História Meu querido diário. - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 0
Palavras 445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - Capítulo 9 - Nona página.


Fanfic / Fanfiction Meu querido diário. - Capítulo 9 - Capítulo 9 - Nona página.

Hoje era um dia normal, mas também um dia bem chato e tedioso, o segundo caso era sobre um suicídio de uma garota de doze anos que se matou com uma rma de fogo, eu e os investigadores ao chegar no local vimos a garota com um bruxa na testa e a arma do lado, eu estava com uma luva de borracha e peguei a arma e peguei a minha lanterna que tinha luz ultravioleta e examinei a arma para ver se tinha digitais, mas ela parecia estranha pois a digital que estava na arma não era de uma simples e inocente garota, mas sim de um homem de no mínimo trinta anos de idade, eu ficava me perguntando porque um adulto mataria uma garota inocente, os polícias disseram que a mãe da garota foi assassinada e a garota começou a ter depressão então o seu padrasto começou a conforta-lá mais queria abusar da garota então ela se trancou no quarto e o padrasto tentou quebrar a porta para tentar entrar no quarto, a ipotese dos investigadores e que o padastro viu que a porta da garota estava destrancada enquanto ela dormia então ele entrou com uma pistola 9ml e disparou um tiro em sua cabeça, então eu pedi para levar o corpo para fazer autopicia e no caminho para o prédio precenti alguém me seguindo armado, parecia um velho de capuz, então eu continuei andando e ele me seguindo, até que caminhei até um beco e antes disso pedi pra polícia se esconder nesse beco, quando ele sacou a rma ara disparar contra mim, a polícia deu voz de prisão, ele largou a arma e simplesmente foi algemado pela polícia, eu fui até a delegacia para interrogá-lo e eu fui o policial mal, tentei fazer ele falar pacificamente mais ele disse que não ia falar nada nem que batessem nele, então comecei a dar vários socos nele e a polícia queria entrar para me impedir de bater nele, mas depois ele falou tudo, falou que ele é um pedófilo e queria abusar da garota, ela se trancou no quarto e ele quebrou a fechadura, ela tentou gritar, mas na hora que ela deu um grito ele deu um disparo na cabeça da vítima, ele foi preso e teve direito a um advogado, a polícia disse que ele ia pegar prisão perpétua e se matasse outra pessoa era pena de morte, eu não achei ruim, eu fui para cara depois desse caso, e como tinha ajudado no caso ganhei créditos para subir de rank na empresa, cheguei em casa e dormi pensando que nesta cidade tem muitos criminosos mais sempre terá a polícia para prendê-los.

Continua... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...