História Meu querido priminho (incesto TaeJiKook) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Cl, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Minji, Park Bom, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sandara Park
Tags Amor, Bts, Drama, Hentai, Jikook, Kawaii, Namjin, Taemin, Yoonseok
Visualizações 54
Palavras 1.808
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Magia, Misticismo, Orange, Poesias, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi meus amores!! 💕💞
Tia Shin com mais uma aqui!! Sim, estou bem inspirada, e o final da Fic tem que acontecer a qualquer momento, não é mesmo?

Boa leitura bb ^^💙

Capítulo 19 - XIX


Fanfic / Fanfiction Meu querido priminho (incesto TaeJiKook) - Capítulo 19 - XIX


•Jungkook on•

Dia 18, terça-feira, 10:45A.M

Acordei às oito, tomei banho, me vesti com uma roupa casual (capa) e fiquei em casa, vadiando até agora.

Nossa! A carta da Big Hit!

Pego a mesma em mãos e passo os olhos sobre as letras, estacionando onde me interessa: o dia do comparecimento, que, por via do destino, é hoje.

Ué! Mas não diz o horário! Acho que devo ir me arrumar, vai que a fila é grande, né? Ah! Aqui diz que a séde é em Seul... Daqui até lá são quatro horas, mais ou menos... Se eu sair daqui ao meio-dia, chego lá as quatro!

Vou me arrumar.

•Jungkook off•

•Jimin on•

-Anda logo, Taehyung!

-Mas só falta o tênis!

-Aff Taehyung! – ponho a mão no rosto.

-Pronto!

-Agora vamos! – o pego pela mão, puxando-o até o carro. – Eu dirijo, porque é longe e você não tem habilitação.

-Tá bom. – ele adentra o banco do passageiro e eu o do motorista, dando partida no carro.

[...]

Após mais ou menos quatro horas e meia de viagem, chegamos a grandiosa sede da Big Hit.

Haviam algumas pessoas que foram encontradas por olheiros que os convidaram a comparecer para fazer o teste, mas outros (como eu hehe!) receberam a carta de comparecimento e... Pera! Aquele ali é o Yoongi!?

•Jimin off•

•Jungkook on•

Meu caminho foi um tanto quanto cansativo... Exatas quatro horas.

Nossa! Este lugar está cheio! Acho que vou comer algo e daqui a pouco volto.

Ando até a próxima rua, onde se localiza uma lancheria Burger King. Adentro a mesma, indo direto ao balcão de atendimento.

-Olá, no que posso ajudar? – diz uma moça loira e alta.

-Eu vou querer um Chicken Crisp e um copo pequeno de guaraná.

-É só aguardar o seu pedido ao lado, senhor. Obrigado pela preferência.

-Okay. – me coloco a fila ao lado, que está pré-vasia, há apenas eu e duas meninas conversando. Muito bonitas elas, por sinal.

Meu celular vibra. Ligação. O pego em meu bolso, atendendo sem ver quem ligou.

∆Ligação on∆

-Alô?

-Ah! Oi Kookiezinho! Liguei para ver se está tudo bem?

-Ah! Say-noona! Tudo sim, noona.

-Okay! Está em casa?

-Não... Estou na rua ao lado da seda da Big Hit.

-Caralho! Você está em Seul?!

-Nossa! Olha a boca, menina! E sim, estou em Seul. – rio.

-Desculpa por isso!

Minha vez na fila chega.

-Licencinha, tenho que pegar meu lanche. Te ligo depois. Tchau. Te amo.

-Tchau... Também te amo. – dá para sentir a timidez em sua voz. Sorrio ao ouvi-lo falar tais palavras.

∆Ligação off∆

Desligo o celular, pondo-o em meu bolso novamente. Pego meu lanche e sento em uma mesa vazia ao canto da lanchonete. Logo olho para a porta e vejo Jimin e Taehyung entrando. Jimin está um pouco nervoso... Algo ocorreu. Não vou chamar atenção.

Pego meu celular novamente e ligo para Sayuri, que atende no primeiro “bip”.

∆Ligação on∆

-Olá novamente!

-O que está fazendo, noona?

-Nada. Soltei cedo hoje, então ia passar na sua casa para ficar um pouquinho com você e tals, mas você não está...

-Ai, ai, ai hein noona?

-Hum, menino impuro!

-Claro que não! Sou a pessoa mais puríssima que você vai conhecer.

-Hum hum, sei. – dá uma gargalhada fofa.

-Até longe você é fofa! Daqui a pouquinho eu tenho que ir. Devo comer rápido e... – Jimin me interrompe.

∆ligação off∆

-Olá, Jungkook! Foi escolhido para a Big Hit também, né? Você tinha feito a inscrição? – não me dá tempo algum para responder.

-Calma, Jimin! Senta aqui. – dou duas batidinhas ao meu lado no pequeno estofado em “v” que estou. – Fala pra mim, o que foi?

-O Yoongi, Jungkook! Ele também está na sede para fazer a audição! – diz desesperado.

-Calma, Jimin! – o abraço. – O que esse tal de Yoongi te fez de tão mau?

-Um dia ele foi meu namorado, mas eu cansei de tanto ciúmes e da obsessão louca que ele tinha por mim e decidi terminar. Acabou que de 2 anos pra cá eu nunca mais pude ter um relacionamento sério com ninguém, porque ele ameaçava as pessoas que se aproximavam de mim. Quando você me ofereceu sua casa para eu morar, eu aceitei por medo de algo mais grave acontecer além de brigas e ameaças. – Olá para suas mãos, que estão dentre suas pernas, que se movem freneticamente.

-Ô, meu bebê. – levanto seu queixo com meu indicador, o fazendo me olhar. – Tente se acalmar, hu? Olha, toma um lanche e daí nós voltamos, sim? – ele confirma com a cabeça, me olhando timidamente nos olhos.

Nunca o vi assim. Ele está muito nervoso.

-Amor, eu comprei um milk shake pra você, okay? – Taehyung coloca a bebida gelada em frente ao menino.

-Obrigado. – sorri tímido.

[...]

Após o lanche - que foi bem rápido - voltamos para o local, que estava um pouco menos cheio. Ficamos na fila de espera dos selecionados, que está bem curtinha.

Esperamos um pouquinho e chegou a nossa vez. Mandamos o Jimin ir na frente, eu, porque não gosto da ideia do casalzinho e Taehyung, por ter ciúmes de mim, tenho certeza. Aproveitei para trocar uma ideia com ele, já que nunca conversei com ele.

-Então, Taehyung...

-Eu?

-Quantos anos você tem?

-20, e você?

-Também... E vocês se conhecem a quanto tempo?

-Ah uns quatro ou cinco anos. Nos conhecemos pela internet graças a uma vida chata e um amigo em comum.

-Hmm. Por que você não me suporta?

-Você não me suporta! – faz ênfase em “você”.

-Por que você acha? – o encaro desafiador.

-Por causa do Jimin? – me olha com cara de idiota.

-Cara, você é muito idiota. Como o Jimin consegue gostar de você?

-Da mesma maneira que ele gosta de você, mesmo você sendo grosso e arrogante da maneira que você é. Não pode julgar alguém pelos seus atos sem nem mesmo conhecê-la direito.

-Caguei! Eu sou arrogante mesmo, mas sou arrogante com quem merece minha arrogância! Sinta-se feliz por eu ao menos falar com você sem meter a minha mão no meio da tua cara. – bufo.

-Tá... eu prefiro não saber a força do impacto de um soco seu na minha linda face. – sorri quadrado. Ele é realmente muito bonito, admito.

-Além de idiota é convencido. Afs, ninguém merece. – passo a mão em meu rosto. – Cadê o Jimin, hein? – digo indignado. Logo o menino aparece na porta sorrindo mais que nunca. – Finalmente! – o abraço e vejo Taehyung torcer o nariz. -Como foi? – seguro em seus ombros.

-Foi... Magnífico!! – sorri.

-E o resultado?

-Sai amanhã no site da empresa. Só tem que aguardar.

-Okay. Vou lá. – respiro fundo e entro na sala, fazendo uma reverência em direção os jurados.

-Olá, Jovem! Se apresente e inicie. – diz um homem gordinho que tem um nariz fofo.

-Okay. Bom, me chamo Jeon Jungkook, tenho 20 anos e moro em Busan.

-Você vai cantar, dançar ou fazer rap?

-Vou cantar.

-Está bem! Mas antes, você canta desde quando?

-Eu canto desde os cinco anos de idade. Eu cantava com meu primo.

-Oh! Então o seu vínculo com a música é antigo?

-Sim... São quinze longos anos. – sorrio e baixo a cabeça. – Posso começar?

-Deve!

Suspiro, procurando tranqüilizar meu coração.

Inicio a música, vulgo Sing The Spring, do 40 (fourty).

Ao decorrer da música, conforme eu ia cantando, o homem gordinho com quem eu conversei sorria cada vez mais, como se eu estivesse cantando a mais bela melodia com a mais bela das vozes.

Ao finalizar a música, os três homens levantaram-se batendo palmas.

-Meu jovem, você é um dos melhores candidatos que apareceu aqui. Parabéns! Está com a sua carta?

-Estou sim! – a retiro do bolso, o entregando.

-Jeon Jungkook. Gravarei este nome. A propósito, meu nome é Bang SiHyuk, ou PD Nim. – aperta minha mão.

-Prazer. – faço mais uma reverência.

-Pode ter certeza que você verá muito esse rostinho! – diz para um dos outros dois jurados enquanto aponta para mim.

Apenas sorrio e saio da sala.

Jimin está sentado em um banco em frente a porta, enquanto Taehyung permanece na fila.

-Sai da frente, Taehyung. – empurro seu ombro, fazendo o mesmo sair do meu caminho. Ando até Jimin, que me olha um tanto quanto emburrado.

-Que foi!?

-Pra que tratar o menino assim?

-Pelo simples fato d’ele ser o teu namorado.

-Ai, Kook! Pra que esse ciúme todo? Eu gosto de você tanto quanto eu gosto dele, só que de um jeito diferente! Tem que entender isso. Eu fiquei lá, me corroendo de ódio e ciúmes da Sayuri, mas não manifestei eles. Por que você não é assim também?

-Porquê é bom ser implicante e arrogante com o teu namoradinho idiota. – dou de ombros.

-Eu não quero brigar com você, então meça as suas palavras para falar do Taehyung pra mim! – faz cara de bravo.

-Owwm! Como você é fofo bravinho!

-Para!! Me deixa quieto! – fica emburrado. Me sento em seu lado e fico olhando para o chão.

Acho que vou jogar... Helix Jump! Pego meu celular em meu bolso e começo a jogar. Já estou em um nível mediano, ou seja, 365. Pretendo chegar ao nível 1000.

-Você está jogando o que?

-Helix Jump. É bem legalzinho.

-Hmm. Deixa eu jogar?

-Claro! – lhe dou meu celular.

-Kookie, por que foi mau comigo antes de ontem? Eu apenas queria te ver. – entristeceu o olhar. – Eu já cansei de ser maltratado por você apenas porque você gosta de mim e eu não posso ficar com você.

-Jimin eu... Eu desisti de sofrer. Eu preferi ser assim do que ficar alimentando uma mentira que nunca aconteceria. Sei que não ficaria comigo e que aquele dia foi só uma exceção e que você se arrepende até o seu último fio de cabelo. Me perdoa por ser tão idiota. Juro que vou tentar nunca mais te ignorar e tampouco brigar com você. – ele me abraça.

-Gosto muito de você, Jeongguk. – fala em meu ouvido durante o abraço.

-Eu também te amo, Jimin. – sorrio.

-Olha! Taehyung voltou! – o último citado saiu da sala com aquele seu sorriso quadrado que é de transformar qualquer hétero em homo.

-Como foi? – pergunto a ele, ainda sentado, porém sorrindo.

-Você está bem, ou é bipolar?

-Nossa cara! Deixa eu tentar ser o mais gentil possível, por favor!? - digo indignado.

-Okay, okay. Foi ótimo!! Eles falaram que provavelmente eu vou ser um dos 10 selecionados, e que vamos passar por uma seleção que vai decidir quantos e quais serão os membros do novo projeto da Big Hit!

-Parabéns!! – Jimin o abraça muito forte.

-Ai ai calma amor! – diz rindo.

-Ansiedade demais!! Não dá pra segurar! – dá pulinhos de alegria.

-Vamos dar uma volta? – falo.

-Okay! – Jimin concorda.

Passamos por todas aquelas pessoas com um pouco de dificuldade, porém conseguimos.

Adentro o meu carro, que se encontra no estacionamento ao lado do local, e Jimin e Taehyung adentram o seu.


Notas Finais


Obrigada por ler, mochi!💙💙💜💜
Beijinho da Shin!
Quem sabe domingo tem mais...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...