1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Psicólogo Virtual - JiKook >
  3. "Eu acho que eu também sou gay"

História Meu Psicólogo Virtual - JiKook - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - "Eu acho que eu também sou gay"


Fanfic / Fanfiction Meu Psicólogo Virtual - JiKook - Capítulo 4 - "Eu acho que eu também sou gay"


A palavra que descreveria tudo agora é : confusão. É isso que está acontecendo em minha vida. Se o fato de Yoongi se assumir como gay foi chocante para mim, imagina para o Tae? Ele estava aterrorizado. O que me fez questionar se comigo seria pior pois sou seu amigo a muito mais tempo.

Por um lado isso me preocupou bastante, após Yoongi sair da
sala Taehyung teve um surto de choro incontrolável, não demonstrou sua opinião sobre o famoso "sair do armário" de Yoongi, ele somente encharcava meu ombro de lágrimas. Isso me deixou bastante agoniado e confuso, não sabia se as lágrimas eram de arrependimento ou de raiva. Quando finalmente parou de chorar, Tae e eu fomos embora cada um para sua casa. Não trocamos uma se quer palavra, não faço ideia do que deve está passando na cabeça dele agora. Só espero que no final, tudo fique bem.

Por outro lado, Yoongi se assumir mesmo que inesperado, foi aliviante saber que pelo menos um de meus amigos me entende. Isso me deu coragem de desabafar com o mesmo. Afinal ele não poderia me julgar não é mesmo?

Penteava meus cabelos perdido em meus pensamentos, até escutar sons de longe que ficavam da vez mais altos. Os sons parecem que viam do quarto da minha mãe que ficava ao lado do meu. Aproximei meu ouvido da parede e logo me arrependi:

"Anw Jungkookie, mais rápido...A-ah isso..."

ㅡ Mas que merda... ㅡ arregalei os olhos me afastando da parede rapidamente. ㅡ Ninguém merece ouvir essas coisas logo pela manhã. Vou vomitar!

Mesmo afastado da parede conseguia ouvir os gemidos misturados e barulho de cama rangendo que se intensificavam. Quando estava prestes a tapar meus ouvidos, um fato curioso ocorreu me fazendo não tapar os ouvidos.

"Oh...Uhm..."

O gemido me chamou atenção. Não era fino e manhoso como o da minha mãe, e sim um gemido rouco e arrastado, um gemido de homem... O gemido que presumir ser de Jungkook. Senti uma fisgada forte em meu pênis.

ㅡ... ㅡ olhei para o volume bem marcado pelo tecido fino do meu short, não consegui evitar de apertar o mesmo, deixando escapar um gemido baixinho de meus lábios.

ㅡ Céus... ㅡ falei em um sussurro, me sentia mais excitado cada vez que ouvia mais um gemido de Jungkook. Imaginei várias vezes em como seria o gemido do mesmo, mas não imaginava que me deixaria tão fodidamente excitado. Apertei a cabecinha do membro ainda por cima das vestes. ㅡ Puta merda...

Estava prestes a arrancar minhas roupas e me masturbar, até ouvir um gemido mais alto indicando orgasmo vindo da minha mãe, - o que me deu desgosto e me fez brochar, por lembrar que é com ela que Jungkook transava - os gemidos então pararam e eu me joguei na cama ouvindo a respiração descompassada dos mais velhos no outro lado do quarto. Logo me apressei em sair do quarto, e ir para a escola, mesmo que ainda fosse muito cedo.

Queria evitar olhar para minha mãe e Jungkook principalmente.

(...)

Procurei por Taehyung pela escola assim que cheguei, o mandei uma mensagem e o mesmo disse que não viria não estava se sentindo muito bem...

ㅡ Yoongi! ㅡ o chamei. O loiro se virou e eu fui a seu encontro. ㅡ Oi!

ㅡ Hm... Oi. ㅡ me olhou confuso. ㅡ Eu pensei que você nunca mais iria querer falar comigo.

ㅡ Nunca mais falar com você? Por que eu faria isso? ㅡ franzi o cenho.

ㅡ Por ontem, Jimin. ㅡ suspirou. ㅡ Você não está com raiva de mim?

ㅡ Com raiva de você? Não, nunca! Nem tenho esse direito.

ㅡ Sério? ㅡ sorriu gengival.

ㅡ Sim! ㅡ toquei seu ombro. ㅡ Você foi corajoso e se assumiu. Eu te admiro. Também queria ter essa coragem...

ㅡ Como assim, Jiminie?

ㅡ Precisamos conversar. Vamos sentar ali. ㅡ Apontei para o banco e o loiro assentiu.

ㅡ Pode falar.

ㅡ Eu não sei como começar... ㅡ suspirei e Yoongi continuou calado. ㅡ Não vou enrolar, vou direto ao assunto. Eu acho que eu também sou gay.

ㅡ Você gay? ㅡ me olhou desacreditado e eu assenti. ㅡ Nossa... Eu nunca imaginaria isso. Por que você acha que é viado?

ㅡ Não fala "Viado"! Parece que é pior. ㅡ Min revirou os olhos.


ㅡ Bem... Um tempo atrás... na verdade um mês atrás eu ando sentindo uma atração pelo namorado da minha mãe...

ㅡ O quê? Pelo Choi Seung-Hyun? ㅡ me olhou espantado. Franziu as sobrancelhas e faz uma careta com sua cara eterna de sono. ㅡ Bléh, ele é muito velho.

ㅡ Você não estar atualizado, Yoon. ㅡ revirei os olhos. ㅡ Minha mãe já não está com o Seung-Hyun Hyung à algum tempo. Agora o da vez é Jeon Jungkook. Acho que nunca te falei dele... Vou te mostrar a foto.

Catei meu celular no bolso do moletom. Não precisei desbloquar a tela do meu celular para mostrar a foto de Jungkook, já que o papel de parede era do mesmo. Havia tirado uma foto escondida dele.

Yoongi me olhou incrédulo e depois riu alto chamando a atenção de algumas pessoas que passavam por nós. Fiquei um pouco vergonhado do seu escândalo, odiava ser o centro das atenções.

ㅡ Sério? ㅡ o albino esbranquecido em fim falou ao se recuperar de sua crise de risos. ㅡ Você é um psicopata ou o quê ?

ㅡ Aish... Vai dizer que nunca gostou de alguém e botou no papel de parede? ㅡ o vi negar ao voltar a rir. ㅡ Eu venho te contar uma coisa séria e você começa a rir. Belo amigo.

Fiz um bico e cruzei os olhos. Olhei de canto Yoongi me observar afetado, franzi o lábios ainda com o bico formado.

ㅡ Amigo. ㅡ repetiu minha fala em seguida suspirou. Parecia meio triste, o olhei desentendido. ㅡ Então, você está apaixonado mesmo por esse Jungkook?

ㅡ Não diria apaixonado. ㅡ pausadamente suspirei brincando com meus dedos. ㅡ Bem... ele me faz sentir coisas que nunca senti por ninguém.

ㅡ Ah... Desculpe não ter nenhum conselho para te dar.

Olhei para Yoongi, ele estava com o olhar perdido. Seus pensamentos pareciam estar longe.

ㅡ Vamos deixar isso para lá. Eu vou me resolver. ㅡ me olhou. ㅡ E você? A quanto tempo estava no armário?

ㅡ Há algum tempo.

ㅡ Hm. E quando você descobriu? Qual foi sua certeza que você é gay?

Alguns minutos de silêncio prevaleceu ali após a minha fala. Até Yoongi finamente abrir a boca e falar o que parecia não ter coragem.

ㅡ Você, Jimin. ㅡ arregalei os olhos. Quê? ㅡ Você foi a minha "certeza". Eu sempre fui apaixonado por você, desde a primeira vez que te vi.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...