1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Stalker - Jikook (Reescrevendo) >
  3. Medo.

História Meu Stalker - Jikook (Reescrevendo) - Capítulo 2


Escrita por: e Lawh_95


Notas do Autor


Mds,depois de um ano??? Ksksks sim gente, é que eu tive uns probleminhas mas agora eu voltei eeeeeee :3
Desculpe deixar vcs esperando mt agr irei voltar a atualizar pfvr tenham paciência cmg ksksksks.

Capítulo 2 - Medo.


Fanfic / Fanfiction Meu Stalker - Jikook (Reescrevendo) - Capítulo 2 - Medo.

     Exaustão e pensativo. Acho que essas palavras definem o que eu estou sentindo nesse momento. Ontem foi um dia meio tenso e apesar de tudo cansativo, mas o que eu não tiro mesmo da cabeça é aquela sensação de ter alguém me observando, sei que isso só pode ser paranóia da minha cabeça ou coisa do tipo, mas isso esteve me incomodando. 

Quase eu não consigo dormir pois eu ainda sentia essa sensação de que alguém estava por perto, eu não sei explicar, talvez seja medo? Ou o cansaço fez isso comigo, mas o que posso fazer é apenas ficar atento, não posso tomar decisões precipitadas, isso seria muito impulsivo da minha parte até porque não tenho nem uma certeza que tem alguém me seguindo ou algo do tipo. Isso soa um pouco estranho, alguem estar me perseguindo  por quê  logo eu ? Por isso que levo mais em consideração possibilidade de ser o cansaço já que ando trabalhando muito .


-Você está bem? Você está bastante pensativo hoje Jimin. -Hoseok me faz sair dos meus pensamentos e isso me lembra que eu já estou em horário de trabalho, e que eu realmente eu estava muito distraído, se Seokjin me pegar assim é bronca na certa . 

-Uhm, estou hyung, apenas estava pensando... Aliás, eu queria te perguntar algo... Se não for te incomodar é claro...-Respondi meio receoso de sua resposta. 

-Não vai me incomodar, pode fazer sua pergunta Jimin. - falou interessado se apoiando  no balcão para me olhar fixamente esperando eu fazer a pergunta, talvez isso o tenha deixado curioso também.

-Uhm... é que hyung, você não acha que esses dias está estranho? Tipo, como se tivesse um clima ruim mesmo? Algo de errado ? -O encarei e aguardei a sua resposta, mesmo que ela não tenha quase nehum sentido, mas eu precisava desabafar com alguém ou pelo menos tentar. 

-Olha, sinceramente não Jimin, mas se você acha isso, quê que está te incomodando pequeno? Tem alguém te perturbando ou te deixando desconfortável aqui na loja? Você sabe que qualquer coisa pode me falar né? Ou até mesmo Seokjin, vamos sempre tá aqui pra você okay ? - Seu tom de voz era reconfortante e me passava um misto de preocupação com conforto .

-Não, não, não é nada disso hyung, é que...não é nada demais, acho que só é coisa da minha cabeça. Talvez eu tenha me sobrecarregando demais. Acho que minhas paranoias estão tomando conta de mim -Falei cabisbaixo, era a verdade afinal, eu estava realmente me sobrecarregando mais do que devia e isso não estava me fazendo bem, talvez isso deva estar mexendo um pouco comigo.

-Okay, se você diz isso tudo bem, mas não exagere tanto nas tarefas tudo bem? Tente descansar um pouquinho, eu irei cuidar daqui um pouco, qualquer coisa fale comigo tudo bem? Mesmo se alguém estiver te incomodando se for preciso eu me meto no meio e tento resolver a situação ninguém mexe com meu Jiminnie -Disse me olhando seriamente, mas deu pra ver sua sinceridade e cansaço através das suas palavras, o que me fizeram perceber não ser  só eu que estava se sobrecarregando e da maneira em que me olhava parecia um irmão mais velho cuidando do caçula . Sem dúvidas o Hobi é uma pessoa incrível demais pra esse mundo .

-Obrigado Hobi hyung por se preocupar comigo, mas está tudo bem, ninguém está me incomodando. Eu espero...-Sussurei a última parte tanto para mim quando para ele, não quero que se preocupe mais.


[...]


Fui dispensado antes do meu expediente acabar, o que pensar que Hobi falou sobre nossa conversa com Jin, esse que disse que seria melhor pra mim me distrair e descansar, meio que fiquei feliz, era bom sair para se desligar do mundo as vezes e refletir sobre a vida. Era coisas que eu adorava fazer sempre que podia, eu adorava trabalhar até mesmo porque dai que vinha parte do meu sustento, mas as vezes cansa mais do que o necessário, e isso vem me desgastando tanto mentalmente quanto fisicamente, mas é necessário eu trabalhar para dar uma condição melhor para mim mesmo.

Eu estava alheio dos meus pensamentos quando sinto alguém puxar meu braço, fazendo assim eu tropeçar e quase cair com o ato repentino. Eu só sentia meu coração a mil e ainda estava sentindo o perto firme em meu braço, quando eu olho para cima pra ver o rosto da pessoa em que me puxou, percebo que era o mesmo cara da noite anterior, na hora fiquei sem reação e o constrangimento veio logo em seguida, não era possível ver ele novamente, não tão rápido,  não em uma cidade tão grande como essa. 

-Você deveria ter mais cuidado consigo mesmo, você não viu que o sinal estava aberto? Isso foi perigoso, você precisa prestar mais atenção nas coisas, pois vejo que você é  muito desligado do mundo  -O mesmo me repreendeu enquanto seu aperto ainda permanecia firme em meu braço, o que ja estava começando a me incomodar. Puxei brutalmente meu braço de seu aperto e o encarei tentando ser o mais neutro possível. 

-Tudo bem, eu realmente estava distraído mas eu tenho que ir agora, tchau... E valeu -O olhei mais uma vez e fui me afastando rapidamente do mesmo, pegando o caminho contrário do dele e me senti observado o que me fez me sentir estranho um pouco envergonhado, mas com medo . E aquela sensação se apoderou de mim novamente, algo estava errado e eu sabia disso. Quando peguei uma certa distância eu parei e olhei para trás e ele já havia sumido, no meio da multidão o que me fez suspirar de certa forma em alívio. 

-Acho que já devo voltar pra casa.. não quero mas esbarrar nele novamente... Aishi Park Jimin você é um desastre -Disse para mim mesmo e fui para a estação de trem que tinha por perto.


[...]


Acordei de madrugada, especificamente as 3:39 da noite, mas eu tinha motivos, eu tinha escutado barulhos vindo da minha cozinha,mas eu como sou muito "corajoso" não mexi nenhum músculo até agora. Claro que outra pessoa normal iria ver o que era que estava fazendo o barulho, mas é que eu tô praticamente quase me cagando de medo agora, até porque eu moro sozinho então dá um medo do caramba de qualquer jeito.

Escuto o barulho das panelas caindo e uma sensação de medo se apodera de mim novamente. Eu tava sozinho e não fazia idéia de como alguém tinha entrado em casa, mas eu precisava fazer algo mas não tinha coragem, que ótimo né Park Jimin, você não consegue nem sair da cama de tanto medo por uma coisa que nem sabe que tem lá fora. Mas tenho que fazer algo, aliás, eu tenho só eu mesmo. -Saio dos meus pensamentos e levanto da cama e pego um taco de baseball que eu ganhei quando criança e abro lentamente a porta do meu quarto finalmente esse taco vai me servir de algo. Em passos lentos vou andando pelo corredor tentando fazer menos barulho o possível e mantenho as luzes desligadas ainda. Quando chego na entrada da cozinha o medo fica querendo tomar conta de mim quando do nada sinto algo pular em cima de mim, me fazendo entrar em desespero quando acabo escorregando e algo acerta minha cabeça fazendo eu perder minha consciência na hora.


[...]


Sinto uma forte dor de cabeça ao acordar aos poucos, minha cabeça ainda está um pouco confusa, não me lembro de quase nada do que aconteceu, mas ao me levantar percebo a grande bagunça em minha casa, a cozinha estava toda destruída e meu sofá todo rasgado. E aos poucos vou me recordando do que aconteceu e entro em alerta novamente, pego o taco de baseball e vou verificando os cômodos da casa, com muita cautela. 

Quando chego no meu quarto, abro lentamente a porta e entro aos poucos, quando fui verificar o que tinha ao redor não havia nada, fui em direção ao banheiro e peguei um enorme susto ao avistar quem estava lá dentro.



Notas Finais


Meu deus,prometo melhorar gente,mas é que tenho muitas atualizações pra fazer ainda aaaaaaa


Volto logo. Ksksksks espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...