agora rebolava contra seu membro, se abaixou na sua direção, chupando cada um dos seus mamilos e quando subiu para a marca, ambos chegaram ao orgasmo quando Chanyeol mordeu no mesmo local.

Baekhyun sentiu suas pernas tremerem sem forças e gemeu alto e longo, até Chanyeol o soltar e o nó se formar, gemendo baixo de dor. Ficaram parados até o nó do alfa se desfazer, fazendo Chanyeol gemer ao gozar, Chanyeol saiu de dentro do ômega, colocando a sua calça junto com a box, já que nem tinha tirado sua camisa com o paletó que usava. Ajudou Baekhyun a se levantar e o levou até o banheiro, ajudando também a se limpar e colocar a calça, pegando seu sobretudo que usaria já que estava frio, mas Baekhyun estava sem camisa.

♡♡♡

Quando finalmente deitaram na cama, depois de Chanyeol terminar de lavar as louças do jantar e Baekhyun colocar Kwan para dormir, Baekhyun se deitou em cima do peito do alfa e fechou os olhos aproveitando o carinho gostoso que recebia em suas costas.

— Yeol... Você ainda está bravo? — Baekhyun perguntou, mesmo que não sentisse mais a raiva do alfa, sabia que ele ainda poderia estar bravo.

— Não Baek, entendo seus motivos, mas não quero que esconda as coisas de mim... Aliás quando foi que descobriu? Seus pais não estavam mortos? — Chanyeol perguntou mesmo sabendo que é um assunto delicado, Baekhyun se mexeu e encarou Chanyeol.

— Eu soube aquele dia, mas ela estava com Sehun... No dia em que eles foram mortos não fiquei para ver, apenas fui puxado pelo Kyungsoo e desde então recebi ajuda dele e do Jongin, logo depois encontrei o Kwan... — resolveu ser sincero e Chanyeol só concordou, ainda fazendo carinho nele, sentindo a tristeza do ômega — e sinceramente, não quero saber se ela tem algo a dizer, ou se meu pai está vivo, eles poderiam me procurar, sabe? Eu sofri tanto pelo que aconteceu e agora que finalmente estou feliz com você e Kwan... Tudo tem que dar errado?

Quando Chanyeol viu que Baekhyun estava chorando, o puxou apertando contra seu peito, suspirou deixando ele chorar contra seu ombro, voltando a fazer carinho na suas costas nua, já que Baekhyun dormia de box e esperou que ele se acalmasse.

— Faça o que achar melhor, se não quer vê-la ou falar com ela, não fale. Eu te amo e vou apoiar o que decidir, mas não fique acuado com isso, nenhum deles vai chegar perto de você — Chanyeol segurou seu rosto próximo ao seu e limpou as lágrimas, recebendo um selinho de Baekhyun, que sorriu.

— Obrigado por me apoiar, e eu também te amo... Pode ser por causa da marca, mas mesmo antes dela eu já gostava de você — Baekhyun falou e corou, fazendo Chanyeol rir de leve, achando fofo — você e Kwan são as pessoas mais importantes na minha vida.

Chanyeol sorriu mostrando os dentes e antes de Baekhyun continuar, o virou na cama ficando por cima de si, começando a fazer cócegas no ômega e teve que tampar a boca dele, quando Baekhyun soltou um grito e um rosnado, o ômega odiava cócegas.

— Vai acordar o Kwan... E lembrando sobre mais cedo, sabe como toda a empresa deve ter ouvido seus gemidos, certo? — falou sorrindo malicioso, recebendo um tapa no peito que também estava de fora.

— Eu disse para você nunca fazer aquilo no escritório, Chanyeol! — Baekhyun deu outro tapa quando falou e Chanyeol o beijou.

— Sei que você quer mostrar para todo mundo que sou seu, não se faça de bom moço... — Chanyeol falou baixo, descendo beijinhos até o pescoço dele, onde estavam as marcas arroxeadas, beijando cada uma — somos um do outro eternamente, mas mesmo assim, sinto seu ciúmes...

— Idiota, ser marcado não impede de me trair com outro ômega ou beta — Baekhyun tentou negar, mas voltou a pensar em um novo assistente que Chanyeol insistiu em contratar no seu lugar, já que tinha "subido" de cargo, aprendendo mais sobre como administrar a empresa com Chanyeol.

— Hum... Sabe que não me importo, seus gemidos são muito bonitos para ficarem escondidos — Chanyeol falou malicioso e esfregou seu membro já ereto contra o de Baekhyun ouvindo um gemido manhoso baixo — vamos dormir.

Baekhyun rosnou em desagrado, quando Chanyeol saiu de cima de si, mas não falou nada, só virou para o outro lado emburrado e sentiu Chanyeol o abraçar, pouco antes de dormir.

♡♡♡

Baekhyun tinha ficado encarregado de buscar Kwan na escola, nas últimas semanas tinha ido com Chanyeol, mas houve uma tentativa de roubo de informações da empresa e o alfa ficou, deixando ele ir sozinho. Depois de pegar Kwan, decidiu visitar Kyungsoo já que Jongin também ficaria na empresa e estava louco para ver a barriga linda do amigo, que estava com seus seis meses.

Estacionou o carro e nem deu tempo de brigar, vendo Kwan correndo para dentro da casa, entrou e arregalou os olhos.

Nada pior do que encontrar, Sehun, sua mãe, seu pai e o senhor Kim. Não conseguiu falar ou fazer nada, quando Sehun apontou uma arma na sua direção, sabia que tinham soníferos e tentou correr mas foi atingido por um no peito antes que conseguisse correr.

Kyungsoo desesperado, finalmente se soltou nas mãos do senhor Kim, queria muito ajudar Baekhyun, mas puxou Kwan consigo quando viu o pai de Baekhyun chegando perto dele, rosnou e mostrou seus olhos azuis de raiva.

— Chanyeol e Jongin devem estar chegando, espero que façam vocês se arrependerem — sabia que não fariam nada contra si, apesar de ser um monstro, o senhor Kim queria esse neto. Mesmo que Kyungsoo sentisse que não seria por amor ao seu filhote.


Notas Finais


Não sei o que falar.... O próximo vai esclarecer melhor o que aconteceu com os pais do Baekhyun e o que vai vir a acontecer...

Queria muito fixar datas para att, mas depende muito da faculdade, não costumo demorar mesmo assim...
Nos vemos na próxima ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...