História Meu pior pesadelo é você,pelo menos eu acho que é - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya
Tags Amor Doce, Castiel
Visualizações 84
Palavras 787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie pessoal, precisamos conversar. Essa semana, na verdade esses nove dias eu não estava muito bem :/. Mas não vim aqui para isso, eu vim pedir, implorar por uma coisa. Sabe quando vemos que uma pessoa se mutila?! Então as vezes eu sou essa pessoa, e se tem uma coisa que eu reparei, é na dor que traz quando alguém te ofende por isso. Para um mutilador já é difícil se abrir, apenas quem passa por isso sabe, você não precisa ir com as frases desse tipo: “Nossa, que legal, vou fazer isso em mim, mentira, isso é estupido” “é drama, se quisesse se matar pulava de um prédio” ou apenas ignora o que a pessoa falou. Vale lembrar que a mutilação é sentir dor, e não uma tentativa frustrada de suicídio. Já é doloroso o suficiente saber que você é tão lixo que nem com os próprios problemas consegue lidar, não precisa nos lembrar que temos que parar e bla bla bla, muitas vezes já tentamos, mas é difícil, e não venha nos falar “você não tentou o suficiente” ou “você não fez essa tentativa da forma certa” apenas abrace, não nos deixe sozinhos, não questione, tente ajudar! E lembre-se, mutilação não é apenas cortes com navalhas, laminas etc. puxar o próprio cabelo, se queimar, arranhar, morder, rancar pele do lábio para sentir dor... TUDO QUE ENTRA COMO TENTATIVA DE AUTOFERIMENTO EH MUTILAÇAO! Se você faz algo do tipo, procuro um psicólogo ou apenas uma pessoa de confiança... Bom, fazia um tempo que tudo estava atolado aqui, me desculpem se foi uma coisa chata de se ler, mas é algo que precisa ser dito e sempre eh tratado como se fosse algo que não acontece, mas acontece, e muito. Bom, por favor leem as notas finais, quero falar umas coisinhas da fic. Boa Leitura, LuaLuna

Capítulo 32 - Treta e hotel


Estava eu parada na frente da porta encarando o meu ex, não pensei muito bem e virei para trás tentando ir em bora, mas alguém me impediu.

Olhei para ver quem era que estava segurando o meu braço e vi Castiel, ele estava com a cabeça baixa, como se tivesse a mesma vontade de bater no Armin quanto eu.

Cass: Fica Emma, qualquer coisa eu bato nele a ponto dele esquecer a memoria

Era madrugada, estávamos fora da lei por sermos adolescentes bêbados, o que poderíamos fazer? Sentar num banco de praça e dormir ali mesmo?

Emma: Tudo bem- Me deixei ser abraçada de lado pelo Cass

Nesse momento apareceu o Alexy:

Purpurina: ARMIN, QUE ESTA A.... Pessoal, o que aconteceu com vocês?

Rosa: Whisky?! –AAAA, então era isso que eu tinha bebido, faz sentido estarmos dessa forma, ele tem 92 por cento de álcool...

Alexy: Vem, meus pais viajaram mesmo... vou ver onde estão os colchoes para vocês.

Armin Deu licença da porta e passamos. Primeiro Rosa, depois Lysandre, e Castiel ia a minha frente segurando a minha mão, meio que me conduzindo.

Quando passei pelo Armin ele cochichou apenas para eu ouvir:

Armin- É mais puta que eu pensei, mal terminou comigo e já ta dando para outro kkkk

Meu corpo se arrepiou, mas preferi apenas ignorar com a vontade que o minha Ariel do Paraguai estava com vontade de bater nele...

.........................................................................................................................................................

Depois de uma meia hora estávamos todos deitados na sala, divididos entre dois colchoes de solteiro, estávamos todos bem colados.

Castiel: Em, você está estranha desde que entramos aqui, o que aconteceu?

Emma: Nada –Estávamos virados um de frente para o outro. Ele colocou o polegar e o dedo indicador e disse no meu ouvido:

Castiel: Eu lhe conheço, não precisa mentir e me deu um selinho bem rápido

Emma: O Armin me chamou de puta e disse que mal tínhamos terminado e já estava dando para outro

Ele se levantou rapidamente e foi até um dos sofás, onde o canalha estava jogando e o levantou pela gola da camiseta, e exclamou furioso:

Castiel: que se dane para quem ela da ou deixa de dar, ela não diz mais a respeito a você desde que você na enganou, queria realmente que ela continuasse presa a você mesmo tendo a traído? Canalha – E acertou um murro em seu queixo. Cass estava se preparando para dar-lhe outro quando impedi

Emma: não, para com isso. –o puxei para o colchão e voltamos a dormir, mas dessa vez nos abraçávamos

.........................................................................................................................................................

Eu acordei era umas cinco da manhã, minha cabeça doía, mas nada que não era suportavel, escrevi uma carta para o Alexy:

“Obrigada, de verdade migo, eu to indo em bora mais cedo por causa do Armin, ontem houve uma briga entre ele e o Castiel e não estou a fim de saber qual vai ser o desfecho desta história, nos vemos amanhã e de um beijo na Rosalya por mim

                                                                                                         Ass.: Emma Sierra “

Deixei sobre um móvel qualquer e acordei o Cass, ele estava meio relutante mas compreendeu o motivo.

Estávamos quase saindo quando percebi que Rosa estava extremamente desconfortável dividindo aquele colchão com o Lysandre. Eu cutuquei o Casty e disse:

Emma: Me faz um favor *cochichando*

Castiel: qual? *cochichando*

Emma: Coloca a Rosalya no lugar em que dormimos? *cochichando*

Castiel: Não

Emma: shiu

Castiel: foi maus *cochichando*

Emma: vai por favor *cochichando + carinha de cachorro que caiu do caminhão de mudanças*

Castiel: Ok

Ele fez o que eu pedi e fomos em bora, andamos até a boate do dia anterior para pegarmos o carro. Estava feliz de ir em bora, mas eu preferiria a moto, mesmo sendo uma coisa que nunca admitiria para ele, eu amo sentir a brisa no meu rosto, a sensação de liberdade. Era incrível.

Estava perdida em meus devaneios quando percebi que não íamos em direção a minha casa

Emma: Cass, onde vamos?

Cass: Você realmente quer chegar a essa hora em casa, de ressaca e em um horário que todos vão estar?

Emma: Realmente seria beeem ruim...

Fomos ate um hotel, havia apenas um quarto, mas o cansaço venceu os “bons modos”

Subimos ate o lugar indicado pela recepcionista e desabamos na cama, aquela roupa era extremamente desconfortável. Acho que Castiel percebeu, pois disse:

Cass: Tire a roupa, eu fico de costas e você já entra em baixo das cobertas, não vou ver nada...

Emma: Deixa disse, roupa intima é igual a um biquíni, e você já me vi varias vezes de biquíni...

Tirei aquele maldito vestido, o que ele tinha de lindo tinha de ncômodo

Cass: N-nossa, como você é linda – era engraçado ver ele corado, uma coisa impensável para mim ate o momento


Notas Finais


Bom... se você esta lendo aqui, muiiiito obrigada... hehe
Gente, queria agradecer vocês por mais de dezesseis estrelinhas (juntando os dois sites)
Brigada a cada pessoinha aqui, vocês tornam meu dia cada vez mais colorido e a cada comentário ou favorito novo, arranjo mais um motivo para continuar viva, obrigada de verdade
Agora eu queria saber: vocês poderiam me falar se eu tenho clichês dentro da fic, se eu mudei a personalidade deles e as coisas que vocês não gostam no geral? quero saber pq quero planejar a próxima direitinho para melhorar cada dia com escritora, obrigadinha, dois beijos~ LuaLuna


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...