1. Spirit Fanfics >
  2. Meu robô Park Jimin - Jikook >
  3. Capítulo 4

História Meu robô Park Jimin - Jikook - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Um capítulo curtinho, porém feito com amor😊
Aviso: Esse é um capítulo original, porém peguei e coloquei na minha outra Fanfic, ok?

Boa leitura 🍒

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Meu robô Park Jimin - Jikook - Capítulo 4 - Capítulo 4

Hoje era domingo e, para aproveitar o último dia em casa, Jungkook queria sair. E o mesmo já tinha planejado tudo.

- Jimin, vamos sair hoje. - falou em fim, procurando por seu moleton preto no guarda-roupa. 

- Mas você disse que eu não podia sair de casa. 

- Isso foi quando eu ainda não tinha resolvido algumas coisas. Agora que resolvi, podemos sair. - sorriu, finalmente achando seu moleton e o vestindo. 

- Aonde vamos, Kookie? - perguntou curioso, se sentando na cama. 

- Irei te mostrar a maravilha do ano de 3032. - estendeu a mão para que Jimin a segurasse, e assim ele fez. - Vamos.

Park sorriu e assentiu, se "sentindo" animado. Jeon foi contagiado pelo sorriso do moreno, e isso lhe fez suspirar baixinho.

Isso era loucura.

Saíram de casa e trancaram a porta. - E então? - o loiro perguntou, olhando em volta para ver se havia algum ponto turístico por ali. Porém era um bairro movimentando e destinado a lojas de video games, restaurantes e moradias.

- É segredo. - respondeu sorridente.

Os dois caminhavam calmamente pelas ruas movimentadas. Conversavam sobre coisas aleatórias e riam atoa. De repente, começaram a subir um morro alto, e Jimin passou aqueles minutos seguintes curioso como nunca antes, seguindo Jeon.

- Cuidado pra você não escorregar. - Jungkook advertiu, e Jimin só entendeu o que o moreno quis dizer assim que chegaram na metade do morro. Era um gramado não aparado, alguns minutos depois, árvores começaram a aparecer junto a flores e, quando chegaram no topo do morro. Jimin ficou impressionado.

Dali de cima podia se ver a cidade inteira.

- Kookie... - murmurou, olhando para todo o local.

Jeon observou a reação do outro e sorriu satisfeito. O morwno estava se sentindo incrível por poder proporcionar um passeio como àquele para Jimin.

O mesmo se sentou na grama e fez um sinal para que o loieo fizesse o mesmo, e assim ele fez, se sentando ao seu lado. Era uma visão incrível. Uma variedade incrível de arranha céus, casas e edifícios, uma mistura de cores que Jimin nunca havia visto antes.

- Nem com meu zoom eu consigo ver as pessoas direito. - Park disse ao perceber que ele não conseguia enxergar nenhum carro ou ser humano da altura que estavam. - Como descobriu esse lugar, Naru?

- Meu pai que me mostrou. - sorriu triste, olhando para a cidade em frente a eles. - Ele adorava me mostrar pontos desconhecidos da cidade quando tinha tempo.

- Onde estão seus pais agora? Eles não moram com você?

- Meus pais morreram. - respondeu, engolindo em seco ao se lembrar. - Isso foi a muito tempo, eu morava em outra cidade. Um dos robôs do meu pai perdeu o controle e acabou matando quase todos. Minha mãe, tentando proteger meu pai e a mim, entrou na frente e acabou que os dois se foram. Eu fui um dos poucos sobreviventes e depois disso eu dei um jeito de vir pra cá. Eu tinha apenas doze anos.

Jimin nada disse, apenas continuou ouvido o moreno. O mesmo parecia querer contar, nunca havia dito sobre seus pais a ninguém. E estar falando isso com tanta facilidade lhe deixou meio estranho.

- De primeiro em só comia miojo, e nem sempre ficava bom. - riu baixo. - Mas aí depois de uma vinte e sete tentativas eu consegui aprender. Eu acho que a pior parte e a mais difícil foi me barbear. Eu nunca me machuquei tanto. Eu não tinha nenhum parente, então tive que aprender a me virar sozinho. 

Jungkook fechou os olhos e Park se aproximou de si, ficando bem perto e levando uma de suas mãos até os fios escuros, fazendo carinho ali.

- Apesar de tudo que passou, você cresceu muito bem, Kookie...

Jeon sentiu seu coração acelerar freneticamente quando aquela frase piscou em sua mente. Aquilo era amor, então? Sentir que precisa a de Jimin por perto, gostar dos mais míseros toques, gostar de ser elogiado e...gostar das mais simples, mas significantes palavras do mesmo?

- Você deve ter passado por muita coisa. Se eu tivesse sido ativado antes, eu teria cuidado de você. - murmurou, olhando para frente. - Mas acho que você precisava passar por isso pra ser a pessoa que você é hoje. Você cresceu, Kookie.

O moreno suspirou baixinho, apoiando sua cabeça no ombro de Jimin , enquanto ainda recebia carinho nos cabelos.

- É...eu definitivamente amo você. - murmurou fechando os olhos. - Isso é muito idiota e é uma loucura...Nunca gostei nem de uma pessoa de verdade, agora amo um robo...

- Não encontro nada no meu banco de dados, desculpa. - pediu baixo. - Mas, se você me ama, irei fazer de tudo para compreender as emoções humanas e assim eu vou te amar também, Kookie. Eu prometo pra você.

Jungkook se afastou minimamente apenas para fitar os olhos escuros, fazendo uma expressão de alívio ao que Jimin sorriu. 

- Só...espera mais um pouco, tá bom? 

Jungkook fez menção de segurar o pulso do moreno, totalmente perdido por causa de seus pensamentos e puxou Jimin para mais perto. A aproximidade que eles estavam foi imediatamente notada por Park, este que tombou a cabeça para o lado.

- Identificando ação...nada encontrado. O que está fazendo? - murmurou.

Jimin estava se sentindo estranho. Mesmo não demostrando, estava se sentindo quente, muito quente. Seus circuitos estavam pifando? Sua bateria estava prestes a explodir, era isso? O que estava acontecendo?

- Cala a boca, Jimin. - revirou os olhos. - Não estraga o pequeno clima que a gente está tendo.

- A temperatura está 38°C. - falou baixinho, vendo o moreno se aproximar de si, ficando a poucos milímetros de distância. - Está muito quente?

Jeon riu baixo. - Sim, está muito quente. Jimin, você...consegue pesquisar agora o que significa beijo?

- Sim. Procurando no dicionário...Ação ou efeito de tocar os lábios, pressionando-os levemente, em pessoa, animal ou coisa, demonstrando carinho, amor, respeito.

- Exato. O que você acha disso? 

O olhar de Jimin caiu para a boca de Jungkook. O olhar de Jeon fez o mesmo. 

Ah, a boca de Jimin. Embora fosse apenas uma borracha, era bonita e Jungkook se sentia completamente perdido ao lhe olhar. Ele nunca sentiu aquilo com mais ninguém. Ele não queria sentir aquilo com mais ninguém.

Jungkook queria beijar Jimin.

- Eu quero te beijar. 

 Surpreendentemente, foi Jimin quem disse aquilo. Jeon arfou, sendo pego totalmente de surpresa pela firmeza nas palavras do loiro. 

- Podemos tentar, Kookie? Eu quero dar um beijo em você. - pediu. - Você também quer?

- Você não tem noção. -  respondeu.

Aproximaram os rostos, mas deu tempo para que o tal beijo que queriam dar acontecesse. Foi apenas um selar, pois assim que o loiro ia aprofundar, seu celular começou a tocar.

O mesmo bufou, se afastando um pouco do moreno, tirando seu celular do bolso e vendo o nome na tela.

"Namjoon"

Jungkook: Alô, Namjoon?

Namjoon: Cara, por que você não olha as mensagens? Eu já devo ter te enviado umas vinte.

Jungkook: Gomen, eu estava ocupado com algo muito importante que você fez menção de atrapalhar.

Namjoon: Isso não importa. Queríamos saber se você quer sair com a gente. Vamos ir ao cinema hoje a noite. Topa?

Jungkook: Ah, não sei não. Meu primo ainda está na minha casa, não posso deixar ele sozinho.

Namjoon: Já sabíamos que você iria dizer isso, então decidimos que você pode levar o Jimin.

O moreno bufou, olhando para Jimin que estava distraído brincando com uma flor.

Jungkook: Ok, ok. Que horas?

Namjoon: As oito em ponto do shopping.

Jungkook: Tá bom, tchau.

E então desligou o telefone.

- Jimin-ssi, vamos indo. - falou se levantando, sendo seguido por Jimin.

- Tá bom.

Continua...💙


Notas Finais


Já me vu 💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...