1. Spirit Fanfics >
  2. Meu primeiro amor... >
  3. Trabalho...

História Meu primeiro amor... - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Trabalho...


Olá, eu gostaria mesmo de me apresentar, mas acabei de chegar do trabalho e não tenho nem seis horas para dormir, então pesso a paciência de vocês, por que não é fácil trabalhar para o empresário mais bem-sucedido do país, acredite em mim. 

....

Bem, agora que descansei, permitam que eu me apresente. Meu nome é Ana Ghost, e trabalho, assim como foi dito antes, para o maior empresário do país. Agora, se me derem licença, eu tenho que ir trabalhar.

(Já na empresa)

_ Bom dia senhor. - cumprimentei-o ao entrar em sua sala com um café em mãos.

_ Bom dia Ana. O que teremos para hoje antes do horário do almoço? Ah, e obrigado pelo café como sempre.

- Disponha, é apenas meu trabalho. Para hoje teremos uma reunião com a senhorita Smith às 9:00 horas, se encerrando às 10:00, com o início de outra reunião em 30 minutos. 11:40 horas o senhor terá uma reunião com alguns importantes representantes e, por fim, uma apresentação sobre um novo protótipo de aparelhos eletrônicos baseados em sua palestra dois meses atrás. Isto antes do intervalo de almoço começar.

_ Ok, muito obrigada. Deixe-me ver, ainda temos uma hora antes que a primeira reunião comece certo? - Meu chefe perguntou.

_ Sim, sendo mais exata, cinqüenta e sete minutos, posso perguntar o por quê da pergunta?

_ Bom, eu pensei, já que temos um tempo livre, eu poderia te convidar para um café e... te apresentar à algum noivo em potencial... O que você acha?

_ O que eu acho? Vamos ver... Eu acho que o senhor tem uma papelada esperando para ser preenchida no lugar de tempo livre. - recusei sua oferta.

Isso não é brincadeira, desde que meus pais morreram, meu chefe vem se preocupando muito comigo e, aparentemente, arranjar um noivo para mim o mais cedo possível está  incluído nessa preocupação.

_ Haha, você continua fria como sempre. Como consegue arranjar uma forma de me recusar toda vez? - perguntou tentando me distrair para fugir do trabalho.

_ Eu não arranjo desculpas, eu apresento fatos. E é um fato que o senhor precisa terminar pelo menos metade desses papéis antes que a senhorita chegue.

_ certo, vamos fazer do seu jeito. Mas eu dei muito duro essa semana e amanhã é sábado, não quer me dar um pequeno intervalo? Depois eu acabo isso...

_ Certo, faça o que o senhor achar melhor, eu sou apenas sua secretária, não tenho o direito de mardar no senhor.

_ Haha, não precisa falar assim. Vou tirar só dez minutos.

Bem, eu simplesmente não posso deixá-lo sem trabalhar apenas por preguiça, admito que ele se esforça todos os dias, mas hoje seu filho chegará na cidade e afirmo com todas as forças que tenho: Meu chefe se recusará a fazer hora extra.

_ Ah,  ah. E pensar que seu filho está voltando pra cidade hoje, mas você terá que ficar até tarde fazendo hora extra... Tenho pena dele. Veio de tão longe para morar com seu pai e ainda assim passará a maior parte da noite sozinho... - digo enquanto ando em direção à porta para me retirar do escritório.

_ Espera, você não me fará fazer hora extra hoje certo?

_ Eu não posso te obrigar a nada, mas o único que terá que arcar com as consequências depois de acumular trabalho é o senhor. Bem, a escolha é sua, estou indo fazer meu trabalho.

Depois disso ouço apenas o sussurro, cheio de reclamação, do meu chefe enquanto fecho a porta e dirijo-me à minha mesa.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...