História Meu Sensei - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Connie Springer, Eren Jaeger, Erwin Smith, Hange Zoë, Jean Kirschtein, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Personagens Originais, Petra Ral, Sasha Braus
Tags Levi Ackerman, Levi X Leitor, Personagem X Leitor, Rivaille
Visualizações 203
Palavras 1.009
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha que armin bonitinho gente eu gostei muito de escrever isso pois faria a mesma coisa que ela bjs boa leitura

Capítulo 6 - V-Barata


Fanfic / Fanfiction Meu Sensei - Capítulo 6 - V-Barata

Hoje duas horas o armin ligou perguntando se já podia vir,e concordei me perguntando como ele faria essa façanha que é acabar com minha fobia.

Vesti um short Jeans e uma camisa social branca que acho super confortáveis.Como sempre cabelos soltos.

Ouvi a porta bater e lá estava o loiro com uma camisa de manga uma calça jeans um chapéu muito fofo e óculos. Nunca havia visto ele usando oculos mas combina com ele.

-Entre!

disse dando espaço para ele que entrou em seguida.

-Sinta-se em casa gatinho!Quer água!?

Sorri vendo ele corar.

-Sim se não for incomodar!

Ele aceitou olhando toda a casa.

-Cadê seus pais!?

Armin perguntou,sinceramente nao me surpreendi.

-Nao conheço meu pai e minha Mãe...

Exitei entregando a água.

-Foi tirada de mim!

Completei lembrando daquela cena novamente,armin pareceu surpreso.

-Desculpe eu nao queria te fazer lembrar algo assim!

Ele disse se curvando.

-Tudo bem mesmo que você nao perguntasse eu com certeza lembraria.

Falei, me sentando no sofá.

-S/n entao como você fica com a presença de uma barata!?

Ele perguntou.

-Eu fico com nojo,e acho que ela vai me matar!

Disse envergonhada pois realmente acho que ela me mataria.

-Entendo mas sabe que ela é um inseto e que é mais fácil você matar ela!

Ele disse como se fosse simples para mim.

-Nao consigo nem se eu tivesse com roupa de astronauta!

Avisei e so de imaginar uma barata estremeci no sofá.

-Onde fica o banheiro!?

Ele perguntou.

-Primeira porta subindo as escadas!

Disse e ele subiu ainda de mochila,o que achei estranho.

Minutos depois ouvi um grito do banheiro,corri até lá,exitei em abrir a porta mas abri mesmo assim, olhei por todo o banheiro e escultei a porta atrás de mim sendo fechada e trancada.

Foi entao que eu vi aquele demônio(barata) balançando as anteninhas.

-Ouça S/n pega seu chinelo e mata esse inseto!Ele nao vai te matar.

Comecei a ficar ofegante,a barata parou de se mexer e parecia me olhar e do nada voou para a parede.

-Socorro alguem mata essa coisa!Armin me salva pelo amor de Deus,abri a porta,faço o que você quiser!

Estava implorando e tentando arrombar a porta.Nao recebi resposta.Meu celular tocou e era um número desconhecido. Atendi no segundo toque.

Entao a barata voou em minha direção.

-SOCORRO ELA VAI ME MATAR...SAI DE PERTO DE MIM DEMONIO!

Joguei o celular nela,nem lembrei que era um celular. Ainda errei é como se ela fosse uma barata ninja.

-Se acalma!

Ouvi o Armin, e voltei a realidade,peguei a sandalia e tentei acerta e hesitei ainda errei ela voou pra teto e eu joguei a sandalia nela

-Morre praga!

Estava ofegante como se tivesse correndo uma maratona.

Ela voou para cima da pia, e so me restava uma Chinela perto da barata. Me senti naqueles filmes de faroeste. Como eu sou esquisita. O silencio predominava no local, eu so queria que isso acabasse, rapidamente peguei o chinelo e PAAH! Acertei o demônio.

Entrei debaixo do chuveiro,e fiquei debaixo dágua tentando me acalmar.A porta foi aberta de uma vez, e me surpreendi ao ver o sensei na minha casa.

-O que aconteceu!?

Ele perguntou.

-Aquilo tira daqui por favor!

Apontei para aquela aberração que ainda se mexia.

-Nao faz isso Levi-Sensei!

Ouvi o Armin.

-Ela tem que superar a fobia dela!

Continuou e ele olhou para mim analisando meu estado.Ele virou as costas,e saiu fechando a porta.

-Esta aqui a luva e a sacola!

Armin deixou,lá me levantei,e a coloquei la dentro como se fosse uma bomba prestes a explodir.

Passei pela casa e a joguei no lixo. 

Assim que voltei Armin e Levi me olhavam,estranho o Loiro estava corado,e o Sensei deu um pequeno sorriso nesse caso malicioso!?

Olhei para meu corpo e como a camisa era branca e estava sem sutiã meus seios estavam praticamente expostos.

-Com licença!

Disse correndo para meu quarto.

Vesti uma jaqueta moletom azul escura e uma calça preta. Desci as escadas e eles ainda estavam lá.Sensei me trouxe água.

-Obrigado!

O loiro parecia receoso.

-Armin...qualquer era sua fobia!?

Perguntei,agora curiosa.

-Medo de altura!

Ele disse.

-E o que você fez!?

Continuei.

-Pulei de um avião!

Suspirei.

-Obrigado por ter me ajudado a enfrentar meu medo,você é uma ótima pessoa!

Falei o abraçando,estava tao cansada que meio que relaxei meu corpo em cima dele.

-Melhor você deitar!

Levi disse e me deitei no sofá.

-Sensei porque esta aqui!?

Armin perguntou o que eu iria perguntar.

-Eu havia ligado para ela a respeito da suas notas em filosofia,e pensei que ela ia ser assassinada por um "Demônio" Então peguei minha moto e vim o mais rápido que pude...

Disse,me olhando feio.

-Tchau S/n a gente se fala amanhã!

ele disse beijando minha testa.

-O senhor ainda vai falar com ela neh sensei!?

Falou com o Levi.

-Sim...

Acentiu.

Assim que ouvimos a porta fechar um silêncio predominou o ambiente.

-Como você esta!?

Sensei perguntou olhando se o armin havia mesmo ido embora.

-Exausta!

Disse,fechando os olhos.

-Você é muito idiota!

Abri os olhos e ele estava em cima de mim.

-A culpa não foi minha!

Pensei que ele estava se referindo a minha fobia.

-Foi sim,sabia que aquele garoto,vai provavelmente imaginar você...

Ele se aproximou do meu ouvido.

-Vulnerável como estava agora pouco! 

Ele disse beijando meu pescoço.

-Ele iria se aproveitar da sua fraqueza! E só de imaginar isso eu fico louco sabia!?

Senti sua mão em Minha cintura a apertando.

-A maneira como ele te olhou com desejo por esses seios que apenas me pertence...

Ele disse adentrando com suas mãos até meus seios os apertando me fazendo gemer.

-Eles não são meus S/n!?

Ele perguntou e gemi enquanto ele apertava os meus mamilos.

-Sim...

Respondi mordendo o lábio inferior no momento que ele os apertou mais forte."Não negaria algo assim nem que eu quisesse fazer isso"

-Como você fica linda assim...se entregando para mim!Me diga o que quer que eu faça com você!?

Olhei nos olhos dele.

-Chupe meus seios!

Disse sem nem pensar direito.

Ele sorriu malicioso para mim.

-Quem sou eu para negar algo a minha aluna preferida!

Ele disse abrindo o zíper revelando meus seios.

-São tão lindos no tamanho que eu gosto!

Ele abocanhou o direito,enquanto massageava o esquerdo.

Mordi meu lábio com força.

-Quero ouvir seu gemidos s/n!

Ele chupou meus seio ne fazendo gemer um pouco alto.

-Senseii!.

Puxei sua cabeça para cima tomando sua boca em um beijo cheio de desejo. Minha língua necessitava da dele, e assim que nos separamos,pela falta de ar.

-Se conseguir melhorar suas notas nas matérias que esta com problemas,podemos continuar isso...

Disse selando nossos labios em um selinho e fechando a jaqueta.

-Seja uma boa garota!

Ele disse beijando minha testa e saindo pela porta me deixando com uma puta excitação.








Notas Finais


"seja uma boa garota!"
Esse homem so fala coisa que me da hemorragia nasal vou pra um hospital daqui a pouco -Brincadeira- espero que tenham gostado bjs ate o proximo xauuu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...