História Meu psiquiatra - Capítulo 105


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 85
Palavras 1.130
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe os erros e uma boa leitura 📖 💙

Capítulo 105 - Cento e quatro


```Cento e quatro 104```

 

— (S/N) - Vejo um homem alto e com os cabelos grisalhos seria ele meu pai? 

 

— E você? - Pergunto sem saber se está era a pergunta certa.

 

— Sim (S/N) eu sou seu pai - Ele fala e eu coloco minhas mãos em minha boca não acreditando.

 

— Como? - Pergunto já com um nó na garganta

 

— Sou seu pai - Fala sorrindo, eu reconheço este sorriso que me acordava sempre de manhã quando era pequena.

 

— Papai - Fala sorrindo e ele me abraça.

 

— Nem acredito que estou te vendo minha pequena - Fala eu escuto seus soluços. 

 

— Nem eu - Falo chorando e com soluço altos também — Você não sabe quantos anos queria te ver, por que me deixou papai? - Pergunto e vejo o mais velho chorando mais ainda como se fosse possível.

 

— Tive meus motivos - Fala e me afasto.

 

— Mais importante que eu? - Pergunto estava um pouco irritada confesso mais não vou demonstrar, e também a saudade está maior que a irritação. 

 

— Não meu amor, nada era mais importante que você e Chris na minha vida. - Fala rapidamente.

 

— Então por que me deixou? Por que não me levou juntos? Ou sei lá.

 

— Se você me ouvir juro te explicar tudo.

 

— Tudo, sem pular partes? - Pergunto 

 

— Não irei pular nada, pode acreditar em mim.

 

— Tá bom - Falo e me sento e estico meu braço para o espaço que tinha na cama para o mesmo se sentar ali, ele se senta e me encara. — Por que me deixou? - Pergunto sem mais e sem menos - eu preciso de respostas. 

 

— Irei explicar tudo - Respira fundo  — Você sabe como eu e sua mãe se conhecemos?

 

— Não, ela nunca me contou somente depois que casou com aquele cara ela nunca tocou em seu nome - Falo e ele assenti ja sabendo que seria assim

 

Mil perguntas se fazia em minha cabeça, sei que tem que ser uma de cada vez para eu entender melhor a história - então respira fundo (S/N)

 

— Antes de casar com a sua mãe até mesmo antes de namorá-la, eu namorava com a mãe de Chris mais estávamos tento problemas em nosso relacionamento - Fala e ele é eu deixo o mesmo terminar — Então decidimos terminar para nenhum dos dois fazer besteira, sabe nosso sentimentos não era os mesmo então será mais fácil terminar - Fala e eu assenti com a cabeça dizendo que eu estava entendo — Então se passaram alguns dias que eu tinha terminado com a Elizabeth, eu tinha ido a um bar com os amigos da faculdade e sua mãe estava lá com as amigas delas nós trocamos uns olhares que rapidamente me fez apaixonar por ela.

 

— Foi tipo amor à primeira vista? - Pergunto e ele sorri.

 

— Sim, foi amor à primeira vista - Fala sorrindo por estar lembrando — Depois de alguns dias se encontrando no bar e só trocando olhares decidi tomar vergonha na cara e chamá-la para conversar - Fala ele é eu riu — E sério, eu tive que tomar muita vergonha na cara - Fala e continua — Nós Começamos a se encontrar e criar um relacionamento, depois de duas semanas a Elizabeth me contou que estava grávida eu fique super feliz, só que ao mesmo tempo nem tanto pois estava começando um novo relacionamento - Fala e concordo — Mais fale que iria assumir sua mãe concordou, depois de dois anos se casamos e você veio logo depois trazendo felicidade dentro de casa - Fala sorrindo e fazendo carinho em meu rosto fecho mesmo olhos para aproveitar este carinho — Você e Chris se viram quando era pequeno só que não se lembram - Fala e eu vejo lágrimas saindo dos olhos deles — Cinco anos se passaram eu e sua mãe começamos a ter problemas, mais eu não deixava isso afetar você sempre a quis protegê-la - Fala e mais lágrimas sai de seus olhos.

 

— Ela conheceu este cara quando vocês estavam juntos? - Perguntei.

 

— Sim, não a culpo por ter se apaixonado por outro - Fala mais percebo que ele não esta tão bem assim.

 

— Você não gostou né?

 

— Não, mais não poderia fazê-la ficar comigo, prometemos que quando você ficar mais grande iríamos conversar com você e explicar a situação íamos terminar bem. - Fala e novamente da um longo suspiro

 

— Está tudo bem - Falo e passo minhas mãos em sua perna tentando mostrar que está tudo bem mesmo.

 

— Um dia sem querer eu foi ao bar que sua mãe estava com o cara, e vi um sorriso que não via a tempo era um sorriso apaixonado - Sorriu — Estava feliz por ela está feliz porque quando ama uma pessoa você tem que deixá-la ser feliz mesmo que sem você.

 

— Entendo - Falo.

 

— Só que o cara me viu, na mesma noite ele é sua mãe deram tchau eu fiquei ainda no bar bebendo com um amigo que tinha chegado algumas horas depois de mim, ficamos lembrando do passado e jogando conversa fora, depois de algumas horas que sua mãe já tinha ido embora eu e meu amigo decidimos ir também, eu sai do bar sozinho e o namorado de sua mãe estava me esperando em uma viela que usamos para ir para casa - Respira fundo novamente como se aquela cena se repetia em sua mente — Ele me empurrou na parede e disse que eu não saísse da vida de sua mãe ele te mataria ou fazer coisas pior contigo, eu não poderia todos sabem que meu ponto fraco são meus filhos - Fala chorando ele joga a cabeça pra trás e respira — Eu não poderia vê-lo fazendo algo contigo ou até com a sua mãe, então na mesma noite decidi ir embora e foi, o álcool me dominava por inteiro mais eu precisava fazer isso, antes de ir embora passei no seu quarto e deixei a foto no nosso lugar favorito - Fala e sorrio pois era o único lugar de minha casa que me deixava feliz e em paz — Então dei um beijo na sua testa e sussurrei que te amo e você falou eu te amo Papai eu chorei tanto, querida seu eu soubesse que ele te estupraria eu nunca seria de casa eu nunca permitiria que ele entrasse em sua vida, me perdoe filha? - Fala ele chorando eu não aguentei e chorei junto.

 

— Você só saiu da minha vida para me proteger? - Pergunto

 

— Sim, mais eu nunca suspeitaria que ele irá fazer isso. - Fala e abaixa a cabeça. — Eu não sei o que você passou eu não sei se você consegui... - Então o corto.

 

— Eu te perdoo meu pai, eu te perdoo - Fala e abraço ele forte, olho para a porta e vejo Jungkook e Chris e sorrio para os dois.


Notas Finais


Até o próximo, espero que tenham gostado 💙 próximo capítulo terá história de (S/N) dica primeiro estrupo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...