1. Spirit Fanfics >
  2. Meu talismã (Saida) >
  3. Beijo

História Meu talismã (Saida) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Beijo


O velório ocorreu em exatos 50 minutos, dali, todos os presentes se direcionaram ao novo apartamento de Sana, e seu pai. Chá, bolo e biscoitos foram servidos à família, Dahyun, era a única não Minatozaki naquele cômodo.

_Desculpa te obrigar à ficar aqui. Sana se aproxima com uma taça contendo vinho.

_Imagina, tá tudo bem. Minatozaki encara o corpo de Kim sem nem mesmo disfarçar, o vestido preto fazia jus às suas curvas. 

_Você fica bem de preto. Comenta bebericando pouco mais do líquido em mãos, não percebeu o rosto da outra ruborizar. 

_Obrigada, é a primeira vez que uso esse vestido, prefiro roupas coloridas...Sana encosta na parede, as duas se encontravam no canto da sala. 

_Sei disso. Diz simplista. _Quer alguma coisa para beber ou comer ? Meus tios capricharam. Mesmo com ironia na frase, a japonesa estava tentando ser simpática. 

_Não, obrigada, beberia até talvez um pouco de vinho, mas, não chego à uma taça, iria desperdiçar. Morde o lábio inferior por conta do ressecamento. 

_Quer um pouco do meu ? Estende a bebida. 

_Não quero te incomodar. Nega por educação. 

_Tcs, vamos, beba um pouco. Entrega a taça para Kim à qual aceita com um sorriso de canto. Sana focou nos movimentos da mais nova, estava quase babando. 

_Foi gentil da sua parte dividir comigo. Diz ao entregar à taça. 

_Que isso...Somos amigas não é ? 

_Amigas...

_Dahyun ! Yamato se aproxima sorridente, ou ao menos tentando se manter contente. 

_Senhor Yamato, quanto tempo. Passa por Sana que alisava a beirada da taça com os dedos, abraça o mais velho. 

_Dez anos, como você cresceu. _Era deste tamanho quando lhe vi pela última vez. Levanta sua mão na altura de 1 metro mais ou menos. 

_Não que eu tenha ficado tão alta. Os dois riem, Dahyun precisava olhar para cima ao se comunicar com o homem. 

_Mesmo sendo numa situação como essa, fico feliz de te ver. 

_Digo o mesmo, sinto muito por Naomi. 

_Ela era uma ótima esposa, uma mãe maravilhosa, mas, acima de tudo, uma boa pessoa, vamos lembrar dela assim...sorrindo. Dahyun assente com a cabeça, Yamato acaricia as costas da garota ao se despedir.

_Pai ? 

_Umm ? Acaba por chamar à atenção de Kim também. 

_Eu e a Dahyun, nós... Podemos ir para o meu quarto ? O homem cruza os braços. 

_Não consegue ficar com seus parentes por mais de uma hora não é ? Ele ri baixo pensando na resposta. _Tudo bem, tudo bem, ocupo o tempo deles sozinho. 

_Obrigada appa. Sorri entregando a taça para o mesmo e puxando Dahyun consigo, a mesma que carregava uma feição confusa. 




_Sana, deixou sua família por mim. Era disso que eu estava falando, estou atrapalhando tudo. 

_Que nada, mesmo se estivesse sozinha viria para o quarto, digamos que meus tios e primos não sejam tão boa companhia. Se joga na cama.

_Prefere a minha ? Dahyun se senta ao seu lado, a de cabelos rosados se manteve em silêncio por alguns segundos. 

_É...claro. Foi o que conseguiu dizer. Kim deita-se junto à mesma. 

_Lembra de quando eu disse que íamos nos casar ? Encara a japonesa que desce seu olhar até a mais baixa. 

_Lembro...você tinha quatro anos, foi quando eu peguei sua boneca numa árvore. 

_E depois, você caiu. Prende a risada olhando para o teto. 

_Ya ! Essa parte é desnecessária. 

_Não, é a minha favorita. 

_Você é má Tofuh.

_Eu cuidei de você, fiz seu curativo- 

_Beijou a minha testa... Seus olhos se guiaram até a boca da coreana que ainda fitava o teto. _Dahyun ? Se senta ajeitando o cabelo, à outra segue os movimentos. _Você namora ? 

_O que é isso derrepende ? Ri nervosa. 

_S-só curiosidade. 

_Não, meu último namorado terminou comigo quando se mudou para Busan, mas sabe, acho que estava com ele mais pelos meus pais. 

_Ah. 

_E você ? Como vai a vida amorosa ? 

_É como dizem, solteira sim, sozinha nunca. 

_Quer dizer que nós duas estamos sem os "príncipes encantados" ? 

_No meu caso, tá mais para princesa... Diz baixo voltando seu olhar para o armário. 

_Princesa ? Não sabia que você... 

_Gostava de garotas ? Meu coração ainda está confuso. 

_Quem foi a sortuda que lhe fez duvidar de sua sexualidade em ? Arqueia as sobrancelhas rindo um pouco. 

_Uma garota qualquer no Japão...Ela não era o que eu esperava.

_A maioria das pessoas é assim, pensamos que à conhecemos mas no final, hum, tu nem conhece à si mesmo. 

_Tem completa razão. Brinca com os dedos durante o silêncio que se estabeleceu.

_Que horas são ? 

_Humm... Estica o pescoço tentando observar o despertador. _21:27h, tem de ir para casa ? Faz um biquinho triste. 

_Não, meus pais vão passar a noite fora, por isso, tive uma idéia, se você tiver coragem lógico. 

_E o que seria ? 

Kim se levanta. 

_Põe uma roupa confortável e me empresta uma blusa, vou te levar até um lugar incrível ! 

                ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤



_Uma pedra ? D-Dahyun eu tenho medo de altura. Tenta se equilibrar, a coreana segura em sua mão.

_Calma, vai valer à pena. As duas continuam caminhando, não era íngreme, apenas alto. Kim carregava um bolsa, com duas toalhas e casacos. Ela forra o chão com um dos tecidos, se sentando em seguida. 

_Sério ? Paguei um táxi para sentarmos num lugar desconfortável ? Minha cama era melhor...

_Shhh ! Para de reclamar, vêm, prometo que vai gostar. Sorri desfazendo sua feição brava, Sana suspira derrotada juntando-se à morena. 

_Dá para ver a cidade daqui, luzes... Olha para cima apoiando sua cabeça no ombro de Minatozaki. _As estrelas...e a água cristalina logo abaixo de nós, um dos poucos bons lugares que restou. 

_É...é... As bochechas de Sana ruborizaram quando Dahyun permaneceu em seu ombro. _Não imaginei que, esse dia pudesse ser bom de alguma forma, você fez dele...perfeito. Dahyun não responde de momento. 

_Só quero lhe ajudar, além de que, eu amo ficar com você. 

_As pessoas não costumam falar isso, preferem distância. 

_Sobra mais para mim. Diz rindo baixo. A japonesa acaricia o braço da garota ao seu lado, as duas se mantêm assim por uns 5 minutos apenas aproveitando a presença uma da outra. 

_Vamos pular ? Dahyun diz animada se levantando. 

_O que ? Lá embaixo ?! Arregala os olhos. 

_Sim oras. Retira sua blusa ficando apenas de sutiã, Sana engoliu à seco. _É a melhor parte, e, à essa hora, a água deve estar numa temperatura ótima. Deixe de ser medrosa, vou estar com você. 

Tira também seu short, foi impossível não encarar, porém, Minatozaki quase à comia com os olhos.

_Vamos...por favor... Sua feição de cachorrinho abandonado convenceu a mais velha. 

_Tá, tá, tudo bem. Levanta começando à se "despir", ficando apenas de calcinha e sutiã assim como a coreana. 

_Isso ! Quase saltitava de alegria, estica sua mão para a japonesa que não contestou em segurar, as duas caminham até a ponta da pedra, se entreolham, Kim sorrindo como uma criança e Sana negando baixo. 

_Um ! 

_Dois ! 

Dahyun fazia a contagem. 

_Três ! 

Saltam sem soltar as mãos gritando, uma de felicidade e a outra por medo. A água não se encontrava nem gelada, nem quente, amena, como Dahyun havia dito.

_Não foi incrível ?! Bate na água com as mãos. 

_D-Dahyun...eu não tô gostando disso. 

_O que foi ? Se machucou ? Seu sorriso se desmancha, Sana nega.

_Tenho medo do mar, mesmo sem ondas...

_Quer segurar em mim ? Se aproxima da mais velha que assente com a cabeça, pondo suas mãos na nuca da coreana. 

_Agora está perfeito... 

Seus corpos estavam unidos, Sana podia sentir os seios de Kim contra os seus, tentava se manter centrada, expulsando os pensamentos impuros. 

_Sana-unnie ? Por que está me encarando ? Pergunta envergonhada. 

_Você é muito bonita Dahyun, levou seus olhos até o pescoço da garota e depois para a boca. _Muito, muito mesmo... 

Puxa a mais nova roçando suas intimidades fazendo Kim arfar. 

_S-Sana... 

A japonesa uni seus lábios com os da morena, de início, Dahyun tenta resistir, mas logo cede, dando permissão com a língua, o contato foi longo, Minatozaki sentiu seus pulmões arderem. 

_D-desculpa. Aperta os olhos pois não tinha coragem de soltar Kim. _S-sinto muito...

A coreana não responde, apenas acaricia as costas de Sana pondo seu rosto sobre o peito da mesma, relaxando ali. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...