História Meu Professor - Steferine - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Matt Donovan, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood
Tags Amor Proibido, Atração, Steferine, Tvd
Visualizações 172
Palavras 2.292
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Luta, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pse... Talvez eu devesse postar a fic mais diariamente né? Não tenho muita coisa pra dizer. Eu viajei e n deu pra postar... Mas eu to de volta! E quis trazer hoje um capítulo novinho em folha pra vcs e com outras coisinhas...

Ahh, e eu tbm tinha feito outra versão, mas a inteligência pura aqui desligou o pc com o office sem ter SALVOO!

Espero que gostem, bjs <3

Capítulo 3 - Rápido demais?


POV Stefan
Eu estava me dirigindo até a casa da Katherine nesse instante. Os pais dela tinham me dado o endereço. Agora já eram oito horas da noite e as nossas aulas particulares durariam em torno de duas horas.

Como o transito não estava tão grande, cheguei lá rápido.

Apertei a campainha e logo depois Katherine apareceu na porta com um short de moletom mais curto que o normal, uma blusa cropped que destacava bem seus seios, com seus costumeiros cachos e por incrível que pareça, ela não estava usando nenhum batom.

Infelizmente não me controlei e a admirei na cara de pau. Quando encontrei novamente seus olhos, neles tinha algo diferente... Malicia...

Ela provavelmente tinha notado o que eu tinha feito.

- Quer entrar professor? - Perguntou com um sorriso sem vergonha.

- Claro. - Quando chegamos na sala eu me sentei no sofá e ela se sentou ao meu lado. - E seus pais?

- Eles não te falaram?

- Não...

- Eles trabalham na mesma empresa e quase sempre chegam muito tarde juntos... Então ficaremos só nós dois aqui sempre. – Falou dando de ombros e pegou o celular começando a mexer no mesmo.

- Eu vim aqui para te dar aulas senhorita e não para te ver mexendo no celular enquanto eu fico aqui parado. - Peguei o celular de sua mão e o coloquei na mesinha a nossa frente.

- Ahh tá bom. Como começamos? - Cruzou as pernas me dando a visão de suas coxas. Engoli em seco.

- É... Está com seu caderno aí?

- Sim. - Virou seu corpo pro lado e da lá pegou seu caderno e estojo.

- Ok vamos então. - Peguei minha pasta e comecei a explicar melhor a matéria pra ela. - ... Observe que, como sempre é possível dividir a equação por A. E como A,B,C,D podem significar o 0. Começamos por dividir a equação por α3 para chegarmos a uma equação da forma correta no cálculo e...

- Tá espera. Eu não entendo droga. Eu me confundo com isso. É muito confuso misturar letras com números e blá blá blá. - Colocou a mão sobre minha perna. - Professor você poderia me explicar melhor né. - Me levantei e fiquei de frente pra ela.

- Katherine...

- Hum...

- Você só precisa se concentrar mais. O que acha que vai acontecer se nossas aulas não adiantarem?!

- Obviamente eu vou rodar! - Falou em pura ironia.

- E não se importa?

- Tá bom. - Bufou. - Onde estávamos?

Na primeira meia hora de aula fiquei explicando e revisando a matéria. Enquanto a mesma parecia prestar bastante atenção nas minhas palavras.

- Professor... - Seu tom manhoso já me fazia imaginar que ou iria pedir alguma coisa ou precisaria fazer alguma coisa.

- Sim...

- Olha, sei que seu tempo é curto mas mais tarde eu tenho que sair e... eu preciso tomar um banho e me arrumar! - Disse gesticulando com as mãos.

- Em plena quarta-feira Katherine? - Perguntei incrédulo.

- E por acaso agora existe dia que pode ou não sair?!

- Talvez?! Para uma estudante talvez sim. Amanhã você tem aula.

- E daí?

- E daí que... que...

- Que...?

- Nada, deixa. Só peço que seja rápida ok? E na próxima vez se arrume antes por favor.

- Juro que vou tentar fazer tudo o mais possível. - E logo seu sorriso de deboche estava de volta.

- Eu falo sério.

- É... Eu também!

- Então vá oras!

- Uiii, já estou indo! - Saiu dali rebolando fazendo com que minha visão ficasse presa no seu corpo. Balancei a cabeça negativamente e me ajeitei no sofá.

Provavelmente seriam longos minutos até ela ficar pronta...

- E então, acha que valeu a pena? Gosta do que vê na sua frente prof? - Falou enquanto se aproximava de mim em passos lentos. A sala estava silenciosa, obviamente eu não mexeria em nada enquanto estivesse sozinho. E por esse motivo o barulho do seu salto alto se chocando com o chão dava ecos. E finalmente olhei para observa-la de verdade. Ela definitivamente estava tão... Tão linda.

Além de seu salto ela usava um short jeans curto  com outra blusa cropped com o decote v nos seus seios, que também era preta, e um kimono igualmente preto. Sua maquiagem era ousada e destacava bem seus olhos e nos seus lábios um batom vermelho, seus cabelos estavam soltos e volumosos. Como os jovens dizem... Ela estava...

Como que é mesmo? Ah claro. Ela estava para matar.

- Hein... - Perguntou novamente.

- Vo-Você está linda. - Eu gaguejei? Ata né! Sorriu satisfeita... Dizem que sorrir faz bem para a saúde. Então se formos analisar por esse angulo de saúde, Katherine deve ser muito sã! - Se não quiser responder eu entendo, é a sua vida pessoal e eu não tenho nada a ver com ela, mas, aonde vai?

- Vou em uma festa de um amigo meu assim que terminarmos nossa adorável aula. Se quiser pode ir comigo. - Sugeriu voltando a se sentar no meu lado... E sim... Eu fiquei todo esse tempo sentado no sofá. - Ou agora vai me dizer que não vai a festas se divertir também?

- Eu vou em festas. Mas como eu disse hoje é quarta-feira, estamos no meio da semana! Saio apenas nos finais de semana Katherine. Para você é fácil, é jovem, mora com os pais, sem responsabilidades. Mas eu sou um adulto, e para mim as coisas são diferentes.

- Você não foi muito claro professor, isso é um sim ou um não?

- Claro que não. E além disso você é minha aluna.

- Olha só, lá vem... E o que que tem dessa vez!

- Não seria nada profissional da minha parte sair com uma aluna. Além que poderia manchar minha carreira por eu manter qualquer tipo de relação com alunos. Até mesmo se for uma amizade. E se essa festa é de um amigo seu, eu imagino que outros amigos seus vão ir.

- Nossa eu te chamei para sair apenas para se divertir, não te pedi em casamento. - Ambos rimos. – E sim, talvez alguns amigos que são seus alunos estarão la. Mas sinceramente ninguém liga! Acredite em mim, ninguém vai notar.

- De qualquer jeito acho que vou ter que negar a proposta... E temos que continuar né!

- Mas a conversa está tão boa, qual é... - Fez uma cara de suplica e pegou minha mãe a entrelaçando a sua

- Acho que já fiz demais esperando você se arrumar mocinha! - Falei brincalhão e me mexi estranhando o seu toque.

- Mocinha?! Sério isso?!

- Bom me desculpe. - Levantei as mãos em forma de rendimento.

- Da próxima eu não perdôo.

- Ata... - Cantarolei com deboche. E só então fui perceber que nossas mãos ainda estavam entrelaçadas. Soltei minha mão da sua com delicadeza. - Já perdemos muito tempo Katherine...

- Tem razão. - Novamente pegamos nossas coisas e eu continuei a nossa "aula".

[...]

- Tem certeza que não quer me acompanhar? - Perguntou se levantando junto comigo enquanto eu juntava minhas coisas.

- Sim tenho, mas mesmo assim obrigada pelo convite.

- Absoluta...? - Levantei meu olhar até o dela e cerrei os olhos.

- Por que quer tanto que eu vá? Nem me conheci direito.

- Isso porque você nem imagina o que eu faço com caras que eu conheço em uma noite... - Murmurou baixinho, mas mesmo assim eu consegui ouvir.

- O que quer dizer com isso?

- Ahm, nada. Esquece. Ta bom, mas na festa onde vou as pessoas vão estar ocupadas demais enchendo a cara e se pegando.

- Katherine...

- Eu nunca sai com um professor Stefan! - A olhei assustado... Ela não tinha dito o que eu estou pensando né? - Não! Quero dizer... Também dessa forma... Mas o que eu quero dizer é que nunca tive um amigo professor que eu pudesse sair e conversar se é que me entende. E acho que seria legal criar esse tipo de intimidade entre nós, já que teremos essas aulas até sei lá quando...

- O que eu disse sobre professores e alunos terem esse tipo de relação?!

- Na escola e quando estiver me dando aulas aqui você é meu professor. Mas fora da escola somos Katherine Pierce e Stefan... Stefan...?

- Salvatore.

- Stefan Salvatore. E então, por favor. Se você não se sentir confortável por "estar indo em uma festa com sua aluna" onde possa haver outros alunos seus... - Imitou minha voz. - Que sinceramente é ridículo. Aí você pode ir embora. - Se aproximou e sussurrou. - Eu até pago o taxi se precisar. - Caímos na gargalhada juntos. 

- Quer saber? Você tem razão, eu vou com você! – Ela soltou um gritinho e olhou com seus brilhantes para mim. – Mas já sabe. Se começar a aparecer muitos alunos ou se eu me sentir desconfortável você que vai pagar o taxi. – Rimos de novo.

- Ta bom, ta bom. Você vai assim? – Perguntou animada.

Olhei para mim mesmo pelo reflexo do espelho. Eu estava com uma camisa social preta, uma jeans e um tênis vans. Dava para ir em uma festa assim, e pelo jeito que Katherine me olhava, ela concordava comigo em pensamentos.

- Tenho certeza que eu não preciso voltar para casa para trocar de roupa não é?!

- Claro que não, está perfeito. – Piscou para mim. – Agora vamos... Nova experiência para ambos, certo?

- O que?

- Já saiu com uma aluna para se divertir antes?

- Não.

- Foi o que eu pensei. Vamos, o uber chega daqui a dois minutos... Eu espero. – Disse me puxando pelo braço para fora da casa.

- Mas e se seus pais descobrirem?

- Não vão. Eles vão pensar que você já foi embora e que eu estou posando na casa de uma amiga.

[...]

Chegamos no portão da casa do amigo da Katherine e dali de fora nós já conseguíamos ouvir o som da musica alta.

Por um momento me senti estranho, pois ali só tinham adolescentes e até então não tinha visto nenhum adulto. Olhei pro teto da casa e lá tinham jovens fazendo manobras com o skate enquanto outro grupinho estava sentado na beirada conversando. Pessoas pulando atrapalhadas ao ritmo da musica eletrônica parecendo totalmente em êxtase!

- Que tal pegarmos alguma coisa para beber? – Katherine perguntou gritando por conta do som.

- Você é menor de idade. – Arqueou uma sobrancelha.

- Ai não começa Stefan, não vai ficar aqui me dando sermões né?!

- Não... Não vou.

- E então quer pegar algo para beber?

- Quero sim.

Ela pegou na minha mão e saiu me puxando acho que para a cozinha. E não teve outra, quando chegamos lá havia copos recicláveis vermelhos e em volta bebidas de diferentes gostos.

- Qual você prefere? – Disse pegando uma garrafa de vodka servindo a mesma em um copo.

- Amanhã eu tenho que trabalhar, não tem refrigerante? – Ela riu sarcástica.

- Stefan, Stefan... Você está em uma festa de adolescentes que não querem nem saber sobre o amanhã, que só querer viver o agora, ficarem loucos até não se lembrarem do próprio nome. – Pegou um copo e serviu nesse metade vodka, metade tequila. - Por que acham que tem problemas demais na vida miserável e riquinha deles, que mesmo sabendo que quando chegarem em casa as quatro da manhã os seus pais vão estar os esperando para dar mais um sermão, eles estão aqui ficando chapados. Acha mesmo que tem refrigerante?!

- Não... – Me entregou o copo.

- Agora beba! – Falou autoritária.

- Sabe que não manda em mim não é? – A olhei em desafio.

- Sei, mas você veio até aqui. De qualquer jeito vai beber. – Fiquei parado a olhando por alguns segundos e tomei todo o liquido que desceu queimando toda a minha garganta, e no exato momento senti o efeito, fazendo todo o meu corpo ficar quente.

De uma certa forma... Foi bom.

- Quero outra.

- É isso aí.

Katherine praticamente me obrigou a ir para a pista de dança com ela. Agora estava tocando I Took A Pill In Ibiza e mais pessoas foram entrando na pista.

Katherine se virou de costas para mim e começou a rebolar contra o meu corpo. Dizem que a mistura de tequila e vodka torna tudo pior. Ou melhor como outros dizem. Só sei que eu e ela tínhamos tomado mais alguns copos na cozinha e agora eu já começava a ver as coisas girando um pouco.

 Levei minhas mãos para sua cintura e a apertei. Katherine arfou e colou ainda mais nossos corpos. Comecei a ter a leve impressão de que estava semi duro e pelo jeito Katherine também, pois começou a esfregar sua bunda no meu membro.

A virei de frente para mim e começamos a dançar de qualquer jeito. Katherine de vez em quando dava a louca e soltava uma risada débil e maliciosa. O cheiro de álcool, sexo e drogas estava por todo lugar fazendo eu, e creio que todos os outros ficarmos êxtase.

Katherine pôs suas mãos na minha nuca e a arranhou de leve. Ela aproximou mais seu rosto do meu fazendo com que eu sentisse sua respiração afobada. Quando ela roçou seus lábios nos meus pus minhas mãos em seus ombros e a distanciei de mim.

- O que houve? – Perguntou com aparente irritação.

- Não posso. Isso não é certo.

- Quantas vezes eu vou ter que falar que aqui fora somos Katherine e Stef... – Foi interrompida por vozes conhecidas.

E aliás... Até mesmo para mim eram conhecidas.

Os amigos da Katherine! Meus alunos!

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Pseee... Eu to querendo fazer as coisas serem rápidas aqui, então os próximos capítulos cada vez vai ter mais coisas! Se gostaram comentem... Até o próximo capítulo! E juro que vou postar mais diariamente... Bjs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...