1. Spirit Fanfics >
  2. Meu porto seguro - Imagine Hwang Hyunjin >
  3. Maldito trabalho

História Meu porto seguro - Imagine Hwang Hyunjin - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Maldito trabalho


Fanfic / Fanfiction Meu porto seguro - Imagine Hwang Hyunjin - Capítulo 4 - Maldito trabalho

 

Capítulo 4 – Maldito trabalho

*Algumas semanas depois. *

O cenário se passava em uma grande sala de aula, lotada de alunos barulhentos gritando e conversando em relação a um suposto trabalho em dupla sobre a segunda guerra mundial; eu nunca tive o habito de tagarelar em sala de aula nem quando a mesma se encontrava vazia, mas fui andando de fininho até a mesa de Phoebe que se encontrava no outro lado da sala:

- Ei Pho Pho! - Sussurrei me abaixando ao lado da mesma.

- Fala mulher.

- Por que todo mundo está falando sobre a segunda guerra mundial? Vai ter mais guerra é?

- Não bobinha. – Riu. – O professor postou no grupo da escola que teríamos um trabalho em dupla sobre esse assunto.

- Vamos fazer juntas, como sempre não é?

- Na verdade não, ontem o professor disse que estava injuriado com o nosso comportamento nas aulas e resolveu sortear as duplas... O resultado virá hoje.

- P*** que pariu! – Gritei, mas Phoebe tampou a minha boca rapidamente.

- S/N vamos tentar falar com o professor se algo não der certo tudo bem?

- Mas e se eu cair com o aluno do fundão? Com o indiano que tem bigode desde o primário? Ou com aquela patricinha que só usa rosa choque? – Questionei desesperada com as mãos na testa. – Você sabe que todas essas pessoas me odeiam.

- Calma S/N, vai dar tudo certo! Volta pro seu lugar que eu acho que o professor está vindo. – Retrucou me dando vários empurrõezinhos.

Hyunjin P.O.V on

Ao descobrir sobre a maravilhosa notícia do trabalho em dupla de história, me virei até Felix empolgado:

- Felix! Felix!

- Vai perguntar sobre o trabalho? Se sim, provavelmente não faremos juntos. – Afirmou enquanto folheava um caderno.

- Ué? O que eu fiz de errado agora?

- Não é culpa sua irmão. – Riu. – O trabalho será sorteado.

- P*** que pariu! – Gritei.

- Cala a boca seu idiota! – Sussurrou dando uma forte tapa em meu ombro.

- O que eu faço Lee? – Questionei desesperado. – Eu não quero cair com aquela menina que só usa rosa choque, ela vive me perseguindo. 

- Eu já falei Hyunjin, não é você que decide. E se por acaso você cair com o indiano que tem bigode desde o primário? Eu já fiz dupla com ele, é um cara muito inteligente e criativo! Gostei muito dele. – Olhou para o canto superior direito enquanto sorria.

- Depois eu que sou o apaixonado... – Murmurei.

Felix ao perceber o que eu acabara de ter dito, corou rapidamente:

- Apaixonado por quem seu idiota?

- Você não me engana gatinho. – Respondi com um sorriso de canto me virando para frente.

*Quebra de tempo*

Não demorou muito até a chegada do professor, que aparentava estar muito feliz coletando alguns papeis dentro de uma pasta cinza:

- Boa tarde meus caros alunos! Eu vim dar algumas atualizações acerca do trabalho de literatura, para quem não está atualizado sobre o assunto é o seguinte, vocês vão fazer uma redação sobre os terríveis acontecimentos da segunda guerra mundial. Estão empolgados? – Perguntou com um enorme sorriso no rosto, mas ninguém reagiu. – Tudo bem então... Eu sei que vocês não estão nada interessados nesse assunto, mas terão que fazer esse trabalho mesmo assim tudo bem? Agora eu irei mostrar as duplas.

Hyunjin P.O.V off

Grande dia! Acabei de descobrir que as provas serão sorteadas, trabalhos em dupla sempre foram um enorme gatilho para mim e só de pensar que terei que passar por isso de novo já me deixa entediada. Apoiei o queixo em minhas mãos apenas ouvindo o nome das duplas enquanto torcia para sair com a Phoebe:

O professor falou o nome de vários alunos, entre eles o indiano de bigode e a menina que usa rosa choque. Felizmente, ambos não sairão comigo; mas ainda a Phoebe.

Faltava pouco para chegar o meu nome, até ouvir o professor dizer:

- Phoebe Leblanc e Hwang Yeji. E por último, S/N e Hwang Hyunjin.

Não, espera... É sério que eu vou fazer uma dupla com o tagarelo? Indignada, olhei para Phoebe de longe perguntando se ela tinha visto o absurdo apenas com o olhar, a mesma não havia se importado muito, apenas deu risada, o que me deixou brava. Fiquei apenas no meu lugar contando as horas para me livrar daquele problema.

Disfarçadamente virei o meu olhar até Hyunjin para ver qual era a reação do maior. Mas me arrependi amargamente de ter olhado para ele, pois o loiro me encarava sorrindo com um olhar gracioso:

- Viu só S/N, vamos fazer uma dupla!

- Ah sim, eu estou muito animada. – Respondi muito desanimada.

*Quebra de tempo.*

Quando finalmente a aula havia terminado voltei para casa com Phoebe como era de se esperar. Até que a mesma me questiona:

- Ei S/N.

- Diga Pho?  - Olhei para a mesma curiosa.

- Como você vai lidar com o trabalho de história sem mim?

- Eu vou pensar mais sobre isso quando eu estiver em casa, qualquer coisa eu te mando mensagem.

- Ah tudo bem então, mas eu achei muita ironia do destino você cair com o Hyunjin. Será que você vai sentir algo por ele em breve?

- Credo Phoebe claro que não! Faça bom proveito porque eu não quero saber dessas coisas... Ainda!

- Veja pelo lado bom! Se você namorar ele ninguém mais vai encher o seu saco, ele é muito cobiçado pelas outras garotas, deve ser um privilégio ser namorada dele.

- Phoebe, você já parou pra pensar que eu estaria me aproveitando dele se por acaso eu fizesse isso? Aliás, eu não gosto muito dele e nem ligo para essa história de popularidade, só de ter paz naquele colégio eu já me sinto privilegiada.

- Apenas siga o seu coração.

Olhei para Phoebe dando um sorriso genuíno enquanto continuávamos a andar. Quando chegamos a frente da minha casa, me despedi da mais velha:

- Venha dormir na minha final de semana tudo bem?

- Eu não vou me esquecer, prometo! Tchau fofa!

- Até amanhã.

Ao chegar, subi batendo os pés em direção ao quarto, até me esqueci de cumprimentar Sam. Joguei-me na cama dando vários socos no travesseiro em seguida dentando-me sobre eles pensando sobre o que havia acabado de acontecer.

Hyunjin P.O.V on

Eu estava voltando da universidade junto com Felix e Seungmin, era bem de tarde e a rua se encontrava totalmente vazia permitindo ouvir apenas os nossos passos entre a fina garoa e o som dos carros que buzinavam e aceleravam em meio ao trânsito da rodovia logo ao lado. Eu admito que o clima se encontrava bem chatinho então resolvi puxar assunto com Felix:

- Ei sarnento.

- Me chama de sarnento mais uma vez que eu te jogo naquele córrego agorinha mesmo. – Murmurou Felix apontando para um riacho logo a frente, arrancando gargalhadas de Seungmin:

- Ah Felix, eu falo assim por que eu te amo sabia. As sardas do seu rosto são tão... Exóticas... s-sarnento. - Sussurrei juntando os meus dois dedos indicadores demonstrando vergonha.

Felix me agarrou em direção ao córrego tentando me jogar lá de maneira irônica:

- É hoje que você volta pra casa com cólera e leptospirose seu idiota. - Gargalhou o mesmo.

- Socorro Seungmin! Alguém me ajuda! - Gritei em meio a risos até cairmos juntos na calçada:

- Vocês que se virem idiotas, estou andando até a minha casa olha só. – Afirmou dando passos no lugar fingindo estar indo embora. Mas ignoramos:

- Hyunjin você me molhou seu idiota! – Gritou Felix.

- Foi você quem quis me jogar no rio. - Respondi sentado no canto da calçada extremamente encharcado com a água da chuva que aumentava gradativamente. - Ninguém mandou provocar o especialista em artes marciais.

- Tanto faz vamos continuar andando, aproveita e conta pra mim e pro Seungmin o que você queria falar. Venha aqui perto, eu tenho um guarda-chuva.

- Certo, certo... Eu queria falar sobre o trabalho de literatura com a S/N.

- De novo isso Hyunjin? Você está apaixonado né? - Felix deu um leve empurrão em meus ombros:

- Hyunjin está apaixonado, Hyunjin está apaixonado. – Cantarolou Seungmin.

- Ei amigão entenda que preocupado é diferente de apaixonado, isso tem mais a ver com a intuição sabe. – Respondi constrangido.

- Ah, tá. Acreditamos... – Felix e Seungmin responderam ao mesmo tempo

- Mas é sério cara me da uma ajudinha, o que eu devo fazer acerca disso? Morrer?

- Hwang Hyunjin não seja dramático. Na minha opinião, você está apaixonado, nada de mais amigo é só assumir! Você está o dia todo me falando sobre a S/N, depois que fez o trabalho em grupo com ela parece que piorou.

- Felix a minha preocupação é justamente essa! Ela me odeia pois acha que eu sou parecido com aqueles veteranos filhinhos de papai que só estão lá para machuca-la. E você acha que ela vai se sentir a vontade comigo nessa dupla? Eu só queria parar com todo esse sofrimento dela. - Olhei para o céu com os olhos marejados e afastei novamente os meus cabelos para trás da orelha deixando cair apenas uma lágrima. Até ouvir os meninos gargalhando incontrolavelmente.

- Hyunjin você parece que ama ela sabia disso? Nem comigo você se preocupa tanto... Não veja isso como um ciúme ok. – Disse Seungmin.

- Eu também acho maninho, só não chora cara, você está parecendo um corno.

- Idiotas... – Sorri. – Preciso ir! Até amanhã!

Hyunjin P.O.V off

Após um tempo deitada, resolvi fazer uma ligação com a minha mãe pelo notebook. Peguei-o no armário ao lado sem precisar levantar, abri e chamei a mesma:

- Oi mãe! - Disse num tom de voz melancólico.

- Oi filhota! Você está bem? Parece triste com alguma coisa.

- Ah mãe sabe como é, aconteceu tanta coisa hoje...

- Me conte tudo querida. - Respondeu calmamente. – Independente da distância estarei aqui para te ouvir.

- Como de costume fui atacada por aqueles meninos, Logo depois na sala um garoto bonito e esquisito ficava me chamando toda hora tentando puxar assunto e perguntando se eu estava bem sei lá, só porque eu estava um pouco mal durante a aula. Mas sabe como é essa turma, eu nunca confio... E logo depois, para piorar a minha situação terei que fazer um trabalho de literatura junto com ele. Isso me preocupa um pouco sabe, ele parece ser um amigo legal mas e se for como os outros?

- S/N eu posso dar a minha opinião? Ele deve ter se preocupado com você, não acha? Obviamente a gente tem que ficar com um pé atrás em algumas situações, mas apenas siga o que for melhor pra você querida. Se ele for uma pessoa ruim entenda que você tem todo o apoio meu, da Nancy e dos seus parentes que moram aí perto ok.

- Obrigado pelo conselho mamãe! Amanhã eu vejo como vai ser isso aí. E como estão as coisas em casa?

- Está tudo bem querida! O seu tio conseguiu abrir o restaurante que ele tanto queria aqui no japão, acredita?

- Sério mãe? Fala pra ele que eu desejei muitas felicidades! E nas férias eu vou comer bastante aí!

- Tudo bem querida eu falo pra ele sim!

- Eu preciso desligar mãe, terei que acordar cedo amanhã... Nem jantei ainda.

- Vai lá S/N! um beijo.

- Outro.

Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...