1. Spirit Fanfics >
  2. Meu pequeno salvador >
  3. 2.0

História Meu pequeno salvador - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Aproveitem

Capítulo 20 - 2.0


Plano”

Oh vocês dois podem parar de se comerem. — Ouvi Ymir gritar e eu desfiz o beijo com o Levi para rir dela. 

— Ymir vela está com raiva? — Levi perguntou com deboche. 

Annie após termos comido as deliciosas comidas no jardim nós chamou para ir todos em uma lanchonete, além de nós, convidou, connie, Sasha, Ymir e Caroline que também era de nossa classe – e se alto convidou para se sentar a nossa mesa–. 

— Não é irritada Levi, mas vocês deviam ter mais respeito aos que estão na mesa. — Caroline que parecia bem incomodada quando eu tivesse que Levi era meu namorado falou revirando os olhos. 

— Isso aí eu ja chamo de dor de cotovelo. — Sasha que estava tão imersa as batatas fritas disse mesmo sem olhar para nós. 

— O que está querendo dizer Braus? — Caroline parou de comer sua salada – Quem vai numa lanchonete para comer salada? – e olhou de forma nada contente para a garota. 

— O que você entendeu. — Disse por fim virando o rosto. 

Um clima não tão leve se instalou pela mesa, parecia que a companhia de Caroline não deixava o ambiente muito acolhedor e muito menos tranquilo. 

— Bem, irei pegar mais refrigerante, alguém quer? — Perguntei soltando a mão ds Levi para me levantar. 

— Eu quero Eren, um de laranja. — Caroline disse enquanto sorria para mim. 

— Oferecida. — Levi disse entre dentes. 

— O que disse neko? — A garota olhou fixamente para Levi que apenas deu um sorriso sarcástico. 

— Traz um pra mim e para a Sasha. — Levi disse olhando para mim. 

— Pra mim?

— Percebi que está olhando para aquela latinha de coca a tempos. — Levi disse e a garota apenas deu um sorriso confirmando com a cabeça. 

Seguir até o friser e peguei as quatros latinhas e seguir até o caixa para anotarem os preços das latinhas junto aos pedidos, seguir para mesa e Levi e Caroline pareciam quase se matarem com o olhar. 

— Aqui. — Coloquei a latinha do Levi ao lado do minha na mesa, entreguei a de Sasha e depois a de Caroline. 

— Obrigado Eren. — Caroline passou a mão em meu braço e eu estava seriamente com medo do Levi querer arrancar meu braço por ter deixado ela tocar. 

— Ja pode soltar o braço do MEU NAMORADO. — Deu ênfase no "meu namorado" enquanto me puxava para sentar novamente na cadeira. 

— Está gostoso Mikasa? — Perguntei para a híbrida que comia um bolo de chocolate. 

— Mikasa gostou muito Eren. — Disse dando um de seus sorrisos lindos. 

— Ela sempre fala assim? — Caroline retornou a falar apontando para Mikasa. 

— sim Caroline, é algo da genética dela. — Annie falou um dom raivoso e eu entendia ela. 

— Imagina ela falando assim com 40 anos, não vai ficar algo bonito. — Pude ver Annie quase avançar nela porém Armin a parou antes. 

— Olha Caroline eu irei pedir que tenha respeito ou eu mesmo te coloco para fora daqui. — Ymir ameaçou e quase pude ver uma áurea negra ao redor dela. 

— Calma calma, eu não queria ofender. — Disse pegando a latinha que eu havia a dado e a abrindo. 

Passamos mais alguns minutos conversando enquanto comiamos nossos pedidos até que Caroline se pôs a falar novamente. 

— Eren não sei como tu consegue não achar estranhos essas orelhas na cabeça de teu namorado. — Aquilo foi o suficiente para eu quase estourar de raiva, antes que Levi pudesse falar algo eu falei. 

— E eu não sei como teus colegas te aguentam, eu acho essas orelhas muito lindas e isso só torna meu namorado mais especial e eu o amo do jeitinho que ele é e tenho certeza que você nunca poderar se igualar a beleza dele. — Falei quase sem respirar sentindo meu sangue ferver. 

— Eren... — Pude ver seus olhos encherem de lágrimas e a garota saiu praticamente correndo. 

— Peguei muito pesado? — Respirei fundo colocando a mão no rosto. 

— Não, foi perfeito, estou orgulhoso de você. — Levi disse puxando meu rosto para um beijo. 

Após a saída de Caroline a noite passou tranquila e divertida, após vermos que já estava ficando tarde decidimos voltar cada um para sua casa. 

— O que achou da noite Levi? — Perguntei enquanto tirava meu tênis e colocava as chaves da casa na mesinha de centro. 

— Gostei, seus amigos são legais tirando aquela piranha. — Disse enquanto ainda me olhava parado.

— Que foi? — Perguntei enquanto ela se aproximava de mim. 

— Lembra do que falei na casa da Annie? — Falou em meu ouvido me fazendo arrepiar. — Pelo jeito lembra. 

Em poucas ações Levi me empurrou para o sofá e se sentou em meu colo enquanto passava as mãos em peito desabotoando a minha camisa. 

— Só eu posso sentar aqui. — Ele deu um pulinho me arrancando um gemido. — Apenas o seu neko pode. 

••••••••••••

— Sim Maike, eu preciso para amanhã... Eu não quero saber eu preciso. — O homem já de uma idade avançada falava alto no telefone e assustou o híbrido de tigre que estava ao seu lado com a cabeça abaixada como lhe foi ordenado assim que entrou no escritório. — Aproveite seus últimos minutos de felicidade... Rivaille. 

As palavras usadas em um dom de ameaçar vez o híbrido tremer e seus olhos automaticamente se encheram de lágrimas. 

— Vamos Berthold, se ajoelhe e use essa boquinha direitinho ou terei que recorrer ao híbrido lá fora. 

— Não senhor, eu irei fazer. — Com lágrimas nos olhos o híbrido se ajoelhou e fez o que foi mandado. 


Notas Finais


Próximo capítulo terá suspense e as desgraças começaram.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...