História Meu Primeiro Amor - (1 e 2 TEMPORADA) - Capítulo 155


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Karui, Kawaki, Konohamaru, Kurenai Yuuhi, Metal Lee, Mirai Sarutobi, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shinki, Shino Aburame, Tayuya, Temari, Toneri Otsutsuki, Tsunade Senju, Yodo
Tags Adolescente, Adulto, Amor, Borusara, Boruto, Boruto Uzumaki, Boruto X Sarada, Chouchou, Chouchou Akimichi, Colegial, Drama, Himawari, Himawari Uzumaki, Hinata, Hinata Hyuuga, Inohima, Inojin, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraya, Kawaki, Konoha, Konoha Highschool, Konohagakue, Log, Metal Lee, Mitsuchou, Mitsuki, Mitsuki X Chouchou, Naruto, Naruto Next Generations, Naruto Uzumaki, Novela, Orochimaru, Rock Lee, Romance, Sakura, Sakura Harumno, Sarada Uchiha, Sarasa, Sasuke, Sasuke Uchiha, Shikadai, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shikayodo, Shinki, Suícidio, Tsunade, Universo Alternativo, Yodo
Visualizações 218
Palavras 1.267
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vamos dar um pouco mais de ação aqui hihih
;)

Capítulo 155 - Libido (18)


Fanfic / Fanfiction Meu Primeiro Amor - (1 e 2 TEMPORADA) - Capítulo 155 - Libido (18)

“Você está com as bochechas coradas?

Você já teve aquele medo de não poder mudar

O tipo que gruda como algo em seus dentes?

Há algum Ás na sua manga?

Você não faz ideia de que é minha obsessão?

Sonhei com você quase todas as noites essa semana

Quantos segredos você consegue guardar?...”

 

Capítulo com trilha sonora

LINK NAS NOTAS FINAIS.

 

***

 

As costas do rapaz bateram na parede com força.

Mas ele não se importava.

Sua língua dançava pela boca do outro de forma quente e rápida.

Não havia um mínimo e delicadeza e ele não queria reclamar disso.

O banheiro tinha um baixíssima ventilação o que fazia os dois suarem.

Iwabe deu uns passos para trás puxando para trás, até alcançarem a pia.

O moreno ergueu o outro rápida e desastradamente o colocando sobre o mármore bege.

Denki desabotoou a camisa, se enrolando faltando poucos  botões .

O outro rapidamente segurou o tecido o puxando.

“Ei!”-Denki reclamou entre beijos vendo a camisa rasgada sendo jogada de lado.

Iwabe retirou a jaqueta e levantou a camiseta por cima do corpo

O outro olhou discretamente para a porta.

Não havia trancas.

Iwabe voltou a beijá-lo deixando rastros sobre seu pescoço, parando na orelha.

Mordiscou algumas vezes até passar a língua levemente, fazendo o outro se arrepiar.

Mesmo gemendo baixo, Denki continuava dando olhadas rápidas para a porta.

O moreno percebendo, segurou seu queixo devagar, para que o outro o encarasse.

Desceu a mão o puxando pelo braço, fazendo-os entrar numa das cabines do banheiro.

Iwabe trancou a porta ao entrar por último.

Em seguida retirou o cinto.

 

***

 

“...Eu meio que esperava que você ficasse

(Querida, nós dois sabemos)

Que as noites foram feitas principalmente

Para dizer coisas que não se pode dizer no dia seguinte...”

 

 

Ele negou quatro vezes, apesar da insistência.

Isso antes de acabar com a garrafa da bebida em sua mesa.

Agora não se importava nem de estarem usando o quarto da garota para esse tipo de coisa.

Uma parte de si ainda dizia que aquilo era errado.

Mas ela estava sendo altamente abafada pela libido em excesso, e pela situação nova a ser encarada.

A sensação de perigo.

A loira fechou a porta do quarto, a trancando.-“Não vai ter ninguém em casa hoje, fiquem tranquilos”-Ela disse tropeçando no tapete.

“Maaaas...”-Ela disse revelando atrás de si um engradado de cerveja-“Trouxe algo da cozinha”

“Vocês vão mesmo morrer de beber?”-Himawari disse rindo.

Nunca em sã consciência acharia graça naquilo.

Mas estava longe de estar com sanidade ali.

Hana abriu uma lata e entregou ao rapaz que a pegou sem dizer nada.

E bebeu a outra já aberta em sua mão.

Mitsuki virou a lata em sua boca deixando liquido já sem gosto pelo excesso de álcool da noite, descer pela garganta.

Ao abaixar a lata, sentiu o gosto doce dos lábios da garota a sua frente.

Se deixou guiar por ela, sentando na cama e a deixando se colocar por cima.

Hana sentou ao lado e beijou primeiro o rapaz de cabelos claros.

Ele retribuiu.

A loira segurou carinhosamente a nuca da morena que se inclinou , sendo passado para ela os lábios dele.

A morena retirou a blusa e continuou o beijando.

Mitsuki deixou que suas mãos segurassem as coxas claras da jovem, subindo com o toque leve até seus seios, os segurando.

Então interrompeu o beijo.

“Eu não tenho coragem de fazer isso”-Ele murmurou baixo.

Ela suspirou com uma mistura de desânimo e alívio.-“Eu também não”-Respondeu baixo.

“Ah mas eu tenho”-Hana disse o segurando pela nuca e o beijando de forma intensa.

Himawari riu e saiu de cima do rapaz.

Se afastou uns passos da cama e observou rindo a cena dos dois.

Hana o puxo para si, fazendo o rapaz se por encima.

Ele puxou a coxa da garota para si, e ela cruzou suas pernas em sua cintura.

A morena balançou a cabeça negativamente ainda rindo e saiu do quarto, fechando a porta atrás de si.

 

***

 

“...Já pensou em ligar quando você tomou umas?

Porque eu sempre penso

Talvez eu esteja muito ocupado sendo seu para me apaixonar por outra pessoa

Agora pensei bem sobre isso

Me arrastando de volta para você...”

 

O moreno deixava sua pelve encostada nas nádegas do outro , mas sem deixar que houvesse uma penetração.

Beijava e mordiscava o pescoço e a nuca do outro, que imprensado na parede artificial daquela cabine, parecia gostar.

Já haviam arriado as calças e não faziam ideia de onde estavam suas camisas.

Mas isso não importava naquele  momento.

As procurariam depois.

O moreno desceu os beijos pelos ombros...

Dorsal.

Lombar.

Chegando ao quadril, onde mordeu forte... Deixando uma marca proposital.

O mais novo reclamou de dor... mas sua reclamação fez parecer mais um gemido, o que incentivou o outro a continuar.

Segurou as nádegas do rapaz passando a língua devagar entre elas.

Coloca”

Denki murmurou baixo.

Iwabe o olhou.

Se ele não queria perder tempo... Que assim fosse.

Segurou seu membro já latejando e o posicionou, penetrando sem aviso prévio.

As estocadas fortes e lentas faziam os dois gemerem , e segurarem para não causar muito barulho.

Apesar de o som ser totalmente abafado lá fora pela música alta.

Ouviram a porta do banheiro se abrir.

Denki olhou na direção da porta da cabine.

Iwabe tampou sua boca e continuou a se movimentar.

O outro ouvia o som de alguém se movimentando pelo banheiro e se questionando com mais alguém o porquê de camisas jogadas no chão.

Ouviram risadas baixas.

Em qualquer dia normal essa situação o faria corar e desistir.

Mas não era um dia normal, e sua excitação aumentou.

Fechou os olhos apenas sentindo o outro.

E tentou fazer o mínimo de barulho possível, o que era quase impossível.

 

***

 

“...Então, você tem coragem?

Estive pensando se seu coração ainda está aberto

E se estiver, quero saber que horas ele fecha

Se acalme e prepare seus lábios...”

 

 

As roupas estavam jogadas pelo quarto, criando uma enorme bagunça junto das latas vazias.

A rupa de cama já estava mais fora do que no próprio móvel.

Os dois corpos suados se beijava freneticamente.

Não era paixão e muito menos atração.

Era prazer.

O lençol que sobrava estava preso sobre a cintura do rapaz que se movimentava alternando entre rápido, intenso, lento e forte.

Não pensava mais se iria se arrepender no dia seguinte.

Queria saber do agora, onde ele segurava o rosto da loira que parecia gostar de formas mais brutas.

Passou a mão por seu pescoço, nuca até chegar as longas madeixas loiras.

As enrolou no mão as prendendo e puxando .

Ela sorriu gemendo baixo.

O outro sentiu seu membro como se fosse explodir.

Continuou as estocadas , até que ela segurou seus ombros com força o fazendo parar.

Ele olhou estrando a atitude, mas relaxou ao ver seus planos escritos em seus olhos escuros.

Mitsuki deitou na cama a deixando espalhar beijos suaves pelo seu corpo.

Ela parou diante de seu membro, o pondo totalmente na boca sem nenhuma pré-eliminar.

Ele gemeu baixo e sentiu seus pulmões ofegarem.

Até chegar ao seu ápice.

Tentou avisá-la tocando suas costas, mas era visível que ela queria que fosse assim.

Mitsuki fechou os olhos respirando fundo.

Sua visão já estava mais embaçada do que antes.

Hana sorriu limpando a boca com o polegar e se pôs cima do rapaz.

“Ainda não acabamos”-Ela murmurou baixo em seu ouvido.

 

 

“...Querida, nós dois sabemos

Que as noites foram feitas principalmente

Para dizer coisas que não se pode dizer no dia seguinte...”

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...