História Meu primeiro amor de verdade... - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Meuamor
Visualizações 0
Palavras 549
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Yuri (Lésbica)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Meu primeiro amor idiota de verdade


Sabe quando você chega do lado de alguém e seu coração acelera? Eu achava que não era nada, até porque a pessoa ao meu lado, era minha melhor amiga.

Cada dia que se passava, eu me estranhava mais. Eu, gostar de uma menina? Sério isso mundo? Eu não sou homofóbica nem nada, mas eu não podia gostar de mulher! Meus pais irão me humilhar e colocar-me para fora, isso não pode acontecer!

Eu não entendo. Talvez isso era só um desejo, mas eu comecei a sentir um ciúmes absurdo dela. Sempre senti ciúmes por ela, mas não é nada comparado a esse ciúmes!

Ela me trocou... Depois que eu a disse que gostava dela, ela falou que não iria mudar nem nada, mas precisava me trocar? Certo, namorar é uma coisa que ela amava. Cada dia um namorado diferente, ela é muito estúpida!

Pois bem, ela não era mais ela... Mesmo que eu tenha começado a namorar(era a distância, mas não deu um mês e terminei), ela mudou, pra pior ou melhor, eu acho. Mas eu era tão cega por era, quando percebi, puft! Eu estava apaixonada, e ainda por cima, por uma garota e o pior, era hétero.

E alguns meses passou-se. Me afastei um pouco dela, mesmo parecendo impossível, pois ela estudava comigo. 

E o ano novo começou. Ela não queria de jeito nenhum desgrudar de mim, e lógico que eu amava isso. Quando se tem depressão, uma pessoa que a gente ama e que não quer sair de perto de você é ótimo.

O primeiro dia de aula ela não foi, fiquei tão preocupada. Aliás, já tinha me aceitado por ter apaixonado pela minha melhor amiga. Enfim, no primeiro dia de aula eu conheci uma garota, ela era muuuito fofa, puxei assunto com ela sem malícia, claro. 

Quando eu cheguei em casa, só me troquei e corri pra casa do meu amor, já que morávamos na mesma rua. Quando eu cheguei lá, fiquei triste, porque ela estava falando com alguns garotos, isso me deixava com raiva, muita raiva. Como eu sabia que ela tinha ciúmes por eu fazer amizades com outras pessoas, joguei fogo no parquinho. Arrumei um jeito de puxar assunto com ela e contei sobre a "garota fofa", me arrependi, ela ficou puta da vida, merda.

No outro dia fiquei feliz, suspeitava que ela não ia gostar da garota nova e ficar só comigo, vai que ela me troca. 

Esse foi o pior pensamento, hoje, ela não sabe mais parar dela(obs: já se passou dois anos). Ela realmente me trocou. Mas sabe... Eu não ligo mais... 

Eu prefiro a felicidade dela do que da minha.

Eu sempre penso:

Que tola eu fui e sou, por que alguém iria gostar de alguém depressiva!?? Ela sempre, SEMPRE foi hétero, que merda!!

Eu ainda a olho com carinho, queria protegê-la, mas ela tem seus novos amigos pra te proteger. Queria falar que eu a amo e receber a mesma resposta, mas ela diz pros seus garotos idiotas. Queria ir mais na sua casa, mas toda vez eu vejo nos seus status do whatsapp um print de conversa com o grupinho dos fpd dos amigos dela...

Ontem, hoje, nesse exato momento, eu choro. Eu sempre disse pra minha amiga nunca chorar por ninguém, e olha como estou? Bem pior... Eu amo tanto ela...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...