1. Spirit Fanfics >
  2. Meu submisso (malec) >
  3. Eu vou cuidar de você

História Meu submisso (malec) - Capítulo 5


Escrita por: Karol_bane

Notas do Autor


Voltei gente😘😘
desculpe a demora
Espero que gostem do captulo de hojê e desculpa se tiver algum erro
Boa leitura

Capítulo 5 - Eu vou cuidar de você


Magnus estava em seu escritório trabalhando em um novo caso, ja faziam duas semanas que havia voltado daquela viagem e por conta da repercussão do caso estava recebendo muitos clientes 

Estava atolado de trabalho e reuniões intermináveis nem teve tempo de ver Alec nesses dias e estava de mau humor por isso, claro que poderia ter arrumado um tempo pra ir ver o rapaz, mas preferiu se manter distante 

desde aquele dia se sentia estranho com um incômodo no peito, depois do que ele tinha dito pra Alec e visto o sorriso que ele deu, sabia que talvez ele tivesse platado uma falsa esperança no rapaz e isso o estava incomodando 

Por mais que ele quisesse negar sábia que sentia algor por Alec, ele o tratava diferente dos outros submissos que ja teve, e está com ele a mais tempo do que ja esteve com qualquer outro e por mais que não admitisse ele queria ficar perto de Alec 

Mas toda vez que sentia suas barreiras serem destruidas pelo mais novo ele se lembrava daquele dia, se lembrava da dor que sentiu e em como machucou as palavras que ouviu 

Toda vez aquela cena repassava na sua mente como um lupin infernal que o impedia de esquecer e seguir em frente pois no fundo ele achava ser verdade tudo o que tinha ouvido

Foi tirado dos seus devaneios quando ouviu alguém bater em sua porta e logo em seguida Rafael entrar com um soriso no rosto 

— vim te chamar pra irmos almoçar 

— eu não estou com fome 

— nada disso, você vai almoçar comigo sim — disse firme e Magnus revirou os olhos sabendo que não tinha como escapar

— tudo bem, mas tem que ser rápido eu estou cheio de trabalho 

— tudo bem, vamos em um restaurante novo que abril na rua de trás dizem que é ótimo 

Magnus apenas concorda e eles saem da sala em direção ao elevador, eles pegam o carro de magnus e vão pra restaurante conversando sobre a boate

Ao chegarem la pegaram uma mesa e fizeram seus pedidos

— Eu queria conversar com você sobre o Lorenzo — fala Rafael com um um certo incômodo na voz

Lorenzo era um dos garçom da boate de Magnus a dois anos e ja havia sido seu submsso, só ficaram juntos por dois messes, mas ele não se conformava que Magnus não o queria mais

— o que ele aprontou dessa vez? 

— bom.. Ele descobriu que o Alec é o seu novo submisso e.. Bem ele tem me irritado bastante com esse assunto 

— ele não devia se encomador com isso afinal ele ja teve sua chance — fala dando de ombros 

— pelo amor Magnus você fala como se isso fosse normal — fala espantado 

— bom deve ser por que é rafa, o Lorenzo ja teve sua vez comigo e eu nem sei aonde eu tava com a cabeça pra aceitar ele como submisso

Quando Magnus viu Lorenzo se insinuando pra ele, achou engraçado a forma em que ele ficava quanse se jogando no seu colo e pensou que daria uma boa foda e propôs o contrato de submisso achou que seria bom, mas estava errado  

transar com ele era estranho Magnus não sentia tanto prazer quanto queria, e Lorenzo se apegou a Magnus tão rapido que ele preferiu acabar logo com o acordo deles, mas não viu problema nenhum em daixar ele continuar a trabalhar na boate 

— o problema Magnus é que ele vive me enchendo o saco falando que nunca arrumou um mestre que o fodesse tão bem quanto você que queria mais uma chance com você e blá blá

— se ele está te encomodando tanto demite ele — disse como se fosse óbvio 

— não é assim Magnus ele é um bom garçom, mas essa obsessão dele por você ja ta chata

— e você quer que eu fassa o que rafa? 

— quero que fale com ele, e peça pra ele parar de tocar nesse assunto e parar de destratar o Alec por... 

— calma ai como assim ele está destratando o Alec? — pergunta ja irritado

— como eu te disse ele sabe que o Alec é seu novo submisso e responde ele mau quado está perto ou derruma alguma coisa nele, Alec finge não se encomodar e que não liga, mas eu sei que o Lorenzo faz de propósito 

— e você só me conta isso agora? Pode deixar que hoje mesmo eu falo com ele

Rafael concorda e eles terminam de almoçar em silêncio, Magnus volta pro seu escritório e passa o dia lá até a hora de ir pra boate. 

Ja de noite ele entra na boate e avista rafa no bar e pede pra ele mandar Lorenzo no seu escritório, rafa corcoda e vai a procura do garçom enquanto Magnus vai pra sua sala

Ele senta na cadeira e analisa alguns papeis até ouvir alguém bater em sua porta e ele permite a entrada ja sabendo quem era

— queria me ver chefe? — pergunta Lorenzo depois de fechar a porta e ficar encostado nela olhando pra baixo em modo submisso 

Magnus revirou os olhos e respirou fundo pra não perder e pingo de paciência que tinha

— sim, senta e olhe pra mim enquanto eu falo com você, você não é mais o meu submisso Lorenzo 

Ele fala e ve o homem o olhar com uma certa tristeza enquanto anda até a cadeira, mas não se importa nem um pouco com isso

— vamos direto ao assunto... Eu sei que você anda falando de mim por ai e que anda tratando mau o Alec e eu não quero que isso se repita

— mas por que ele Magnus eu posso te satisfazer mais... 

— isso não lhe diz respeito Lorenzo e se eu sonhar que você olhou torto pro Alec ou falou alguma coisa sobre o que tivemos você sera demitido na hora eu fui claro? Não se esqueça que você assinou um contrato de sigilo

— mas ele não é bom pra você Magnus e ta na cara que ele não sabe.. Que a gente ja... 

 — claro que não e nem vai por que se você contar vai estar quebrando o contrato — disse olhando sério em seus olhos — eu espero que você se ponha no seu lugar e não volte a arrumar problemas estamos entendidos? 

— sim.. 

— otimo agora volte ao trabalho 

Ele saiu da sala e Magnus se deixou cair na cadeira, ele estava bravo e com saudades de Alec então decidiu matar dois coelhos com uma cajadada só ja pegando seu celular


Mensagem on.. 

— Alec estou te esperando na boate

— não vai dar Magnus eu estou ocupado

— ocupado com o que? 

— com um problema particular... deixa pra outro dia pode ser? 

— tudo bem então 

Mensagem off


Magnus não entendia Alec nunca se recusou a encontra-lo, e isso fez pensar que tinha algo de errado e que talvez o rapaz não queria mais o ver e que talvez quisesse ronper o contrato 

Será que Alec tinha se cansado dele? esse pensamento assustou Magnus ele não queria perder Alec então pulou da cadeira e foi atrás do seu amigo precisava ver se ele sabia de algo

Achou Rafael no bar e ja foi logo o interrogando 

— Rafael você sabe se o Alec está com algum problema? — perguntou um pouco nervoso 

— não que eu saiba por que? 

— eu o chamei pra vir pra cá e ele disse que está com um problema "particular" — fez aspas com a mão 

talvez ele esteja mesmo com um problema, não sei o por que desse estresse todo — falou simples mas Magnus sendo o bom advogado que era conseguia ver quando alguém estava escondendo algo dele 

— Rafael para de gracinha eu sei que você está me escondendo algo e nem tente negar... Anda logo o que o Alec tem? 

Ele suspirou — o Alec pediu pra não te contar mas.. 

— não me contar por que fala de uma vez criatura 

— o Alec ta com um resfriado ja tem uma semana e não queria que eu te contasse

— o que! mas por que ele não queria que eu soubesse? — pergunta sentindo um aperto no peito por ter sido tão desatento com o seu anjo

— bom... Ele ficou com medo de você arrumar outra pessoa pra.. Bem você sabe

Magnus olhou pra ele com os olhos arregalados e sentindo seu peito doer, não disse nada só virou as costas e saiu da boate deixando seu amigo pra trás 


*****

Alec estava deitado na sua cama estava com febre de novo, ja tinha ido no médico e estava tomando medicamentos a uma semana, mas parecia que não estavam funcionando 

Ele estava com saudades de Magnus, mas do jeito que estava não conseguiria sair de casa nem se quisesse, estava com olheiras pelas noites mau dormidas e com uma moleza no corpo, com o nariz vermelho e a garganta seca

Não queria que Magnus o visse assim pois tinha medo de o perder sábia que Magnus era insaciável e pensava que se Magnus soubesse que ele estava doente não iria se segurar até que ele estivesse melhor

Pensava que ele provavelmente arrumaria outro submisso pra lhe sastifazer, esse tipo de pensamento assustava Alec, só em pensar que um dia Magnus não iria o querer doia mas tentava aproveitar ao máximo o tempo que tinham juntos

agradeceu quando ele entendeu que não podia ir ao seu encontro hoje, claro que ele ficou chateado queria que o indonésio se importasse mais com ele mesmo sabendo que isso não iria acontecer

Tinha falado com Izzy por ligação e a mesma disse que se ele não melhorasse logo ela mesma iria vir cuidar dele, claro que ele achou graça mas sabendo como Izzy é não duvidava nada

Estava deitado encolhido nas cobertas quando ouviu a campainha tocar, se perguntava quem poderia ser aquela hora sendo que não havia ninguém pra visitá-lo, ela tocou de novo e ele levantou resmungando enquando se enrolava no seu cobertor pra ir até a porta estava sentindo muito frio

Quando abril a porta quase caiu pra trás, ele estava la parado com duas sacolas na mão e um sorisso lindo nos lábios

— Magnus.. O que ta fazendo aqui? — perguntou chocado e um pouco envergonhado pelo seu estado

— eu soube que estava doente e vim cuidar de você — disse como se fosse óbvio ja entrado no apartamento 

Alec ainda estava em choque Magnus estava bem ali e dizendo que ia cuidar dele, pensava que podia estar delirando por conta da febre

— meu deus Alec você está ardendo em febre — ouviu e só agora Alec notou que ele está com a mão em seu rosto

— e-eu.. É só um pouco de febre 

— vem você vai tomar um banho morno agora mesmo enquanto eu fasso uma sopa pra você 

— Magnus não precisa eu to bem... 

— não Alexander não ta e pelo jeito que ta a sua cozinha faz dias que você não come direito agora vá ja tomar um banho morno que eu vou fazer uma sopa pra você 

Alec saiu da sala e foi em direção ao banheiro estava com muito frio e tomar um banho morno estava sendo difícil, mas se forçou  não queria desobedecer Magnus 

Ele estava feliz Magnus estava ali cuidando dele, ele se perguntava por que ele estava fazendo isso não queria dar trabalho ao mais velho e não queria que Magnus fizesse isso por pena 

com certeza mataria Rafael quando o visse ele era o único fora sua irmã que sábia que ele estava doente e tinha praticamente implorado pra ele não contar pro Magnus, mas claro que ele ia contar

Ele colocou uma roupa de moletom e deitou de novo, estava cansado e com sono fechou os olhos um pouco pois as vistas estavam pesadas 

não sabe quanto tempo se passou mas acordou com o som da voz calma e doce de Magnus o chamando, ele piscou algumas vezes e sentou na cama devagar tentando despertar de vez

— eu dormi por muito tempo? 

— não, mas eu te cordei pra você tomar a sopa do jeito que ta não é bom dormir de estômago vazio

Ele entregou um prato de sopa pra ele e só  naquele momento percebeu o quanto estava faminto quando seu estomago deu sinal de vida

— meu deus Magnus isso ta uma delícia — disse realmente imprecionado com o gosto

— que bom que gostou é uma receito da minha vó ela sempre fazia pra mim quando eu ficava doente e dizia que era a sopa da cura — fala nostálgico 

— eu não sábia que você cozinhava 

— tem muitas coisas que você não sabe sobre mim meu caro — disse sorrindo

— por que sera né — disse e arregalou os olhos percebendo que pensou em voz alta

Magnus engoliu em seco e ficou em silêncio vendo Alec terminar de comer

Depois que ele terminou a sopa Magnus levou o prato pra cozinha, voltou e mediu sua febre e foi buscar água pra lhe dar o remédio 

— obrigado por ter vindo Magnus — disse bebendo o remédio 

— eu poderia ter vindo antes se você tivesse me contado 

— eu.. Eu não queria te encomodar sei que você é muito ocupado e que nossa relação é baseada no contrato nada mais e... 

— Alexander.. Eu sei que pode não parecer mais eu me importo muito com você e não quero que pense nem por um segundo que eu o trocaria por alguém só por que está doente 

— e-eu só pensei que.. 

— eu sei e não pense mais nisso OK?.. Eu vou ficar aqui e vou cuidar de você 

— mas e a boate e seus compromissos? 

— nada é mais importante que você e o seu bem estar — disse firme olhando nos seus olhos

Alec se estava emocionado em ouvir isso, sábia que Magnus sentia algo por ele e que não demonstrava, em alguns momentos pensou até que fosse coisa da sua cabeça tentava se convencer que Magnus não queria nada além do que eles tinham no contrato 

Mas Magnus sempre o deixava confuso, quando Magnus disse que eram um dou outro Alec tinha certeza que tinha dando um avanço, mas depois disso ele sumiu de novo e Alec pensava que ele tivesse se arrependido do que tinha dito

Mas agora ele estava ali e naquele momento Magnus demonstrava preocupação, cuidado e carinho e mesmo que o indonésio tentasse disfarçar Alec tinha certeza que o que eles tinham ia além de um contrato

— eu vou ficar com você hoje pra ter certeza que sua febre não vai volta vou dormir no quanto ao lado se precisar de algo é só.. 

— dorme aqui comigo? — perguntou inseguro sábia que estava pedindo muito, mas não queria ficar sozinha naquela cama

Ele sábia que Magnus não dormia com ninguém, sábia que ele evitava que tivessem um momento mais íntimo além do sexo, mas Alec queria tanto dormir sentindo o cheiro dele que não se conteve, mas pelo silêncio do mais velho estava se arrependendo de ter pedido

— olha se não quiser tudo be.. 

— eu drumo com você — disse com a voz calma — mas espero que você não ronque

— idiota.. eu não ronco 

Magnus tirou a roupa e ficou só com sua box preta, se deitou ao lado de Alec eo puxou pra si fazendo ele deitar com a cabeça no seu peito 

Alec não conseguiu evitar de sorrir com o gesto do mais velho e se aconchegou melhor a ele escondendo o rosto na curva do seu pescoço inalando seu cheiro 

agora com seus corpos juntos aquecendo um ao outro, mesmo que não quisessem admitir ambos se sentiam felizes e completos e queriam que aquele momento durasse pra sempre





Notas Finais


Foi isso até a próxima 🍸💃
🗣️Me digam o que acharam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...