História Meu primeiro AMOR! - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Vkook
Visualizações 186
Palavras 1.661
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Dsclp a demora, tirei um tempo pra poder fzr a nova fanfic no YouTube e.e

Capítulo 27 - Beijo a força


Fanfic / Fanfiction Meu primeiro AMOR! - Capítulo 27 - Beijo a força

Olhei para a cara de Taehyung, eu estava assustado, mas Taehyung não sabia o porquê.]

Taehyung: Algum problema?

Eu: Se ela souber que eu namoro, e moro com um garoto, ela me mata! Ela tem preconceito…

Taehyung: Já estou odiando sua mãe.

Eu: Ela é legal, o único problema é que ela tem preconceito, ninguém é perfeito.

Taehyung: Aish, e agora? terei que sair da minha própria casa?

Eu: Por que você? Eu posso sair.

Taehyung: Ela sabe que você está morando em uma casa grande, seria estranho ela te ver em um apartamento pequeno, né?

Eu: Ah, é verdade, quero saber quem falou que eu moro aqui, só nós sabemos.

Taehyung: Seus amigos também sabem.

Eu: Será que foram eles? Aiish.

Taehyung: Obviamente! Terei que encontrar um lugar pra ficar até sua mãe voltar para onde ela não deveria ter saído.

Eu: Nossa, não precisa ser assim…

[Me irritei com a ignorância de Taehyung, não gosto de brigas então, virei de costas e fui para o quarto rapidamente.]

[Me joguei na cama de braços abertos, olhei para o teto, e fiquei pensando no que eu poderia fazer para minha mãe não descobrir sobre eu e Taehyung, até que no mesmo momento ouço Taehyung abrindo a porta.]

Taehyung: Me desculpe, eu não queria ter falado aquilo sobre sua mãe, eu deveria agradecê-la por ter criado você.

Eu: Tudo bem.

[Taehyung veio até mim, e se deitou, apoiando sua cabeça em meu braço.]

Eu: Você não precisa sair, fique aqui.

Taehyung: Sua mãe não vai desconfiar sobre nós dois?

Eu: Não faça nada que nos denuncie, ok? Finja ser um amigo.

Taehyung: Que raiva! Já não basta ficar sem você naquela faculdade, agora na nossa própria casa?

Eu: Ah, é realmente. Não sei se vou aguentar, mas continue me ignorando, principalmente na escola...

Taehyung: Ok, já estou pegando o jeito.

Eu: Ela virá amanhã, vamos aproveitar esse momento que estamos sozinhos?

Taehyung: Tá bom...

[Taehyung pulou da cama, e eu também, fomos pra cozinha, comemos juntos, depois nos deitamos no sofá, e assistimos um filme romântico, sim, apesar de sermos homens, o filme foi ótimo, ainda mais com Taehyung ao meu lado, sempre que havia uma cena de beijo, Taehyung olhava pra minha boca, eu sempre percebia isso, mas ele nunca me beijava, não sei o porquê, um beijo era tudo o que eu queria.]

[Quando o filme acabou, Taehyung ficou olhando minha boca, estava um silêncio meio constrangedor.]

Eu: Beija logo.

[Na mesma hora, Taehyung olha bem em meus olhos, sorri, e me beija por um bom tempo, até parecia que fazia dias que não nos beijavamos.]

Taehyung: Eu queria te beijar desde o início do filme.

Eu: E por que não beijou?

Taehyung: Achei que ia ficar zangado.

Eu: Por que eu ficaria?

Taehyung: Ultimamente me sinto tão separado de você, queria poder passar mais tempo com você.

Eu: Vamos fazer de tudo pra conseguimos…

[Sorri, e abracei Taehyung.] No dia seguinte, 13° Dia com Taehyung:

[Não podemos ir pra faculdade, pois esperaríamos por minha mãe, acordamos cedo, 06:00h já estávamos de pé, apenas escovamos os dentes e tomamos café, 06:30 já ouvimos uma voz fina e animada vindo do lado de fora, era minha mãe.]

Eu: Ok, essa é a hora, lembre-se, me trate como uma amigo.

Taehyung: Tudo bem, irei atender a porta, haja normalmente para ela não desconfiar de nada.

Eu: Sim, eu sei.

[Taehyung foi atender a porta, eu estava atrás dele, vejo minha mãe com apenas uma mala, fiquei aliviado, talvez ela só fique aqui uns dias.]

[Minha mãe olhou pra mim e para Taehyung, deixou suas mala do lado de fora, e veio correndo me abraçar, Taehyung não abria nem um sorrisinho falso, ele nem disfarçava.]

Mãe: Ahhh meu bebê, senti tanto sua falta, faz tempo que não te vejo, esse aqui é seu amigo?

Eu: É-é, meu melhor amigo…

Taehyung: Oi.

[Finalmente ele abriu a boca, mas foi um "Oi" frio.]

Mãe: Ele é muito bonito, parece ser bem inteligente também. Amei sua casa, filho.

Eu: O-obrigado, mãe… Como sabia que eu morava aqui?

Mãe: Ahh, eu fui naquela sua faculdade, vieram 2 garotos, pareciam ser um casal, eu nem falei com eles, mas eles viram que sou parecida com você, e disseram onde você mora, falou que eu iria encontrar uma surpresinha, acho que estavam falando desse seu amigo.

[Taehyung resmungou:]

Taehyung: Aish, esses fofoqueiros.

Mãe: O que disse?

Taehyung: Nada.

Mãe: Qual seu nome?

Eu/ Taehyung: Taehyung.

[Falamos juntos, eu abaixei minha cabeça e dei um sorrisinho discreto.]

Mae: Bem, quero ver seu quarto filho, você sempre disse que queria um quarto só pra você, né?

[Foi aí que lembrei, "meu" quarto também é do Taehyung, minhas coisas e as dele estão juntas, e a cama é de casal.]

Eu: Calma, mãeee. Está todo bagunçado, você pode esperar e ver a casa primeiro, enquanto o Taehyung arruma o quarto.

Taehyung: O que? Mas nós ja arrumamos depois de acordar.

Mãe: O que?

Eu: Nada, ele não disse nada, né, Taehyung?

[Finalmente caiu a ficha pra Taehyung, ele demorou pra entender, fiquei até com medo… Taehyung foi para o quarto, enquanto eu mostrava a cozinha para minha mãe, ela estava muito alegre, até porque ela achava que a casa era minha.]

Mãe: Filho, estou tão orgulhosa, eu sabia que você um dia iria conseguir ter uma casona dessa!

Eu: O-obrigado, mãe, mas essa casa também é do Taehyung, somos amigos e moramos juntos.

Mãe: Hmm não acho muito certo dois homens sozinhos na mesma casa, mas já que é seu amigo, ok.

[Não falei nada, às vezes ela me deixa com um pouco de raiva, fiz um café para ela, minha mãe se sentou na mesa da cozinha, e ficou me vendo fazer o café, até que do nada, sinto alguém me encoxando, e colocando a mão em minha cintura.]

[Meu coração congelou na hora, olhei para trás e era Taehyung, me afastei rapidamente e o belisquei discretamente na cintura, cochichei:]

Eu: Você é burro? Minha mãe está vendo.

Taehyung: Ela saiu…

[Olhei pra onde minha mãe estava sentada, e ela não estava mais lá, eu não sabia se me preocupava ou se ficava aliviado.]

Eu: Ainda bem que ela não viu, mas não faça isso na frente dela, tá? Cadê ela?

Taehyung: Não a vi. Aliás, coloquei minhas coisas na sala, irei dormir lá.

Eu: Tá bom, apesar de que… Ela pode até estranhar, sendo que você também mora aqui, deveríamos ter 2 quartos, né?

Taehyung: Aish, problema é dela se ela estranhar.

[Coloquei o café na garrafa, Taehyung estava lavando a louça e minha mãe aparece.]

Mãe: Filho, por que o banheiro tem uma porta de vidro?

Eu: É que…

Taehyung: Pra ficar mais bonito.

Mãe: Vocês parecem ser muito íntimos, e aquelas coisas na sala? São sua Taehyung? Se a casa também é sua, por que você dorme no sofá?

Taehyung: Bem… O sofá é mais confortável.

[Do nada, pensei que Taehyung disse isso como uma indireta, achei que ele preferia dormir no sofá, do que comigo.]

Eu: Serio?

Taehyung: É.

Eu: Bom saber, assim você vai dormir no sofá pra sempre.

Taehyung: Do que você está falando?

[Taehyung piscou com um olho para mim, foi aí que eu entendi que era apenas brincadeira, mas fiquei meio zangado.]

Mãe: Realmente, com aquele sofá gigante ali, eu não conseguiria nem me levantar.

[O dia inteiro falando sobre a casa, sobre a escola etc. e quando anoitece, minha mãe queria dormir no quarto, junto comigo.]

Eu: Mas mãe, você vai querer mesmo dormir junto comigo?

Mãe: Não, vocês não tem um colchão de sobra ai?

Taehyung: Tenho um guardado, nunca o usei.

[Taehyung vai no quarto e volta com um grande colchão bonito e limpo, mas eu nunca vi aquele colchão no quarto.]

Eu: Da onde tirou isso?

Taehyung: Estava atrás do armário, coloque no chão, ao lado da cama.

Mãe: Adorei! Com esse grande colchão, quem precisa de cama?, Obrigado Taehyung! Vamos filho?

[Minha mãe foi na frente, fiquei com Taehyung na sala.]

Eu: Me desculpe, Taehyung, sei que está sendo um dia tediante para você.

Taehyung: Tudo bem, Kookie, pelo menos você está aqui comigo, boa noite.

Eu: Boa noite.

[Eu ía saindo, mas Taehyung segurou em minha mão, e me puxou para os braços dele, sem dizer nada, ele me beija, fechei meus olhos e senti aqueles labios quente junto ao meu, isso não durou nem 5 segundos, do nada me deu um frio na barriga, e parei de beijar Taehyung, tirei a mãos deles que seguravam minha cintura]

Taehyung: O que foi, Kookie? Aproveita que estamos sós.

Eu: A-Acho que vou ir dormir, eu te amo muito, mas não consigo te beijar sabendo que a qualquer momento alguém poderá nos pegar no flagra.

[Taehyung passa suas mãos em meu cabelo e diz:]

Taehyung: Também te amo, mas eu não resisto.

Eu: Não resiste ao que?

Taehyung: A isso...

[Taehyung rouba um beijo de mim, tentei beijá-lo, mas o frio na barriga piorava, eu empurrava Taehyung mas ele continuava me beijando, tentei bater, sem muita força no peito dele, mas ele parecia nem sentir, ficava pressionando minha cabeça e me beijando cada vez mais.]

[Eu queria beijá-lo, sei que ele não se controlava, mas eu fiquei com medo dele, ele me beijou a força, e mesmo eu pedindo pra ele me soltar, ele não me soltava. Quando ele finalmente me soltou, eu estava todo descabelado, fiquei com raiva, e bati em seu peito sem dó.]

Eu: O que você tem? Minha mãe poderia nos pegar no flagra, para de ser burro!

Taehyung: Eu não resisto, foi o dia inteiro sem seu beijo, me desculpe.

Eu: Tá! Mas não me force a te beijar de novo.

Taehyung: Eu te forcei? Você não queria me beijar?

Eu: Sim, o que eu mais quero é te beijar, mas agora não é uma boa hora, tenho que ir dormir. 

Taehyung: B-Boa noite.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...