História Meu Professor - Imagine Min Yoongi - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Suga
Tags Bts, Drama, Faculdade, Jungkook, Longfic, Min Suga, Min Yoongi, Professor, Proibido, Romance, Sexo, Suga, Yoongi
Visualizações 948
Palavras 1.540
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaa amoreeees ❤
Nada a declarar sobre esse cap
Boa leitura e bj da tia Ysa❤

Capítulo 16 - De Novo Não!


Fanfic / Fanfiction Meu Professor - Imagine Min Yoongi - Capítulo 16 - De Novo Não!

Point of view S/N

— Como o Professor Min Yoongi disse, vim dar aulas.  Disse sarcástica.  Quando vai aprender a me chamar de mamãe em?

O que? Sue era mãe de Jeongguk?

— Nunca, até porque você não é minha mãe e sim minha madrasta. — Disse enfurecido.

— Calma querido, se acalme.. não

Cheguei mais perto da porta me agachei encostando meu rosto na brecha da porta para ouvir aquela cena.

— O que você esta fazendo espiando a conversa dos dois? — Min Yoongi disse me levantando pelo braço.

Esse cretino tinha que aparecer logo agora?!

Eu não conseguia pronunciar nenhuma palavra de tanta raiva que estava de Min Yoongi no momento.

— Me solta! — Gritei fazendo com que sue e Kookie saísse para fora da sala.

A cada minuto que passava eu odiava mais Min Yoongi, ele é um ser enviado do inferno para atrasar minha vida.

Só podia ser isso, não havia outra explicação.

— O que esta acontecendo aqui? — A loira disse cruzando os braços.

— Bom, ja aproveitando que você esta aqui. — Me puxou colocando seu braço em volta da minha cintura. — Esta é a minha Namorada. — Vi Jeongguk sorrir ladino.

Foi impossível não rir da expressão que a mocreia fez quando descobriu que eu era a namorada de Jeongguk.

Yoongi que não estava gostando nada, ele disse que não iria se intrometer... e ele esta cumprindo.

— Querido Jeon, você ja teve gostos melhores. — Diz se afastando enrolando seu braço no de Yoongi, e ela o puxa saindo andando. — Vamos, Amor. — piscou pra mim. Aquela desgraçada estava querendo briga, então ela teria briga!

Eu e Jeon fomos para sala, graças aos céus a aula de Yoongi ja havia acabado. Nosso professor Namjoon faltou então ficamos na sala sem fazer nada, só conversando. Os amigos de Jeon pegaram as cadeiras e sentaram ao nosso lado. Fiz amizade com todos eles. Principalmente com Jaebum e Jackson.

— Porque vocês não colam numa festa que vai ter depois da faculdade? — Jackson diz todo animado. — Vai ser muito bom, bebida de graça galera, sabem o que isso significa?

— Jackson só pensa em beber. — JB afirmou. — significa que você vai beber até cair — sorriu negando.

— Vamos coelhinho? — Apertei suas bochechas. — Pra distrair a mente, vamos la. — Na verdade era pra distrair minha mente mesmo. Distrair ela de Yoongi.

— O que eu vou ganhar em troca? — Sorriu malicioso.

— Aish Jeongguk! — O empurrei.

— Vai coelhinho, leva ela pra festa. — Jackson zombou do apelido carinhoso que havia dado para Kookie.

— Ok ok!

[...]

Jeon me levou para casa e ele foi para dele, assim me deixando sozinha para me arrumar pra festa. Eu estava mais do que animada, fazia tempo que não saía com os amigos para beber, socializar um pouco.

Eram 22:48 quando mexi no celular checando minhas redes sociais, não havia nada de interessante... a muito tempo. Como ainda estava cedo limpei a louça suja que deixei hoje cedo, coloquei em uma da Dua Lipa  e comecei a cantarolar.

Depois que terminei de levar a louça fui para o quarto procurar uma roupa. Ja estava entediada pois não conseguia achar uma roupa bonita. Jeon estava me ligando toda hora pra me apressar, pois ja estava quase na hora da festa.

Chamada on

— Jagiya, ja esta quase na hora.

— Ok ok, eu ja vou me arrumar.

—me Deixa a porta aberta.

E desligou, na minha cara!

Fui ao banheiro correndo, ensaboei meu corpo rapidamente ligando o registro deixando a água levar o sabão que estava em meu corpo. Não iria dar tempo de secar e passar chapinha no cabelo, então iria assim mesmo. Peguei a toalha e me enrolei e fui direto para o quarto. Vesti um conjunto de calcinha e sutiã preta com renda.

— Oh céus. — Suspirei sabendo que não seria fácil achar uma roupa.

Resolvi fazer a make antes de achar o vestido que eu iria. Como ja era de noite dei destaque aos meu olhos castanhos, o olho ficou um preto esfumado e a boca um tom de nude. Ja tinha achado o vestido que eu iria, estava colocando ele. Ele tinha um fecho atrás e eu não estava conseguindo fechar ele.

— Quer ajuda pra fechar!? — Jeon estava encostado na porta, seu olhar percorreu pelo meu corpo inteiro me deixando sem graça.

— Oh sim. — Me virei pra ele esperando que ele viesse para fechar o vestido. Ele chegou mais perto, pude sentir seu hálito pela minhas costas, Jeon passou sua mão pelas minhas costas me causando arrepio. Por um segundo pensei que ele fosse tirar meu vestido, mas não, muito pelo contrário, ele apenas o fechou.

— Mais tarde irei te amar como ninguém nunca te amou. — Deixou um beijinho no meu ombro. Aquelas palavras me causaram um certo efeito, que só Deus sabia dele. — Vamos?

— Oh sim.. é.. vamos. — Peguei minha bolsa, a enrolando entre os dedos e o segui.

[...]

Chegamos na festa o som estava alto, não dava para se comunicar com ninguém ali naquele lugar.

Tínhamos que gritar pra falar uns com os outros. A música que tocava era uma das minhas favoritas; In The Name Of Love.

Eu tinha um certo amor por aquela música, ou melhor por quem amava ela. Taehyung, meu primeiro amor.

Mas.. isso é passado.

E passado, fica no passado!

Jackson e JB ja tinham nos mostrado a festa inteira, ou melhor seus amigos. Jeon de vez enquanto ficava com ciúmes bobo, mas logo passava.

Jeon ja estava me irritando pois não saia do celular, ele deveria estar conversando com alguém de sua família.

— Amor, vou pegar bebida. — Selei sua boca e fui rumo ao open bar que ali tinha perto dos banheiros.

O barmen era simpático, devo ressaltar que era um tanto bonito.

— Me vê uma Margarita. — Pedi sorrindo

Enquanto ele fazia as bebidas não pude deixar de reparar na sua aliança grosso no seu dedo anular esquerdo, ele era casado.

— Aqui sua bebida para gatinha mais linda daqui. — Sorriu ladino.

— Obrigada. — Peguei a bebida saindo dali.

Cheguei na pista de dança onde Jeon estava, ele ja estava com um copo de bebida na mão, isso soava um tanto estranho, já que o mesmo não era de beber.

— Vem cá Jagi, vamos para um lugar mais reservado... — Disse baixo em meu ouvido.

Caminhamos para trás da casa onde não estava ninguém, apenas uma grande escuridão rondando o lugar.

Ah não ser eu, e Jeon.

Devia ser o quintal da casa.

O mesmo se aproximou tomando meus lábios para si, sua lingua pediu passagem e eu cedi adentrando minha mão direita em seu cabelo, o tombando para o lado.

Jeon com suas mãos ágeis foram para de baixo de meu vestido, subindo-as devagar pelas minhas coxas.

Assim que seus dedos pousaram ao lado da calcinha que eu usava, arfei ao os sentir tocarem minha intimidade

— Jeon. — disse baixo quase num sussurro — Aqui não. — Tirei suas mãos de mim.

— Tudo bem, não vamos fazer aqui. — Sorriu malicioso. — Mas isso não significa que não podemos brincar um pouco.

Ele riu encarando meus olhos e escorregou seus dedos, de volta para onde estavam

Os senti adentrarem novamente minha calcinha e a afastar

Rodeeou meu clitóris, e introduziu um dedo arrancando um gemido sôfrego de mim

— Ta gostando? — Sussurrou contra meu ouvido.

Assenti quase que em imediato e ele, em resposta, acelerou o ritmo.

Grunhi mordendo meu lábio para que não saísse quaisquer sinais de que estávamos ali.

Meu corpo extremeceu quando o senti enfiar, de uma só vez, mais dois dedos em mim.

Senti ele começar a estimular meu ponto de prazer com o polegar e agarrei seus ombros, prensando minhas unhas sobre sua pele alva.

Aquilo era... maravilhoso.

Fechei meus olhos ao sentir o decorrer de uma energia percorrer minha espinha dorsal, ao senti-lo penetrar agora devagar seus dedo.

Antes que meu ápice chegasse, ele simplesmente parou.

Minha intimidade latejante, foi deixada para trás quando o vi agachar a minha frente e descer seus dedos pelas laterais das minhas pernas

Meu vestido foi levantado devagar até a altura dos meus quadris e, ainda encarando fixamente meus olhos, ele suspendeu Minha calcinhas com dois de seus dedos, deixando-a nas minhas canelas.

— Você é tão linda...  — Senti minhas bochechas ganharem rubor — abra as pernas para mim, meu amor.. — Pediu calmo

Afastei minhas pernas mantendo minhas mãos em seus ombros e ele sorriu, antes de deixar de encarar meus olhos.

Senti sua boca selar o local, antes de encaixar sua língua e a massagear pelo meu ponto de Vênus.

Senti ele me sugar forte, enquanto seu dedo trabalhava em rodear meus lábios menores usando o mínimo de força.

Ja estava prestes a chegar ao meu ápice, quando escutei uma voz enfurecida, de quem eu conhecia muito bem.

Min Yoongi.

— Sai de cima dela agora! Seu canalha mentiroso!

Apenas senti o impacto de Jeon indo para o chão com o golpe que Yoongi havia dado nele.

De novo, não!


Notas Finais


Eai, o que acharam?🤔

Queria agradecer a pessoa maravilhosa que faz a betagem dos capítulos, sigam ela @Louisstylinson
Aqui esta uma estória dela https://spiritfanfics.com/historia/my-boss-10200833

Meu perfil @Suga_Dark_Angel


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...