1. Spirit Fanfics >
  2. Meu pequeno ômega (Jikook) >
  3. Obrigações de ômegas

História Meu pequeno ômega (Jikook) - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Não se esqueçam de comentar 💬

Boa leitura ❤️

Capítulo 20 - Obrigações de ômegas


Fanfic / Fanfiction Meu pequeno ômega (Jikook) - Capítulo 20 - Obrigações de ômegas

Olho pra baixo rapidamente, conseguindo ver a expressão de dor e culpa no rosto de meu appa.

_ Como você acha que sua queridinha família ficaria ao descobrir seu segredo?!- Meu avô pergunta sarcástico.- Não se esqueça que você segue as antigas leis. Pare de querer se fazer de pai ou marido amoroso.- Foi duro.- Me contrarie e eu faço a vida dos seus amados um inferno. Então não quebre nosso acordo, filhinho.

Começo a engatinhar em direção ao meu quarto.
Estou ficando cansado de todo mundo ficar escondendo as coisas de mim. E o jeito que meu avô se referiu a sua ameaça contra mim e minha omma, me deixou um pouco assustado

Por que meu pai não parece fazer suas próprias escolhas?

Porque ele não deve fazer.- Lyly responde.- Ele nem ao menos respondeu o pai depois da ameaça...

Tenho medo, Lyly.

Eu também.

Sento no chão de meu quarto, escorado na porta, tentando me acalmar.
Pego meu celular, com as mão tremendo, e procuro pelo número recém adicionado de Jungkook.
Aperto em ligar, engolindo em seco.

Ligação on

_ Jiminnie?- Pergunta animado.

Arranho a garganta.
Não seria muito legal se ela saísse falha ou embargada.

_ Oi, Jeon...- Respondo baixo.

_ Aconteceu alguma coisa?- Pergunta deixando evidente a preocupação em sua voz.

Fecho meus olhos fortemente, tentando segurar minhas lágrimas.
Sempre que eu sinto vontade de chorar e alguém me faz essa mesma pegunta que Jeon fez, minha vontade de chorar aumenta em 100%.

_ Aconteceu.- Me limito a falar.

Ainda não está na hora de JK me ouvir chorar.

_ Quer conversar sobre isso?- Pergunta.

Penso.
Eu realmente quero falar sobre isso?

_ Meu avô veio da Itália.- Falo.- Descobri que ele guarda um segredo de meu appa.- Continuo.- Mas o pior foi quando ele me tratou como um... objeto. Minha cabeça está a mil.

_ Todas famílias escondem alguma coisa.- Responde.- Você quer que eu vá te fazer companhia?

Antes que eu respondesse um formoso "Sim!", ouço risadas e logo "sinto" que JK vai para um ambiente mais calmo.

_ Não precisa.- Respondo.

_ Jimin, você tem certeza?- Pergunta.- Eu posso ir.

_ Tenho.- O tranquilizo.- Meu appa e meu hal-abeoji querem conversar comigo na hora do jantar. Posso te ligar quando eles terminarem.

_ Não é um plano perfeito, mas tudo bem.- Riu.- Não se esqueça de comer direitinho.

Reviro os olhos.

_ Vou comer.- Respondo.- Até amanhã, Coelhinho.

_ Até, baixinho.

Ligação off

Jungkook me contou, resumidamente, sobre seu pai e alguns dos motivos que o fizeram voltar. Parece que eles vão virar uma família de novo.
Fico muito feliz por ele.

Me levanto e vou em direção a minha cama.
Acho melhor tentar dormir um pouco. Se eu ficar acordado, vou ficar me corroendo de curiosidade e eu não quero isso.
Sei que se meu avô está aqui, a coisa deve ser bem ruim... Pelo menos pra mim.

😅😅😅


19:23


Estamos todos na sala de jantar. Botei mais comida que o desejado no prato, tudo por causa do Jeon.

Está tudo tão incômodo...

Os únicos sons presentes no cômodo eram dos talheres arrastando no prato.
E isso já estava passando dos limites, junto com minha paciência.


Eu acordei uma hora depois do combinado. Meu avô se mostrou bem puto com isso, achei que ele fosse me bater...


_ Sobre o que vocês queriam falar comigo?- Pergunto.


Já se passou tempo demais pro meu gosto.


Meu appa para de comer, parecendo recluso por ter sido abordado.
Vi quando meu avô lhe lançou um olhar desafiador e sarcástico.


Ele limpa a boca antes de finalmente tomar a decisão de falar.


_ Como você sabe, seguimos as antigas leis.- Começa.- Taemin e seu avô me alertaram que já estava...- Faz uma pausa para beber água, nervoso.- Me alertaram que já está passando da hora de lhe arranjar um noivo.


Não!- Lyly exclama.


Vai pra puta que pariu!
Tá de zoeira com minha cara, não é possível.


_ Acho que não entendi.- Me faço de sonso.


Que tenhamos escutado errado, Jimin...


_ É isso mesmo, Jimin.- Meu avô se intromete.- Seu noivo já foi escolhido.- Sorriu.- Eu mesmo ajudei seu pai a escolher.


_ E que é?- Direcionei meu olhar pro meu appa.- Quem vocês escolheram?


_ Eu não tive escolha...- Falou rápido.- Seu avô me ajudou a escolher.- Desmentiu a primeira fala.


Olhei pra minha omma, que estava sentada ao meu lado.
Ela chorava sem nem ligar pra quem estava olhando. Tinha desprezo em seu olhar.


_ Eu não posso negar, não é?- Pergunto de cabeça baixa, olhando pro tanto de comida que tinha em meu prato.


_ Não, você não tem esse direito.- Me responde.- É uma de suas obrigações como ômega.


Meus olhos começam a lacrimejar.


MERDA!
A última vez que eu chorei por causa de meu appa e em sua frente, antes da punição que ele me deu, eu tinha apenas 12 anos.
Depois toda vez que eu me chateava com ele, eu corria pro meu quarto pra chorar.


_ E-eu posso subir?- Pedi já me levantando.


A última coisa que eu quero é desabar na frente deles dois.


_ Pode.- Responde sem me olhar.


Quando eu estava quase saindo da sala de jantar, meu avô me chama.


Parei de andar, mas continuei de costas para eles.

_ Seu noivo é Lee Taemin.- Falou tranquilo.- Essa foi a punição que ele te escolheu. Assim ele pode te educar.

Ainda fico uns 10 segundos parado no mesmo lugar...
Corri escada a cima em direção ao meu quarto.
Mal consigo respirar!

Como ele pode fazer isso comigo?!

Como meu pai me entrega para uma pessoa assim?

Acho que estou tendo um ataque de pânico!

Sento em minha cama tentando fazer um exercício de respiração que meu médico ensinou. Eu não tenho tempo pra procurar minha bombinha.

Calma, Jimin.- Lyly pede.- Vamos lá, você consegue.- Me incentiva.

Feito em minha cama quando percebo que minha respiração já está um pouco melhor.
Eu não posso acreditar que isso esteja acontecendo comigo.
Tô me sentindo a pessoa mais fodida do universo.

Não diz isso, Minnie...- Pede.

Decido tentar ligar pro Jungkook.
Ele disse que eu poderia falar com ele depois da "conversa" com meu avô e meu appa.
Espero que ele ainda esteja disposto a me ouvir.

Pego meu celular e busco por seu número, logo apertando em "ligar".

"Sua chamada está sendo encaminhada para caixa postal..."

Desligo e tento por mais cinco vezes. Todas deram errado.

Deixo pra lá e me viro na cama para poder abraçar meu urso, nomeado Teddy.
Poxa, eu queria ouvir a voz de Jeon... Mas nem isso Deus quer me proporcionar.


Notas Finais


Estão gostando?

Teorias?

Como está sendo a quarentena de vocês?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...