1. Spirit Fanfics >
  2. Meu robô Park Jimin - Jikook >
  3. Capítulo 3

História Meu robô Park Jimin - Jikook - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura 🍒

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Meu robô Park Jimin - Jikook - Capítulo 3 - Capítulo 3

Jimin levou Jungkook para seu quarto, o deitando com cuidado na cama e logo se sentando ao seu lado.

O moreno estava ofegante, de olhos fechados. O mesmo suava frio e tinha uma expressão de dor estampada em seu rosto.

- Você está com a respiração acelerada. - Jimin disse, levando uma de suas mãos a testa do Jeon. - Sua temperatura está 39.7. É uma gripe.

- Não brinca...

- Hum...vou pegar uma bacia com água. - se levantou saindo do quarto e logo voltou com uma bacia e uma toalha em mãos.

- Não precisa disso tudo, Jimin. Eu só preciso descansar... - Jungkook murmurou ao que o loiro se aproximou de si. 

- Se não resolver o problema agora, se tornará algo maior futuramente. E isso é um incomodo, tanto pra você quanto pra mim.

Jimin se deu por vencido e quando já iria colocar sua mão dentro da água, Jungkook segurou seu pulso.

- O que foi?

- Você não pode enfiar sua mão na água Jimin. Isso é meio que óbvio, não acha?

- Eu sou a prova de água. E se eu tivesse que parar de funcionar para poder te ver bem, eu o faria sem nenhum problema. -  explicou, se soltando e molhando a toalha na água. Logo a torseu e a dobrou, colocando a mesma sobre a testa de Jungkook.

- E por que você iria fazer isso? Pra que parar de funcionar apenas pra me ver melhor? - perguntou e Park tombou a cabeça para o lado.

- Você me ajudou, sendo assim eu te pertenço. E é isso que eu devo fazer, ajudar e cuidar do meu mestre.

- Para com isso! Essa é a única coisa que você diz pra mim! - esbravejou. - Que saco!

- O que você quer que eu diga então? Posso falar mais de quinhentas milhões de frases em vários idiomas. Tem alguma preferência?

Jungkook respirou fundo, olhando nos olhos do loiro. - Desculpa, eu não queria ter falado assim com você. - pediu.

- Você não deve me pedir desculpas. Estou aqui para te servir, e se quiser, também posso te escutar. - respondeu. 

- Eu não quero que você me sirva, Jimin-ssi... - abaixou seu tom de voz, fechando seus olhos.

- Você está mudando meu nome? Se é assim, preciso salvar em meus arquivos...

- Não, eu não estou mudando. Isso é...bom...um apelido, entendeu? - explicou. 

- Procurando por apelido no dicionário online... - falou se afastando um pouco de Jeon. - Designação especial de alguém ou alguma coisa. Isso significa que sou especial, Jungkook?

- Ah, bom... - pensou um pouco. - Acho que sim, afinal, somos amigos, não é?

- Sendo assim, você também é especial. Posso te dar um apelido também? - pediu.

- Erg, não sei não...as pessoas não costumam me dar apelidos. - Jimin fez uma expressão cabisbaixa e o moreno não aguentou ver isso. - Realmente ficou chateado?

- Estou te convencendo assim? - perguntou esperançoso, fazendo Jungkook rir baixo. - Por favor...

- Você não é um robô normal...Tudo bem, eu deixo você me dar um apelido, só se você me prometer que não vai mais me servir, entendeu? 

- Tá bom.

- E então? Qual apelido você vai me dar, hm? - perguntou dando um sorriso, tentando se sentar na cama, tendo um pouco de dificuldade.

- Não faça muito esforço, Kookie. - se aproximou, ajuda do Jeon a se sentar.

- Kookie?

- Sim, Kookie. Esse será seu apelido. - Jimin sorriu. - Por que? Quer que eu mude?

Jeon sorriu, olhando nos olhos do outro e negando. - Não, eu gostei.

- Que bom. Eu vou buscar um analgésico pra você tomar. Tem que tomar de doze em doze horas, tá bom? - se levantou indo até a porta.

- Ok.

Jimin saiu do quarto e desceu até a cozinha, abrindo os armários a procura da caixinha de remédios. Assim que a achou, já iria começar a subir as escadas, mas parou ao que a campainha tocou.

- Kookie está esperando alguém? - murmurou, tombando a cabeça para o lado. Se aproximou da porta e a abriu, dando de cara com  Namjoon, Yoongi, Taehyung, Jin, Hoseok e Yeri.

- Ah, licença. - Taehyung começou, fitando os olhos escuros do loiro. - Onde está o Jungkook?

- O Kookie está descansando em seu quarto. - respondeu calmo, olhando para os outros. 

- Podemos entrar? - Namjoon perguntou.

- Claro que podem. - Jungkook apareceu, descendo as escadas com um pouco de dificuldade.

Jimin se afastou da porta, indo até o moreno e segurando seu braço, lhe ajudando a descer.

- Eu te falei para não fazer esforço. - sussurrou.

- Estou bem. - sorriu. - O que estão fazendo aqui a essa hora?

- B-Bom... - Yeri disse. - Percebemos que você não estava bem, então resolvemos fazer uma visita.

- É. Mas a gente não pensou que você ainda estaria com visitas em casa. - Yoongi disse cruzando os braços. - Esse é seu primo?

- Primo? - Jimin  perguntou confuso, olhando para Jungkook. - Eu pertenç-

- Sim! Meu primo. - Jeon falou quase engasgando, interrompendo Park. - Esse é o Jimin, meu primo.

- Hum...e então, o que você tem? - Jin perguntou. - Já está melhor?

- É só uma gripe, peguei chuva ontem. - explicou. - Mas eu já estou melhor, o Jimin me ajudou. Eu estava bem pior hoje cedo.

- Você...podia ter contado. - Yeri murmurou. - Iríamos ter vindo cuidar de você.

- Não achei necessário. - deu de ombros. - Eu estou bem agora, não tô? Eu está tudo bem.

- C-Certo...

[...]

Algumas horas depois e todos foram embora. Jungkook já não estava aguentando mais ficar conversando, seu corpo pesava assim como seus olhos. 

- Eu tô cansado. - murmurou se levantando do sofá, observando Jimin pegar mais um analgésico dentro da caixinha de remédios. - Já está na hora de tomar?

- Não, este aqui é outro. Para melhorar sua febre. - o loiro se aproximou de Jeon com um copo de água em mãos e o analgésico.

- Entendi...  pegou o comprimido e o copo de água. Tomou e colocou o copo em cima do balcão.

- Kookie... - lhe chamou baixo e o morwno lhe olhou. - Estou descarregando...

- Ah, sim. Vamos subir, eu te coloco para carregar lá em cima.

...

Já estava tarde e, mesmo carregando, Jimin estava ligado. O mesmo havia se ativado por conta própria, o que era estranho. O loiro não tirava os olhos nem por um minuto de Jungkook, este que dormia tranquilamente.

E assim se seguiram por longos minutos...

Jomin se levantou e saiu do quarto, indo para o lado de fora da casa. Sua mente estava nublada, o mesmo fazia várias pesquisas naquele momento, tentando solucionar o seu problema.

- No que tanto você pensa, Jimin? - um homem apareceu, se sentando ao lado do moreno.

- Fazendo escaneação facial. - lhe olhou. - Não encontro nada em meus arquivos. Quem é você?

- Sou a pessoa que te trouxe de volta. - sorriu. - Não importa o meu nome. Quero só saber o que você tanto pensa.

- Eu sou um Android avançado, não penso apenas faço o que Kookie me pede para fazer. - respondeu simples.

- Certo, irei refazer a pergunta: O que você tanto pesquisa? Tenho certeza que você estava pesquisando alguma coisa.

- Pesquisando sobre o coração artificial.

- E por que você estava pesquisando sobre isso? - perguntou curioso e Jimin voltou a olhar para frente.

- Eu quero aprender sobre as emoções. Só assim irei aprender sobre os humanos e sobre o Kookie. - respondeu enfim.

- Humm...eu poderia te ajudar com isso. - o loiro se virou, pondo-se a olhar para a figura alta ao seu lado.

- Como?

- Eu poderia te dar um coração artificial. É isso que você realmente quer não é mesmo? - sugeriu observando Jimin tombar a cabeça para o lado. - Eu só preciso que você me ajude com uma coisa.

- Se eu fizer, você irá me dar um coração? - perguntou e o homem assentiu. - O que eu tenho que fazer?

[...]

Foram longas três semanas convivendo juntos. Jimin tentava estudar o máximo que conseguia sobre as emoções, queria entender, precisava. Enquanto isso, Jungkook se apegava cada vez mais ao loiro, mesmo as vezes não percebendo.

Hoje era sábado, estava chovendo e Jeon havia acabado de chegar em casa. O mesmo tinha ido no supermercado. Assim que entrou, pode ver Jimin sentado no sofá.T


 - Cheguei. - murmurou tirando seus sapatos na entrada. 

- Seja bem vindo, Kookie. -  sorriu. 

Jungkook não pode evitar não sorrir ao ver Jimin se levantar do sofá e ir até si. É...realmente estava gostando de um robô. Isso era loucura. Nunca gostou nem de um ser humano, quem diria de um Android? Precisava conversar sobre isso com alguém.

- Você comprou tudo? - Park perguntou olhando nos olhos escuros.

- Sim. - desviou o olhar, o levando até a televisão. - O que estava assistindo?

- Ah, Divertidamente. - contou sorridente se afastando e se sentando no sofá.

- Humm...é um bom desenho. Espere aqui que eu vou trocar de roupa.

- Tá bom.

Jeon deixou as sacolas em cima do balcão e subiu para seu quarto, fechando a porta e a trancando. Tirou seu celular do bolso e desbloqueou a tela, entrando no aplicativo de ligações.

Procurou pelo contato até que o achou, o discando em seguida.

"Hoseok"

Hoseok: Alô?

Jungkook: Hoseok, eu preciso falar você.

Hoseok: Jungkook, você já está falando comigo. Fale sobre o assunto, resumindo, que merda você fez dessa vez?

Jungkook: Eu preciso da sua opinião pra poder...bom...ajudar um amigo.

Hoseok: Quê? Que amigo? 

Jungkook: Você não conhece. Aish, para de fazer perguntas.

Hoseok: Certo, me explica o que está acontecendo. Aí eu vou fingir que você não está falando de si mesmo.

Jungkook: É assim. Meu amigo nunca gostou de ninguém, ninguém mesmo. Ele é igual a mim. Só que ai, do nada, ele comprou um Android avançado. 

Hoseok: Humm...certo, entendi.

Jungkook:  Então...seria errado se ele começasse a gostar desse Android?

Hoseok: Calma, é um Android mesmo? Um robô, é isso? 

Jungkook: Sim.

Hoseok: Bom, erg...como, como que é esse robô? Você sabe me dizer?

Jungkook: Ele...ele é fofo, sorridente e...gosta muito de ser prestativo. Mas as vezes ele é meio perdido.

Jungkook sorriu, sentindo seu coração começar a bater forte.

Hoseok: Naruto, com certeza ele gosta do robô. Depois desta descrição, só um idiota não iria perceber. 

Hoseok respirou fundo.

Jungkook: Sério mesmo? Então, meu amigo realmente gosta do robô dele? 

Hoseok: Sim.

Jungkook: Mas, Hobi, isso não é estranho?

Hoseok: É, mas fazer o que, né? Cada um tem os seus gostos. Se seu amigo gosta dele e o Android está de acordo com isso, acho que não tem problema não.

Jungkook: Ainda bem...- soltou em um suspiro, colocando a mão no peito.

Hoseok: Quê?

Jungkook: Não é nada. Obrigado.

Jungkook desligou o telefone.

Depois de trocar de roupa, Jeom desceu para a cozinha, encontrando Jimin sentado no sofá abraçando uma almofada. O mesmo ainda assistia ao desenho.

- É uma pena que você não possa comer, Jimin-ssi. - disse chamando a atenção do loiro, este que pausou o desenho. - Queria que você comesse comigo.

- Eu posso tentar fazer isso.

- O que? Você pode comer? -  arregalou os olhos surpreso, mas um biquinho aparecer em seus lábios quando Park negou.

- Eu não tenho um sistema digestivo, Kookie. Já te disse isso uma vez. Mas posso colocar todo o alimento na minha boca e depois posso cuspir.

- Ah, deixa pra lá. É melhor você não comer. - negou e Jimin deu de ombros.

- Como quiser.

[...]

Após terminarem de comer, ou melhor, depois de terminar de comer, Jungkook e Jimin resolveram assistir a um filme. Mas o moreno já não estava aguentando mais. Jimin só queria ver Divertidamente.

- Jimin-ssi, pelo amor do santo Deus, vamos ver outra coisa. Isso já está ficando chato. - pediu, juntando as mãos.

- Mas, Kookie, você disse que era um bom desenho. Então porque você não quer mais ver comigo? - se olharam e Jimin fez uma expressão cabisbaixa.

- É porque já está chato. Desenhos cansam.

- O que você quer assistir então? - o loiro virou seu corpo completamente para o lado e Jungkook fez o mesmo. Ficaram de frente uma para o outro, de pernas cruzadas sobe o sofá.

- Eu quero conversar com você. - falou baixo olha do nos olhos escuros. 

- Humm, ok. Sobre o que você quer conversar?

- Sobre...erg...me deixa supor algo. - Jimin assentiu. - Se, bom...se eu dissesse que gosto de você, o que você faria, Sasu?

- Defina gostar.

- Você sabe, tipo...sentimentos.

- Defina sentimentos.

- Tipo quando sentimos dor, por exemplo.

- Defina dor.

- Tudo bem, escuta. Eu vou demostrar. Jimin-ssi, descreva isso. - Jungkook beliscou seu braço. - Como está se sentindo?

- Ah, estou me sentindo normal.

- É, isso mesmo. Mas você pode ser mais precisa? Descreva pra mim.

- Eu sinto...eu sinto isso. - deu um puxão de orelha em Jeon, este que arregalou os olhos e se afastou.

- Porra, Jimin. Era só pra você descrever, não fazer em mim também. - murmurou. 

- Desvumpa. Procurando por gostar no dicionário...Gostar é sentir-se bem ao lado de alguém, é ter amizade, ter afeição, ter afinidade por uma determinada pessoa. É estimar a si próprio. -  tombou a cabeça para o lado. - Você sente isso por mim?

- A-Ah, bom...acho que sim. - murmurou. - E eu quero saber o que você acha disso. Seria errado eu gostar de você? Você também seis capaz de gostar de mim?

- Não posso responder a essa pergunta. Eu sou humano, embora sei fazer muita coisa, não entendo nada sobre as emoções e não posso dizer como me sinto, Kookie.

- Entendo... - Jungkook sorriu triste, abaixando a cabeça. - Já era de se esperar.

- Verificando expressões...você está chateado comigo? - perguntou se aproximando um pouco mais, vendo o moreno negar.

- Claro que não. Você não fez nada de errado. Eu quem sou um Idiota mesmo.

E então, Jimin fez algo inesperado. Se aproximou e deixou um selar na testa de Jungkook, lhe abraçando em seguida. O moreno arregalou os olhos, sem saber muito bem o que fazer.

- O que está fazendo? - perguntou baixinho, sentindo um cafuné ser feito em seus cabelos.

- Eu li em um dos seus livros que, quando uma pessoa está triste ou chateada, devemos dar carinho até que ela se sinta feliz. - explicou calmo. - Está funcionando, Kookie? Você está mais feliz agora?

Jeon riu nasalmente, abraçando Paek de volta e o puxando para mais perto.

- Sim, estou mais feliz.

Continua...💙


Notas Finais


Ah, espero que estejam gostando!
Já me vu 💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...