História Meu Príncipe - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Leigh, Lysandre, Rosalya
Tags Amor, Amor Doce, Amour Sucre, Chino, Game, Lysandre, Paixão, Romance
Visualizações 33
Palavras 529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Cara, depois de meio ano, kkk
Me desculpem, de verdade
Eu estou com planos de uma nova fanfic, talvez eu até apague essa e a outra, já que essa não tenho certeza se vou continuar e a outra é praticamente 99% de chance de que não kkkkkk os k são lágrimas
Enfim, espero que gostem desse cap, que, deve estar uma bostinha já que fui eu quem escrevi rs
Eu mudei o ''pov'' pela primeira vez e espero que vocês não se importem

Capítulo 38 - Sentimentos à Tona


Hum, tá.

Como explicar o que senti a seguir?

Eu senti uma estranha vontade de rir, mas percebi na hora que os meus olhos estavam lacrimejando.

— O que disse?

— Você ouviu o que eu disse. Ele é meu. Fique longe dele se não quiser se dar mal. Arque com as conseqüências, caso o contrário — e saiu saltitando.

Não acreditava. Como ele pôde? Ele mentiu pra mim? Eu nunca perguntei se ele namorava, mas estava óbvio que não! Rosa saberia! E Castiel! Eles são os melhores amigos dele! E meus amigos também, teriam me dito!

"Agora faz sentido como ela sabe tanta coisa sobre mim, Lysandre deve ter contado à ela!"

Minha cabeça estava num colapso tão grande que eu não tive outra ação senão acreditar na tal Nina.

"Ele mentiu pra mim, ele me usou, usou meu corpo, só queria beijos, é um idiota, se faz de cavalheiro, mas fez isto a mim, deve saber que é lindo e tem capacidade de apaixonar qualquer uma, por isso, usa as de '2º plano' e eu fui uma delas, como pôde?" Tudo vinha ao mesmo tempo na minha cabeça, pra mim, naquele momento, parecia ter sentido,  e chorei muito.

Saí correndo, atraindo olhares.

Eu vi a silhueta dele se aproximando, ele pensou que eu estava correndo pra ele, mas eu passei direto, tão rápido que lhe deu um susto.

— BIANCA! — eu ouvi ele gritar.

Não. Não olhei pra trás.

"Ainda bem que a escola é aqui perto", chorava tanto que era até difícil enxergar "Vou correndo, mesmo. Ele não vai ter este casaco de volta nem tão cedo de minhas mãos. Não quero vê-lo nunca mais!!", menti pra mim mesma. E fui correndo e chorando, do início ao fim, fiquei até com vergonha, muitos colegas perceberam e me pararam pra me perguntar se eu estava bem.

Eu já estava chorando tanto pela dor do meu coração ferido psicologicamente, como fisicamente, depois daquela maratona.

Mal esperava chegar ao meu quarto e fazer o drama clichê adolescente, ser consolada pela minha melhor amiga.

*Lysandre On*

Eu vi a silhueta de uma garota bonita se aproximando rápido. Era ela, com certeza. Mas por que está correndo?

Eu demorei demais? Não.... Foram só 5 minutos! Eu já sabia o lugar perfeito pra passarmos o tempo e eu poderia, finalmente, pedi-la em namoro, como imaginava há dias.

Ela passou direto e o meu coração acelerou.

Gritei o nome dela, mas ela nem sequer olhou pra trás. Fiquei preocupado. Paralisado, então não corri atrás, mas estava desesperado. O que aconteceu?

Tentei ligar pra ela, mas caiu na caixa postal. Mandei mensagem, mas ela nem sequer recebeu. "Ela já deve estar longe demais pra eu correr atrás.", "O que eu faço?"

Corria os dedos pelos meu cabelos, agitado, sentei num dos bancos onde tinha uma menininha que aparentava ter uns 10 anos ou menos. Ela estava lendo Romeu e Julieta (!)

Fiquei torrando a cabeça tentando raciocinar o que acabara de acontecer. Liguei pra Rosa. Nada. Pra Gih. Nada também. O que fiz de errado? Era a pergunta que eu só conseguia pensar.

— Tudo bom com você? Você tá meio pálido, ou é essa a sua cor natural?


Notas Finais


Vamos comemorar a volta yaaay
Enfim, espero que tenham gostado, e, como sempre, até o próximo capítulo, talvez :')


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...