História Meu Segundo Cio - vkook - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Visualizações 731
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 2 - Cap 2


Fanfic / Fanfiction Meu Segundo Cio - vkook - Capítulo 2 - Cap 2



Acordo meio tonto.

Eu não estou bem,ansia de vômito, minha cabeça vai explodir a qualquer momento  e meu corpo muito dolorido.


Meus olhos se arregalaram quando resolvi olhar para o lado e deparei com um ser descansando, mais esse não é o problema, o problema é que ele estava todo machucado e arranhado,  hematomas pelo seu corpo e mordidas profundas.


Isso não foi um sonho?


Me levanto devagar sem tirar os olhos do menino que cheirava muito bem e que estava muito machucado.


Andei até o banheiro para ver no espelho a minha situação que aparentemente não está uma das boas, como eu disse eu estava todo dolorido parace que eu lutei com uma alcatéia de alfas para ser o líder de todos os lobos.


Minha costela tá doendo!


Entrei no banheiro me apoiando na parede com a mão esquerda já que a direita estava sendo usada para apertar o lugar que cuja o osso estava quebrado, a costela.

Percebo que estava virado ao contrário para  o espelho.


Além de machucado eu estou noiado? 

Enfim eu estava de frente para o espelho e um corte de baixo do meu olho estava se fechando  em pouco tempo minha cara estava normal só um pouco pálida.

Já o meu corpo estava todo dolorido  com perfuração, e arranhões  no meu peito que ia ate o abdômen que demoraria um pouco para se curar sozinho.

Ouço um barulho de ouço sendo quebrado


- aaaahh PORRA! -  gemi de dor.


Logo a dor insuportável acaba me fazendo tirar a mão da costela, sem nenhuma dor naquela região.

Mais se eu estou me curando por que ouvi barulho de osso se quebrando? Interessante.


Eu estou novinho em folha.

Sem osso quebrado só com arranhões e mordidas.


Passo uma água no rosto e enchugo.


Saio do banheiro passando nos pés da cama e indo em direção a porta, antes de me retirar dou uma olhada no ômega que estava desmaiado.

Como previsto eu estava no porão o lugar que a minha mãe me prendeu quando eu tive meu primeiro cio, eu estranhei a porta estar aberta.

O lugar é escuro, não tinha cor é só massa corrida nas paredes e o chão é imundo, o lugar é uma bomba atômica para quem tem rinite.


Subo as escadas indo em direção a porta que estava só encostada como se alguém estivesse acabo de sair do local.


A porta rangeu quando eu a abri.

Passo pelos corredores indo direto para a cozinha,  minha garganta tá seca  como se eu não tomei água por duas semanas tudo oque eu queria era um copo de água. Chego na cozinha, estava muito limpa.... estranho, me estico para pegar o copo que estava no armário em cima da pia .


Peguei o copo e a jarra que continha água e despejei o líquido no meu copo, quando finalmente eu iria beber sinto um cheiro doce no ar e como se eu tivesse olhos atrás da cabeça, eu consegui perceber que era uma mulher ômega  com as garras para fora.


Ela ia atacar um alfa? Que ousadia.


Antes que ela pudesse me atacar eu me virei rapidamente já segurando seu pulso e a colocando na parede com brutalidade.


- ME SOLTA!  QUEM É VOCÊ?! - ele tentava se soltar e eu só a segurava com mais força contra a parede, eu iria matar ela se....


- JEON JUNGKOOK SOLTA ELA AGORA! - minha mãe aparece me dando tapas nas mordidas e nos arranhões me fazendo soltar ela só por causa da dor.


Que porra está acontecendo? 


Ponho as mãos no peito sentindo latejar de dor.


- quem é ele JiHee?  - a mulher masageava o local onde eu apertei 


-  Meu filho. Alfa do seu filho...


- Que? Ele é o alfa do Taehyung? 


- Sim... O nome dele é Jungkook.


Como assim ?

Eu não estou entendendo mais nada.

Quem é essa velha louca? 

- Cade o meu filho? - ela me olha ,por instinto eu a olhei lançando um olhar mortal. - M-Me responde!  E-eu não tenho medo de você - ela da um passo para trás.


- Jungkook! - minha mãe chamou minha atenção.


- ele tá no quarto do porão é melhor você não entrar lá...- pego o copo e começo a tomar minha água.


- por que? A conteceu alguma coisa? Oque você fez com o Taehyung? - minha mãe falou rápido.


Saio da cozinha passando a mão no peito e gemendo de dor, me sento no sofá e logo a minha mãe aparece se apoiando na estante da TV.

- e então....? 


- Não tenho nada para falar, e se estivesse eu adoraria ter contar- falo sarcástico .


- Aish. - ela olha a mulher se sentando na poltrona ao lado - essa é a Sook, mãe do ômega que você - ela olha meu estado - "fudeu" e ela esteve aqui durante essa uma semana que você ficou com o Taehyung no quarto e.... 


Ela desce o olhar novamente me fazendo acompanhar a mesma, ela olhou uma mordida que estava no meu peito em cima do coração que era para já ter curado mais não tinha.


- Você mordeu o Taehyung durante o cio? - ela arregala os olhos.


- sim...


- me trás um copo d'água  que eu não estou bem... - ela põe a mão no peito e finge cair mais voltou ao normal - Sook... deu certo agora somos da mesma família.


- Mas eo meu filho? Eu quer...- foi enterronpida por um barulho.


Eu conheço esse cheiro.


TAEHYUNG!  


O menino entra na sala  na sala só de box e moleton e mancando.


- Meu Deus filho ! - a mulher corre em direção ao menino e a minha mãe me lança novamente aquele olhar de "você está ferrado" 


- Mãe não....não me toca e-eu vou sentar. - disse o menino.


Recuperação de ômega é mais dolorida e lenta.


Ele se senta nao poltrona e me olha.

- Aah.... que dor -  o Taehyung  aperta as próprias pernas 


- Filho... cadê a sua roupa ? Porque não se vestiu?


Ele me olha de novo .


- mãe...eu vestiria se esse idiota  - aponta para mim - Não tivesse rasgado tudo ! Eu só estou de moleton porque eu achei, já a cueca... eu tive a de encontrar ela inteira!


Minha mãe me olha denovo.


- eu não tive culpa se ele era apressadinho e gostoso...


- minhas pernas estão trêmulas e roxa por sua culpa, não precisa me morder e me bater!  - ele fala auto e rouco. 


- eu precisava ter educar já que você não parava de me provocar com aqueles chupões...você pode ser gostoso mais não me respeitou direito e além do mais você adorou isso...


Agora o rosto do lobinho estava vermelho como pimentão...




(Leiam as notas finais por favor)


Notas Finais


Obrigado pelos votos e comentários.

Eu ia escrever uma Oneshot, me desculpe se você só queria uma Oneshot mais eu iria agradecer se você pudesse ler a fanfic inteira, mais se não quiser é só ler o primeiro capítulo mesmo e tchau.

O capítulo vai sair uma vez por semana ou duas vezes por semana. Ou seja, quarta vai ter um capítulo como eu postei hoje na semana que vem não vai ter um capítulo novo. Caso não tenha capítulo (eu acho que vai ser muito improvável) é por que eu viajei, meus pais estão combinando de viajar a qualquer momento desse mês ou no outro.




Muito obrigado por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...