1. Spirit Fanfics >
  2. Meu pequeno menino >
  3. Falsa declaração de óbito

História Meu pequeno menino - Capítulo 2


Escrita por: Anne_Shirley_Cuthbert

Capítulo 2 - Falsa declaração de óbito


Enquanto eu tentava inutilmente me levantar, já que eu sentia uma dor aguda sempre que fazia o menor movimento, vi a porta se abrir e um homem com um jaleco branco entrar. Ele era alto, tinha cabelos castanhos cacheados bem penteados, e por trás das lentes de seus óculos quadrados podia ver os olhos verdes brilhantes, ele se virou para mim e sua expressão era de surpresa e aos poucos foi mudando para um sorriso aliviado.


-Você acordou, como se sente?


Perguntou ele, sua voz era grossa mas gostosa de ouvir, do tipo que você poderia estudar o dia inteiro e não se cansar. Logo depois da pergunta ele pegou o estetoscópio que estava pendurado no seu pescoço e se aproximou para checar meus batimentos.


-Dói...quando me mexo...


Eu respondi, minha voz saiu mais baixa e rouca do que eu imaginei, não percebi que estava encarando os olhos do médico, quando percebi logo desviei o olhar para qualquer ponto no leito.


-É de se imaginar, você sofreu um acidente grave, se lembra disso? Em uma estrada perto da floresta, o carro estava em alta velocidade e bateu em você


Ele falou calmamente, fazia anotações em uma prancheta, eu não sabia o que fazer, contar a verdade não é uma opção, ao menos não agora, não tinha certeza se ele era um deles.


-Não eu...eu não me lembro muito bem... pode me dizer se alguém veio me procurar?


Perguntei e vi que o médico sorri para mim.


-Seu marido tem vindo aqui todos os dias, chegou desesperado aqui no hospital um tempo depois que você chegou! _merda, ele já está aqui_ Espere um minuto, eu vou chamá-lo!


Segurei seu braço desesperadamente e o encarei temeroso, um medo indescritível me consumiu, senti que estava prestes a chorar.


-Doutor, o homem que está lá fora não é meu marido, eu não sou casado! _ A reação do médico foi de puro espanto _ eu preciso sair daqui agora, por favor!


Eu implorei. O médico foi até a porta e a trancou e depois voltou para o meu lado.


-Eu sabia que tinha algo de errado _ ele falou, mas para si mesmo do que para mim_ Preste atenção por que só tem um jeito de te tirar daqui, eu vou te declarar como morto, o procedimento é simples, vou cobrir você com um lençol e te levar ao subsolo onde fica o necrotério e o estacionamento e de lá te levo para o meu carro e saímos daqui, entendeu?


Confirmei com a cabeça e agradecendo milhares de vezes, ele desligou os aparelhos, me cobriu e saiu do quarto. Um tempo depois a porta se abriu e escutei passos vindo em minha direção.


-Sou eu, está tudo indo certo, agora é só te levar lá para baixo então evite se mexer!


Reconheci a voz do médico e suspirei aliviado, senti a maca sendo movimentada, escutei muitas vozes e senti a maca sendo virada várias vezes, parecia estar demorando uma eternidade, mas então paramos, o lençol foi tirado e vi que estávamos no estacionamento, do lado de um carro preto. Ele abriu a porta do carro e me pegou no colo, me sentou no banco e pôs o cinto, caminhou para o lado do motorista e entrou, logo deu partida e enfim saímos do hospital. Quando já estávamos longe do hospital ele olhou brevemente para mim e falou.


-Meu nome é Vincent Wendell Forest, e você quem é?


Já faz tanto tempo que ninguém me faz essa pergunta, respirei fundo e respondi.


-eu sou Willian Denver Conrad


Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...