História Meu querido Professor - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Professor X Aluna
Visualizações 54
Palavras 1.547
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Voltei '-.-

Capítulo 2 - Capítulo ll


BEATRICE ON


Pegamos o ônibus escolar e sentamos um ao lado do outro,com a diferença que james sentou no banco do lado, já que não haviam três,mas sim dois lugares em um banco normal.

Foram mais ou menos 20 minutos e logo chegamos na escola. Desci do ônibus olhando a mesma. Ja estava estudando lá a 3 anos e ainda sentia um frio na espinha quando olhava a mesma.

Porque será? Ah! É mesmo! Por que basta eu me distanciar dos meus irmãos que o Cássio vem mexer comigo.

Ele fica me xingando e as vezes até mw batendo. Isso é tão idiota. Ele tenta ao máximo me colocar pra baixo sendo que eu não fiz absolutamente nada. Desde que cheguei aqui ele começou com essa brincadeira repetitiva que me deixa pra baixo a ponto de eu me cortar. Mas não faço mais isso a um tempo. Percebi que isso era justamente oque ele queria. Fazer eu me cortar. Sarah me ajudou o máximo que pode,ficando do meu lado. Mas as vezes nossos horários não se encontram e ele vem.

Andei pelo corredor com sarah ao meu lado. Ela me olhava preocupada,via meu desespero olhando de um lado pro outro frenética e procurando por Cássio ou um dos membros. Eu havia me tornado paranóica depois de tudo que aconteceu. Mas independente de tudo,apenas sarah sabia. Meus pais,hidaki e james. Nenhum deles sabia da minha situação.

Eu temia com minha alma um pisicologo. Por isso Sarah não se atrevia a fazer nada.

(N/A: vamos parar com esse drama e vamos pra pedofilia logo)

Por minha sorte ninguém apareceu, então fui socegada pra aula. Hoje teria aula com meu professor favorito.minha matéria favorita era sem dúvidas história.

Tenho que admitir que tenho uma quedinha pelo nosso professor. Heliot. Ele tem cabelos amarelos e isso é tão.. sexy..

Suas curvas e sua personalidade simpática. O apelido único que ele me deu.. hm.. querida.. era uma forma de tratamento,mas ele não usava com ninguém além de mim. Eu fico toda molhada só de ouvir ele dizer isso a mim. Toda vez que o vejo eu sorrio de um jeito especial e fico bem vermelha.

Sem perceber eu estava increvelmente molhada e com o rosto todo vermelho olhando ele apaixonadamente.

Ele me retribuia um olhar diferente.. parecia debochado mas.. parecia meio.. apaixonado..?

Balancei a cabeça pros lados pra tirar esse pensamento da cabeça antes que eu me molhasse mais.

Minha sorte é estat de saia, senão daria pra ver o quão molhada eu estava.


HELIOT ON


Cheguei na escola com meu sorriso de sempre.

- ola professor heliot! - mary me comprimentou enquanto eu ia pra sala

- bom dia senhorita mary - eu respondi sorindo - oque faz fora da sala? - perguntei

- é que eu queria ir junto com o senhor! - ela disse sorrindo inocente,ah,se eu não soubesse que ela está fazia isso pra causar Ciúmes no professor edson de geografia.

Digamos que ela gostava dele e ele não,pois meu querido amigo edson sabe muito bem os prejuízos de uma relação dessa. 

E agora ela dá em cima de todos os professores pra tentar fazed ciúmes nele. Como se funcionasse hehe.

- desculpa,mas eu preciso passar na sala doa professores antes,tudo bem? - eu disse tentando tirar ela do meu caminho

- ah...tudo bem... - ela disse cabisbaixa saindo dali.

Me partia o coração ver alguém triste. Mas eu não ia dar uma de bobo.

Fui diretamente pra sala e me sentei na minha cadeira de frente pra mesa.

Olhei os alunos todos desanimados com minha aula, não me importei tanto,na maioria das aulas são assim,mas sempre eu tinha minha aluna braço direito comigo em todas as aulas.

Beatrice.

Eu olhava ela apaixonadamente,eu sei os prejuízos de um relacionamento secreto,assim como o edson.mas eu daria tudo por ela. Mesmo que eu saiba que ela me ama, não tenho coragem suficiente pra falar pra ela. Não tenho coragem suficiente pra estragar sua vida. 

Suspiro recebendo seus olhares apaixonados. Seu rosto corado dizia tudo oque eu queria saber. Eu sabia muito bem reconhecer seu sentimento com alguns fatos que tenho recolhido a um tempo.

Eu também estou apaixonado por ela,mas é errado então fico quieto.

Passei a lição no quadro e me sentei olhando a garota que estava copiando rapidamente,com fome de aprender. Sempre era assim; uma aluna esforçada, que se dava bem com todos os professores e sempre tinha as melhores notas,e sempre mantinha o sorriso no rosto.

Talvez tenha sido por isso que eu tenha me apaixonado por ela. Seu jeito gentil. Sua face macia. Seus cabelos castanhos. Suas curvas. Seu otimismo. Sua beleza e ótima personalidade.

Parei de imagina-la pelada quando notei um montinho se formando entre minhas pernas. Aproveito que minha mesa tinha uma proteção de maneira em baixo, por isso ninguém veria se eu apenas o abaixasse da maneira tradicional. Foi isso que fiz.

Já fiz isso várias vezes e ainda ninguém me pegou, então faço despreocupado.

Passado algum tempo,meu monte ja estava baixo então o guardei na calça e foi bem na hora. Beatrice veio a minha mesa para corrigir seu dever.

- aqui professor! - ela disse colocando o caderno na mesa.

Corrigi tudo com um certo.olhei ela com um sorriso.

- muito bem,como sempre querida -seu rosto ficou vermelho e eu dei um risinho entendendo a minha mão (a qual eu estava usando agora mesmo 7u7)

- s-s-senhor heliot.. q-que tal a outra mão? - ela disse envergonhada e olhando levemente pro lado. Rapidamente fiquei vermelho.

- v-voce viu? - fiquei com um pouco de medo do que realmente ela tinha visto.

- o-o senhor tem sorte que eu sempre sou a primeira a vir a sua mesa. Se fosse ja teria o deletado a um tempinho.. - ela disse evidentemente desconfortável.

- o-o quando você viu? O-ou.. vê...? - eu disse percebendo que não seria a primeira vez que ela me ver me masturbando

- a-a um tempinho.. e-eu tenho visto o senhor guardad algo na calça.. s-se é que me entende... M-mas não se preocupe.. nunca deletaria meu professor favorito - ela disse sorrindo.

- ora.. obrigada Beatrice - eu disse sorrindo vermelho - por isso é tão querida por mim.. e desculpe.. - eu estava muito envergonhado.

- não há problema - ela disse sorrindo e logo pegou seu caderno e foi pra sua carteira.

Como eu pensava o professor faltou e eu dei aula no segundo turno novamente. Logo o sinal de saída tocou e eu fiquei passando algumas coisas limpo no caderno de turma.

Todos saíram,e eu fiquei la.

Depois de um tempo sai e fui andando pelo corredor escolar. Ouvi um som de uma voz masculina falando algunas coisas suspeitas e fui ver oque era.

- agora vamos ver quem é a queridinha do professor - ouvi Cássio falar com uma voz ameaçadora. Reconheceria a voz dele em qualquer lugar.

Eu estava quase chegando pra ver oque que se passava quando ouvi gemidos de dor e barulho de socos e tapas. Me apressei e vi que ele e sua gangue estava batendo em beatrice,a garota estava sendo espancada com agressividade.

- OQUR ESTÁ HAVENDO AQUI?! - eu gritei com raiva tirando eles de cima de beatrice.

- s-senhor heliot— - ele tentou se explica mas eu o cortei na hora.

- calado Cássio,todos pda diretoria! Eu vi muito bem oque houve aqui! - eu falei com muita raiva. Segurei Beatrice que mal se mantinha em pé sozinha e chorava feito um bebê, porém seu choro era abafado.

Fui com todos até a diretoria e expliquei oque aconteceu. Cássio e seus "amigos" pegaram 3 semanas de suspensão.

- obrigada senhor heliot...... - Beatrice disse com tristeza na voz.

- oque houve querida? Ja passou,eles não vão mais te importunar - eu disse sorrindo.

- agora meus pais vão saber e vão brigar comigo por não ter contado..... - ela abaixou a cabeça

- não se preocupe, só falar que hoje foi a primeira vez - eu dei um beijo na testa dela - venha,vou lhe levar pra infermaria - eu disse colocando ela no colo vendo que ela não conseguia andar direito.vi seu rosto ficar tão vermelho quanto na aula.

- e-eu consigo andar... - ela disse vermelha

- mas eu quero te levar assim - eu ri a levando até a enfermaria e como não tinha ninguém, Eu mesmo fiz o curativo (só coloquei bandeid nos machucados)

- obrigada senhor heliot - ela disse sorrindo

- não há de quê - eu disso retribuindo o sorriso

- como lhe recompensar? - ela disse

- eu não preciso de recompensa querida - eu sorri olhando seu rosto corado



BEATRICE ON


Cansei de esperar e vi a oportunidade perfeita. Peguei o braço de heliot e o puxei até mim lhe dando um beijo quente. Nossas línguas de intrelassavam e dançavam como uma só. Ele cedeu mais rápido que eu pensei. Senti algumas lágrimas descendo pela minha bochecha. Talvez seja por que eu esperava isso a um bom tempo.

Eu estava ficando sem ar então separei o beijo e pude ver um fio de saliva de formar entre nós.

Olhei toda vermelha pra ele e ele me olhava surpreso.

- m-me desculpa e-eu— - antes de eu terminar ele me puxou pra um outro beijo,dessa vez ele puxou minha cintura pra perto de mim e deu uma leve apertada na minha bunda me fazendo dar um gemido abafado diante o beijo. O beijo estava mais quente que o primeiro,eu nunca iria parar aquilo. Eu quero ele pra mim.

Separamos o beijo. ambos vermelhos e exitados,olhando pro outro com um sorriso.

- eu te amo.. - dissemos em coro.


Notas Finais


Caraca.. morri


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...