1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Querido Professor. >
  3. Capítulo 23

História Meu Querido Professor. - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Oi guria! Aqui vai mais um capítulo, estava com pouco de inspiração, mas, não sei se vai gostar. Então...

Contém conteúdo sexual.
Está sem revisão.
Boa leitura

🤭

Capítulo 24 - Capítulo 23


Fanfic / Fanfiction Meu Querido Professor. - Capítulo 24 - Capítulo 23

POV DE MARGOT.

Graça a Deus sai do repouso, estava ficando difícil a situação como está. O shannon, vire e mexe tem suas crises de ciúmes por causa do do Jared. Não tem um dia não ficava com medo em um momento de ciúmes, shannon tente fazer algo contra jared.

Uma coisa que me deixa inquieta, se shannon suspeitar que não estou grávida dele e não sei o que ele fará se souber que é do seu irmão.

Estava me arrumando para voltar a universidade, pela primeira vez está sendo o melhor lugar, por que! Lá tenho paz e não preciso ficar olhando para cara de shannon.

Termino de me arrumar, pegos minhas coisas e desço até a cozinha para tomar meu café da manhã.

ㅡ Bom dia, mãe. ㅡ A cumprimento aproximando, beijo seu rosto.

ㅡ Aonde pensa que vai? ㅡ Pergunta me olhando séria.

ㅡ Vou para a universidade. ㅡ Digo me sentando.

ㅡ Margot, você sabe que não pode ir, está ainda de repouso, querida ㅡ ela fala colocando a xícara de café em minha frente.

ㅡ Eu... ㅡ Parei de falar quando fico enjoada com o café e coloco a mão na boca, tampando o nariz.

ㅡ Ficou enjoada, querida? ㅡ Pergunta tirando a xícara com o café.

ㅡ Nossa! ㅡ Suspirei quando passou. Ouço a buzina ㅡ Mãe vou indo, as meninas chegaram e como algo na universidade, tchau e beijo.

Saio andando indo até a sala pegar minhas coisas e quando chego na porta.

ㅡ Tchau querida, bom estudado e se comporta. ㅡ Ela grita da cozinha.

ㅡ Pode deixar, te amo e tchau. ㅡ Falei saindo e vendo as meninas na frente me esperando.

Aproximo do carro e vejo só a putiane da Maitê. Chego, entrando e aproximei dando beijinho em seu rosto.

ㅡ Ué! Cadê a emy? ㅡ Pergunto.

ㅡ Ela avisou que vai no médico com a mãe dela e de lá ia para universidade. ㅡ Disse.

ㅡ Entendi, então tá. ㅡ Digo.

Maite sai com o carro. Sabe quando fica um clima tenso, não sabe por que! Nunca ficamos assim e vendo Maite seria, é a primeira vez.

ㅡ Tudo bem Maite? ㅡ Pergunto.

Para quebrar o clima que está entre a gente, ela sempre foi animada.

ㅡ Mag, preciso contar uma coisa, mas não sei como vai reagir. ㅡ Fala tom sério.

Viro olhando para ela preocupada, Maite está estranha desde daquele dia que fiquei sabendo que ela tinha ido. A minha mãe viu quando shannon saiu e ela estava, foi embora.

ㅡ O que aconteceu, Maite? ㅡ Pergunta intrigada.

ㅡ Mag, eu sei que você e Shannon não estão bem... ㅡ Começa, arqueio a sobrancelha.

ㅡ O que tem, Maite? Você sabe, que eu e shannon andamos distante e estou apaixonada, e grávida do professor ㅡ digo.

Maite vira para mim por um instante boquiaberta.

ㅡ Você tá grávida do professor? ㅡ Pergunta surpresa.

ㅡ Estou, mas Shannon não sabe e ele morreria de ciúmes se descobrisse isso, o pior! Não sei o que ele faria com o professor. ㅡ Comento.

Quando Maite suspirou desanimada e virei olhando para ela, havia ficado cabisbaixa.

ㅡ O que você tem Maite? ㅡ Pergunto.

ㅡ Descobri que estou apaixonada, pelo shannon. ㅡ Ela disse quando arregalei meus olhos surpresa.

ㅡ Como que é? ㅡ Pergunto surpresa.

ㅡ Eu sei Mag, fui apaixonar pelo seu namorado e deve tá agora brava por isso. Tô sendo amiga da onça. ㅡ Desabafo.

ㅡ Tô surpresa sim por está apaixonado pelo meu namorado, mas Maite! Shannon não presta amiga, ele ameaça a mim ficar ao seu lado ou ele mata o professor. Amiga sai dessa, ele te fará sofrer, é um marginal. Se eu soubesse que ele não valia nada, não teria me envolvido com ele.

ㅡ Eu sei amiga, me desculpa por isso. Mas quem manda no coração.

ㅡ Sei bem, como funciona isso.

ㅡ O que acabou em uma brincadeira com o professor, acabei me apaixonando por ele, o amo muito. ㅡ Suspirei.

ㅡ Eu sinto a mesma coisa pelo shannon.

ㅡ Olha Maite! Esquece dele, ele tá numa obsessão por mim, ele não vai te olhar da mesma forma. Eu não digo me gabando, você vê o comportamento dele e se te contar o monstro que foi comigo, não vai acreditar. ㅡ Digo cabisbaixa.

ㅡ O que ele fez? ㅡ Pergunta colocando a mão sobre a minha.

ㅡ Estava abusando de mim, estava me pegando a força. ㅡ Digo, podia sentir a lágrimas queimarem meus olhos.

É tão difícil lembrar daquele mês que shannon abusava de mim, me fazendo sentir imunda. Tenho nojo quando me toca e até achei que havia ficado grávida dele por conta do abuso.

ㅡ Sinto muito amiga. ㅡ Fala Maite.

ㅡ Tá tudo bem, mas preciso me livrar dele e não faça nada contra o jared.

ㅡ Mas vocês vão ficar juntos, você vai ver.

ㅡ Deus te ouça , Maite.

Maite chega na universidade, entra no estacionamento e vejo o carro do Jared estacionando.

ㅡ Olha quem chegou? ㅡ Pergunta Maite.

Olhando para o carro dele, abri um sorriso largo e Maite entra na vaga.

Saio do carro, quando ele me vê para de andar e vira olhando para mim com sorriso largo.

Caminho até ele parado me encarando e chego perto dele ficando em sua frente.

ㅡ Oi meu amor, não sabe a saudade de que já estava de você. ㅡ Ele fala me encarando e estava com sorriso enorme para ele.

ㅡ Eu também estou, meu amor. ㅡ Digo.

ㅡ Preciso ir, te espero na sala 200. Até mais. ㅡ Ele disse e assenti com a cabeça.

Professor sai andando e fico parada olhando ele indo e virou para trás mexe os lábios.

"Te amo"

Abri um sorriso feliz da vida olhando para ele e virou indo embora.

ㅡ Você o ama mesmo ㅡ comenta Maite ficando do meu lado.

ㅡ Sim, muito ㅡ suspiro.

ㅡ Vamos, ou não poderá ver o seu boy ㅡ ela fala toda maliciosa e abri um sorriso de canto.

Saímos andando entrando na universidade. Afastei indo disfarçando até a sala aonde ele me falou que esperava. Quando chego, abri a porta e vejo ele na janela olhando a vista do lugar, era no segundo andar.

ㅡ Oi ㅡ digo.

Ele virá para mim com sorriso enorme, afasta da janela aproximando de mim. Segura em seu rosto me encarando.

ㅡ Sabia que grávida, você tá mais linda do que nunca. ㅡ ele disse com sorriso.

ㅡ Dizem, as mulheres ficam feias, gordas quando engravidam. ㅡ Digo.

ㅡ Mas para você, está sendo a contrário, a deixou radiante e mais linda do que já é. ㅡ Ele fala afastando e abaixando.

Jared encosta a cabeça em minha barriga com sorriso enorme e coloco a mão sobre sua cabeça.

ㅡ Você está feliz com minha gravidez? ㅡ Pergunto.

ㅡ Você tá me fazendo o homem mais feliz do mundo. Meu sonho sempre foi ter uma família e terei ao seu lado. ㅡ Ele fala ainda encostado em minha barriga.

Seria o dia mais feliz da minha vida se isso acontecesse. Ficar ao lado de jared e de nosso filho. Mas, com Shannon nós rodeando isso não passará de uma fantasia.

ㅡ Eu também sonho com isso, mas, será algo impossível. ㅡ Digo cabisbaixa.

Jared afasta e levanta ficando de frente para mim, segura meu rosto e viro para o lado desanimada.

ㅡ Diz isso por causa do shannon, não é? Mas não se preocupe, ficaremos juntos e em paz. Eu te prometo. ㅡ Jurou

Jared aproxima colando nosso lábios com um beijo lento e carinhoso. Jogo meus braços em seu pescoço. Jared segura em minha cintura me fazendo entrelaça sua cintura com a perna. Caminha comigo até a mesa e me senta sobre ela.

Jared para o beijo e me encara. Começo desabotoar a minha camisa, ele ficava me olhando e mordia o labio enquanto fazia isso.

Ele aproxima de mim abocanhando o meu seio por cima do sutiã.

ㅡ Estava com saudades de você. ㅡ Sussurra.

Afasto me deitando sobre a mesa e ele começa distribuir beijo sobre minha barriga e vai afastando até a minha calça. Desabotoa ela e levanta minha bunda tirando a calça.

Jared faz a mesma coisa com a calcinha e ali começa me chupar. Contorcia sentindo seus lábios em minha partes íntimas. Ali me fazia suspirar de excitação até chegar em meu orgasmo.

Sai do meio das minhas pernas e fica de pé entre ela. Começa me penetrar, segurando em minha cintura e me fazia soltar gemidos abafado para não chamar atenção.

Ali me enchia de prazer sentindo dentro de mim com carinho para não machucar o bebê. Eu queria ele me fudendo com força, queria ser possuída por ele, aumentava mais meu tesão por ele. Jared me segura trazendo até ele e me dar um beijão daqueles, sem parar as entocadas. Gemiamos entre o beijo.

ㅡ Te amo, meu amor. ㅡ Fala entre beijo e gemido jared.

Ali nós encaixando perfeitamente, quando sinto seu jato e pulsar dentro de mim. Jared entre os lábios solta o seu último gemido ofegante.

ㅡ Quero mais. ㅡ Sussurro entre nossos lábios.

ㅡ Bem que eu queria, mas. ㅡ Bate o sinal ㅡ dever nos chama, meu amor.

ㅡ Quero te encontrar depois da universidade. ㅡ Digo, ele afasta de nossos lábios e me encara.

ㅡ Você pode me esperar e vamos para minha casa, o que acha?

ㅡ Combinado. ㅡ Aceito.

Jared afasta se ajeitando e eu começo fechar a camisa. Ele abaixa pegando a minha calça e calcinha, coloca em minha me ajudando a se vestir.

Desço da mesa e arrumo a calça, ele aproxima segurando o meu rosto e me dá o último beijo.

ㅡ Vou indo, te amo. ㅡ Ele fala me encarando.

ㅡ também te amo. ㅡ Digo.

Ele afasta indo até a porta e olha sai da sala de aula. Depois faço o mesmo e vou até a sala de aula que era com meu querido professor.

Depois de um dia de aula, bate o sinal anunciando o final da aula. Avisei Maite sobre que vou encontrar com jared e ela ficou falando sobre Shannon. Mas nao tô nem aí para ele e vou encontrar com jared.

Vou até o fundo da universidade e mandei uma mensagem para ele avisando.

POV DE SHANNON.

chego no estacionamento da universidade e vejo o carro da Maitê e do meu irmão. Fico ali esperando Margot, eu sei que ela vai tentar fugir de mim. Fico ali encostado na picape, aparece um monte de estudante no estacionamento e vejo Jared vindo no meio dos demais.

Fico olhando para o pessoal procurando margot e não a vejo. Viro olhando na direção do Jared, que olha para mim sério e caminha até seu carro. Viro olhando para o restante que vinha e vejo Maite sem a margot.

Olhando para ela sozinha, encerro meus olhos por não tá vendo elas juntas. Maite aproximava toda charmosa em minha direção e fiquei olhando para ela, quando mudou de direção, olhei para ela não entendendo nada e aproximou de seu carro.

ㅡ Está mulher, é foda! ㅡ Falo com sorriso balançando a cabeça.

Afasto da picape e do uma corridinha até seu carro. A conhecendo tenho certeza que ia me deixar aqui e preciso saber de margot.

Aproximo ficando atrás do carro dela, quando deu a re e vinha para cima, coloco a mão sobre a traseira.

ㅡ Vai me atropelar mesmo? ㅡ Pergunto com ela virada em minha direção.

ㅡ Senão sair serei obrigada, atropelar. Mas coitado do meu carro né! Amassar. ㅡ Fala debochada.

ㅡ Você não liga para mim e sim para seu carro? ㅡ Pergunto com sorriso de canto.

ㅡ Não tenha dúvida, agora saia daí. ㅡ Ela fala toda convencida e vira para frente, me olha pelo retrovisor.

Pulo entrando dentro do carro dela e ela vira ficando séria, ficamos frente a frente um com o outro. trocamos olhares.

ㅡ Desce do meu carro, que eu saiba não convidei entrar. ㅡ Sussurra com nossos lábios quase colando.

ㅡ Desde de quando entro com convide, gata. ㅡ Sussurro.

Está mulher parece ima me puxa para ela de um jeito, não tenho controle e seguro ela no pescoço.

ㅡ Tem certeza que não vai convidar? ㅡ Pergunto olhando para ela esperando o beijo de olhos fechado.

ㅡ Não, quero que desça. ㅡ Sussurra.

Abri um sorriso de canto por sua audácia.

A vontade em beijá-la era grande, ao seu lado me deixava excitado. Já não aguentando a tentação colei nosso beijo, com um beijão daqueles bem feroz.

Enrolo meu dedo entre seu cabelo e trago para um beijo um pouco mais intenso.

Paro o beijo para recuperar o fôlego e ficamos trocando olhares.

ㅡ Aí! Sabe aonde tá margot? ㅡ Pergunto, ela vira os olhos.

ㅡ A namorada é sua, você devia saber aonde ela tá. ㅡ Ela fala se afastando ficando de costa para mim.

Levanto pulando para o banco da frente.

ㅡ Se eu soubesse, não estaria te perguntando. ㅡ Digo, ela vira me olhando séria.

ㅡ Então querido, vai ficar sem saber. Não sou pombo correio para dar mensagem. ㅡ Fala ríspida.

ㅡ Não fala assim, comigo. ㅡ Falo a encarando.

ㅡ Falo como quiser. ㅡ Fala séria.

ㅡ Olha o que tá fazendo. ㅡ Falei baixando rápido a cabeça mostrando meu pau.

Quando ela abaixou olhando para ele excitado como o clima, ela abre um sorriso de canto.

Ela ajeita no carro vindo para mais perto com sorriso de canto e põe uma mão em meu peito, vai descendo bem provocante e solto um gemido olhando para ela com sorriso de canto.

ㅡ Ficou excitado, hum! ㅡ Fala maliciosa e aproximando de mim.

ㅡ Você me deixou. ㅡ Digo com sorriso de canto.

Ela aproxima bem lentamente de mim e tira a mão quase perto do meu pau. Fica bem rente ao meu lábio e trocamos olhares.

ㅡ Saia do meu carro. ㅡ Disse abrindo a porta.

ㅡ Olha o que fez! ㅡ Choramingo.

ㅡ E eu com isso não mandei ser tarado. ㅡ Fala e do um sorriso.

ㅡ Você tá me provocando, não é?

ㅡ Não sei de nada. ㅡ Fala com sorriso de canto.

ㅡ Safadinha ㅡ falei segurando forte em sua nuca e trago quase colando novamente. ㅡ Eu sei que ㅡ coloco a mão sobre sua coxa, deslizo. ㅡ Está excitada por mim também.

Ela fechou os olhos enquanto deslizava a mão em sua coxa, entrando um pouco dentro da sua saia.

ㅡ Shannon ㅡ solta gemido.

ㅡ Mas tá bom, vou indo. ㅡ Falo afastando saindo do carro.

ㅡ Ei ㅡ ela chama séria.

ㅡ Não sou bicho, tenho nome. ㅡ Digo, ela dá risada balançando a cabeça.

ㅡ Até mais, cachorrão. ㅡ Fala dando partida. Manda beijo.

Ela dá ré e sai com o carro e fico olhando para ela indo.

ㅡ Está mulher me deixa louco, tô gostando desse jeito dela. ㅡ Sussurro olhando ela saindo do meu campo de visão.

Caminho até a picape e pego o celular no bolso, ligo para Margot saber aonde ela está...


Notas Finais


E aí oq acharam? Estes casais tão que tão kkkkkk me fala oq achou do capítulo?

até o próximo capítulo 😊😘💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...