História Meu principe narcisista- EddMatt - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Eddsworld
Personagens Edd, Matt, Tom
Tags Edd X Matt, Eddmatt, Eddsworld, Matt X Edd, Mattedd
Visualizações 46
Palavras 924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Mais próximos


Fanfic / Fanfiction Meu principe narcisista- EddMatt - Capítulo 3 - Mais próximos

~Dia do encontro de Matt com o "admirador"~

Hoje era o dia que Matt iria se encontrar com seu suposto "admirador", eu falei que conhecia a tal pessoa e Matt pediu que eu entregasse a "resposta" que dizia para eles se encontrarem na praça, menti dizendo que tinha entregado e na verdade só guardei na minha gaveta.

Matt estava se arrumando e quando terminou saiu de casa indo ao ponto de encontro, eu ia deixá-lo ir e levar um bolo, e seria muita maldade de minha parte, mas era..necessário..mais..eu posso fingir ser outra pessoa não posso?..é..sorri determinado indo ao meu quarto vestindo algumas roupas que não eram nada meu estilo e passei um pouco de sombra embaixo de meus olhos para fingir ser olheiras e baguncei o cabelo, eu realmente não parecia eu, acho que o ruivo acreditaria bobinho do jeito que ele é..

Sai de casa indo ao local marcado o vendo parado olhando pros lados a procura de alguém, cheguei mais perto dele e tentei fazer a voz mais diferente o possivel da minha, o maior me olhou e deu um sorriso gentil me pedindo pra sentar em um banco com ele.

Nos sentamos e ficamos conversando até ele segurar minha mão e começar a falar.

-..olha..Eduard..eu..não queria te magoar nem nada mas..eu já gosto de alguém e..-soltei uma risada baixa tampando a boca do ruivo recebendo um olhar surpreso. 

-..não precisa continuar Matt...eu entendo perfeitamente..se você já ama alguém não vai ser eu quem vai mudar isso..e se você ficar feliz com isso eu também ficarei..-sorri e o ruivo me puxou pra um abraço apertado levantando e me rodando, ele me soltou e eu quase cai por causa da tontura, me recompuz e vi que o ruivo havia sumido.

Depois que eu me toquei..ele estava indo pra casa, comecei a correr o mais rápido que podia até chegar em casa entrando pela janela da cozinha, ouvi a porta da sala abrir e tirei a roupa estranha colocando meu moletom de maneira bagunçada e arrumando meu cabelo, encostei na mesa tomando refrigerante enquanto tentava tirar a sombra coçando os olhos.

O ruivo entrou na cozinha me olhando confuso por eu estar coçando tanto os olhos, olhei pra ele e sorri nervoso.

-..e..então..como foi?..-

-..nada demais..ele aceitou na boa até..sabe o engraçado?..ele me parecia familiar..-ele disse coçando a cabeça tentando se lembrar.

-..ah..n..b-bom deve ser sua imaginação Matt..sabe as v-vezes pensamos que já vimos alguém mas na verdade nunca viu..-comecei a beber o refri ate ele dizer. 

-..era você não era?..-ele cruzou os braços rindo.

-..OQ-..cospi todo o liquido o olhando surpreso e o mais velho balançou a mão.

-..estou brincando é claro que não era você..você ficou em casa o dia todo..-soei aliviado vendo o maior sair indo ao banheiro possivelmente tomar banho, limpei o suor com o braço e fui para a sala deitando preguiçosamente no sofá.

Fechei os olhos e quando os abri vi um par de olhos lazulis me encarar, corei e levantei batendo a testa contra a sua.

-..Aiaiiai..-fiquei acariciando a testa e o ruivo fez o mesmo resmungando de dor, ele olhou pra mim e se desculpou por aparecer do nada.-..tudo bem..e-eu que me assustei sem motivo..-o ruivo pediu que eu levantasse e assim fiz, o olhei confuso e ele sentou colocando as pernas no sofá se esticando e encostando no braço do sofá.

-..senta aqui..vai dar pra nos cobrirmos melhor..-ele disse dando tapinhas no espaço que sobrara entre suas pernas, corei um pouco me sentando ali deitando as costas em seu peito, ele me sobriu e ligou a tv colocando em um filme que eu gostava, senti suas mãos contornando minha barriga me abraçando, arrepiei e ele me deu uma lata de coca cola, bebi deixando a latinha no chão logo em seguida.

Abracei as mãos geladas do ruivo e sorri gentil.

-..pra que tudo isso Matt?..hoje é algum dia especial e eu não sei?..-ele riu um pouco acariciando meu cabelo em seguida.

-..não Edd..não é um dia comemorativo ou algo assim..mas..sim é um dia especial pra mim por que eu posso ficar perto de alguém que eu considero especial..-senti minhas bochechas esquentarem.

-..e..eu sou especial?..h..hm..o-obrigada Matt..v..você também é especial pra mim..-olhei sua mão ir para seu bolso e ele tirou um pequeno visco de natal olhando para mim sorrindo, fiquei muito mais vermelho e desviei o olhar.-..h..m..n-não é natal Matt..-

-..eu sei..mais a tradição pode ser feita antes..e eu quero segui-lá com você..só hoje..vamos Edd..não seja timido..-vi ele segurar meu queixo com a mão que estava vazia e ele começou a se inclinar em direção a meu rosto, não podia fugir, não agora que eu podia beijar quem eu amo..mais..ainda acho que ele não esta vazendo isso a sério..talvez esteja apenas treinando pra quando ele for beijar a pessoa que ele gosta, não ligo de ser apenas um mero "treino"..parei de pensar quando senti que seus lábios já se encontravam com os meus, fechei os olhos segurando seu ombros os apertando fraco.

Nos separamos e vi que ele estava corado, ele se aproximou novamente me beijando agora com desejo, quando ele me empurrou ficando sobre mim acordei, olhei assustado em volta e vi que eu tinha caido da cama, me levantei e percebi que estava totalmente corado, percebi também que meu "companheiro" estava "feliz" mais não tanto a ponto de deixar muito a mostra, fui ao banheiro e lavei o rosto logo depois indo ao quarto do ruivo vendo que ele dormia tranquilamente. 

Fui para a cozinha beber meu amado refrigerante e vi que o sol ja estava a nascer, olhei em direção a janela e dei um sorriso bobo. 

Eu realmente estava amando o ruivo...









Notas Finais


Malz a demora de posta pessoas >, <


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...