História Meu Querido Professor - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Clefan, Clenan, Professor, Romance
Visualizações 70
Palavras 539
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 18 - Capítulo bônus (professor)


O melhor fim de semana da minha vida, aquele o qual Cléo fez parte, e me surpreendeu bastante. Mas acho que no momento devemos nos afastar depois de tudo que aconteceu com ela e a retardada da Stence, eu sabia que a qualquer hora essa louca apareceria pra acabar com a minha felicidade reconquistada depois de tudo que ela fez.

Eu estava no colégio me preparando pra ir embora, quando eu passei em frente a lanchonete e vi o carro dela parado na vaga reservada para clientes, então decidi entrar pra ver o que estava acontecendo. Quando eu abri a porta vi ela com a arma apontada no coração da Cléo, então eu corri pra impedir a tragédia. Eu sei que ela ia acertar o coração de Cléo, porque ela é treinada em tiro ao alvo, o pai dela ensinou ela a mirar certinho aonde ela quiser. Ele era capitão do exército, e tinha que ensinar sua única filha a se defender.

Quando puxei a mão dela ouvi o gatilho disparando, então pulei por cima dela e epa conseguiu fugir. Eu não quis me levantar não queria ver se Cléo estava morta. Só me levantei quando ouvi a voz dela e senti seu sangue escorrendo e as gotas caindo sobre mim.

Decidi leva-la para o hospital e liguei pros pais dela irem de encontro com a gente.

~~~~~~~~~~~~~~∆~~~~~~~~~~~~

- O meu pai o que aconteceu com a minha filha? - Disse a Senhora Jarrie chorando.

- Nada muito grave. - respondi.

Como eu ia explicar que estava tendo um caso com a filha dela e minha ex noiva queria mata-la?

- Quem atirou? - perguntou o senhor Jarrie.

- Olha senhor eu não sei muito bem, provavelmente foi um assalto. - respondi novamente.

- E quem é você? - os dois perguntaram.

- Sou o professor dela, eu estava passando na lanchonete e quando entrei corri pra tentar impedir. Quando me levantei a moça já tinha corrido.

O senhor Peres estava comigo então me ajudou na explicação, ainda bem que eles acreditaram.

O medico veio e nos informou que ela ia passar por uma cirurgia pra retirar a bala, mas que não corria riscos de vida e que provavelmente amanhã já teria alta.

E eu fiquei lá, até ela acordar da anestesia, os pais dela disseram pra eu ir embora mas eu disse que não ia ficar calmo enquanto não visse a minha melhor aluna de historia se recuperar. Mas é claro que eu estava mentindo, ela é péssima em história, mas em outras coisas é insubstituível.

Quando ela acordou eu entrei no quarto depois de todos já terem falado com ela.

- Cléry sinto muito não queria te ver passar por isso.

- Tudo bem, já estou melhor, meus pais não suspeitaram de você aqui?

- Não... Eu inventei uma pequena mentira.

- Disse que eu era a sua melhor aluna de história?

- Sim... Como sabe?

- Minha mãe acreditou na sua invenção já meu pai, não posso dizer o mesmo. Ele sabe que sou péssima em história.

Fiquei perto dela até ela pegar no sono. Assim que ela dormiu eu fui embora me despedindo do senhor e da senhora Jarrie que ficaram suspeitando da minha preocupação .

Agora vou atrás de Stence, ela vai ter que me explicar isso. Ah ela vai se arrepender.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...