História Meu primeiro AMOR! - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Vkook
Visualizações 387
Palavras 1.208
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


2 Episódios pq demorei antes, sorry *-*

Capítulo 29 - No final, tudo da certo


Fanfic / Fanfiction Meu primeiro AMOR! - Capítulo 29 - No final, tudo da certo

[Taehyung pega em minha mão e sem medo dos outros ver, ele passa por várias salas até chegar na diretoria.]

Eu: O que pensa que vai fazer?

[Taehyung não me respondeu, continuou segurando minha mão e chamou a diretora.]

Diretora: Oi?

Taehyung: Preciso ir embora, Jungkook está passando mal.

Diretora: Tem uma médica na escola.

Taehyung: Não, precisamos ir num médico particular.

Diretora: Ok, só assine esse papel.

[Taehyung assinou o papel, e saiu rapidamente me puxando. Chegamos em casa, Taehyung não me soltava por nada, assim que chegamos, minha mãe estava arrumando as malas.]

Taehyung: Some da minha casa!

Mãe: Claro, vou amanhã e levarei meu filho junto.

Taehyung: Jungkook não vai com você, ele já é maior de idade, se ele quiser, ele fica. Se o levar, você vai se ver comigo.

Mãe: Poderei processar você por estar me ameaçando, Jungkook vai comigo!

[Ver a discussão dos dois me deixou triste, quem diria ver duas pessoas que fazem parte da minha vida, brigando, resolvi falar algo.]

Eu: Mãe, não vou deixar tudo que eu amo aqui, pra ir para outro país só por causa do seu preconceito.

Mãe: Você tem que aprender que homem tem que amar mulher, não existe amor entre dois homens.

Eu/ Taehyung: Se não existesse, não nos amaríamos.

[Mais uma vez falamos juntos, olhei emocionado para Taehyung, ele olhou pra mim e sorriu, minha mãe nos olhou com cara de nojo e decepção.]

Mãe: Olhe pra vocês, dois meninos bonitos indo pra esse caminho errado?

Eu: Caminho errado? Mãe, eu nasci tendo atrações por meninos, você que é cega e nunca percebeu, então eu nasci errado.

Mãe: Impossível você ter nascido gostando de homens… Você sempre gostava dos grupos de Kpop femininos, mal ouvia os dos meninos.

Eu: Porque eu gostava se dançar aquelas coreografias

femininas.

Mãe: Grr, quer saber? Você nasceu errado sim, e se você fosse uma pessoa que quisesse nascer certo, você teria virado HÉTERO, assim como tem muitos héteros que viram Gay.

Eu: Mãe, você está me humilhando, acha que é fácil assim virar hétero? Pra mim é impossível… Me aceite como estou.

[Minha mãe estava zangada, Taehyung nem abria a boca. Minha mãe se aproximou de mim, e me deu um tapa pior do que o da antes, o tapa me fez ficar tonto e cair, Taehyung resolveu agir, após me ver no chão ele logo segura minha mãe pelos ombro. Fiquei com medo dele machucá-la.]

Taehyung: Não toque um dedo nele, OK? Ele não é mais filhinho de mamãe, e ele faz as escolhas que ele quiser, aceite!

[Taehyung empurra minha mãe que começa a chorar, ele me ajudou a levantar, eu o abracei por saber que ele não fez nada com minha mãe. Aquele tapa me fez chorar.]

Eu: Obrigado, Tae… Eu te amo.

Taehyung: Também te amo.

Mãe: F-Filho, você realmente o ama?

Eu: Sim…

Mãe: Mas como? Amor entre homens existe?

Taehyung: Claro que existe, não está vendo? E, ás vezes, chega ser mais real do que o amor entre homem e mulher.

Mãe: Ok, ainda estou muito triste com você, Jk. Mas realmente já esta na hora de você fazer suas escolhas, eu não quero viver aqui e saber que meu filho namora um garoto, vou ir embora amanhã.

[Minha mãe acabou de me humilhar, mas ela é minha mãe, veio me visitar, e não passou nem um dia, já vai embora? Aliás, ela já sabe que eu e Taehyung somos namorados, resolvi falar:]

Eu: Mãe, fique, sei que você veio de longe e gastou dinheiro pra vim me visitar.

Taehyung: Aiish.

Eu: Não precisa ficar bravo, Tae, vamos ser nós mesmo aqui, minha mãe já sabe de tudo.

Mãe: Jk, eu não suporto ver dois homens juntos, ainda mais quando meu filho é um deles.

Eu: Aprenda a não ter preconceito.

Mãe: Eu realmente não tenho dinheiro pra voltar amanhã, eu ficarei uns dias aqui, cuidarei de vocês, apesar do meu preconceito...

Eu: Bem… Mas uma regra, não reclame e aceite!

Mãe: Está bem.

[Ufa, deu tudo certo, pelo menos agora eu e Tae podemos ser nós mesmo junto de minha mãe.]

Taehyung: Ainda bem que não vou ficar com vontade de beijá-lo.

Mãe: Beijá-lo?

[Fui olhar pra Taehyung, mas assim que virei pro lado, vi ele bem perto do meu rosto, e roubou um beijo meu.]

[Eu fiquei envergonhado, pela primeira vez, alguém está vendo nós dois se beijando, mal consegui beijá-lo, olhei pra minha mãe, ela estava olhando com um 'quase sorriso' no rosto.]

Taehyung: Não se afaste quando eu estiver te beijando.

Eu: M-Mãe, você está sorrindo?

Mãe: É tão estranho ver você beijando alguém, filho, você sempre foi tão sozinho.

Eu: Taehyung é meu primeiro e único amor.

Taehyung: Jungkook é o meu também.

Mãe: Taehyung parece ser uma boa pessoa para você, espero que fiquem bem juntos.

[Não sei se minha mãe é bipolar, mas ela deixou de odiá-lo pra elogiá-lo, fiquei feliz, mas aí lembrei da escola.]

Eu: Taehyung, a escola!!

Taehyung: Acho que vão pedir atestado médico...

Eu: Vamos voltar?

Taehyung: Vamos tentar.

Eu: Tchau, mãe.

Mãe: Tchau, Kookie, tchau, Tae, quando voltarem a casa estará um brilho.

[Fui abraçar minha mãe, mas assim que abri meus braços, Taehyung me puxou e fomos correndo para a escola, o intervalo já havia acabado, mas dava tempo de ficar nas 2 últimas aulas.]

[Entramos pela diretoria.]

Taehyung: Podemos entrar?

Diretora: Vocês de novo? Já? Onde está o atestado médico?

Taehyung: Não importa! A gente paga essa escola, é nossa obrigação entrar.

Diretora: Jungkook não paga, ele é bolsista.

Eu: M-mas esqueci de pegar o atestado.

Diretora: Não vai entrar agora, apenas Taehyung.

Eu: Tá, pode ir, Tae, irei ajudar minha mãe em casa.

Taehyung: Não! Você precisa entrar comigo.

Diretora: Taehyung, vai deixar de estudar e perder dinheiro por causa desse garoto? Entre e deixe ele voltar pra casa, aliás, ele nem paga a escola.

Eu: É, Taehyung, vai.

[Dei uns tapinhas nas costas de Taehyung e saí, eu jurava que Taehyung ía vir atrás de mim, mas quando eu já estava no portão da diretoria, olhei pra trás e Taehyung ainda estava falando com a diretora.]

[Andei calmamente na rua, pensando em tudo que havia acontecido, eu estava muito feliz, quando derrepente, sinto alguém pulando em minhas costas e tampando meus olhos.]

???: Adivinha quem é??

[A pessoa engrossou a voz pra mim não reconhecer, eu realmente não reconheci, mas as pernas grossas, e os músculos na barriga denunciaram.]

Eu: Taehyung?

Taehyung: Aish, como descobriu?

Eu: Seu corpo denunciou Haha, você não deveria ter subido nas minhas costas...

Taehyung: Você é muito esperto.

[Taehyung desceu das minhas costas e parou na minha frente.]

Taehyung: Suba nas minhas.

Eu: Oba!

[Subi nas costas de Tae, ele ficou pulando e me fazendo medo, mas eu sempre me divertia, até que me veio a pergunta: "o que ele está fazendo aqui?".]

Eu: Tae, o que está fazendo aqui? Por que não entrou na escola?

Taehyung: Eu já estou adiantado nas matérias, assim como você, então resolvi ficar com você.

Eu: Que fofo Haha.

[Apertei as bochechas dele, Taehyung começou a rodar, correr, e pular comigo nas costas, eu me divirto muito com ele, paramos para comer algo em uma lanchonete…]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...