História Meu Primeiro - semi hiatus - - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Córmaco Mclaggen, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Luna Lovegood, Lysander Scamander, Mulciber, Ronald Weasley, Rose Weasley, Rosier, Scorpius Malfoy, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Yaxley
Tags Cames, Harry Potter, Hogwarts, Scorbus, Terceira Geração
Visualizações 253
Palavras 1.783
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei tão rápido que até me assustei.
É a saudade...

Capítulo 27 - Sala Vem-e-Vai


Jay's pov


- Me perdoa… - digo baixinho no ouvido dele. - Por favor me desculpa.

- Jay-Jay, não precisa pedir perdão… - ele me dá um beijinho casto nos lábios. - Não foi culpa sua, eu te amo, foi só um cortezinho, papito.

- Não…! Ele te tocou, gritou com você! Ele te machucou! - me ajoelho na frente dele. - Ele nem devia ter falado com você!

- Papi, levanta! Você não tem que me pedir perdão! Não é culpa sua. Repete comigo: Não foi culpa minha.

- Na-não fo-foi culpa mi-mi-nha. - repito com ele.


Eu não acredito que deixei aquele monstro encostar no meu amor.

O meu amorzinho.

Tão pequenino.

Que não merece nem 1% de tudo que está passando.


Pego as mãozinhas dele e dou vários beijinhos, ainda lhe pedindo perdão.


Detalhe que eu devo estar pagando o maior mico.

Já que estamos no meio do corredor esperando a diretora nos receber.

Esse é o corredor mais movimentado de toda a escola, então sim, muita gente deve estar me vendo praticamente chorar no colo do Milo.


Depois que aquele monstro machucou o meu bebê, nós fomos até a enfermaria. Foi bem rapidinho já que o corte era bem pequeno então, a madame Pomfrey apenas limpou e pôs um band aid.

O maravilhoso é que ele, pediu para colocar um com estampa das princesas. Agora ele anda por aí com a Moana e a Cinderela na testa.

Nunca vi alguém tão feliz depois de se machucar.


Porém, eu sei que ele tá assustado e sofrendo, eu até perguntei se ele gostaria de falar sobre isso mas, ele disse que não e que talvez conversariamos mais tarde, tô esperando esse mais tarde até agora.

Mesmo sabendo que é difícil para ele falar sobre essas coisas, eu ainda gostaria que ele se abrisse mais, pelo menos comigo. Eu o amo, mais que tudo, só quero o melhor para ele.


- Papito… levanta do chão. Vai se sujar, e já já a Diretora aparece, okay?

- Okay, desculpa. - levanto e me sento ao lado dele de novo.


- Queridos! - escuto a voz da diretora.  - É… hoje o dia está uma loucura, então não vou poder falar com vocês agora. Mas amanhã antes do primeiro horário venham aqui. Okay? E eu enviei um comunicado a todos os seus professores, que vocês estão liberados da aula hoje. Devido aos acontecimentos.

- Okay… - falamos juntos.

- Foi tudo certo na enfermaria, menino Dolohoy?

- Tudo sim, senhora diretora. Amanhã nos falamos. Vem Jay! - ele me puxa pela manhã do uniforme.

- Vamos… até mais, senhora diretora.

- É amor… eu tenho treino agora… mas se você quiser eu fico com você!

- Não precisa papi… eu vou ficar bem aqui quietinho, pode ir, e depois nós vamos jantar, okay?

- Certeza? - ele confirma com a cabeça. - Okay… como é o primeiro treino vai ser bem rapidinho. E logo depois eu passo aqui e nós vamos jartar juntos, cominado?

- Combinado! - ele fica na pontinha de pé e me puxa para um beijo. - Até daqui a pouco, papito.

;


Milo`s pov


Se eu estou assustado? O meu coração não para de bater desde da primeira aula…

Eu sei que ele já me bateu… mas… nunca pensei que ele faria algo assim, na frente de outra pessoas.

Fiquei muito assustado.

Eu… sei lá, tô tentando não pensar muito nisso. Não quero deixar o James mais preocupado do que ele já estão, tô tentando não pensar nisso.  


Sabe qual é a pior parte?

Eu me sinto culpado, culpado por tudo que está acontecendo. O James sempre fala que a culpa não é minha e tudo mais…, mas eu nunca consigo pensar diferente.

Eu só quero que essa culpa vá embora.


Passamos a manhã inteira na enfermaria, mas quando foi a minha vez não demorou nem 20 minutos. A madame Pomfrey disse que foi um corte bem pequeno e que já já vai passar. Ela colocou só um band aid e é das princesas!

- Eu amo as princesas trouxas, elas são lindas. -


Mas bom eu vou tomar um banho e passar a tarde toda dormindo. Essa confusão toda me deixou muito cansado.


- Brilha linda flor… Teu poder venceu…. lá lá lá eu esqueci o da música, o resto da música… lá lá láaaa.


Bom eu acho que estou aqui por tempo demais…

Tirando o fato que eu escutei a porta do meu quarto abrindo. Deve ser o James…


Enfim, ou ele esqueceu alguma coisa e veio pegar.


- Papi… você tá aí? - hum… ninguém tá aí…


Saio do benheiro e vejo um bilhete em cima dá minha cama.


Oi meu amor!

Eu sei que nós combinamos de jantarmos depois do treino, mas eu resolvi fazer uma surpresa para você!

Me encontra na sala Vem-e-Vai (eu sei que você sabe onde fica)

Umas 17 horas, vou direto do treino para lá.

E não deixe ninguém te ver!

Eu te amo! Te espero lá

Ass: Seu Papi…  


Aí aí… só o James mesmo…

Qual será a surpresa??

Mal posso esperar para saber!!


Bom, são apenas 2 horas ainda… vou dormir e depois vou para lá.

;


Eita! Já são 4:50! Durmi demais…

O James já deve estar lá!


“Não deixe ninguém te ver”

Ele deve tá aprontando alguma coisa por isso, não quer que ninguém me veja entrando.


Então vamos lá…


- Jay… Papi… cadê você? Fiz como você disse, ninguém me viu!

- Oi meu amor! - ele aparece atrás de mim me abraçando.

- AH! James! Você quer me matar do coração??

- Desculpa baby… - ele me dá um beijo no pescoço. - Vem! Vamos comer! - ele me puxa pelo braço.


Nossa… tá tudo tão lindo…

Tudo a luz de velas…

Com uma “decoração” bem aconchegante…

Só ele mesmo, para fazer algo assim…

Como eu amo esse garoto.


Me viro para olhá-lo e…

O cabelo dele tá mais escuro… e os olhos também… nem parece o meu James.


- Papi… o seu cabelo tá mais escuro? - ele solta uma risadinha nervosa.

- Deve ser a luz escura.

- Claro… - quer saber? Vou esquecer isso, deve ser a luz. - Vamos comer!

- Eu só quero é dá tudo que você merece… - ele me puxa para um beijo… só que esse beijo tá bem agressivo pro meu gosto.

- Calma papito… temos a noite toda…

E é por isso que eu amo o james, até num momento difícil como esse ele me faz sentir especial…


;


Jay`s pov


- Querida CHEGUEI! - uma referência, é uma referência, né mores. - Amor…? Baby, cadê você? Tá no banheiro? - abro a porta do banheiro e não tem ninguém…


Ue, será que ele esqueceu que eu iria buscar ele aqui?

Bom… ele já deve estar lá no salão principal…

Onde é que esse menino se meteu…

Não tá na mesa da Grifinória, nem da Lufa-Lufa e nem da Sonserina. - muito menos da Corvinal. -


- Hey, Mulciber… - o chamo.

- Hey, James… o que foi?

- Você viu o Milo? Não o encontro em nenhum lugar…

- E não… mas eu fiquei sabendo do que aconteceu, na aula de História. Quando ele tá triste, ele vai para torre de Astronomia.

- Okay… vou lá.

- Eu vou procurá-lo no pátio lá de fora. Vai ficar tudo bem, vamos acha-lo.


Eu apenas confirmei com a cabeça.

Eu estou realmente tentando me manter calma mas tá difícil…

Principalmente depois do que aconteceu hoje mais cedo.

Cadê o meu Milo…?


Olhá o Scorp e o Al!


- Gente! Gente, gente! Vocês viram o Milo?

- Não… por que? - o Albus pergunta.

- Não falaram com ele… durante essa tarde… nem agora antes do jantar, nada?

- James você tá me assustando! O que tá acontecendo? - o Scorp se exalta.

- Eu… não o encontro… em lugar nenhum… nem o Mulciber o viu… eu tô começando a ficar desesperado…

- Hey mano calma… nós vamos encontrar ele, né amor? O Milo sempre vai ver os Testrálios, certo?! - o Albus diz com uma voz “animada”, tentando tirar a minha preocupação.

- Eu estava inda para Torre de Astronomia.

- Otim! Vai para lá, e nós vamos ver se ele está com os Testrálios. - o Malfoy diz puxando o Al pela mão, em direção ao portão do castelo.

- A gente se encontra no salão principal… - falo desanimado.

- Combinado.

Acho que nunca corri tanto na vida. Tudo que eu quero é ver o meu baby, eu tô com um pressentimento ruim sobre isso…


- CAMILO! Por favor me diz que você a aqui! - ninguém responde nada. - MERDA! - pego uma almofada do sofá e jogo no chão. - Que PORRA, Camilo. Cadê você??

Vou correndo até o salão principal uma esperança que alguém tenha o encontrado.


- MULCIBER! Alguma coisa?? Por favor… por favor…

- Nada… o Rosier também não o viu e nem o Yaxley.

- Merda… - resmungo.

- James! - escuto a voz do Malfoy. - Nada… ele não tá com os Testrálios.

- Vamos rever o quarto dele. - o Albus dá a ideia.

- Eu perdi o meu namorado Al, não as minhas chaves.

- Eu sei, idiota! Vai ver ele voltou para e tá tudo mundo aqui, preocupado para nada.

- Vamos, lá…

- Milo! Cadê você?? - o Scorp entra de uma vez no quarto. - drama queen -

- Viu ele não tá aqui! - digo frustrado.

- Vocês tinham combinado alguma coisa… de se verem em algum lugar? - o Mulciber pergunta.

- Não… depois da confusão toda a diretora nos liberou, nós vinhemos para cá.Então ele disse que queria dormir a tarde toda e depois do meu treino eu iria passar aqui, pegar ele, e enfim, iríamos para o jantar. - sento na cama quase chorando de preocupação.

- Jay… - o Al me chama. - Você ia fazer uma surpresa para ele agora a noite?

- Surpresa? O que?? Não! Não ia fazer nada…

- Então por que tem esse bilhete aqui?


Oi meu amor!

Eu sei que nós combinamos de jantarmos depois do treino, mas eu resolvi fazer uma surpresa para você!

Me encontra na sala Vem-e-Vai (eu sei que você sabe onde fica)

Umas 17 horas, vou direto do treino para lá.

E não deixe ninguém te ver!

Eu te amo! Te espero lá

Ass: Seu Papi…  


- O que?? Eu não escrevi isso! Eu nem sei onde fica a sala Vem-e-Vai!

- Então alguém tá lá com ele… e ele deve estar achando que esse alguém é você.


Merda Camilo, como isso foi acontecer??


Notas Finais


Nem falo nada...
Até o próximo meus amores!
Beijinhos de Algodão Doce!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...