História Meu pequeno ômega - JIKOOK, YAOI, LEMON, INCESTO - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Chan-yeol (Chanyeol), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Yugyeom
Tags Bangtan Boys (BTS), Gay, Incesto, Jikook, Jimin, Jungkook, Jungkookpai, Kookmin, Lemon, Marichat-mel, Markson, Namjin, Taeyoonseok, Vkook, Yaoi
Visualizações 69
Palavras 1.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🍓 Olá galerinha! Tudo bem? Espero que sim, caso contrário pode me chamar no MP, acho que ainda sou boa conversando. Ksksksksk

Bom, eu andei sumida um pouquinho porque no off tô com alguns probleminhas, tenho bipolaridade e não estava com vontade de escrever mais essa fanfic, na verdade ainda sinto isso, acho a maioria gostava dessa fanfic no enredo original, do JungKook ser um babaca e essas coisas, então eu não sei se ainda querem nesse contexto ou nesse atual.

Mas fora isso estou bem, galerinha. Eu andei procurando uma pessoa para fazer betagem da fanfic e achei melhor fazer apenas quando terminasse, além de um trailer, mas o trailer não sei se vai dar.

Tô aceitando doações de trailers. Ksksksm

Espero que gostem desse capítulo!
♥️♥️♥️♥️

Capítulo 5 - Clandestino e mortal, o que mais devo esperar?- Capítulo IV


Fanfic / Fanfiction Meu pequeno ômega - JIKOOK, YAOI, LEMON, INCESTO - Capítulo 5 - Clandestino e mortal, o que mais devo esperar?- Capítulo IV

JungKook parecia animado ao conversar com o melhor amigo, mesmo pela diferença de idade, ambos mostram respeito e companheirismo. Se conheceram no início da adolescência, quando JungKook estava envolvido emocionalmente com o omma de Jimin e Namjoon com casos de uma noite, os dois alfas tinham personalidades distintas, Nam era festeiro, popular, odiava esportes e era líder do clube de artes, JungKook pelo contrário era o melhor aluno em taekwondo, gostava de ficar em casa e estudar com seu falecido pai.

— Namjoon-hyung, está falando sério? Conseguiram te prender? — Rindo alto da fala absurda do Kim, que todos juravam que nunca ficaria fixo com alguém, estava ali, falando do pai solteiro de uma menininha.

— Você tem que ver! Ele é um beta incrível, mas ele parece tão triste, sabe? — Ao escutar o suspiro chateado do amigo, Jeon inflou as bochechas, o que seria fofo para um alfa fazer, mas ele não ligava.

— Tenta conversar, seduzir ele, mas não o tratar como um objeto, porque pelo que você está me dizendo, SeokJin parece bem duro pelas coisas que viveu, principalmente a morte do ômega que ele namorava.

Enquanto os dois conversavam sobre coisas belas como: sentimentos, amor e tudo mais, Jimin e Yoongi apenas choravam no telefone, não que o garoto nunca quisesse engravidar ou construir uma família, apenas não queria naquele momento, ainda mais com o pai que tinha.

Todas as famílias possuíam problemas, seja por doenças ou relações, mas na de Min era apenas a má formação da imagem que tinha do appa, SanE mesmo sabendo daquilo não estava preocupado, não iria forçar nada e nem mesmo entendia o motivo do ódio.

— Meu appa vai me matar, Jimin! — O outro garoto apenas se encolheu fungando, só por escutar seu nome já sabia que coisa boa não vinha, Yoongi odiava formalidades, e apenas o chamar pelo nome já mostrava o quão desesperado o ômega estava. — O pior é que o cheiro  muito forte, mas também parece uma mistura, sabe? Eu sempre uso preservativo, não que eu não queira esse bebê, pelo contrário, é um presente, mas eu nem terminei minha faculdade de música, não sei de quem é, não sei como cuidar e minha omma está doente demais para me ajudar. — Park já sabia que o rapper aprendiz falava bem rápido, mas naquele momento superou todas as suas espectativas.

Respirou fundo e contou até dois, fechou os olhos e imaginou tudo aquilo sumindo por segundos, voltou para a realidade se levantando para pegar suas roupas.

— Se arruma, vamos para a faculdade, Yuqi estava um dia desses falando sobre uma garota que estava grávida aí. — Do outro lado da linha Yoongi sentiu seu corpo todo tremer de medo, os cabelinhos da nuca arrepiados e respiração pesada.

— Aquela que fez aborto em uma clínica clandestina?

— Essa mesma, Yuqi me disse sobre algumas coisas e dicas. — Yoongi não sentia mais as pernas, apenas murmurou um 'uhun' e desligou indo se arrumar, mesmo estando cedo, seria melhor conversar em um ambiente tranquilo e perto um do outro para se apoiarem.

Yoongi pegou apenas uma blusa grande, calça moletom e um casaco de pano fino, estava usando cores neutras e perfume forte, até pensar no que iria fazer. O maior pensamento do garoto era se arrepender de alguma coisa no futuro, San não parecia tão assustador quanto o assunto que falaria na faculdade.

Terminou de colocar a roupa, apertou a mochila e saiu correndo, não teria ninguém acordado aquela hora, sua omma estaria deitada e seu appa trabalhando do lado dela em alguma música nova. Quando era menor, Suga sonhava em trabalhar como o appa, que sempre o apoiou, mas se apaixonou pelo rap, e mesmo assim SanE continuou ali.

— Espero que Jimin saiba o que está falando. — Sussurrou saindo de casa cabisbaixo, mas andando com os passos rápidos, nem mesmo notou alguém o seguindo, até sentir o cheiro conhecido, Kim Taehyung.

— Gatinho, e aí? — O homem alto de cabelos vermelhos falava andando rápido, Min não parou de andar, o que fez essa situação acontecer: um Kim parecendo um Pica-Pau ofegante atrás de um garotinho irritado.

— Não estou para brincadeiras hoje, Taehyung. — Murmurou olhando de relance para o cara, que apenas puxou uma flor do arbusto entregando para o garoto.

— Não estou brincando, você é mais difícil que um jogo, de dia, porque de noite você estava uma delicinha. Já que não me quer, amanhã passo aqui de novo 'pra te seduzir. — Piscou rindo do rosto corado do garoto, mas não sabia se era por está envergonhado ou querendo o matar. Pelo pouco contato que teve, notou que o Min era casca grossa, não dava para entender, os ômegas estavam cada dia mais em alta nas coisas e principalmente, sendo independentes e bem mandões.

— Idiota.

Rindo fraquinho até mesmo esqueceu os problemas com aquele alfa doidinho, onde já se viu arrancar uma flor da mulher mais problemática da rua para tentar seduzir Min Yoongi, um ômega mal visto naquela vizinhança.

Voltando para o caminho, o garoto não pôde continuar sua maratona, suas pernas doíam e estava todo suado, resolveu ir andando, afinal, Jimin era mais lerdo que ele e chegar cedo para esperar não estava na sua lista.

;;;;;;;;;;;


Até porque Jimin nem tinha saído de casa, assim que saiu do quarto ele ficou de braços cruzados vendo aquela cena: JungKook todo animado conversando com alguém no celular, não que o Park fosse aqueles problemáticos, apenas era curioso e nunca tinha visto seu appa todo animado com nenhum outro ômega.

— Jimin! Você não vai se atrasar, meu amor? — JungKook com todo aquele jeito docinho que tinha, foi até o garoto.

Mas o Park não estava ligando para a delicadeza do Jeon, apenas pensava que a conversa estava interessante demais para ele dar atenção para seu filho.

— Queria saber com quem você está falando tão animado assim, hum? — Sem esconder mais e assumindo para si mesmo, Jimin estava se remoendo de ciúmes, mas porque ele se sentia ameaçado, qualquer outro que tentasse com JungKook poderia ganhar pelo simples fato de não ter nenhuma ligação os impedindo, diferente de Jimin.

— Ah! O Namjoon, anjo. Está com ciúmes? — Com um pequeno brilho inocente, Jeon se aproxima do garoto o abraçando carinhoso, e o que recebeu foi um pequeno tapinha.

— Mais ou menos, não se ache. — Empinou o nariz emburrado, o que resultou em um selar inocente vindo do Jeon.

— Não se preocupe, mesmo que eu não possa te amar como quero, não trocaria e muito menos teria a coragem de tocar outro tendo você no meu coração.

Jimin não podia se sentir melhor, ou bobo. Ele não entendia nada de sentimentos, mas seu coração sentiu mais que apenas desejo, foi algo quentinho lá dentro, algo que o esquentou, não da forma que os outros o esquentava nas noites ou fugas, mas algo simples e único.

— Bobo. Eu realmente vou me atrasar e preciso conversar com Yoongi, tchau, JungKook. — Falou o nome do alfa, não tinha necessidade em chamar ele com formalidades, não naquele momento e pelo jeito, não mais.

Saiu correndo de casa, agora iria resolver outro problema: o que fazer com Min YoongiE depois contar sobre o que estava sentindo, mesmo o Yoon sendo tão duro e frio quanto ele, era o melhor em conselhos amorosos.



To be continues...?


Notas Finais


🍓 Olá galerinha! Espero q tenham gostado!

Não esqueça de deixar um agradinho e sua crítica construtiva!

BEJUSS DE PURPURINA!!! ATÉ LOGO!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...