1. Spirit Fanfics >
  2. Meu professor - Taekook >
  3. "Ato um tanto imprudente"

História Meu professor - Taekook - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Voltaee!

Boa leitura!

Capítulo 5 - "Ato um tanto imprudente"


 

Jungkook foi para escola normalmente na segunda, era nítido que que não estava nem um pouco animado. Os tios o receberam de braços abertos, inclusive seu primo Jaebum – que apesar de ter 26 anos ainda morava com os pais – o que o incomodava, era que sua mãe simplesmente não se despediu de si, apenas o deixou na porta de casa dos tios.

Se sentou na carteira e suspirou. Tinha sono, graças a Jaebum que fez questão de que ficasse acordado consigo jogando videogame, abaixou a cabeça e pensou em cochilar um pouco. Taehyung logo entrou na sala, com vários papéis em mãos.

- Bom dia turma! – dizia animado o que deixou todos curiosos, tinha um sorriso de orelha a orelha nos lábios – Eu tenho uma ótima notícia para vocês. – arregaçou as mangas da blusa social que usava e se escorou na mesa. Alguns até deram uma atenção maior as veias de seu braço, do para o próprio rosto.

- Recebeu o pagamento professor? – perguntou um dos alunos, parecia ser o óbvio afinal os professores sempre costumam ficar assim quando recebem.

- Não, mas é algo que deixará vocês animados. – a turma começou então a discutir sobre o que poderia ser. Taehyung logo direcionou o olhar ao aluno que como sempre tinha a cabeça baixa em suas aulas – Eu adoraria que todos vocês, prestassem atenção em mim, mas acho que um certo alguém sempre teima comigo não é mesmo?

Jeon não estava dormindo, e sabia que o professor se referia a si. Levantou então a cabeça e passou a dar atenção ao que iria dizer, viu um sorrisinho se formar nós lábios do Kim e pensou estar vendo coisas.

- Finalmente acordou bela adormecida. – disse Park brincando com o amigo.

- Então, eu consegui convencer a direção de realizar uma atividade extra com vocês. Está mais para um relaxamento do que um trabalho propriamente dito.

- Poderia ser mais específico professor? – Jeon questionou.

- Uma excursão. Passaremos em diversos lugares, pontos turísticos mais populares, mas não será apenas isto, no final, ou seja, no último dia terão a oportunidade de ir a uma casa termal. – a classe logo se animou com a notícia, seria a primeira vez que fariam algo diferente – MAS!

- Tinha que ter um porém nisso tudo...

- Mas é claro! Tudo tem um propósito. Vocês irão me entregar um relatório sobre o a excursão, algo bem simples. Me dirão as coisas que mais gostaram, o porquê e no que isso te ajudou, obviamente estará valendo pontos a mais em todas as matérias.

- Quantos dias irão durar essa excursão? – perguntou Sehun.

- Três dias. Não se preocupem que não afetará nos estudos de vocês, muito pelo contrário, acho que irá ajudá-los. É algo exclusivo para o terceiro ano, já que será o último de vocês aqui neste colégio, acredito que será até uma ajuda para aqueles que ainda tem dúvida sobre o que quer ser no futuro. Teremos um pessoal orientando vocês a todo o tempo.

- Mas professor, como conseguiu isso? – Minjae um dos alunos perguntou.

- Garanto que foi com muita lábia para cima do diretor, e claro precisei da ajuda de alguns outros professores, não foi fácil mas consegui. No decorrer da semana devem estar entrando em contato com os responsáveis de vocês.

- E aqueles que não quiserem ir, serão penalizados de alguma forma? – Jungkook perguntou. Não é que não quisesse ir, só não queria que ligassem para os seus pais para falar disso pelo menos não agora.

- De forma alguma. Eu só acho que seria bom para vocês aprenderem e também se divertirem com isso. Aqueles que tiverem interessados, peço que por favor passem uma lista com os nomes. – disse logo pegando as folhas que havia deixado sobre a mesa – Agora vamos ao nosso teste surpresa.

- O quê? – a turma disso em uníssimo.

- Brincadeira gente. – riu ao ver as expressões de assustados dos alunos – Irei entregar uma folha para que escrevam o que pretendem ser no futuro, as universidades para qual pretendem ir, o que irão cursar. Isso é de cada um, tudo bem se não terminarem hoje, terão até o final do mês para entregar e se precisarem de alguma ajuda, ou conselho, pode vir até mim ou aos outros professores.

...

Durante a aula, Taehyung percebeu que Jungkook estava disperso. O livro estava aberto, o corpo estava presente, mas a alma se bobear era até possível ver a alma saindo pela boca que nem nos desenhos.

O sinal tocou.

- Por hoje é isso.

Os alunos logo começaram a sair da sala, Jimin chamou o amigo o mesmo preferiu ficar em sala o que chamou atenção do Kim. Assim que todos saíram se aproximou de Jeon que tinha a cabeça baixa.

- Jeon, está tudo bem? – perguntou – Está sentindo alguma coisa? – insistiu em uma tentativa falha. Depositou a mão sobre sua cabeça acariciando-a, se agachou em frente a carteira em que JK estava sentado – Seus pais brigaram novamente? – assentiu. Jungkook não queria olhar nos olhos do professor, pois sabia que se o fizesse choraria ali mesmo então apenas aproveitou um pouco do carinho que recebia.

Taehyung vendo que não iria conseguir com que falasse, se levantou e afastou de Jeon, mas acabou se surpreendendo ao ter sua mão segurada pelo mesmo.

- E-eu... Desculpa. – JK não entendeu o porquê de sua ação, por um momento teve uma sensação de perda quando o mais velho se afastou de si. Soltou então sua mão.

- Quer conversar? As vezes compartilhar o que estamos sentindo com alguém, nos ajuda bastante. – assentiu. O Kim então se sentou na carteira ao lado de seu aluno e esperou que estivesse confortável para falar.

- Eu saí no final de semana com meus amigos para me divertir um pouco e acabe chegando no dia seguinte em casa. Meus pais estavam em casa brigando como sempre e o foco acabou se tornando eu... E agora, irei passar um tempo na casa dos meus tios já que minha mãe achou que fosse o melhor para mim.

- Não gosta dos seus tios?

- Gosto, mas o que realmente está me incomodando é que talvez eu seja um fardo para eles a partir de agora. Veja bem, meus pais brigam e alguma da vezes por minha causa... Não quero me tornar um estorvo para eles também. – Jungkook dizia com a cabeça levemente baixa, foi inevitável deixar uma lágrima cair. 

Taehyung viu e levou a mão no rosto de JK enxugando sua lágrima, Jeon estava tão sensível por conta de tudo que acontecia que acabou se lembrando do homem da máscara, queria que por um momento ele estivesse agora com ele, que dissesse que estava tudo bem.

- Está tudo bem chorar, tudo bem colocar tudo para fora. Até nós adultos choramos, então não precisa bancar o durão todo momento... – ao escutar tais palavras olhou surpreso para seu professor que o olhava tão afetuoso. Em um ato um tanto imprudente, Jeon acabou juntando seus lábios no do mais velho.


Notas Finais


Espero q tenham gostado, erros corrigirei depois.

Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...