1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Psicólogo Virtual - JiKook >
  3. "Jihyun ou Jimin?"

História Meu Psicólogo Virtual - JiKook - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Comos vcs devem imginar o Jinie na fic.💜

Capítulo 8 - "Jihyun ou Jimin?"


Fanfic / Fanfiction Meu Psicólogo Virtual - JiKook - Capítulo 8 - "Jihyun ou Jimin?"


Os lábios de Jimin parece que tinham sido moldados para ser perfeitamente encaixados aos meus. Uma onda de sentimentos misturados estavam sendo expressos em um beijo, quando finalmente comecei a movimentar minha boca na sua, ele abriu espaço para minha língua encontrar a sua fazendo um movimento lento.


Estávamos aproveitando aquele momento, o ouvi suspirar ainda com seus lábios colados nos meus. Precisei então parar beijo e o olhar, ele estava com a boca entre aberta e os olhos ainda fechados.

  Essa é a cena mais linda que já vi em toda a minha vida.


Tinha a necessidade de colar nossos corpos, queria sentir o teu calor enquando nossos lábios estavam conectados, fundidos em um só. Aquela bancada fria de mármore escura nos empedia disso.


Jimin grunhiu manhoso pela falta de meus lábios nos teu. O loirinho abriu os olhos e eu rapidamente dei a volta na bancada o impreensando contra a parede, segurei sua cintura colando mais ainda nossos corpos. Sua respiração parecia falha quando juntei novamente nossos lábios em um beijo mais intenso e selvagem.


Jimin levou seus dedos a adentrarem os fios de meus cabelos, os puxando de leve. Gemi contra sua boca quando rocei meu membro já duro no seu também disperto. O senti estremecer  com o ato, soltou um gemido contra meus lábios que me fez trincar os dentes na carne de sua boca e o puxar sem muita força. Ele parecia gostar disso quando puxou um pouco mais forte meus cabelos, então repeti o ato algumas vezes durando pausas no beijo.


Desci meus lábios para seu pescoço, sentindo teu cheiro suave e doce. Como imaginei. Toquei minha língua gélida na pele de seus pescoço o senti o menor se arrepiar novamente. Park estava molinho em meus braços, se não tivesse o impresando  contra a parede tão firmemente ele concerteza não mantiria o equilíbrio e cairia no chão.


Praticamente delirei com a cena. Jimin levou a cabeça para trás, a apoiando na parede e deixando o pescoço totalmente livre para mim explorar e assim o fiz, chupei sua pele branquinha deixando algumas marcas e ouvindo seus gemidos misturados com suspiros.


ㅡ J-Jungkook... ㅡ Jimin falou parecendo desconcertado.


Eu mordia o lóbulo de sua orelha. Minhas mãos estavam prestes a ir de encontro com o zíper de sua calça.


ㅡ P-precisamos parar com isso... ㅡ falou novamente atrapalhando o que estava prestes a fazer, retirou minha mão do zíper de sua calça. Me afastei de sí para olhar em seus olhos castanhos. ㅡ Estamos  indo longe demais. Isso é errado. V-você estar comprometido com a minha mãe. Não devíamos... Eu sinto que estou a traindo.


Parece que peso na consciência tinha caído sobre Jimin, senti uma pontada de dor no peito ao ver o
arrependimento aparente em seus olhos. E sou culpado por isso, não devia ter o beijado. Me sinto mal por ele se sentir mal.


ㅡ Você tem razão. ㅡ baguncei meus cabelos. ㅡ Não se culpe, por favor. ㅡ dei uma pausa para suspirar. ㅡ Eu estou traindo sua mãe e não você. Eu que comecei com isso.


  ㅡ Não importa. Isso não devia e nem deve acontecer mais. Precisamos ficar longe um do outro nesse tempo que minha está fora, vamos prometer um pro outro que isso nunca mais vai se repetir.


Prometer? Eu não sei se posso prometer. Meu corpo simplesmente não me obedece mais Jimin! Você é como um imã  pra mim.


Pensei em falar para jimin, porém o mesmo já tinha se retirado da cozinha quase correndo e avisando que iria sair para sei lá aonde.


Bufei. Também precisava sair, precisava conversar com alguém sobre isso que acabou de acontecer. Sei bem a quem recorrer


(...)


ㅡ Jin Hyung! ㅡ falei, ao ver o mesmo se aproximar com seu sorriso riso de iena.


ㅡ Até que enfim veio me visistar né! Achei que tinha me esquecido, seu patife! ㅡ deu um peteleco na minha testa, grunhi. Odiava essa mania do Jin de me estapear o tempo todo.


ㅡ Não seja dramático. Eu te vi aqui no seu restaurante um dia desses. ㅡ observei o outro sentar-se de frente para mim.


ㅡ Jungkook. Isso já faz um mês. E aquela vez que você veio não conta, você trouxe aquele seu primo chato.ㅡ revirou os olhos parecendo ter uma lembrança ruim, me fazendo guargalhar alto.


ㅡ Quem? O Namjoon?


ㅡ Quem mais poderia ser. ㅡ fez uma cara de óbvio.


ㅡ Vocês ainda vão tá se pegando por aí. ㅡ o vi fazer uma careta e depois rir de modo demasiado.


ㅡ Me poupe né Coelho! Eu tenho bom gosto.


ㅡ Sei. ㅡ estreitei os olhos.


ㅡ O que você disse que tinha para me falar?


ㅡ É sobre o Jimin. ㅡ Jin franziu o cenho parecendo tentar lembrar do nome, porém pareceu não lembrar .  ㅡ O meu enteado gostoso, que te falei.


ㅡ Ah, sim. ㅡ pareceu lembrar.
ㅡ Aquele também que te falei pra ficar longe, que se não ia dar ruim. ㅡ lembrou e eu assenti. ㅡ Você beijou ele não foi?


ㅡ O-o quê? Como sabe? ㅡ o olhei incrédulo com as sobrancelhas arqueadas.


ㅡ Eu não sabia, joguei verde. ㅡ piscou. ㅡ Mas então Jungkook... Não sabia que era desse tipo. Pegando o filhinho da namorada né?


 ㅡ Jimin não é nenhuma criança, seu aniversário de dezoito anos é daqui há um mês.


ㅡ Até da data do aniversário do menino você sabe? ㅡ foi a vez do Jin  ficar incrédulo. ㅡ Misericórdia. Quero nem imaginar quando sua namorada descobri.


ㅡ Noiva. ㅡ falei baixo o corrindo.


ㅡ Quê?


ㅡ Noiva! ㅡ falei mais alto o fazendo entender, ele abriu a boca para falar mas eu o interrompi. ㅡ Ela que me pediu em casamento.


ㅡ E você aceitou. ㅡ completou e eu assenti. ㅡ Você não é obrigado a aceitar.


ㅡ Eu sei, mas nã9 pude dizer "não". Naquele momento que ela me pediu em casamento eu queria realmente ficar com a Jihyun, mas não casar agora. É  muito cedo. As coisas mudaram e eu nem sei se quero continuar com ela...


ㅡ Você só vai magoar ela no final das contas. ㅡ Ccncordei engolindo à seco. ㅡ É melhor acabar com tudo mesmo. Por que não termina?


ㅡ Oras, por que... Ela está viajando.


ㅡ Quando ela chegar de viajem.


ㅡ Não sei se tenho coragem de deixá-la. ㅡ enfiei os dedos nos meus próprios cabelos, os bagunçando.


ㅡ Você não tem coragem de deixar a Jihyun, ou o Jimin?


ㅡ Bem eu... ㅡ me interrompeu.


ㅡ Está claro para mim. Você não quer deixar o Jimin, você já está apegado a ele. E meus Deus Jungkook! Sabe o que isso quer dizer?ㅡ neguei com a cabeça com medo da resposta. ㅡ Você está apaixonado pelo seu enteado.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...