História Meu Querido Park ( imagine Jay Park ) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, EXO, Jay Park
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Jay Park, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lisa, Lu Han, Min Yoongi (Suga), Personagens Originais, Rosé, Sehun, Seungri, Suho, T.O.P, Taeyang, Tao, Xiumin
Visualizações 461
Palavras 1.649
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - (Prólogo) I Hate You, Jay Park!


Fanfic / Fanfiction Meu Querido Park ( imagine Jay Park ) - Capítulo 1 - (Prólogo) I Hate You, Jay Park!

> > { S / N  P V O's } < < 


[ Casa dos Kang AM 9:00 ]


Acabo de acordar com o barulho estérico do despertador e também sentindo um leve peso de um bracinho sobre o meu rosto, abro os olhos olhando pelo canto do olho, era o meu pequeno de apenas 3 aninhos Jiminie, o bebê era realmente muito parecido com o pai até o seu jeito de dormir era igual

Jiminie dormiu comigo está noite pois o mesmo morre de medo do escuro, o pequeno vive correndo para o meu quarto ou o do meu irmão quando acorda no meio da noite, já que o moreno está deitado de bruços em cima do meu braço eu começo a mexer a minha mão, e o mesmo começa a acordar rindo com os meus movimentos na sua barriguinha.

— O-omma...tá cedo..— ele coçou seus olhinhos e bocejou, como ele é preguiçoso isso também me lembra o babaca do pai dele.

— Não tá não pequeno...vamo acordar que hoje você vai pra creche, Jimin.— Jimin era o apelido carinhoso de Jiminie.

— Ahhh Omma...só mais um poquinho! — fez um pouco com os dedinhos, iti malia que vontade de modêê!.

— Jimin! Levantando já! — disse tentando deixar o mesmo sentado mais o mesmo caía. — Vamo Filhote, a mamãe tem que trabalhar é você tem que ir pra escolinha...

— Não quelo omma...eu quelo ficá em casa com você é o DaeDae! — falou cruzando os braços e franzindo o cenho de um jeito fofo e sonolento.

— Mais é o seu amiguinho o Kookie? Você não quer brincar com ele? — disse sorrindo de leve enquanto pegava o celular da cômoda para checar as mensagens.

— Hum...— o mesmo fica pensativo e põe a mão no queixinho pensativo. — Não sei...eu também quelo.

— Filho, quando a mamãe voltar a mamãe jura que vai brincar com você, mais para a mamãe brincar você tem que ficar na creche hoje com o Kookie...você fica? — falo me ajoelhando em sua frente e o olhando em seus pequenos olhinhos de jabuticaba.

— Tá bom Omma..— fala ainda meio tristinho, seu rostinho meio tristinho destacavam suas fartas bochechinhas.— Depois a omma vai blinca com o Chimmyn né?

— Claro que vou meu amor! É só você se comportar direitinho e assim que a omma voltar do trabalho ela brinca! — falo dando um sorriso largo e sincero.

— Sélio? Ebaa! — dava para ver seu sorriso de felicidade estampado no rosto.

— Agora vêm aqui meu bebê! — falei e o mesmo estendeu a mão esperando eu pegá-lo no colo, e assim eu o peguei e começei a colocar seu uniforme da creche.

Seu cabelo liso e fios negros estavam espalhados e muito bagunçados, peguei a escova e começei a pentea-lós para baixo até ficar uma ''tigelinha", depois disso eu começei a me trocar e a colocar o meu uniforme de trabalho, eu era uma secretária.

Quando estava terminando de por o sapato eu escutei algumas coisas caindo na suíte. passei os olhos pela cama mais como não era nenhuma novidade, Jimin, não estava lá.

Assim que entro no banheiro eu vejo o pequeno escovando os dentinhos e alguns cosméticos e maquiagens caídos no chão.

— Escovando os dentinhos sozinho? Parabéns meu amor! — fiquei tão feliz por ele ter aprendido algo novo que o abraçei e ele muito fofo correspondeu.

— A Professora ensinou omma..Chimmyn tá aplendendo ainda..- fala pondo a mão na cintura e levantando um pouco a cabeça.

—  Oh...sério filho? Isso é muito bom, eu não sábia que ensinavam isso nas creches estou muito desatualizada..- rio um pouco da situação e Jimin corre de lá passando feito um foguetinho perto de mim

— O que foi filho? Pra que tanta pressa?— perguntei estranhando a pressa do mesmo

— Eu vou pegá minha mochilinha omma! Eu vô esquecê de novo! — fala de um jeito fofo e manhoso, mais quando ele iria voltar para o meu quarto deu de "cara" com Daesung.

— Eita bebê! Toma cuidado! — fala Dae parando para ver se tinha machucado Jiminie, que por sua vez cobria sua testa com as mãozinhas. — Deixa eu ver.. — pede Dae amistosamente.

— Tá dodoí DaeDae? — pergunta Jimin com carinha de choro, ao ver sua testa pouco escurecida me deu um enorme aperto no coração.

— Não tá não, tá só um pouquinho roxo...— fala meu irmão passando a mão devagar pela testa do mesmo que se afasta pois doía.

— Ahhhh Ommaaa! — correu para me abraçar e no fim abraçou minhas pernas, eu então agaichei e o peguei no colo.

— Calma Jimin, a omma vai dar um beijo é vai sarar, quer ver? — pergunto com um sorriso e ele assentiu ainda com um semblante choroso.

— T-tá bom — funga com o nariz, eu logo depois depositei um beijo em sua testinha machucada o mesmo então se tranquilizou.

— Dae, eu vou terminar de me arrumar...você fica com o Jimin pra mim? — pergunto e ele concordou e pegou Jiminie do meu colo que ainda chiou um pouco mais foi com ele.

Com isso eu volto para o espelho e faço uma make somples e um coque alto, Ponho meus saltos não muito altos e desço, pois já vestia o meu uniforme.

Quando eu vejo na sala, Jiminie com o celular do Dae, ele parecia estar mexendo então eu falei algo da escada o que assustou Jimin, pois a minha voz estava mais alta da escada.

— Não pode mexer sem pedir, hein?- disse e ele soltou o celular.

— O DaeDae deixa omma — faz bico.

Tomamos o nosso café, Jiminie toma seu leite e nós já estavamos prontos para os nossos compromissos.

Dae ajustou a cadeirinha de Jimin o pondo lá logo depois o mesmo estava com tanto sono que dormiu quase o caminho todo, eu disse quase pois tiveram alguns buracos que o acordaram algumas vezes.

— Parece que chagamos — fala Dae que estacionou na porta da creche eu sai do veículo e começei a acordar Jiminie que estava ainda em sono profundo.

— Filho, Filho! — chamei mais nada— Filho! Acorda! — chamo e o mesmo quase deu um pulo.

— Omma? Nós chegamos? — coçou os olhos e eu assenti  com a cabeça.

— Vamos...— tiro o mesmo da cadeirinha e pego suas coisas e sua mochilinha.

Indo até a porta eu sou recebida pela diretora a Senhorita Nashiko

— Bom Dia Senhora Kang..— ela aperta minha mão.

— Bom Dia senhorita Nashiko, eu trouxe Jimin hoje para ele brincar com o Jungkook — disse isso e a idosa deu um sorriso.

— Ele acabou de chegar querido, pode entrar — fala se referindo a Jiminie.

— Omma? — ele me olhou e eu assenti para ele entrar ele me deu um beijo na bochecha e entrou.

— Senhora Nashiko, eu tenho que ir mais qualquer coisa a senhora pode me ligar!— avisei e ela só sorriu como resposta.

Entro no carro e Daesung dá a partida, hoje era meu primeiro dia como secretária estava um pouco nervosa confesso.

O Nervoso e a raiva sempre me lebravam do dia em que ele foi embora.


[ FlashBack ]


Eu já liguei ttantas vezes, mais ninguém atende! Eu tenho muito que falar com ele! Poxa Jay! Porque você não me responde? 

Depois de horas sem respoder minhas mensagens ou as minhas ligações eu descido ligar para minha melhor amiga e também prima dele, Jennie

— Alô? Jennie? — perguntei e já ouvi a resposta.

— Ah oi, tudo bem S/n? — fala toda simpática.

— Jennie eu já estou a um tempão tentando falar com o Jay, mas...nada até agora! Sabe porque ele não está me respondendo?- pergunto.

— Deve ser porque, Jay voltou a coréia — ela fala num tom meio preocupado.

— Como assim ele voltou para a Coréia?! — Falo quase gritando de tanta indignação no telefone com a minha amiga Jennie, minha voz chegou até a falhar um pouco.

— Ele me disse que tem algumas coisas para resolver lá...S/n, você conhece o Jay ele vai voltar assim que puder..— Responde Jennie do outro lado da linha, porém as minhas pernas começaram a fraquejar e a minha garganta a ficar seca. — Alô? S/n?

O que eu vou fazer agora? Eu acabo de descobir que estou grávida de 1 semana, é o meu namorado volta para Coréia? Ele...ele me abandonou? Eu...eu não sei o que vou fazer agora..eu estou com muito medo...

— S/n, porque está com essa cara? — meu irmão mais velho Daesung, entra em casa sem entender porque eu estava assim, meus olhos marejaram e lágrimas de desespero desceram— S/n...o que aconteceu? — ele largou as sacolas que segurava é veio mr abraçar.

— D-Dae...eu..descobri que estou grávida! — soltei tudo e o mesmo me soltou de vagar e me olhou assustado por alguns segundos.

— S/n não tem graça! — disse ainda meio atordoado pela notícia, o mesmo apoiou a mão no marmore da mesa e respirou fundo. — É verdade?

— É! — gritei largando o telefone no gancho e as lágrimas que desciam era de puro ódio e vontade de esganar Jay Park!

— N-nós...vamos dar um jeito..— disse o moreno ainda absorvendo a notícia, meu irmão realmente não esperava virar tio aos 29 anos! Até porque eu tenho 17 e o Jay tem 27. — Já contou ao seu namorado?

                              .....

[ Impresa AM 12:45 ]


Já estava meio tarde mais eu já havia chegado na impresa, ela era bem grande e tinha vários setores pelo o que eu via, Dae me olhou e depois me deu um beijo no rosto.

— Vê se se cuida pequena...— ele entra no carro e segue até o seu trabalho.

Adentrando pela a porta eu conseguia ver várias pessoas ocupadas indo de um lado para o outro eu então continuei proseguindo até a sala do meu chefe, e bati em sua porta, seu nome era " Byun BaekHyun " ele era filho do dono.

Bato na porta algumas vezes, e na ultima escuto uma voz dizendo para eu entrar.


> > { Jay Park P V O's } < < 


...











Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...