1. Spirit Fanfics >
  2. Meu sonho está no palco (League Of Legends) KDA >
  3. Um dia incomum.

História Meu sonho está no palco (League Of Legends) KDA - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Sei que demorei bastante, mas acho que esse cap ficou bem grande creio eu, espero que gostem e boa leitura.

Capítulo 8 - Um dia incomum.


*Akali

O dia começou comigo acordando pra desligar o despertador que estava a se repetir seu toque pela segunda vez, após silencia-lo me espreguicei na cama bocejando, não tinha dormido muito, acabei trabalhando até tarde, precisava testar algumas receitas na cozinha e isso e isso me deixou acabada sem contar que foi logo após aquele jogo que por sinal foi muito incrível, eu me diverti, sorria enquanto pensava, senti algumas dores no corpo ao me levantar, mas parti pra fazer meus hábitos higiênicos e correr para liga.

Depois de um transito caótico e um ônibus lotado cotidiano, mais uma vez fui em pé e sem espaço para um cochilo, tempo depois cheguei a tempo da aula, havia alguns alunos esperando o professor que não estava ainda na sala pois ainda faltava alguns minutos, me sentei em um lugar vazio perto da parede.

Ainda pensei em dar um breve cochilo, mas sem chance, a professora chegou enquanto eu tentava me desligar, eu tive uma luta extensa para não adormecer naquela aula, não podia me dar o luxo de perder aula, tinha que me manter ali firme e depois partir para outro dia de trabalho, minha sorte é que era a linda sexta-feira, o que me deu um certo incentivo para aproveitar meu dia.

O tempo se passou eu ainda estava sonolenta, mas o intervalo iniciou o que me deixo aliviada, eu poderia comprar um energético para da um up e me dedicar as minhas obrigações, quem dera... enquanto eu me levantava observando outros alunos saírem da sala percebi uma aproximação.

- Oii Akali. – Olhei em direção a voz, era Jayce, me cumprimentando com um sorriso e uma mãozinha.

- Hã... Oi. – Respondi com um sorriso de canto, acho que essa é a primeira vez que ele vem puxar algum assunto comigo.

- E aí beleza? - Falou um pouco sem jeito, se encostando nas costas de uma das cadeiras a minha frente.

- É.. Está tudo okay e você? - Perguntei apenas pra ser educada, eu na real estava achando bem estranho e curiosa pra saber o que ele queria comigo.

- Too suave, então você é amiga da Ahri né? – Perguntou rapidamente.

- Sim.. Pode se dizer que sim. – Olhei pra ele.

- Éé eu percebi, você está naquele grupo de dança, o que é uma coisa bem legal e tal. – Ele cruzou os braços desviando o olhar enquanto falava. – É algo diferente vocês tem talento. – Ele mexeu em seu cabelo olhando pra mim.

- Urrum... – Como ele enrola, onde ele que chegar?

- Tá... Akali, é o seguinte eu to querendo uma ajuda feminina pra me guiar – Ele me olhou sério, eu juro que queria rir naquele momento, mas prendi os lábios para não soltar a risada. – Eu não sei bem a quem recorrer, as outras duas garotas me dão pouco de medo. - Completou.

- Fala da Kai’sa e Evelynn? - Olhei pra ele.

- Sabe não éeee meeedo... É que elas me intimidam um pouco. - Ele explicava.

- A.. E eu não sou assim. - Ri baixo.

- Vamos dizer que somos da mesma classe, então você me passa um pouco mais de confiança. - Sorriu pra mim sem jeito.

- Tá bem, tá bem, então, fala. - Me encostei em uma mesa.

- Eu tenho um amigo sabe, Ezreal e ele chamou uma garota pra ir ao parque entende, e eu estava pensando na possibilidade de chamar a Ahri pra ir comigo. – Eu o olhava e talvez não conseguisse conter a minha expressão de “fala sério” escutando ele falar aquilo, eu ia acabar dormindo com tanta enrolação. – Você acha que ela aceitaria? - Sinceramente que pergunta, Kai’sa e Evelynn tem razão ele é muito lento, meu silencio durou uns segundos e quando percebi que ele esperava minha resposta logo falei.

- É, uma ótimo ideia. – Falei balançando a cabeça positivamente

- Você acha?? – ele falou um pouco mais animado, não podia ser sério que ele não percebia que Ahri era afim dele.

- Claro, acho que deveria chamar sim. – Disse com um sorrisinho, mas eu estava era passada com aquilo.

- Wow que legal, a gente é amigo a um tempo, daí me veio essa ideia. - Nossa que pena da Ahri  esperar tanto tempo por esse garoto, eu pensava mas dando um sorrisinho por fora.

-É, vai em frente, tenha coragem. – O incentivei mais e ele sorriu.

- Valeu Akali, você é muito gente boa, e jogou muito ontem. – Falou fazendo sinalzinho de arminha com a mão enquanto se afastava e sentava em seu lugar.

- Obrigada... – Agradeci dando um suspiro.

- Bom alunos, vamos começar! – Graves se pronunciou antes do sinal tocar, abrindo a porta rapidamente e colocando seus materiais em sua mesa.

Merda, essa conversa toda com Jayce enrolando tanto não me deu espaço para comprar meu energético, não podia acreditar que ainda estava morta de cansada e pra piorar... Aula de exatas.

O sinal tocou segundos depois, me sentei novamente, eu tinha de dificuldade pra entender alguns cálculos, tanto é que Evelynn me ajudou, tá cansada naquele momento era o fim pra mim, fui abrindo meu caderno na matéria de Graves, percebi então que lá estava, um rabisco no canto do caderno na parte superior, sorrir ao ver que estava escrito “Darling” com um coração em cima, isso era tão a cara dela.

Me encostei na cadeira olhando, ainda sentia meu corpo cansado, e nem podia tá daquele jeito, ainda teria que trabalhar, eu só pensava nisso, encarei um pouco mais a letra de Evelynn na folha, sua letra era linda, passei o dedo contornado o pequeno coração desenhado com um sorriso.

Enquanto Graves dava sua aula senti sua voz ficar um pouco mais distante, eu estava perdida em meus pensamentos, fazendo assim sua aula terminar rapidamente mesmo, logo os alunos saíram estavam apressados para voltar pra casa, fiquei em sala para terminar algumas anotações, que o professor havia passado ficando por último na sala.

Quando levantei para sair guardando meus materiais na mochila, escutei a porta se fechar mas não dei muita atenção, podia ser algum colega de classe que esqueceu algo assim que guardei tudo me virei pra trás e dei de cara com Evelynn o que me fez ter um leve susto recuando um pouco meu corpo pra trás.

- Nossa, que susto Evelynn. – Falei suspirando de alivio.

- Hey Darling. – Me encarava com aquele olhar cínico.

- O que tá fazendo aqui? – Perguntei a olhando.

- Vim te ver é claro, não te vi no intervalo. – Ela andou mais alguns passos em direção a mim.

- A é, e você vindo aqui é a segunda coisa mais incomum do meu dia. – Respondi a observando.

- É que eu não estava mais aguentando esperar. – Falou com sua voz extremamente sexy se aproximando cada vez mais de mim.

- O que? - Perguntei curiosa, enquanto acompanhava sua aproximação.

- Precisava vir aqui, te lembrar o que vivemos. – Ela parou em minha frente, ficando muito próxima, tentei recuar mas meu corpo foi impedido com uma cadeira que havia atrás de mim. – Não dá mais pra esperar. – Ela me olhava continuava me encarando com um sorriso perverso Evelynn era mais alta que eu o que fazia minha cabeça dar uma leve hiperextensão para que meu olhar acompanhasse o seu.

- O que vo... – ela colocou um dedo em meus lábios me impedindo de continuar a fala, meus olhos alcançaram os dela, e que olhos claros maravilhosos era quase como se tivesse me hipnotizando, não estava conseguindo reagir a sua presença, sentia meu corpo estremecer.

Ela levou a sua mão até o lado do meu rosto com carinho, pude sentir a ponta das suas unhas grandes, seu polegar continuava acariciar meu lábio inferior, podia sentir a sua intenção que sem demora puxou eu rosto selando nossos lábios e iniciando um beijo

Só tive a reação fechar meus olhos, sentindo a sua boca macia entrar em sincronia com a minha, em um beijo calmo mas cheio de desejo, quando nossas línguas se encostaram, senti o aperto de seu corpo contra o meu, ainda assim aquilo não estava certo então eu a segurei com as duas mãos em seu ombro a afastando.

- Tá doida, a gente está no colégio. – A olhei questionando, ela apenas sorriu maliciosa. – Você não tem namorado? - Ela continuava com seu sorriso levando seu rosto até próximo a minha orelha passando seus lábios na mesma

- Não perca tempo evitando o que eu sei que você também quer Darling, esquece esse babaca. – Falou sussurrando, podia sentir a sua respiração quentinha em minha pele, voltou a me encarar então se aproximou em direção aos meus lábios e eu não lutei contra aquilo.

Começamos a nos beijar novamente, mas dessa vez com mais intensidade eu a correspondia imediatamente, era certo? eu realmente estava querendo aquilo?

Enquanto pensava tomei o controle durante aquele beijo, segurei firme em sua cintura e virei seu corpo a empurrei para se encostar em alguma cadeira, descolando brevemente nossas bocas, vi seu sorriso malicioso que me puxava pra si, me deixando ficar entre suas pernas, apertei meu corpo contra o dela passando uma das mãos por suas coxas grossas, alisando, apertando a mesma enquanto segurava por sua cintura, intensificando cada vez mais a nossa troca de beijos, ela passava uma das mãos em meus seios com a outra sobre minha mão em sua coxa, comecei então a levantar sua camisa, eu tinha que ver aquela tatuagem novamente enquanto eu estava prestes a olhar escutei uma voz se aproximando e ficando cada vez mais próxima.

- Espero que tenha entendido tudo senhorita Akali. – Graves estava ao lado de minha cadeira de braços cruzados, enquanto eu desencostava a cabeça da parede.

- Ah.... – Puta merda, Graves estava me olhando com reprovação, demorei uns segundos para perceber que eu estava sonhando então o respondi. – Pode deixar professor eu vou revisar bem o que foi passado. – Merda, eu não acredito que cochilei a aula toda senti meu rosto arder de vergonha.

- Espero que você tenha uma boa ajuda pra isso, esse foi um assunto de prova. – Ele continuava a me repreender enquanto ouvimos o sinal tocar.

- Certo, obrigada pode deixar. – Sorri sem graça disfarçando o meu surto interno.

- Pois bem alunos isso foi o suficiente pra hoje, nos vemos próxima semana, bom fim de semana pra vocês. – Ele se afastou recolhendo seus materiais e saindo da sala junto a alguns alunos, virei a atenção ao meu caderno que estava com a folha limpa.

- Maisque raios de sonho foi esse? Eu to ficando doida? - Falei em um tom que só eu pudesse ouvir eu realmente estava ardendo de vergonha, não acredito não que eu sonhei, não acredito que perdi a aula de exatas inteira.

Okay minha cabeça estava mega confusa, como porra eu sonhei estar aos beijos, com a Evelynn????? respirei devagar para me manter calma, as pessoas a minha volta começavam a sair

Arrumei rapidamente meus materiais e me levantei, pensei em comprar aquele energético, ainda estava atordoada depois do cochilo mas acelerei o passo, antes que eu pudesse chegar na cantina avistei Kai’sa e Evelynn andando juntas no corredor, pqp ela era quem eu menos queria ver agora, tentei passar despercebida entre as outras pessoas e é claro que minha tentativa foi falha.

- Ei olha é a Akali. – Ouvi Kai’sa falar a Evelynn e logo me chamar. - Eiiii amigaa, Akaliii – Falou Kai’sa animada como sempre em um tom alto, desacelerei o passo.

- Oie. – Respondi com um sorrisinho, enquanto elas se aproximavam

- Achei que não tinha vindo hoje, não vimos você pelo intervalo. – Kaisa falava vindo até mim e me dando um abraço apertadinho, retribui o gesto, e nos afastamos logo em seguida.

- Você tá bem?- Evelynn perguntou me olhando - Não está com uma cara muito boa. – Completou me fazendo pensar que cara eu estava fazendo no momento.

- A eu tô, só meio cansada, acabei perdendo a aula do Graves praticamente toda por que cochilei. – Expliquei

- Humm.. é mesmo, e estava sonhando comigo - Cacete, estava!

- Ai Evelynn deixa de ser boba. – Kai’sa revirava os olhos com a brincadeira de Evelynn, enquanto a mesma dava risada, o que me deixou agradecida pois quase tive um mini infarto, pensava enquanto mantinha a postura de que nada estava acontecendo. – É uma pena miga que perdeu essa aula, Graves é tenso. – Kai’sa olhava pra mim.

- É sim. – Respondi um pouco sem ânimo.

- Bom se quiser te ajudo em algo depois. – Evelynn sugeriu.

- Isso eu também posso, aliás na verdade Eve acho que também preciso. – Kai’sa falou empolgada.

- Obvio que posso te ajudar também. – Evelynn sorrio pra Kai’sa, fazendo a da pulinhos animada. 

- Então tudo certo, a gente monta um grupo de estudo. – Falei para as duas sugerindo.

- Por mim acho ótimo. - Sorri para as duas.

- Urruuuuul, as pop stars sempre unidas. – Falou Kai’sa sando saltinhos fazendo eu e Evelynn sorrir com sua empolgação. - Aaaaa é Akali.... Sabe a gente já estava indo na sua sala. – Ela virou sua atenção pra mim.

- É? - Questionei curiosa.

- Sim a gente queria saber se o karaokê rola mesmo amanhã?. – Kai’sa explicou

 – É claro, vou sim. – Confirmei com um sorriso.

- Migaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas!!!!!!! – Viramos imediatamente o foco em Ahri que vinha correndo até nós.

- Nosssaa, o que é isso Ahri? – Kai’sa falou com espanto, enquanto ela parava em nossa frente.

- Coitada, era tão normal. – Evelynn falou com deboche e eu ri.

- Hahaha, muito engraçadinha. – Ahri a olhou com desdém.

- Vai conta, qual o motivo dessa felicidade feroz. – Kai’sa perguntou e eu observava com Evelynn.

- Aiiii, gente, vocês não sabem o que acabou de acontecer. - Ela sorria toda feliz.

- Conta pra gente. – Falei sorrindo com sua animação

- Jayce! – Ela nos olhou sorrindo.

- O que? Se beijaram? - Evelynn perguntou fazendo Kai’sa esperar ansiosa sua resposta.

- Não! – Respondeu Ahri fazendo as duas ficarem decepcionadas.

- Ahh... – Falaram juntas com desanimo.

- Maaass... – Logo Ahri sorriu empolgada.

- Ai Ahri conta logo antes que eu te mate, tá passando tanto tempo com ele que adquiriu a lerdeza?. – Evelynn falou a apressando, fazendo a gente rir.

- Aiii... tá, tá. – Ela olhou pra nós ansiosas pela notícia. - Ele me convidou pra sairrrrrrr!!!!!! – Falou com animação levantando os braços com vitória.

- Isso!!!  Finalmente ne. – Kai’sa e Evelynn comemoraram juntas.

- Nossa ainda bem, ele veio conversar comigo hoje cedo sobre isso. – Sorri feliz por ela.

- Serio? - Ahri perguntou e as três me olharam na mesma hora.

- Sim ele queria saber se você ia gostar se ele chamasse, então eu falei que sim. – Expliquei dando de ombros, Ahri abriu um grande sorriso

- Aaaaaa, muito obrigada por isso. – Me abraçou e eu sorri com isso. – Nem sei como te agradecer. – Falou desfazendo o abraço.

- Nossa você operou um milagre. – Falou Kai’sa impressionada.

- Jayri is real?????? - Evelynn comemorou. – Palmas para Akali cupido mortal. – Evelynn batia palmas e Kai’sa a acompanhava, eu ri com Ahri.

- Aaaa, tá eu fico muito feliz de ter ajudado, não tem que me agradecer, já fez muito por mim, me trouxe ao grupo para fazer sucesso com vocês. – Disse meio tímida mas feliz de ter feito algo bom pra ela.

- Ownnn. – As três falaram em conjunto juntando em um abraço em grupo.

*Evelynn

Começamos a se abraçar graças a grande vitória de Ahri em finalmente dá um passo maior em relação a Jayce com a ajuda da garota nova, estava uma cena fofa.

- Bem Ahri mas já sabe, depois conta tudo. – Falou Kai’sa.

- Isso com certeza, quem iria aguentar meus surtos sem não vocês? - Ahri riu dando uma piscadinha pra ela.

- Deixa com a gente. – Falou a novata.

- Ai gente adoraria conversar mais, mas eu preciso ir na diretoria falar com Yummi antes de ir pra casa. – Kai’sa explicava.

- Bem, eu tenho que ir, preciso fofocar com as outras meninas. – Disse Ahri se referindo ao outro grupo de garotas que ela também conversa, sendo sempre muito popular e cheia de amigas por perto. – Meio que vou na mesma direção, então vamos Kai’sa acompanho você. – Completou.

- Bora! – Chamou Kai’sa.

- Certo meninas até mais – Elas se despediam se afastando e dando tchauzinhos, Akali e eu retribuímos o gestos.

- Não esqueçam de amanhã!! – Falou kaisa já um pouco distante.

- Okay!! – Respondi em um tom alto para que ela ouvisse e as duas tomaram seus rumos.

- Atéee!! – Falou Akali.

- Bem, então somos só nós. – Falei me virando para Akali, sorri ao perceber um pouco a sua tensão.

- Verdade ne. – Ela deu um sorrisinho sem graça

- Vai pra casa agora? - Perguntei claro pensando em oferecer a carona que ela sempre recusava.

- Na verdade preciso comprar um energético, pra me manter acordada. – Me respondeu.

- Posso te acompanhar se quiser. – Sugeri e ela sorriu.

- Vamos, não vai demorar. – Ela foi caminhando na frente e eu a segui ao seu lado.

Então andamos até o refeitório, onde Akali rapidamente comprou o que precisava, não trocamos muitas palavras entre aquele momento, até então peguei meu celular para verificar umas coisas, enquanto Akali bebia o conteúdo dentro da latinha.

Olhei e vi que tinham várias notificações do TF... “Não me ignore sua cadela.” Revirei os olhos, percebi que havia muitas outras mensagens da mesma forma referente a mais uma de nossas brigas, não queria ficar mais irritada então é claro que o ignorei.

- Ainda é algo sobre o assassinato? – Akali me perguntou curiosa.

- Ah não dessa vez. – Respondi guardando o celular.

-  E tá tudo bem? - Ela me encarou.

- Sim. – Sorri de leve.

- Olha, não precisa disfarçar com esse sorrisinho, se não quiser me contar o que houve tudo bem. – Ela deu de ombros enquanto segurava a latinha.

- Do que tá falando? – Questionei.

-  A corta essa, deu pra ver em seus olhos que não era uma coisa boa. – Ela explicava.

- O que? Meus olhos? - Sorri de canto a encarando, fazendo ela entrar em um modo de alerta. - Você repara neles? – Ok, admito que eu não esperava alguém decifrando minhas reações... Aquela garota...

- Não é que... – Ela tentava explicar.

Mas a sua resposta não se completou pois foi quando ouvimos umas discussão perto dos armários, a garota bolsista do jogo passado estava enfrentando algumas pessoas provavelmente era bullying.

- Isso é ridículo. – Vi o rosto de Akali se enfurecer e logo seu corpo se insinuar para parar aquilo.

- Espera. – Coloquei meu braço a sua frente, podia sentir a sua intenção de se meter naquilo.

- E por que não, isso não é certo. – Ela me olhou apontando para o ocorrido bem revoltada.

- Eu sei, mas olhe, ela tá se virando bem. – Vi ela desviar seu olhar, para o garoto Garen que por acaso era um dos mais famosinhos da Liga e claro, irmão da garota que estava junto a bolsista, ele estava apartando tudo aquilo.

- Esse colégio... – Ela começou a balançar a cabeça negativamente e eu retirei meu braço de sua frente a percebendo mais calma. - Podem dizer o que for, que são formadores de pessoas renomadas e chiques, mas são um bando de hipócritas preconceituosos. – Ela terminou a frase me fazendo fixar em sua expressão facial concentrada nas pessoas que iam se retirando após Garen se impor.

- Você tem um bom coração, se importa com as pessoas. – Comentei fazendo-a me olhar.

- É só que não é justo, o ser humano é o mesmo em qualquer lugar, então me diz por que trata-la tão diferente, só por ter uma bolsa, as pessoas tem que ter oportunidade de sonhar e lutar por isso, não a conhecem a só a julgam. – Ela falava seria enquanto eu me perdia admirando seu jeito, confesso que me perdi por alguns segundos. - Evelynn. – Ela chamou me atenção me fazendo disfarçar rapidamente

- Confesso que nunca tive muito contato com a classe humilde, mas você tem sim toda razão. – Ela sorriu.

- Não me admira muito, todos aqui são elite, ou quase. – Ela me contava, e olhando para as horas que se passava. – Eu preciso ir.

- Tudo bem, já se passou um tempo, vai querer aquela carona? – Ela deu uma risada pequena me fazendo sorrir junto.

- Muito obrigada, mas eu me viro. – Respondeu e eu assenti me dando por vencida. - Bem... Até amanhã Evelynn. – Ela começou a dar uns passos pra trás sorrindo pra mim.

- Até darling. - A encarava sorrindo de volta a vendo se virar e seguir seu caminho.

Enquanto a via indo embora talvez estivesse prestes a fazer uma das coisas mais loucas que alguém pode tentar, mas eu não podia negar que estava muito curiosa a saber mais sobre ela.

Sem pensar muito corri até meu carro que estava em uma vaga não muito distante do colégio, entrando rapidamente e dirigi até próximo onde ela tinha ido, a encontrei em um ponto, "ela anda de ônibus e não aceita minhas caronas", essa é nova. Pensava observando ela de longe.

Alguns minutos depois ela apanhou o ônibus que esperava, coloquei meus óculos no resto e segui aquele veículo cuidadosamente observando de longe onde ela desceria, o transito naquele momento estava sem risco de perde-la.

Já estava entediada de rodar tanto por Piltover, andar de ônibus deveria ser um tédio, até que começamos a entrar em Zaum, uma cidade bem humilde por assim dizer, acredito que meu porsh iria chamar muita atenção, mas segui a observando finalmente descer do ônibus, encostei meu carro cuidadosamente um pouco distante e desci.

Andei até uma esquina próxima, vi ela cumprimentando pessoas e um cara vestido de frango entrando em um restaurante, “Pãotheon delicias frang's delivery” Que diabos de lugar é esse?

- Eve?? – Uma voz conhecida me chamou rapidamente me virei.

- Ka.. Kai’sa. – Não estava acreditando, o que merda ela tava fazendo aqui?

- O que tá fazendo aqui garota? – Me perguntou e eu gelei na mesma hora tentando disfarçar o máximo o meu constrangimento.

- É.. – Vai Eve porra inventa algo caralho. – Vi... Vim fazer compras. – Sorri forçadamente.

- Sei e por isso tá ai se escondendo. – Ela arqueou uma das sobrancelhas sorrindo para minha desculpa.

- Me escondendo? Claro que não. – Me pus na frente dela para esconder o meu real motivo... Akali, enquanto ela tentava olhar.

- É Akali al?. – Porra, eu to muito ferrada. - Eve você tá mentindo!! – Ela me olhava rindo.

- Tá eu tô mentindo. – Falei extremamente envergonhada me dando por vencida.

- Você tá stalkeando Akali. – Ela gargalhava da minha cara.

- Para, não é bem isso. – Senti meu rosto depois de anos se envergonhar de verdade.

- A não? Por que parece muito. – Ela ria sendo irônica.

- Eu só estava curiosa, pra saber, a gente não sabe nada sobre ela. – Tentei achar uma desculpa mais convincente, ela parou alguns segundos ouvindo minha resposta.

- É.. Você tem razão, ela não fala muito. – Colocou uma das mãos em seu queixo pensando enquanto sorria com uma malicia. – Hummmm.... – Olhei esperando ela dizer algo.

- O que? - Perguntei impaciente.

- Talvez devêssemos tentar saber mais mesmo. – Ela concluiu se animando um pouco mais do que eu esperava.

- Oi? - O que essa garota tá pensando.

- Vem!! – Começou a me puxar pelo pulso andando em direção ao restaurante.

- Onde você vai garota? – Tentei resistir aquela loucura puxando meu pulso para o lado oposto.

- Comer é claro. – Falou sorrindo como se fosse a coisa mais óbvia.

- Mas... – Tentei argumentar contra aquilo.

- Eu que não vou ficar espreitando é meio estranho. – Ela completava continuando a me puxar.

- Tá bem. – Me dei por vencida mais uma vez e acabei indo com ela, pensando onde acabei me metendo Kai'sa é louca..

Chegamos próximo ao local e na entrada o cara vestido de frango grande e musculoso nos recebeu com sorriso enorme, entramos no restaurante, com um ambiente agradável, várias mesas bem arrumadas e perto do balcão de entendimentos... Estava ela lá, um vestida em um uniforme do lugar e um pouco distraída conversando com uma mulher de avental com um cabelo caramelado não vou menti que dei um pequeno sorriso sem pensar.

Depois de uns segundos ela notou nossa presença, foi tipo um choque pela expressão que fez ela olhou pra Kai’sa e logo depois nossos olhos se encontraram me fazendo dar um sorriso um pouco maior e a deixando sem jeito.

- Oiii Akali – Kai'sa quebrou o a tensão sobre nós acenando para Akali.

- Oi meninas, que incomum ver vocês aqui, hoje meu dia tá super assim. - Akali se aproximou.

- Não é? Uma coincidência mesmo. – Kai’sa continuava a falar nos aproximando. – Nunca que esperava te achar por aqui. – Olhei pra ela a observando sendo sínica e ela me deu uma piscadinha.

- Bem é bom ver vocês de novo. – Akali dizia.

- Então é aqui que você se esconde depois do colégio. – Kaisa falou em um tom de brincadeira mas sabia que estava reunindo informações, sorri por dentro.

- Não é bem esconder, mas o que fazem por aqui, como encontraram esse lugar¿ - Akali questionava.

- Oiiee Kai’sa!! – Uma garota apareceu de repente.

- Sivirrrr!! – Kai’sa logo foi até a garota abraçando a mesma.

- Vocês se conhecem? – Akali perguntou.

- A sim, eu e ela somos amigas do fundamental. – A garota explicava pra nós, ela vestia um uniforme parecido com da Akali então trabalhavam juntas.

- Exato, ela tinha me chamado pra comer aqui então pensei em passar hoje e acabei convidando Eve. – Ela me olhou. – Não foi Eve? – Sorrindo, senti seu deboche.

- Isso, foi exatamente assim. – Sorri disfarçando.

- Então aproveitem, adoraria até ficar mais mas tenho uma entrega pra fazer agora, então Akali conto com você - A garota falava mostrando um pacote de entrega e piscando logo depois para Akali.

- Pode deixar – Ela respondeu.

- Falo contigo depois, até mais gente. – A garota se pronunciava a Kai’sa enquanto eu e Akali observávamos

- Até amigaa. – Kai’sa acenou para a garota que se retirava.

- Então sentem-se, vou atender vocês. – Akali disse e foi o que fizemos.

Nos sentamos perto de uma vidraça que dava visão da área de fora, eu e Kai’sa ficamos de frente para a outra e vimos a aproximação de Akali trazendo dois sucos e o cardápio, fizemos rapidamente nosso pedido de almoço, bem naquele cardápio não tinha nada do que eu geralmente comia então apenas copiei de Kai'sa que parecia entender bem mais.

- Certo, eu vou avisar aos chefes e já volto com o pedido de vocês. - Falou Akali dando um sorriso e se virando para começar seu trabalho.

- Eu tô sem palavras. – Falei me referindo a ela conhecer alguém daqui. – Isso foi muita coincidência. – Eu ri.

- Você adorou que achei você escondidinha espiando Akali. – Kai’sa falou pra me provocar.

- Ai para, não era pra ser assim. – Sorri pegando meu suco e colocando o canudo na boca enquanto encostava as costas da cadeira desviando o olhar de Kai’sa.

Assim que meu olhar focou ao lado meus olhos encontraram os de Akali atrás do balcão de atendimento que já se encontravam olhando para mim, quando isso acontecia tinha sensação de tudo ir em câmera lenta, aquela garota me intrigava, me despertava um certo interesse, curiosidade, o que mais eu poderia descobrir sobre ela, eram coisas que eu pensava durante nossa troca de olhares momentânea que me fez claro sorri pra ela disfarçadamente.

Nosso momento terminou quando umas pessoas começaram a chamar atenção dela, para pedir algumas coisas, observei por uns segundos enquanto ela trabalhava.

- Você nem ta me ouvindo né. – Falou Kai'sa me chamando atenção.

- O que, eu tô sim. – Dei outra desculpa esfarrapada com sorriso.

- Sei, tá é viajando, tipo outro planeta. – Ela me respondia fazendo gestos com as mãos.

- Me diz, onde conheceu essa garota? – Perguntei curiosa.

- A.. Estudamos juntas no fundamental como ela falou, faz muito tempo, eu morava com meus avós um pouco próximo daqui então Sivir e eu ficamos amiguinhas. – Ela me contava.

- Impressionante, parece conhecer bem. - Comentei

- É eu ainda venho visita-los, é uma longa história amiga. - Ela tentava resumir.

- Tá aqui o pedido de vocês. - Akali se aproximou de nós trazendo nossos almoços.

- Obrigada. - Respondemos juntas olhando pra Akali.

- Até depois Akali não se esquece da batalha ein. – Um garoto com dreads moreno falou e ela assentiu com a cabeça.

- Uhh você é bem famosinha por aqui. – Comentou Kai’sa.

- Éé talvez. – Ela sorriu e deu de ombros.

- Batalha? - Perguntei.

- É uma roda onde as pessoas ficam rimando. – Ela explicava pra nós. – Não sei se curtem. – Completou.

- Parece legal quando é, tipo todo mundo pode ver.- Kai’sa continuava a perguntar.

- Vai ser domingo, e sim podem, se quiserem ir. – Ela convidou.

- Nossa um dia depois do nosso karaokê, nem vou poder comparecer

- É Ahri também não. – Comentei. – Ela vai ter o encontro. – Olhei para as duas.

- Mas.... a Eve pode, não é Eve. – Kai’sa virava seu rosto e sorria pra mim, eu sentia alguma malicia em seu olhar.

- É.... Eu posso. – O que é que Kai’sa está fazendo eu pensava a encarando.

- Tudo bem, se quiser podemos ir juntas. – Falou um pouco sem jeito.

- Marcado então. – Sorri pra ela.

- Ótimo, então vamos comer!! – Kai’sa dizia colocando uma porção de comida na boca.

Depois de nossa conversa Akali voltou ao seu trabalho, Kai’sa e eu ainda conversamos um pouco provando no nosso pedido, eu estava espantada como a comida ali era boa, pode se dizer que superou minhas expectativas, minutos depois terminamos e finalizamos com o pagamento, não saiu caro pelo contrário, nos despedimos de Akali e seguimos nosso rumo de volta para meu carro.

- Viu bem melhor que ficar escondida. – Falava convencida.

- Vai ficar nessa? - mas tá, eu admito foi bem melhor

- É, mas ainda estou com uma dúvida... – Ela pausou a fala me olhando. – Se você a seguiu só por ela ser quieta, ou por que você tem um crush nela. - Falou em encarando.

- O que, isso é bobagem tá. - Tentei desviar da possibilidade.

- É raro te ver tão interessada. - Ela insistia.

- Deixa de viagem, não tem nada a ver, ela só é um pouco misteriosa e eu quis saber. - Falei mantendo a naturalidade, porra Kai'sa.

- Sei. – Ela respondia sorrindo.

- Ai Kai’sa vamos embora daqui esse sol tá me matando. – Falei para acabar com o assunto rapidamente e ela continuava rindo enquanto abríamos as portas carro.

Entramos no carro e o liguei rapidamente indo embora dali o mais rápido possível.


Notas Finais


kkkkkk então, as vezes eu fico curiosa pra saber a reação de vcs em algumas coisas, eu espero que tenham gostado e vejo vocês no cap 8
beijos da tia com álcool em gel e se protejam do corona <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...