1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Querido Irmão Park Jimin (imagine BTS) >
  3. Agora sim, fodeu de vez...

História Meu Querido Irmão Park Jimin (imagine BTS) - Capítulo 61


Escrita por:


Capítulo 61 - Agora sim, fodeu de vez...


Fanfic / Fanfiction Meu Querido Irmão Park Jimin (imagine BTS) - Capítulo 61 - Agora sim, fodeu de vez...

Como havíamos planejado, passamos a noite assistindo a filmes, Baekhyun sentado ao meu lado, me abraçando e acariciando meus cabelos, e Jimin e Taehyung, morrendo de ciúmes, para variar...

Para ser sincera, eu realmente queria passar um tempo Baekhyun, dar mais atenção à ele, pois quando ele esteve aqui pela última vez, praticamente o ignorei, com toda a preparação da minha festa, meus namorados, os demais amigos, sem contar a Nati e a nojenta da Ju... Sinto que estou em dívida, pois sempre em nossos momentos juntos, quando nossas famílias se encontravam, Baek ignorava qualquer um, apenas para estar ao meu lado. Sua atenção era toda voltada a mim. Quando acordava, a primeira coisa que fazia, era ir me acordar com uma bandeija de café da manhã. 

Realmente sinto falta desses momentos, ele é tão especial para mim, quanto Jimin e Taehyung, só que de uma forma diferente... não é por que comecei a ficar com Baekhyun, que aquele amor e carinho de primos havia mudado.

[ . . . ]

Já passava da meia noite, quando decidimos ir dormir. Jimin e Taehyung, foram para o quarto de Jimin, Baekhyun para o quarto de hóspedes, e eu, para o meu.

Estava prestes a dormir, quando ouço a porta do meu quarto se abrindo. A silhueta de um garoto, que não pude identificar pela baixa luminosidade se aproxima da minha cama, e o mesmo se deita ao meu lado.

ㅡS/N... -pude reconhecer Baekhyun por sua doce voz.

ㅡBaekhyun?! O que faz em meu quarto, a essa hora? 

ㅡNada demais, prometo! Apenas queria conversar algo sério com você. -me virei de lado, para o garoto, o encarando.

ㅡPode falar! - disse simples, com um pouquinho de sono.

ㅡSabe que não gosto de esconder nada de você, não é? -assenti. ㅡEntão, da última vez em que lhe disse o que estou prestes a te dizer, você estava dormindo...

ㅡFala logo Baekhyun, está me deixando nervosa!

ㅡEu te amo S/N! -Não entendi muito bem...

ㅡEu tambem te amo Baekhyun! -disse com um sorriso puro e sincero.

ㅡNão S/N! Eu te amo como mulher, te desejo, tenho vontade de lhe beijar a todo momento, estou completamente apaixonado por você! - não soube como agir diante daquela declaração.

ㅡBaek... -o mesmo me interrompeu.

ㅡEu sei, sei que não pode corresponder aos meus sentimentos, mas precisava desabafar, precisava contar o que estou sentindo, isso estava me enlouquecendo, me sufocando... Por favor, só... diga que podemos a ser como éramos antes. Antes de eu fazer a burrada de lhe beijar, antes de me apaixonar perdidamente por você, antes de eu começar a lhe enxergar com outros olhos...

ㅡBaekhyun... -me aproximei ainda mais do garoto, o abraçando em seguida. ㅡÉ claro que quero voltar a ser como antes, quero lhe fazer sentir especial, como fazia comigo. Quero retribuir todo o carinho que recebi de você! Sinto muito mesmo não poder corresponder aos seus sentimentos, você é incrível, e merece ser amado! - Baek me ouvia atentamente, retribuindo meu abraço.

Ele me puxou, fazendo com que eu me deitasse em seu peito.

ㅡSabe S/N... exitei muito em lhe contar o que sinto. -começou a acariciar meus cabelos, e o sono se tornou presente. ㅡTive medo que me regeitasse, não pela declaração, já sabia que não sentia o mesmo... mas tive medo de que se afastasse de mim. -abracei seu abdômen, já pegando no sono.

ㅡEu sempre estarei aqui para te infernizar, acha mesmo que se livraria de mim tão fácil? - abri um pequeno sorriso, caindo no sono em seguida, junto com Baekhyun.

[ . . . ]

Estava dormindo tranquilamente, quando sinto meus cobertores sendo arrancados de cima de mim, com certa brutalidade.

Acordei e me sentei na cama, ainda meio sonolenta, abro meus olhos e vejo Jimin, ele parecia estar furioso.

ㅡJimin? Algum problema? -digo coçando os olhos.

ㅡVocê só pode estar de sacanagem... - sorriu nasalado, seu tom de voz elevado, acordou Baekhyun. ㅡEra para isso que queria dormir sozinha? Para passar a noite com seu priminho? -olhei para Baek, imaginando o que se passou pela cabeça de Jimin, ao nos ver dormindo juntos.

ㅡNão é nada disso que você está pensando... -tipica frase clichê, mas nessa situação, totalmente verdadeira.

ㅡEu não sou tão idiota S/N! -me levantei parando de pé diante do mesmo.

ㅡEu juro que nao fizemos nada Jimim... acredite no que estou lhe falando!

ㅡÉ verdade, não aconteceu nada entre mim e S/N... - Baek se pronunciou.

ㅡAcha mesmo que irei acreditar em vocês? Na primeira oportunidade que tem, você tranza com qualquer um! -o que Jimin acabara de dizer, fez com que meu rosto queimasse, meus olhos se encheram de lágrimas, estava triste e ao mesmo tempo, com raiva, não medindo meus atos, deferi um tapa em seu rosto.

ㅡE isso o que pensa de mim? Que sou apenas mais uma vadia qualquer? - disse já em meio ao choro.

ㅡS/N, você não é nada disso, você é maravilhosa! -Baek disse e me abraçou, no intuito de me acalmar. Jimin sequer olhou em meu rosto. ㅡVem, você precisa sair um pouco... -Baekhyun me tirou do quarto, e me levou para dar uma volta. 

Não queria conversar, apenas escutar o maravilhoso som do silêncio, estava frustrada. Jimin nunca acredita em nada que eu digo, na primeira oportunidade, me julga, antes mesmo de me escutar, e por ama-lo tanto, que meu coração chega a doer, cada palavra que Jimin disse, ficará marcada profundamente... 

ㅡVocê está bem? -Baekhyun disse, me tirando de meus pensamentos, apenas assenti, sem nada dizer. ㅡQuer ir pra casa? -coçou a nunca, parecia envergonhado. ㅡNão pensei muito antes de lhe arrastar de lá... -o garoto me olhava de cima a baixo, nem havia notado, mas tínhamos caminhado até uma pracinha próxima da minha casa.

ㅡQue foi Baekhyun? - perguntei confusa.

ㅡS/N, não surta, mas... você ainda está de Babydoll. -o mesmo disse tentando segurar o riso. Olhei para baixo, fitando meu corpo, e me vendo naquela micro-roupa (vulgo capa).

ㅡBaekhyun! - dei um tapa no seu braço e não contive minhas risada. ㅡMeu Deus! Me dê sua camisa... - não podia voltar para casa daquela maneira.

ㅡE o que eu irei vestir? -O mesmo abraçou seu corpo, como se eu fosse arrancar sua roupa.

ㅡMe dê logo... foi você quem me trouxe vestida assim! -Baekhyun tirou a camisa, ainda um pouco descontente, e me entregou a mesma, bom, não ficou uma coisa normal de se ver, principalmente na rua, Baekhyun só de calça e sua camisa em meu corpo como um vestido. Voltamos caminhando o mais rápido possível de volta para casa, morrendo de vergonha de todos que passavam por nos... ㅡMesmo no meio disso tudo, você ainda consegue me fazer sorrir! - disse já na porta de casa, e o abracei. ㅡObrigada Baek!

Ao entrarmos, ainda rindo um pouco da situação, encontramos Jimin e Taehyung, sentados no sofá. Jimin, que nos encarava ainda bravo, se levantou e caminhou até nossa direção.

ㅡIsso já é demais! -o mesmo partiu pra cima de Baekhyun, lhe dando um soco no rosto.

ㅡVocê ficou louco Jimin?! -gritei o empurrando.

ㅡEsse cara tem que entender que VOCÊ É MINHA S/N! -Jimin disse, enfatizando a parte "você é minha", na verdade, nunca vi Jimin tão alterado... apenas Balancei a cabeça negativamente para o mesmo.

ㅡVocê está bem? -me virei para Baekhyun, vendo o corte sangrando em seu lábio inferior.

ㅡTudo bem, não se preocupe...

ㅡNão, não está tudo bem! -olhei brava para Jimin. ㅡDepois conversamos! -subi com Baekhyun até meu quarto, para que pudesse cuidar do seu machucado.

ㅡMe desculpe por Jimin...- disse ao voltar do banheiro, com uma caixinha de primeiros socorros em mãos. 

ㅡEsta tudo bem S/N, sério, não se preocupe... -o mesmo disse e se sentou em minha cama, peguei um banquinho, e me sentei à sua frente.

Com um algodão, comecei a limpar o sangue do local, aproximando nossos rostos. Ao terminar, Baekhyun segurou em minha nuca, deixando nossos rostos ainda mais próximos, tanto, que podia sentir sua respiração quente e ofegante contra minha pele. O mesmo encarava meus olhos intensamente.

ㅡDesculpe-me S/N, mas preciso de um beijo seu, nem que seja o último... -o mesmo me encarou por mais alguns segundos, esperando talvez que eu recusasse, ou talvez, o afastasse, mas continuei ali, parada, consentindo, então, Baekhyun colou nossos lábios, o mesmo iniciou um beijo calmo, começou seus movimentos suaves, me guiando, nossas línguas adentraram na boca um do outro, aprofundando o beijo, que não tinha maldade, era realmente, um último beijo.

ㅡQue desculpa darão dessa vez? -Me separou do beijo, assustada, e me viro para traz, vendo Jimin e Taehyung encostados no batente da porta.

Agora sim, fodeu de vez...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...