História Meu querido irmão gêmeo - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Amor, Suspense, Violencia
Visualizações 2
Palavras 1.604
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - Eu não quero acreditar


*ENQUANTO ISSO NO CANADÁ..."


~MAX ON~


> Vamos Max ! Estamos atrasados já! - Scoot gritou para que eu podesse me apresar mais.


> Estou indo! 


> Está indo mas nunca sai do lugar poxa! - Scoot respondeu mas logo parou quando me viu descer as escadas.


>Pronto!


> Está lindo como sempre!


> Vc também 😍


Scoot e eu íamos a uma boate que ficava ali perto. Katherine e Luan iam conosco eles eram nossos amigos e sempre saíamos juntos!

Chegando lá meu celular logo tocou e falei para irem na frente mas Scoot quis me esperar.


*LIGAÇÃO ON*


Max: alô?


Mirian: alô? Oi?


Max: Oi! Quem é??


Mirian: sou eu! Mirian!


Max: desculpa mas acho que ligou errado!


Mirian: não é o Max??


Max: sou eu! Mas eu não conheço nenhuma Mirian!


Mirian: eu sou...ou... mãe da....Suzy !


Max: SUZY??


Suzy era prima de Scoot e ex de max, ela foi assassinada meses atrás.


Mirian: sim! Eu sei quem a matou...eu preciso te contar!


Max: quem foi??


Neste momento a ligação havia caído e Max ficou em choque pois nem a polícia havia resolvido o mistério do assassinato de Suzy.


> Tá tudo bem? - Scoot perguntou percebendo a preocupação no olhar de Max


> Sim - ele disse dando um selinho rápido em Scoot e o puxando para entrar.


Chegando lá todos estavam sentados em uma mesa que ficava no canto com uma visão ótima da festa inteira. Eles fizeram seus pedidos, Scoot e Luan pediram dois coquetéis, Max e Katherine dois whisky com gelo.

 ( sim! Max tinha uma indentidade falsa o que facilitava sua entrada em lugares e seus pedidos)

As bebidas estavam pela metade eles conversavam e trocavam risadas á todo momento. Scoot chamou Max para dançar e em seguida Katherine e Luan também foram,eles dançavam em uma alegria constante quando Max roubou uma beijo de Scoot que retribuiu sem ao menos raciocinar direito, eles se beijavam com tanto amor que parecia transbordar. Eles estavam em um clima muito bom quando entraram em um corredor onde havia uma porta escrito

" Limpeza" concerteza era onde o faxineiro(a) guardava as coisas eles entraram lá e Scoot logo trancou a porta e acendeu as luzes.


Max entrelaçava seus braços no pescoço de Scoot o beijando intensamente e com carinho, Scoot segurava em sua nuca querendo aprofundar ainda mais o beijo se é que era possível, Max tirou a camisa preta que Scoot usava beijando seu peito exposto, descendo para seu abdômen super definido, Scoot abriu seu zíper e Max pode ver sua ereção quase saindo para fora da calça como se pedisse para que Max o abocanhase logo, Max foi descendo a calça de Scoot lentamente o torturando de tanta excitação sexual que abrigava nele naquele instante.


Logo sua cueca desceu e Max fez seu trabalho, sua língua dava voltas no membro de Scoot o fazendo gemer com intensidade. Max o chupava com vontade até que ouviram alguém bater na porta, concerteza ouviram os gemidos de Scoot.


> Quem tá aí?? - uma voz velha soou do lado de fora da porta.


> Nos deixa em paz! - alegou Scoot,na intenção de que o velho fosse embora.


> Acho bom saírem ou irei chamar os seguranças.


> Vamos,amor - Max disse com a voz manhosa.


> Em casa terminamos. - ele finalizou com um tom malicioso.


Scoot apenas deu um sorriso de malícia e vestiu se.

Scoot passou pelo homem o encarando.

Chegaram a mesa onde estavam seus amigos e anunciaram que já estavam de saída. Katherine e Luan disse que iriam ficar mais um pouco. Scoot e Max foram em direção ao seu carro, Max percebeu o nervosismo de Scoot e o colocou contra o carro lhe dando outro beijo mas dessa vez era uma beijo doce e delicado para demostrar carinho.


  •♥•♥ ᴍᴀx ᴇsᴛᴀᴠᴀ ᴀᴘᴀɪxᴏɴᴀᴅᴏ♥•♥•


No caminho para casa a ligação de Mirian mexia com a cabeça de Max e ele resolveu tirar suas dúvidas


> Você conhece a mãe de Suzy?? 


Scoot achou estranho a curiosidade de Max assim de repente.


> Sim, seu nome se não me engana é Mirian.


Bom... Max ja tinha uma certeza: a velha não mentia


> A polícia não chegou a interroga-la ? Depois do assassinato de Suzy?


> Não, ela estava internada em um hospício do outro lado da cidade, o pai da Suzy morreu quando ela era bebê então não havia ninguém da família a não ser meus pais para a polícia interrogar o que foi em vão pois eles são inocentes.


> E se não forem?? - Max perguntou insinuando que seus sogros fossem os assassinos e que Mirian queria lhe avisar isso.


Scoot o olhou com uma expressão irritada e confusa.


> Não está insinuando que foi eles está??


> Não! Só me veio a mente.


Max ainda tinha muitas perguntas mas resolveu guarda-las para si depois da merda que havia insinuado momentos antes.


Chegando em casa parece que o clima entre eles havia esfriado , Scoot foi tomar um banho enquanto Max estava sentado na cama pensando em como iria falar com Mirian novamente para esclarecer tudo e o porquê que ela havia ligado por um orelhão.

Max estava intrigado e disposto a descobrir de quem Mirian se referiu ao dizer que sabia do assassino.


➶➶➶➶ Duas semanas depois ➷➷➷➷


"Está comprovada a  morte do jovem de 20 anos, Luan George Walker , assassinado nessa última sexta feira"


Ao ouvi essas palavras do noticiário que passava na TV de manhã, Max logo percebeu que se tratava de seu amigo, a cabeça de café que estava em sua mão logo foi para o chão,ele estava imovel e em choque, ϙᴜᴇᴍ ғᴀʀɪᴀ ɪssᴏ? Ele se perguntava, sᴇʀᴀ́ ϙᴜᴇ ᴛᴇᴍ ᴀʟɢᴏ ʜᴀᴠᴇʀ ᴄᴏᴍ ᴀ ᴍᴏʀᴛᴇ ᴅᴇ sᴜᴢʏ? As perguntas tomavam conta da cabeça de Max.


> O que aconteceu? - Lilian ,mãe de Scoot,perguntou vendo ele paralisado e em choque com o café derramado em seus pés.


Assim que o noticiário voltou de seus comerciais Max se sentou a frente da TV enquanto Lílian passava o pano em cima do piso molhado. Assim que ela ouviu o nome de Luan ela se sentou ao lado de Max prestando atenção no que havia ouvido , ela conhecia Luan desde pequeno e aquilo concerteza também foi um choque para ela.


" O nome do assassino ainda não foi divulgado mas a perícia acredita que ele tem ligação com outro assassinato ocorrido meses atrás, essa é a foto do principal suspeito"


Max começou a tremer quando viu a foto de seu pai como principal suspeito de dois assassinatos.


Lilian não o conhecia então não fez tanto impacto assim para ela. 


> Tomara que peguem ele logo. - ela disse sem fazer a mínima idéia de quem se referia.


Logo Scoot desceu e havia assistido tudo na TV de seu quarto.


> Você viu? - ele perguntou com a voz baixa quase não era possível escutalo.


> Sim! Então quer dizer que ele está aqui?


> Acho que sim! 


> Meu pai não é um assassino não pode ser!


> Bom... não é o que estão dizendo,q perícia fez análise e tudo levou até ele 


> Deve ser engano.


> Seu pai que é o assassino?? - Lílian perguntou preocupada.


> Não! Eu não quero acreditar.


" Divulgado nesse instante o nome do Serial Killer Charles Robert Draw. que já matou dois jovens da mesma forma: com facas nas costas, abdômen e cabeça . A policia acredita que ele ainda possa estar na cidade"



Max sentia suas lágrimas chegarem quando Scoot segurou seu rosto e disse:


> Tá tudo bem, ele vai ser preso e não vai fazer mal a ninguém


> Como é que eu consegui amar um homem assim?? - Max disse já choramingando.


> Por que ele é seu pai e não tem nada que você possa fazer do que apenas acompanhar essa história e esperar os peritos fazerem seus trabalhos.


Scoot o consolou mas não conseguia tirar da cabeça a ligação de Mirian agora tudo se encaixava, ela descobriu que Charles planejava matar Suzy e ele a internou pois não queria que ninguém soubesse!


Um par de dias depois, e a polícia ainda não havia dado novidades sobre o caso.

Max saia do campos da universidade quando foi surpreendido por um homem que usava um capuz preto que o levou para um canto onde ninguém os veria.


> Quem é vc?? - Max disse irritado pela forma em que o homem segurou seu braço.


> Não me conhece mais? - disse tirando o capuz e expondo seu rosto.


> PAI? - Max disse assustado


> Eu mesmo.


Max logo começou com suas perguntas.


> Foi vc? Vc quem matou o Luan? E a Suzy? Por que fez isso? Por que resolveu aparecer pra mim?


> Ouu calma são muitas perguntas muleke. Mas...Sim foi eu!


> Por que?? - Max disse com seus olhos já cheios de lágrimas.


> PORQUE DEPOIS QUE CHLOE SE SEPAROU DE MIM MINHA VIDA VIROU UM INFERNO E O QUE MAIS ME DEIXOU  IRRITADO FOI QUE A CULPA É TODA SUA E AGORA EU VOU TORNAR SUA VIDA UM INFERNO IGUAL A MINHA, SEUS AMIGOS? NÃO FOI NADA DO QUE EU VOU FAZER! 


> Como vc pode ser assim frio? E por que a culpa é minha?? O preconceituoso aqui é VC, E NÃO OUSE TOCAR NA MAZZE OU NA CHLOE SE NÃO...


> Se não o que em?? Vai me bater? Me denunciar? Anda diga!


Max ficou em silêncio deixando cair suas lágrimas! 


> EU ACHO BOM VC FAZER O QUE EU MANDAR OU QUEM SOFRE AS CONSEQUÊNCIAS VAI SER AS PESSOAS QUE VC MAIS AMA! FUI CLARO?

 - Charles disse com um tom ameaçador segurando no colarinho de Max e o empurrando para dentro de um carro prata.


Notas Finais


Esse capítulo ficou bem grande espero que gostem 🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...