1. Spirit Fanfics >
  2. Meu pequeno Tritão >
  3. O despertar de um sentimento

História Meu pequeno Tritão - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Gente o nome do reino do Izuku e do Denki é Katolis.

Se algum dos meus leitores já viu a série Príncipe Dragão,vai reconhecer o nome pois eu gosto muito dessa série e descidi colocar o nome,e mais para frente aparecerá mais nomes de reinos dessa série.

Capítulo 6 - O despertar de um sentimento


Fanfic / Fanfiction Meu pequeno Tritão - Capítulo 6 - O despertar de um sentimento

Midoriya on

São pelo menos umas 5 horas da manhã.

Denki ainda está dormindo,vou deixar ele descansando.

Eu vou para a o quartinho de limpeza. 

Na noite passada Aisha me deu instruções que antes da família real e os demais da corte acordarem,eu deveria limpar a cozinha,sala de jantar,levar as roupas para serem lavadas e ajudar a servir o café da manhã.

Espero conseguir fazer tudo.

Midoriya off

Izuku já avia limpado a cozinha e a sala de jantar,agora ele ia passar nos quartos para pegar as roupas sujas e levá-las para serem lavadas.

Ele passa nas portas dos quartos com um cesto,colocando as roupas dentro do mesmo.

Ele passa nos quartos de Mina,Kirishima,Sero,rei Masaru e rainha Mitsuki,e por fim o do príncipe Katsuki.

Midoriya on

-Ué?,não tem roupas na porta,que estranho.Será que...-eu penso.

Engulo em seco.

-Pelos Deuses,que ele não esteja despido.-eu penso e coro um pouco.

Eu abro a porta com certo receio,eu entro

-Ai minha santa Deusa Sakii!,ele está sem uma camisa,e a coberta está cobrindo da cintura para baixo.-eu penso com um pouco de vergonha.

-....bom,não vou negar,seu peitoral definido é bem bonito...FOCO IZUKU!,foco!.-eu penso tentando não prestar atenção no príncipe.

-Você veio aqui pegar a roupa suja dele!,então apenas fassa isso e saia logo daqui antes que ele acorde!.Ali estão as roupas!.-penso e logo vou até as mesmas.

Midoriya off

Izuku vai até as roupas que estavam perto de um móvel,ele fica de costas para a cama de Katsuki e se abaixa para pegar as roupas.

Bakugou on

Eu estava dormindo até escutar o som da porta abrindo.

Não me preocupei em me levantar,deveria ser um dos empregados que veio buscar as roupas para lavar.

Mas um cheiro de menta adocicado me chamou a atenção.

Era refrescante e delicioso,não era enjoativo,sem duvidas tinha um ômega ali.

Eu ainda estava de olhos fechados.

Ao contrário de outros ômegas que parecia que eu estava cheirando açúcar,esse me agradava.

Eu nunca senti tal cheiro.

Eu estava curioso então abri um pouco os meus olhos.Vi uma cabeleira verde abaixada de costas para mim,estava pegando as roupas sujas.

-Deku?,então esse é o seu cheiro...-eu penso.

Estava o olhando,até que ele fica sentado sobre as pernas olhando para a parte de baixo do móvel.

Escuto ele sussurrar.

-Droga,eu não consigo alcançar,tá muito no fundo.-ele sussurra parecendo um pouco frustado por não conseguir pegar alguma peça de roupa que deve ter caído debaixo do móvel.

Eu ia levantar para o ajudar,mas a cena que eu vi me fez não conseguir mexer um músculo sequer.

Deku fica de quatro,ele abaixa o peitoral até encostar no chão,deixando a bunda bem empinada,logo em seguida colocou um braço em baixo do móvel para pegar a peça que estava lá.

E meus Deuses,que visão sexy,ainda mais com aquela roupa que a minha mãe deu a ele,marcava suas coxas e sua bunda,ainda mais nessa posição.

Senti um arrepio na virilha.

-Puta que pariu!,eu não posso ficar duro!-eu penso.

Eu vejo Deku se levantando e pegando o cesto.Eu fecho os olhos.

Escuto os passos de Deku indo na direção da porta e logo em seguida o som dela sendo fechada.

Me sento na cama.Ainda incrédulo com a sensação que esse tritão me passou,

- Pelos Deuses,que ômega é esse?!-me pergunto meio baixo.

Bakugou off

°°°

Os moradores do castelo já estavam a mesa,Izuku servia o café da rainha e do rei,Aisha fez questão de ela mesma servir Katsuki,e os outros empregado serviam os demais na mesa.

°°°°

- Agora,vai lavar todos os pratos!,vai logo!.-diz Aisha.

- sim senhora.-diz izuku indo até a pia cheia de pratos,talheres,bandejas e tijelas.

- Assim que terminar quero que você lustre todos os utensílios de prata,quero eles totalmente reluzentes.-a ruiva ordena.

Izuku acente.

°°°

Izuku estava polindo os utensílios,logo ele escuta alguém entrando na cozinha.

- Izuku!.-chama mina ao ver o esverdeado.

- oi Izu.-diz Denki que estava acompanhando a rosada.

- oi gente.-diz o esverdeado ainda polindo as taças.

- Meu Deus Izuku!.-exclama Mina ao ver o tanto de trabalho que o pequeno ainda tinha para terminar.

- Vou ajudar você.-diz Denki pegando um pano e indo para o lado do esverdeado.

- Eu também vou ajudar vocês!.-Mina também pega um pano e vai para o lado de Izuku.

- Não prescisa gente,é o meu trabalho.- diz Izuku.

- Mesmo assim vamos te ajudar.-diz Denki descido.

°°°

- Finalmente!,terminamos.-diz mina.

- Obrigado gente.-diz Izuku.

- Agora que você não tem mais serviso por hora,você vem com a gente para o jardim.-diz a rosada puxando o esverdeado para o jardim,sendo acompanhados por Denki.

Mina e Denki se sentam no gramado puxando Izuku com eles,estavam do lado de um arbusto de flores brancas.

Mina olha para os tritões e depois para as flores.

- Sabem fazer coroa de flores?.-pergunta Mina.

°°°

- Onde está aquele idiota?!,já está na hora do almoço!,...mas..,de certa forma isso pode me ajudar.-pensa Aisha colocando alguns alimentos que serão servidos em uma bandeja.

- Se ele não aparecer para cumprir o trabalho dele eu posso reclamar com o príncipe,assim Katsuki verá o quanto aquele ômega é inútil e sem responsabilidade.-ela pensa e sorri enquanto anda com a bandeja até a mesa real.

- gente,alguém viu a Mina?.-pergunta Sero.

- se não me engano acho que ela estava com o Denki a última vez que eu vi ela.-responde Kirishima.

- E onde está o Deku?.-pergunta Katsuki estranhado o fato do tritão não estar ajudando a servir o almoço.

- Vossa majestade,ele-.-Aisha é interrompida.

- Eu estou aqui majestade.-anúncia Izuku entrando na sala,ele estava com uma bandeja de carne assada em mãos.

- Desculpem o atraso.-diz Mina entrando na sala com Denki.

Katsuki,Sero e Kirishima repararam nas coroas de flores brancas que os três usavam.

Kirishima estava hipnotizado por Denki,a beleza daquele ômega de cabelos loiros estava mexendo com o ruivo.

Mina e Denki se sentam juntos,Izuku caminha e leva até o centro da mesa a bandeja.

Izuku faz uma breve reverência já se retirando.

- Izuku,espera,porque não almoça conosco,tem espaço a mesa.-diz Masaru.

- Verdade,junte-se a nós Izuku.-insiste Mitsuki.

- Izuku,acho que ainda tem algumas coisas bagunçadas lá na cozinha,pode ajudar a gente a arrumar?.-diz Aisha com um sorriso forçado,ela estava claramente com raiva.

- Ah!,claro,já estou indo.-diz Izuku com um sorriso gentil se direcionando a cozinha.

Aisha também faz uma reverencia e vai para a cozinha.

- Eu vou fazer da sua vida um inferno,Izuku Midoriya.-ela pensa indo na direção do esverdeado com a expressão totalmente fechada.

- Lava as panelas,quero essa pia impecável!.-Aisha ordena Izuku.

O mesmo não fala nada,apenas vai para a pia e começa a lavar.

°°°

Izuku avia acabado de lavar toda a louça,estava enxugando as mãos no pano do outro lado da cozinha.

Aisha aproveita a oportunidade e joga um pouco de banha de porco nas louças que Izuku acabou de lavar.

- Oque é isso?!.-ela finge estar indignada.

- Oque aconteceu?.-izuku volta para perto da pia.

- Você não sabe lavar uma louça direito não?!,isso está completamente cheio de banha!.-ela começa a elevar o tom de voz com Izuku.

- M-mas eu lavei tudo direitinho.-Izuku tenta se explicar,não estava entendendo como ainda estavam sujas se ele as lavou direito.

- Ata!,e a manteiga broto nas louças do nada!,nem para lavar uma louça você serve!,inútil!.-assim que da as costas para Izuku Aisha abre um sorriso e sai da cozinha.

Izuku fica de cabeça baixa e triste pelo sermão.

°°°

Eo restante do dia todo foi assim,tudo que Izuku fazia Aisha dava um geito de humilhar e críticar o trabalho do pequeno.

Já eram 8:22 da noite,Izuku estava terminando de arrumar a cozinha,todos os outros empregados já estavam em suas casas ou quartos no castelo dormindo.

Assim que termina um guarda para na porta da cozinha.

- Prescisa de algo senhor?.-pergunta Izuku docemente apesar do cansaço.

- O príncipe está solicitando uma massagem,e como você aparentemente é o último servo aqui,deve ir aos aposentos do príncipe.-diz o guarda.

- A-a claro,eu já estou indo.-diz Izuku se apressando,não queria levar mais uma bronca hoje. 

Ele chega ao quarto de Katsuki e bate na porta.

- Entre!.-diz Katsuki do outro lado da porta.

- Com licença,o senhor pediu uma massagem?.-diz Izuku entrando.

- Sim eu pedi,e não me chame de senhor,me faz sentir velho.-diz Katsuki se sentando em um banquinho e tirando sua capa vermelha.

Izuku cora com a visão,ele se aproxima do alfa colocando suas mãos nos ombros do loiro logo iniciando um massagem.

Katsuki fechou os olhos aproveitando a deliciosa massagem eo cheiro de menta que o deixava ainda mais relaxado.

-....então...,como foi o seu dia...?.-pergunta Izuku tentando quebrar aquele silêncio desconfortável.

-....,foi cansativo,tive treino de luta.-diz Katsuki olhando a vista da janela a sua frente.

-Ah,bom,agora você vai poder descançar e relaxar um pouco.-Izuku não sabia como continuar aquela conversa.

- E o seu?,como foi?.-Katsuki nunca foi de se importa com a vida dos outros,e muito menos os outros se preocupavam ou perguntavam sobre o seu dia,era a primenta vez que alguém estava interessado em saber como foi o dia do jovem,muitos tinham medo de estar invadindo a privacidade do príncipe.

- o meu...?,foi bem...,um pouco cansativo mas tudo bem.-diz Izuku com um sorriso gentil que Katsuki pode ver pelo canto do olho.

-...ainda com essa coroa de flores?.-fala se referindo a coroa que Izuku ainda estava usando.

- Ah,sim,a Mina fez para mim.-Diz Izuku prestando atenção na massagem que estava fazendo.

- Hum...-Katsuki respira fundo inalando o cheiro do ômega,o mesmo fecha os olhos e aproveita ao máximo aquele momento.

°°°

- Está dispensado,pode ir dormir Deku.-dz Bakugou.

- Porque me chama de Deku?.-pergunta o esverdeado confuso com o apelido.

- esse apelido é a sua cara.-responde Katsuki.

Izuku olha Katsuki por alguns segundos.

- Kacchan.-diz o esverdeado.

Katsuki fica confuso.

- Já que você me deu um apelido eu também te dei um.-explica o menor docemente.

- Você me deu um apelido?!.-pergunta Katsuki surpreso.

- Sim,boa noite Kacchan!.-diz Izuku logo saindo do quarto.

-...kacchan..-Katsuki sussurra o novo apelido,logo da um sorriso.








Notas Finais


Galera,deixem suas opiniões nos comentários,adoro ler os comentários de vocês.


Continua💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...