História Meu pequeno ômega - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Kookmin, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 155
Palavras 992
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi! Agora sim, a promessa será paga, a partir de agora!

Boa leitura....

Capítulo 20 - Então fica comigo...


Fanfic / Fanfiction Meu pequeno ômega - Capítulo 20 - Então fica comigo...

Jungkook POV.

Eu não sei onde estou, está tudo escuro e a atmosfera desse lugar e tensa. Não vejo nenhuma porta por onde eu possa passar, não adianta entrar em desespero, então vou ficar aqui sentado por um tempo. O cheiro aqui e muito forte, parece ate meu cio, espera, e meu cio! O que tá acontecendo? Respiro fundo tentando não me irritar com o suspense, logo sento uma presença estranha atrás de mim.

???: Olá, meu caro humano – uma voz grossa se fez presente

Olho pra trás tomando um breve susto, tinha uma espécie de lobo negro deitado, seus olhos estavam fechados e seus pelos eram grossos e longos, ele parecia estar tao calmo, como se aquilo tudo fosse natural. Realmente não sabia oque dizer então só segui o joguinho daquele ser.

Jk: Ola senhor... – me virei completamente, para poder falar com aquilo

???: Ninguém nunca me deu um nome, mas se quiser me chamar de Lúpus, por mim tudo bem

Jk: Okay, senhor Lúpus. Eu posso te fazer uma pergunta?

Lupus: Não posso calar a sua boca, mas gostaria que a mantesse fechada – disse frio

Jk: sinto muito mais não posso fazer isso – retruquei a franqueza

O lobo, abre um pouco seus olhos revelando um vermelho escarlate brilhante, parecia brilhar naquele lugar escuro. Surpreendentemente ele ri.

Lupus: Gostei de você rapaz, se sinta onrrado – lentamente levantou sua cabeca e abriu completamente seus olhos, revelando toda a iris vermelha dawuele ser

Jk: Por qie tenho a sensação de que voce me trouxe aqui?

Lupus: Por que fui eu mesmo que te trouxe ao meu lar, devo dizer que essa instalação e digna de um rei alfa.

Jk: Mas não tem nada aqui e aliás quem é você, se me permite saber dessa afirmação e lógico.

Lupus: A maior parte dos lugares onde eu “morei”, sempre tinham rachaduras, muitas lembranças ruins e alguns traumas.

Jk: Como assim lembranças? – perguntei curioso

Ele ri novamente e de deita fechando os olhos novamente, tão irritante, parecia não ligar para nada e nem para minhas perguntas.

Lupus: Você faz muitas perguntas rapaz, geralmente eu não falo com os humanos, mas dessa vez eu não tenho opção não é? – se levantou por completo.

Eu não havia percebido o tamanho daquele lobo, ele parecia tão pequeno deitado, mas quando se levantou parecia um cavalo.

Lupus: Eu sou o princípio dos Alfas, eu fui o primeiro a ser criado. Se não percebeu, essa é sua mente, eu escolhi você criança para ser meu novo corpo, e tão se sinta onrrado por estar falando com o rei dos alfas.

Jk: Você é bem egocêntrico não é? Eu não faço a mínima ideia do que você está falando e também não ligo se você mora dentro de mim, com tanto que não atrapalhe a minha vida, eu não vou me importar.

Lupus: Criança insolente, você merecia ser castigado, mas infelizmente eu precisa da sua ajuda! – disse Franco- quer dizer, nós precisamos da sua ajuda.

Jk: Com Quem você se refere a “nós”? - perguntei confuso

Lupus: Meu parceiro precisa que você concerte algo, infelizmente, nós não temos o poder pra concertar isso – seu olhar caiu, como se estivesse triste

Jk: Seu parceiro? Olha da pra me contar as coisas completas? Contar só por partes e muito ruim!

Lupus: Meu parceiro está hospedado no seu amigo, Jimin – me surpreendi por um momento ao ouvir o nome de Jimin – meu parceiro, e o rei dos Omegas, ele escolheu seu amigo como novo corpo, mas parece que tem algumas coisas erradas com ele.

Jk: Com o Jimin? Como assim? O que há de errado com ele? – perguntei meio desesperado?

Lupus: Eu não sei muito bem oque exatamente aconteceu, mas ele possui inúmeros traumas, tanto da infancia, quanto recentes. Jungkook...- pela primeira vez ele me chamou pelo nome – nós precisamos que você concerte o Jimin.

Jk: Claro, eu ajudo, mas como eu fasso isso? Não conheço ele a muito tempo, não sei quais são seus traumas, como posso ajudar?

Lupus: Eu também não sei quais são, mas sei a maneira que podemos descobrir

Jk: É qual seria?

Lupus: Você tem que beijar o Jimin, assim que você acordar, beije o, e nos poderemos descobrir oque aconteceu

Jk: C-como assim? Beijar o Jimin?

Lupus: Me poupe, vocês acabaram de fazer um boquete um no outro, e já se beijaram antes não foi?

Jk: Boquete?! Como assim? A gente transou?? -me toquei oque estava acontecendo – foram vocês que fizeram a gente transar! Não foi culpa nossa!

Lupus: Não é hora pra descutir, vou te acordar agora, por favor Jungkook nos ajude, e ajude Jimin também!

Ele sumiu, eu ainda estava de olhos fechados, mas ja consciente. Abri lentamente os olhos, me vi abraçado a Jimin novamente, ambos estávamos sem camisa. Aquilo realmente aconteceu? Eu falei com meu lobo? Eu fiz sexo oral com o Minie? Eu não tinha outra opção, se não descobrir se realmente aconteceu. Me levantei com cuidado pra não acordar o garoto deitado junto a mim. Me abaixei, passei a mão eu seu rosto, e colei nossos lábios.

Num piscar de olhos, eu vi tudo. Todas as lembranças do Jimin, todos os traumas, todas as coisas ruins, as pessoas que batiam nele, o idiota que tentou estuprar-lo. Meus olhos derramaram lágrimas grossas, os abri, vendo um Jimin, acordado, chorando ainda me beijando. Separo o beijo e o abraço forte.

Jm: Você viu... tudo? – solucava

Jk: Eu vi sim Minie...- fiz carinho em sua cabeça

Jm: Me desculpa, eu não queria isso – arranhou minhas costas- por favor não vai embora, eu não quero que você vá embora Kookie! – chorava mais ainda

Jk: Clama pequeno, eu não vou embora, não vou te deixar agora, não posso te deixar, a final, eu te amo – espera, por que eu disse isso? Só pode ser aquele lobo idiota

Jm: E-eu também te amo Kookie, eu quero ficar com você – me surpreendi com a resposta.

Jk: Então, fica comigo Minie...


Notas Finais


É aí gostou? Se sim, deixe seu favorito e comente aqui em baixo!

Ate a próxima!

Bye byeee!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...