História Meu Primo, Akashi - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Akashi Seijuro, Aomine Daiki, Himuro Tatsuya, Hyuga Junpei, Kagami Taiga, Kise Ryouta, Kuroko Tetsuya, Masaomi Seijuurou, Midorima Shintarou, Momoi Satsuki, Murasakibara Atsushi, Personagens Originais, Riko Aida, Takao Kazunari
Tags Akakuro, Akashi, Kuroko, Kuroko No Basuke, Yaoi
Visualizações 381
Palavras 1.500
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vai ter alguém de joelhos aqui, só vou dizer uma coisinha a vocês: lemon daqui um ou dois capítulos em rsrs
SE PREPAREM

Boa leitura!

Capítulo 5 - De Joelhos, Seu Fracassado


Fanfic / Fanfiction Meu Primo, Akashi - Capítulo 5 - De Joelhos, Seu Fracassado

De Joelhos, Seu Fracassado

- Eu tenho dupla personalidade.

Após Akashi disser isso, eles ficaram em silêncio, Kuroko abria a boca várias vezes para falar algo mas não saía nada.

- Nossa.- foi oque o menor conseguiu dizer.

- Só isso? Pra mim você iria ficar meio confuso ou sei lá oque.- disse o ruivo o olhando.

- Eu não sei muito como reagir a isso, então me desculpe se minha reação não foi como você queria.- respondeu o azulado dando de ombros.

- Se quiser fazer alguma pergunta relacionada a isso, a hora é agora.- falou o ruivo.

- Ele é o Imperador? - o outro assentiu.- Mas porque você tem que manter o controle dele? - Kuroko perguntou meio confuso.

- É...- Akashi exitou por um breve momento.- Porque quando ele toma total controle de mim, ele não é do bem, ele faz muitas merdas e isso acaba prejudicando as outras pessoas a minha volta e eu não quero isso.

- Nunca tinha conhecido alguém com duas personalidades...- o menor pensou alto.- Agora que eu percebi que seus dois olhos são de cores diferentes.- brincou Kuroko.

- Engraçadinho...- Akashi avançou em Kuroko capiturando seus lábios, os dois podiam ficar fazendo isso o dia inteiro que nunca cansariam. 

Se separaram e o ruivo sorriu com os rostos próximos ainda.

- Agora...- o maior deu um breve selinho nos lábios o menor.-...você vai me falar sobre você.- ele se distanciou.

- Não tem muito oque falar sobre mim, mas eu quase não tenho presença nos lugares.- disse Tetsuya e o Seijuro riu.

- Sério? Nunca percebi.- os dois riram.

- Eu não sei porque mas eu estou do lado da pessoa e ela não está me vendo.- continuou o azulado gesticulando com as mãos.

- Deve ser porque você não fala muito ou algo assim.- respondeu o ruivo sorrindo.

Os dois ficaram se olhando, Kuroko admirava o sorriso de Akashi, que quase não era visto pelos outros, fazia muito tempo que eles não se viam e agora estava em uma relação totalmente diferente do que era pra ser.

Eu quero ele.

Pensando nisso, Tetsuya se aproximou do Seijuro e dessa vez iniciou o beijo, o ruivo não perdeu tempo e o deitou na cama. Akashi nunca namorava por muito tempo, seus relacionamentos não duravam mais de um ano mas agora era diferente, não pelo fato de estar dando uns amassos em seu primo mas porque seus sentimentos por Kuroko era mais forte. Talvez paixão? Ou talvez amor? 

O clima estava ficando um pouco quente, Kuroko suspirava em aprovação com os beijos e mordidas que Akashi dava em seu pescoço, o azulado arranhava de leve a nuca do ruivo e a cama pegaria fogo se o celular do Seijuro não os atrapalhasse.

- Fala sério! - resmungou o mais alto bufando em seguida.

O Seijuro resolveu continuar com os beijos e mordidas em Tetsuya, mas o celular continuava a tocar e isso irritou o ruivo.

- É melhor atender, vai que é importante.- disse o azulado fazendo o outro levantar logo em seguida.

Akashi viu que era Aomine que ligava e ele atendeu com uma cara emburrada, Kuroko só admirava a fofura do outro.

                 Ligação On

- Oque você quer?

- Ops, atrapalhei alguma coisa.- seu tom de voz era de malícia.

- Atrapalhou sim, se eu não conseguir pegar ele de jeito depois você vai pagar por isso.

Kuroko sentiu seu rosto corar depois do que ouviu.

- Estava pegando seu primo?

- Magina, não sou desses não.- o moreno percebeu que por trás dessa fala significava que era verdade.

- Esquece. 

- Me ligou pra que?

- Podemos ir aí na sua casa?

- Daqui a pouco vocês vão morar aqui.

- Está reclamando porque queria ficar sozinho dando uns amassos no Tetsu, né?

- "Tetsu"? Chame ele pelo nome, Daiki.

- Ciumento.

- Que horas vocês vão vir aqui?

- Daqui trinta minutos, pode ser?

- Pode.

- Akashi, o Mura--

             Ligação Off

Sem escutar oque o moreno tinha para falar, o ruivo desliga em sua cara e coloca o celular onde estava, se aproxima da cama com um sorriso malicioso nos lábios.

- Temos trinta minutos.- o maior se deita por cima do menor.

- Pra que? - perguntou o azulado olhando para os lábios do ruivo e mordendo o lábio em seguida.

- Pra fazer oque quisermos.

Dito isso, Akashi atacou os lábios vermelhos de Kuroko, era um beijo quente e excitante, o Seijuro sabia que era melhor aproveitar esses trinta minutos sozinhos porque depois vai demorar um pouco para eles ficarem sozinhos novamente. 

O corpo de Tetsuya se arrepiou todo quando o Seijuro mordeu seu lábio inferior sem muita força. Akashi se controlava para não dar vários chupões naquela pele branquinha de Kuroko, pois os outros poderiam ver e isso não traria um clima muito legal.

Os minutos não passaram muito devagar mas foi o suficiente para o menor enlouquecer com cada movimento do outro. Escutaram a campainha tocar e deram conta que o seu tempo tinha acabado. Akashi atendeu a porta e percebeu que não tinha só a geração de milagres, Takao e outro cara estava junto com eles.

- Quem é esse cara? - perguntou o ruivo.

- Amigo do Murasakibara, Himuro.- respondeu Kise normalmente e todos viram os olhos do Seijuro semicerrarem.

- Oque foi? - Aomine perguntou confuso.

- Nada. - o ruivo respondeu rapidamente e deu espaço para eles entrarem.

Kuroko estava na cozinha, ele estava com vergonha de olharem maliciosamente para si depois do que o ruivo disse para Aomine. Tetsuya tomou um baita susto quando sentiu alguém abraça-lo por trás, era Akashi.

- Você é tão cheiroso.- comentou o ruivo com uma voz calma e gentil.

- Você é mais.- respondeu o azulado sentindo a respiração do outro em seu pescoço, o fazendo se arrepiar.

Akashi dava beijos carinhosos no pescoço de Kuroko, o menor apenas fechou os olhos sentindo os lábios macios do maior em sua pele. Tetsuya pensava em como estava sendo sortudo em ter o Seijuro perto de si, ele que estava achando que iria ser os quatros meses mais desinteressantes de sua vida, mal sabia que iria acabar sendo os mais marcantes.

O momento foi cortado com um pigarreio de alguém, os dois se viraram em direção a pessoa e deram de cara com um ser humano alto, de cabelos negros e com um olhar meio incomodado. 

Não...

O coração de Kuroko acelerou um pouco, Himuro estava ali e com certeza Akashi se lembrava dele e o moreno deles dois – principalmente de Kuroko.

- Me desculpe atrapalhar o momento de vocês, mas...o Kise está chamando o Akashi.- ele disse, o azulado virou o rosto para outro lado e o ruivo se soltou do namorado.

- Eu volto daqui a pouco, amor.- além do Seijuro provocar Tatsuya com a palavra "amor", ele deu um selinho demorado no menor.

Akashi saiu com um sorriso nos lábios, Kuroko e Himuro ficaram sozinhos, ninguém se mexeu e ninguém falou nada.

- Não acha que deveríamos pelo menos conversar? - o mais alto quebrou o silêncio.

- Não.- o menor respondeu fazendo o peito do outro doer.

- Eu sei que eu te magoei, mas eu mudei.- Himuro dizia tentando olhar nos olhos do outro, mas Kuroko desviava o olhar sempre.

- Não me importo se você mudou ou não, estou namorando agora e não voltar para você se é isso que você quer.- as palavras do Tetsuya cortavam como navalha e eram frias como o gelo.

- Você é tão criança...- resmungou Tatsuya.- Eu não consegui me relacionar com outras pessoas depois do nosso término, eu não encontrei ninguém que preenchesse o vazio como você preenchia.- o moreno tentava tocar o menor mas ele sempre recuava.

- Por favor não me toque, eu me machuquei demais para sofrer isso de novo.- a visão de Kuroko estava embaraçada devido as lágrimas no canto de seus olhos.

- Eu preciso de você...- disse Himuro segurando o pulso de Kuroko e procurando seus olhos para assim o olhar no fundo dos olhos.

- Tire a mão dele! - pediu um Akashi totalmente agressivo.

- Você não manda em mim.- o moreno não mexeu um músculo.

-De joelhos, seu fracassado.

Ninguém deles viram oque tinha acontecido direito, mas as pernas do Tatsuya ficaram bambas e ele logo caiu ajoelhado no chão, o olhar do Seijuro era forte e a tempo de não acontecer nada de grave Kise e Aomine chegaram no momento.

- Akashicchi, sabe que não pode ficar fazendo isso toda hora.- disse Kise ajudando o moreno a se levantar.

- Então diga para ele não tocar nele.- respondeu Akashi puxando Kuroko para perto de si.

- Vamos embora logo se não vai dar merda.- comentou Aomine.

Logo todos foram embora, Tetsuya ainda se perguntava sobre o ocorrido mas a dor de ter ouvido aquelas palavras de Himuro o atingia ainda mais.

O azulado tomou um banho e se trocou, depois de uns minutos o ruivo entrou em seu quarto com outra roupa sinal de que também havia tomado banho, se olharam e ficaram em silêncio.

- Ele te machucou? - Akashi quebrou o silêncio.

- Não, mas eu não quero sofrer de novo.- respondeu Kuroko se apressando para ir abraça-lo forte.

- Você não vai, eu vou estar aqui para te ajudar a superar oque seja.- sussurrou o ruivo fazendo o coração do azulado se esquentar.








Notas Finais


Será que no próximo terá lemon? Eu acho que sim kkkkkkk

Minha outra fanfic de AkaKuro:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/casal-loucura-11848678


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...