História Meu segredinho - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Visualizações 17
Palavras 434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, LGBT, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Show


Fanfic / Fanfiction Meu segredinho - Capítulo 4 - Show

Depois de umas duas horas me arrumando pro show eu fui com muito cuidado pra ninguém me ver 

???- Mona que roupa você vai pro show da Medrado?

???- sei lá

Eu tenho que correr eu estou sem peruca se o capuz cair tô ferrada

No show

Eu cheguei no show arrumada  entro no palco e vejo o castiel O CASTIEL bem na frente eu fico nervosa e com raiva começo com minha música favorita

Fala mal de mim, ela que ser eu (aham)
Acho que desse detalhe ela esqueceu (é)
Ta na frente do espelho, passando batom
Olhando as minhas fotos pra ficar no mesmo tom
Arruma os cachos no cabelo, fazendo babyliss
Ela olha o meu naipe e pede bis
Ela é minha fã, mas ela não que assumir (não quer)
Fala que me odeia, quer me substituir
Passando rímel, olha só, com toda delicadeza
Olha pra vê se tá igual, fica na incerteza

Mas tá tudo bem, deixa ela copiar
Tá na frente do espelho tentando me sombrear
Ela faz ameaça fala que vai me pegar (aham)

Diz que sou zoada, mas igual ela quer ficar (ah tá)
Diz que eu sou zoada, mas eu tô na moda
È a medrado aquela que te incomoda
Cadela que late nunca vai te morder (uhu) (hahaah)
Ela fica latindo pra ameaçar você
Cadela sem raça, gosta de ameaçar
Fala que é pah mas quero ver me superar

Late que eu te escuto pode latir
Cadela sem raça não dá nem pra discutir
(Não dá) fala que é foda e que é popular
Mas minha canção é o toque do seu celular
Late que eu te escuto pode latir
Cadela sem raça não dá nem pra discutir (não dá)
Fala que é foda e que é popular
Mas minha canção é toque do seu celular

Gato que mia nunca vai te arranhar
Gato sem raça só gosta de ameaçar (uhum)
Fala que é pá e que vai me superar, mas
Eu só acredito vendo então continua miar
O forte incomoda o fraco, essa é a verdade
Briguinhas a toas falta de maturidade
Acho isso zoado é coisa sem noção
Sal grosso pra inveja e Deus no coração
Liberto das interesseiras, e ando na linha
Seja com as maloca ou seja com as patricinhas
Humildade prevalece, e esse é o meu lema
As mina que incomoda, então se liga no sistema
Horas na frente do espelho, olha o que aconteceu
Escutando a minha música
Tentando ser eu, mas eu sei que tá difícil
É foda copiar o que é original
Nunca igual vai ficar

Late que eu te escuto pode latir
Cadela sem raça não dá nem pra discutir (não dá)
Fala que é foda e que é popular
Mas minha canção é toque do seu celular

Quebra de tempo no final do show

Estava na hora dos autógrafos eu saí do camarim e fui dar os autógrafos ate que…



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...