1. Spirit Fanfics >
  2. Meu pequeno menino >
  3. A fuga

História Meu pequeno menino - Capítulo 1


Escrita por: Anne_Shirley_Cuthbert

Capítulo 1 - A fuga


A chuva parecia ficar cada vez mais forte, sem sinais de que cessaria logo. Eu corria o mais rápido que eu podia, sentia meus pés descalços doerem, meus pulmões arderem pedindo um pouco de ar, o suor e lágrimas se misturando com os pingos de chuva, eu estava exausto, queria parar para recuperar o fôlego, mas não podia parar, não agora, finalmente eu consegui fugir daquele inferno e não podia desistir.
Parei um certo tempinho depois por um minuto por que já não podia mais correr, estava sem fôlego e precisava me localizar, eu não sabia para onde eu estava indo e parecia que eu estava correndo em círculos, floresta maldita. Ouvi vozes conhecidas e passos próximos e me desesperei, me escondi atrás de um arbusto enquanto aqueles homens passavam esbravejando irritados "aquele filho de uma puta, quando eu achar ele vou fazer ele se arrepender de ter nascido" disse um deles, "logo hoje, ele nos envergonhou na frente de todos, hoje era uma grande noite" falou o outro, "quando acharmos aquele moleque ele vai ter o que merece", eles riram e sumiram do meu campo de visão. Eu me sentia sujo e nada no mundo poderia limpar essa sensação de mim, só de pensar em voltar para as mãos daqueles pervertidos desgraçados me fazia sentir vontade de vomitar. Fiquei um tempo sentado atrás do arbusto para não ter o risco deles me encontrarem.
Eu já não tinha mais razões para continuar, aqueles caras me caçariam até no inferno se fosse preciso. À essa altura morrer parece ser uma opção bem atrativa, eu não quero continuar vivo.
Depois de andar por um longo tempo sem rumo ou sequer noção de onde estou, encontro uma estrada de asfalto e escuto um barulho de carro, vou até o meio da estrada e fecho os olhos esperando a batida e ela veio, rápida e dolorosa, senti meu corpo se jogado para frente e fiquei inconsciente.
---
Sentia o ventinho gelado entrando pela brechinha na parede que é o mais próximo que eu tenho de uma janela. Podia escutar o falatório e a música alta vindo do andar de baixo, mas não me importo, sei que é apenas mais uma festa. Elas acontecem uma vez ao mês, começa às 10:00 e duram até às 03:00 da manhã. Não demorou muito para eu escutar os passos na escada e o barulho das chaves destrancando a porta. Olhei para o relógio, 00:00, sempre no mesmo horário, minha tortura começaria agora...
---
Eu me sentia leve, estava deitado em algo macio, muito diferente do lugar de onde eu tenho dormido nos últimos anos, eu estou no céu? Eu morri mesmo?
Abri os olhos e vi um clarão forte ofuscando minha vista, demorei algum tempo para me acostumar com a claridade. Olhei ao redor e pude ver que estava em uma sala branca, pude ouvir um som contínuo de "pii", não demorou para eu perceber que não estava no céu e sim em um hospital, me desanimei, eu ainda estou vivo. uma pontada de desespero bateu em mim, o que impede que homem venham atrás de mim e me prendam de novo? eu estou desprotegido, preciso fugir...


continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...