1. Spirit Fanfics >
  2. Meu ruivinho marrento - imagine Pain >
  3. Êxtase

História Meu ruivinho marrento - imagine Pain - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!🥰



_satwrnx_ ♡

Capítulo 25 - Êxtase


Fanfic / Fanfiction Meu ruivinho marrento - imagine Pain - Capítulo 25 - Êxtase


Abro meus olhos e estico meu braço na cama, Pain não estava lá, então decido ir tomar um banho. Eu estava melhorando então não precisava mais de ajuda.

Separo uma roupa leve e confortável, minhas peças íntimas, minha toalha e levo tudo para o banheiro.

Escovo meus dentes e após terminar tiro minha roupa e entro no box, abro o registro e começo a tomar o meu banho com a água bem morninha.



( ... )


Depois de terminar meu banho me seco, passo um pouco do meu hidratante por todo corpo, que aliás eu senti falta do cheirinho dele. Me visto e saio do cômodo.

Vou até a porta perdurar minha toaha, já que o ganchinho para pendurar as coisas ficava alí. Ao chegar perto ouço algumas vozes conversando

- Mas oque nós vamos fazer? - ouço a voz da Konan

- O Orochimaru ainda estava querendo destruir a folha.. - ouço a voz do Zetsu em seguida

- Não podemos fazer nada, isso já não é da nossa conta. - também escuto a voz de Pain

- Ele está certo. - ouço Itachi dizer

Balanço minha cabeça para afastar qualquer pensamento, infelizente isso era verdade.. por mais que eu ame todos naquela vila nós não podíamos nos meter, a folha é formada por ninjas de alta patente e saberiam se virar caso algo acontecesse..

Suspiro e abro a porta do quarto, vejo que Pain estava em pé e apoiando sua mão no sofá, onde abaixo estava sentada a Konan também o Zetsu, que estava do lado. O restante do pessoal estava tomando café na mesa.

Ando até Pain que estava virado e sem ter percebido minha presença e envolvo meus braços em sua cintura o abraçando

- Bom dia! - assim que eu falo o mesmo se vira e me dá um selinho

- Bom dia, você está melhor? - ele me pergunta com um semblante um pouco preocupado enquanto coloca uma mecha do meu cabelo para atrás da minha orelha

- Uhum - murmuro como resposta

- Está bem, então vai tomar seu café antes que não sobre nada. - ele diz e eu rio fraco e vou até até a mesa, me sento e começo a tomar café

- Bom dia gente! - digo para os membros

- Bom dia!- logo sou respondida e volto a tomar meu café


( ... )



Eu estava saindo da mesa já que o Deidara quase jogou uma c2 em mim por eu não querer deixar ele lavar o que eu sujei, eu disse que não precisava mas eu acabei desistindo de faze-lo mudar de idéia.

Caminho até a sala e me sento ao lado do Hidan, do outro lado estava a Konan.

- Senti tanta saudades de vocês.. - falo para os dois que sorriram pelo meu comentário

- Eu vou chorar s/n, para com isso.. - Konan finge estar limpando algumas lágrimas e eu rio pela sua ação, logo Hidan puxa nós duas para um abraço.

Depois de alguns segundos vejo Pain chegar na sala novamente com os outros membros, ele me chama para eu ir me sentar junto com ele e assim eu faço.

Ficamos falando algumas coisas aleatórias até que me lembro de algo que eu ainda queria saber

- Pain

- Hm? - ele murmura em resposta

- Oque é a surpresa que você disse que ia me dar? - digo curiosa e o mesmo suspira e mexe em alguns fios de seu cabelo

- Você ainda quer saber? - ele leva sua mão até meus fios e começa a acarinha-los

- Sim, eu ainda estou curiosa..

- Certo, então você deve estar arrumada as dez e meia, pode ser como você achar melhor. - ele diz e eu o olho mais curiosa ainda

- Hm.. está bem.

Ficamos conversando coisas aleatórias até que eu falo para o Pain que iria voltar para onde estava o Hidan e a Konan, o mesmo concorda e eu volto para onde eu estava sentada a alguns minutos atrás.

- Konann preciso falar com você!! - me estico na frente do Hidan para poder ver ela enquanto falo

- Oque foi? Você está com problemas? - ela se estica também e diz para mim, com a voz preocupada.

- Eu ainda tô aqui sabiam? - Hidan diz e nós bufamos, mostro a língua pra ele e pego na não da Konan

- Vou roubar ela de você um pouquinho - digo para o platinado que me olhou com um bico nos lábios

Fui para a cozinha com a Konan e explico para ela sobre a supresa que Pain iria me fazer.

- Hm, eu meio que já sei um pouquinho.. - ela diz e cruza os braços, em seguida ela parece pensativa mas logo parece ter tido uma idéia

- Você e eu vamos fazer um Spa day! - ela diz animada e dá alguns pulinhos, a Konan ficava muito enérgica quando tinha essas idéias dela

- Hm, parece ser uma boa.. - digo e sorrio animada, eu poderia botar o papo em dia com a minha amiga que eu não conservo direito a séculos..

- Vem, vamos pegar suas coisas e vamos lá pro meu quarto! - dessa vez Konan que pega minha mão e praticamente me arrasta para o meu quarto e do Pain

Já no quarto eu encosto a porta e vou até o guarda-roupa, fico parada de frente a ele um pouco pensativa sobre o que iria usar hoje.. até que vejo um macacão marrom clarinho, e decido que vou usar ele. Separo minha roupa íntima e as coloco enroladas dentro do macacão.

Konan me ajuda pegando a minha toalha, creme e todas essas coisas, nós duas saímos do quarto e eu fecho a porta. Os membros ainda estavam conversando sobre alguma coisa qualquer que eu não consegui escutar.

Subimos as escadas e entramos no quarto, eu coloco minhas coisas em cima da cama.

- Vamos cuidar da nossa pele primeiro, vem! - Konan diz e me puxa para o banheiro


( ... )



Depois de uma tarde inteira com a Konan, depois de limpar a pele, tomar banho e outras coisas, ela disse que ia descer para a sala. Eu apenas concordei e fui começar a me vestir.

Passo um pouco do meu hidratante e uma pequena quantidade de perfume, penteio meu cabelo e visto meu macacão.. calço a sapatilha que Konan me emprestou antes de sair e me olho no espelho.. eu havia gostado do resultado, era bonito, casual e confortável.

Acabo me dando conta de que estava muito silêncioso lá embaixo, estranho e resolvo sair do quarto, fecho a porta e desço as escadas e assim que chego no andar de baixo vejo Pain sentado de cabeça baixa no sofá. Chego mais perto e percebendo minha presença ele logo se levanta.
Ele estava com um jeans escuro e uma camisa social branca, também casual.. eu não canso de admirar o quão lindo esse homem é

- Que gatinho - digo e o mesmo me lança um breve sorriso e me dá um selinho

- Hm.. obrigado? - ele fala e ri fraco pelo comentário após terminarmos

- Você está linda.. - ele afaga sua mão em meu cabelo e eu sorrio como resposta

- Onde estão os outros? - pergunto a ele

- Mandei eles sairem por hoje.

- Hm.. - murmuro em resposta e viro para a cozinha, vejo que a mesa estava arrumada com uma linda toalha de renda branca e um grande vaso de flores no meio. A luz da cozinha estava um pouco escura e acabei notando que tinha pequenas velas na mesa, conseguia sentir um doce aroma de flores.. havia dois pratos e duas taças.. estava tudo lindo, simplesmente incrível!

- Você.. fez tudo isso? - digo ainda surpesa por todos os detalhes que vi a pouco, sinto o mesmo me abraçar por trás e encaixar seu rosto em meu ombro

- A maior parte, quer dizer.. Eu pedi ao Itachi para preparar algo para nós comermos já que eu não sou tão bom com comida. - ao terminar de dizer acabo rindo fraco

Pain segura minha mão e me leva até a mesa

- Por favor.. - ele puxa a cadeira e eu coloco a mão no peito fazendo um sinal de agradecimento, me sento e ele se levanta indo até a cozinha, em segundos ele volta com uma travessa e a coloca na mesa.

- Hmm que cheirinho bom.. - digo e vejo que era lasanha a bolonhesa, estendo meu prato e dou ao ruivo que coloca um pedaço para mim.

- Não sabia o que pedir para o Itachi fazer até que lembrei de quando estávamos na ilha e ele tinha feito essa lasanha, pelo visto você foi a que mais gostou, já que eu peguei você comendo o resto da metade de madrugada. - ele diz enquanto coloca um pedaço em seu prato, fico indignada

- Você viu? - pergunto meio sem graça e ele acente com a cabeça olhando o meu rosto, logo o mesmo se senta ao meu lado.

- Eu queria fazer algo para você, esse é o nosso primeiro jantar como namorados. - ele ri baixo e esbarra devagar em meu ombro propositalmente, acabo sorrindo um pouco corada

- Sim.. - digo e começamos a comer


( ... )



Após terminamos fomos para a sala e nos sentamos no sofá, a luz estava apagada já que a mesa era do outro lado e a luz das velas iluminava um pouco

- Obrigado por isso, eu gostei muito.- digo enquanto estava com a cabeça apoiada em seu peito, sua cabeça estava deitada na minha e sua mão acariciava meus fios vagarosamente.

- Que bom que gostou, apesar você merecer mais que isso.. - ele diz e eu me viro para olha-lo

- Não precisa se preocupar com isso está bem? Foi especial, estar com você faz tudo ser especial.. - digo mas em seguida acabo ficando corada por me dar conta do que havia falado, eu apenas disse o que estava em minha mente e não percebi. Pain ajeita um fio de cabelo que estava em meu rosto o colocando atrás da minha orelha, o olho e sinto meu coração bater descontroladamente, essa era a resposta por estar tão perto assim do ruivo.

Nos aproximamos um do outro e demos início a um beijo doce e apaixonado, nossas línguas se encontraram e lutavam por espaço, quando eu ia colocar minha mão no rosto de Pain o mesmo a segura. Abro os olhos e vejo sua feição séria e preocupada

- Você ainda está ferida, é melho- Pain estava falando com um tom de preocupação mas eu acabo o interrompendo

- Eu já estou bem, ótima na verdade.. eu estou pronta para fazer isso, contanto que seja com você.. eu quero ser sua, Pain. - digo olhando em seu rosto, ele ainda estava me olhando com um semblante preocupado mas após alguns segundos ele soltou minha mão


( ps: Recomendo ler essa parte ouvindo Love is a bitch - Two feet . Por conta da melodia que se encaixa com o contexto ♡)



Ele me pegou em seus braços e caminhou até o quarto comigo em seu colo, sem tirar seus olhos de mim abriu a porta e me colocou com todo o cuidado na cama, tiro minha sandália a deixando no canto do chão.

O ruivo encostou a porta e soltou um suspiro pesado, logo ele veio novamente até mim, seguro sua mão o fazendo se sentar ao meu lado. Pain me deita com todo o cuidado do mundo e junta novamente nossos lábios, os estalos do nosso beijo era o único som presente no ambiente.

Solto um arfar e me sento novamente na cama, Pain olhava atentamente cada movimentado meu.

Um pouco corada me levanto ficando em em pé ao lado da cama e de frente para Pain, que estava sentado me fitando com seus olhos lilás.

Tiro meu macacão e acabo ficando apenas de peças íntimas, respiro pesado e o ruivo me estende sua mão, eu a seguro e me sento novamente na cama.

- Posso? - ele diz baixo enquanto foi para atrás de mim, sua mão estava no fecho do meu sutiã, e assim que eu assinto ele tira a peça a joga no final da cama, sinto seus lábios entrarem em contato com minha pele, Pain distribuía beijos em minha clavícula e eu fechei os olhos sentindo o quão boa era essa sensação

Ele vem para frente novamente ficando cara a cara comigo

- Você é tão linda.. - ele disse enquanto parecia gravar cada detalhe do meu corpo, fico vermelha e logo me deito vendo o mesmo me dar um selinho e depositar alguns beijos em meu pescoço, descendo, ele coloca meu seio direito na sua boca e fica brincando com o bico com a língua, o mesmo fazia movimentos circulares e eu acabo soltando um arfar enquanto segurava seus fios ruivos.

Começo a ouvir um som do lado de fora, havia começado a chover. Isso fez com que o ambiente se tornasse agradável

Ao parar, Pain se levanta novamente e eu levo minhas mãos até sua camisa, ele me olhava atentamente e seu olhar era tão profundo que me fazia ficar em completo êxtase.

Com sua ajuda tiro sua camisa e depois a jogo longe, seu peitoral estava exposto, e eu passo a mão no local onde estava sua tatuagem.

Ele me deita novamente e distribui uma trilha de beijos dos meus seios até minha barriga, até que sua mão dessa até o alça da minha calcinha, ele a tira e em seguido passa seu dedo gélido por minha intimidade e eu mordo meu lábio inferior, ao perceber, Pain começou a massagear meu clitóris e eu estava quase chegando ao ápice quando mordi meu lábio para reprimir possíveis gritos.

- A-agora.. por favor - digo a ele que para o que estava fazendo e me olha, eu não queria preliminares já que só de olha-lo meu corpo por si só já fervia em chamas

Pain tirou a calça seguida pela box e e eu vi que seu membro era rosado e com algumas veias a mostra, ele pega um preservativo e coloca, após isso o mesmo sobe para a cama e me olha pedindo permissão

- Se doer me fala, não quero te machucar e também não quero que se sinta desconfortável, prometo que vou ser cuidadoso.. - ele diz e eu assinto com a cabeça, sinto ele pincelar seu membro em minha intimidade e entrar em seguida, ele fica parado para eu me acostumar.

Seguro no braço de Pain, que me olha preocupado.

- D-daqui a pouco passa.. - digo a ele e após alguns segundos solto seu braço e digo para continuar

Eu estava deitada e Pain estava por cima, ele começou a estocar devagar para eu ir me acostumando, rebolo meu quadril e solto alguns gemidos manhosos, isso estava ficando muito bom

- P-pain - chamo por seu nome em um gemido manhoso arrastado, o mesmo não me respondeu, apenas fechou seus olhos e chegou perto do meu pescoço, começo a ouvir seus gemidos roucos e acabo ficando mais cheia de desejo do que antes, afago minha mão em seu cabelo enquanto continuo gemendo baixinho

- Espera - sussuro para o mesmo que morde o lábio e faz como eu pedi, digo ao mesmo para se sentar e escorar na cabeceira, agora que ele está sentado vou até ele e também me sento, coloco seu membro novamente em minha intimidade e fecho meus olhos, sinto Pain arrumar alguns fios que estavam grudados em meus rosto e abro meus olhos novamente.

Aquele foi o momento em que o mundo parecia ter parado, mesmo que fosse apenas na minha cabeça. Eu conseguia ouvir as gotas de chuva caírem, assim como as gotas de suor que caíam dos nossos corpos.. era um momento único.

Olho para o homem em minha frente, seu pescoço estava um pouco úmido pelo suor, que estava no mesmo estado que eu, o mais impressionante é que o clima com certeza estava frio, mas o calor dos nossos corpos nos faziam ficar nesse estado.

O mesmo abraça minha cintura e me puxa para mais perto, fazendo nossos corpos se encontrarem e meus seios ficarem colados em seu peitoral, coloco minha cabeça em seu ombro e ele faz o mesmo.

- A-ah - o ouço gemer um pouco alto e mordo o lóbulo de sua orelha, começo a mexer meu quadril e solto gemidos altos, já sentindo minha respiração ficar desregulada

- P-pain - chamo manhosa por seu nome

- H-hm? - o mesmo responde rouco

- M-mais rápido - digo e em seguida o mesmo acelera seus movimentos, eu continuo gemendo até que o ruivo tira seu rosto do meu ombro e fica me observando, colo nossos rostos e coloco meus braços em volta de seu pescoço, ficamos olhando no fundo dos olhos um do outro, até que sinto Pain atingir meu ponto G e fecho os olhos novamente mordendo meu lábio, ele cola nossos lábios e continuo com os movimentos rápidos, eu estava sentindo meu ápice prestes a chegar

- I-isso é tão bom - o mesmo fala rouco e eu rebolo mais meu quadril, mordo o lábio do ruivo e sinto o mesmo se desfazendo assim como eu, ambos chegamos juntos ao ápice

Pain suspira pesado e eu o abraço, ambos estávamos recuperando nosso fôlego.

- Você foi incrível - ele diz em pausas terminando de recuperar seu fôlego

- Você também.. foi incrível- digo em seu ouvido também terminando de recuperar meu fôlego


( ... )


Depois de tomarmos um banho juntos cheio de beijos apaixonados e carícias nós vamos para a cama e nos deitamos, Pain me puxa para ficar mais perto dele e nós ficamos nos beijando e rindo bobos pelo que havia acontecido a alguns minutos, até que depois de alguns minutos nós dormimos juntinhos e exaustos.



































Notas Finais


Oque acharam?

Ps: não sei se sou muito boa escrevendo hot, mas tentei kkk🥰💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...